Cada um no seu quadrado

Um quadro pode trazer vida a uma parede triste( além da cor bem escolhida). Mas, o que expor?
No post de hoje, no Dcoração,  a Vivianne Pontes praticamente afirma, que: “o céu é o limite”!
Só precisa “ter e/ou fazer algum sentido” para os moradores. Expor, apenas para ostentar, ainda que seja uma obra de arte, pode deixar a casa com cara de museu.

Eu, por exemplo, adoraria ter um quadro como este na minha sala, numa combinação bastante clássica:
Parede amante da arte da música
Bromeliad

Na mesma linha “apaixonados por música”, versão pop, o quarto da blogueira e designer gráfica Jennifer Ramos, do MadeByGirl:
Parede amante da arte da música
Toques de cor, numa parede escura. A mesinha de cabeceira foi destacada pelo patch de papéis de parede.

Neste quarto os quadros foram simetricamente pendurados, limitando-se à cabeceira da cama:
091411samerfawazhousetour_27_rect640_rect540
Apartment Therapy

Mas vale uma brincadeira, com a moldura caída:
022711_refreshing_frames.jpg
Apartment Therapy

A última combinação, cuirosa, aproveitando o ângulo da parede e fazendo os quadros refletirem-se, como num espelho:
Do-it-yourself project | How to cluster photo frames to a corner
Home Life

Leia Mais