Ainda é natal!

Natal é período apropriado para reconciliações. Aproveitando, faço “mea culpa” e peço perdão: pelo meu sumiço e aparente falta de interesse com o blog.
Havia programado alguns posts, mas a correria acabou me atropelando.
Aliás, foi assim que me senti, ontem à noite: como se um caminhão tivesse passado por cima de mim, tamanho o cansaço! Se papai noel tivesse aparecido, nem teria percebido.

Essa época também é propícia a lembrar daquelas pessoas que realmente fazem diferença na nossa vida. Mas a situação não tá nada fácil: nem sempre dá para presentear cada um, como gostaríamos.
Pensando nisso, resolvi rechear umas marmitas com biscoitos feitos por mim. E embora o natal já tenha passado, antes do ano acabar, ainda vale presentear.
Alfajores que desmancham na boca, deixando um gostinho de quero mais, mais…
Alfajores
Marmitas de natal (mostradas num post do ano passado) foram minha opção para embalar os alfajores.
Marmitas de cookies
Falando em biscoitos, a Ana Resstel pediu-me, via Facebook, que lhe mandasse o link de uma receita de cookies de aveia publicada há tempos, aqui no blog.
Pra quem ainda não sabe, na barra lateral D há uma “caixinha” de pesquisa onde podem acessar, com palavras-chave, posts mais antigos.
Entendi a dificuldade da Ana, pois só de “cookies”  há várias receitas.
Como esta:
“Biscoito chama menino” 
Ou esta:
“I love cookies” 
Mais esta:
“Cookie triplo de chocolate da Nigella” 
Mas a que a Ana queria, mesmo, era esta:
“Cookies de aveia” 
E até mandou foto, do feito:

A Lu Gastal republicou a receita“os melhores biscoitos do mundo” e eu, encasquetei de fazer, para o natal!

Esses são os que ela mesma fez. Os meus, não deu pra fotografar.
Tive uma dificuldade inicial para trabalhar a massa no calor que fazia, véspera de natal: apesar de ter acabado de sair da geladeira ela parecia dissolver-se, e grudava com facilidade, na hora de ser aberta com o rolo. Mas foi só dividi-la em duas partes e guardar a massa restante na geladeira, enquanto abria a outra metade um pouco mais grossa, para contornar o problema.
Também achei, que apenas 14′ não foram suficientes pra os biscoitos ficarem bem crocantes( talvez, por tê-los aberto um pouco mais grossos).
Outro senão é que a receita não ensina como fazer o glacê: como não sou confeiteira e estava com pouco tempo, ficaram sem decoração, mesmo. Como minha primeira experiência com a receita,  até que o resultado foi bem razoável mas o “melhor biscoito do mundo”, mesmo, é aquele que é feito com carinho, para agradar( embora alfajores estejam nessa disputa, como os melhores!).

Falando em carinho e doçura, como presente de natal atrasado deixo este vídeo mostrando Dona Canô, que morreu aos 105 anos, depois de ter passado a noite de natal com a família( data apropriada para um anjo partir…): “Música velha é que é música boa!”

Enquanto isso fico por aqui, na contagem regressiva para o retorno do filho, que chega da Alemanha na sexta.
Reiterando o convite para me acompanharem, lá no Facebook. Apesar de mais curtas, as atualizações são diárias.
Abraço de tigre!

Leia Mais

Maratona do natal

Se você é como eu e deixou tudo pra cima da hora, não se desespere! Ainda há tempo.
Isto é, se o mundo não acabar na sexta!…
É que eu tô “quiném” carro velho: demorando a pegar…o “espírito de natal”.

Às vezes acontece( enquanto a maioria está envolvida nos afazeres prazerosos das festas de final de ano) sentir-se solitária e melancólica. Talvez influência do Grinch…

Deixando de lado o pessimismo, vale inspirar-se nalgumas ideias simples para acrescentar um toque de alegria a esse dia tão especial!
Do site Panelinha, a sugestão de substituir os prendedores normais por outros, natalinos:

Também do Panelinha estes lindos biscoitos, vencedores do concurso #FimDeAno do site:

Na revista Estilo desse mês, um bolo brownie com cara de festa:

Guirlandas sempre foram minha paixão natalina!
Esta, feita com refugo de madeira e muita criatividade é da La Calle Florida:

A Lucila Turqueto, do Casa de Valentina, até fez um post com guirlandas dos leitores. Ela mesma colocou a mão na massa e confeccionou a dela:

Decorando um espelho, parede ou porta, em qualquer lugar a guirlanda será destaque:



Imagens acima: Decorology
A árvore de natal é um caso à parte.
Também do Casa de Valentina, papel crepom sobre uma base de isopor( PAP, no link):

Casa de Valentina
Da página da Lu Gastal no Facebook saiu esta, para amantes da costura:

E a Lu ensina como incrementar as luzinhas de natal, neste vídeo:

Vamos correr?

Leia Mais

Começando com o pé direito

O velhinho foi-se tranquilamente no sábado, sem fazer estardalhaço, pelo menos aqui em casa.
DSC08475
A cerimônia de despedida foi bem simples: depois do culto familiar fiz passar um castiçal com uma vela acesa, quase se consumindo, pela mão de cada presente, enquanto um agradecimento por 2011 e um pedido para 2012 era feito. Ao final da contagem regressiva, a vela foi apagada: assim nos despedimos do velho ano.
Depois, à mesa de comida:
DSC08476
Lembram-se da caixinha para impressão, que postei aqui?
Fiz biscoitinhos de cacau, embalei-os em saquinho de celofane e recheei-as. Aproveitando a ideia dos “biscoitos da sorte” pedi ao meu menino do meio que escrevesse recadinhos, tipo previsões ou ideias para o ano novo. As mensagens foram bem criativas, bem ao estilo dele.
DSC08480
A mesa das crianças:
DSC08479
O cardápio foi simples: salada de lentilhas, chester, farofa, arroz branco.
Mesa de apoio
A mesa de doces, uma tentação!
Mesa de tentações
Enfieei o pé na jaca, ou melhor: a boca nas rabanadas, feitas pela minha mãe!
Mesa de doces
Também fiz torta africana( cacau, côco e abacaxi), minha mãe, pavê de maracujá com brigadeiro mole e, na cesta de coração: manga seca, trazida pela sogra.
A salada de lentilhas com bacalhau foi uma ideia da revista Estilo deste mês, muito simples e saborosa:
Salada de lentinhas e bacalhau
Cozinhei 500g de lentilhas, dessalguei e desfiei mais ou menos a mesma quantidade de bacalhau. Depois, passei-o no azeite e alho. Antes de tirar do fogo acrescentei azeitonas pretas, salsinha e cebolinha picadas. Misturei à lentilha, cozida e escorrida, mais 2 cs de tomilho, 1 pimentão pelado e picado. Acertei o sal e azeite. O toque final ficou por conta das rodelas de cebola douradas, dispostas por cima da salada. Pode servi-la morna, ou fria.

Só mais um recadinho, para começar o ano:
No fim de semana fiz um breve retiro virtual.
Nesse meio tudo parece lindo, maravilhoso, perfeito! Encarregamos-nos de criar o perfil de uma vida ideal. Acontece que, não sou um personagem de mim mesma: sinto tristeza, raiva, desânimo, medo de que as coisas piorem, que as pessoas piorem, incluindo, eu…
Mudar um móvel de lugar, transformar a casa, fazer um “extreme make over” doméstico é bem mais fácil e simples que mudar a nós mesmos. Mas a esperança nas pessoas não deve ser a “última a morrer”, como diz o ditado. Não pode morrer, nunca!
O desconhecido torna-nos frágeis. Mudanças amedrontam. Porém, devemos crer que vem para melhorar. Podem até não ser grandes, drásticas; pequenas, sutis já fazem uma grande diferença.
Nosso destino não está escrito nas estrelas, muito menos num “biscoito da sorte”. Nós mesmos tratamos de o escrever e reescrever, todos os dias. Como diz aquela música conhecida:
“Depende de nós…”
Um 2012 abençoado, para todos!

Leia Mais

Causando boa impressão

Hoje recebi minha mãe e irmã, vindas de Belém. Na bagagem açaí, polpa de cupuaçu, bombons do Pará, tucupi, jambu, tapioca, farinha: sabores que não se encontram, nem podem ser reproduzidos por aqui.
Isso só aumenta minha vontade e responsabilidade de fazer uma ceia de ano novo, melhor que a natalina.

Ainda decidindo o cardápio do dia, mas a arrumação da mesa também precisa ser caprichada.
Pequenos detalhes, ajudam a fazer a diferença.
Já pensou, seu convidado ser recebido à mesa com um presentinho como este?

Skip to my Lou

Pode ser algo simples: um bombom, ou um bilhetinho de ano novo, enfim, um carinho a mais!

O modelo da caixinha pode ser encontrado aqui, para impressão. Depois é só recortar, montar e amarrar com uma bela fita seus melhores desejos para 2012!

Leia Mais

Improvisos de natal

Alguns detalhes do nosso natal, incluindo a pequena árvore improvisada sobre a lareira:
DSC08232

Os meninos foram encarregados de cortar alguns galhos dos ciprestes que temos em volta da casa. Depois, montei uma pirâmide com blocos de espuma floral. Na última hora, foi o melhor que pude fazer.
DSC08233
DSC08236

Na véspera de natal a tarde esquentou por aqui: quase perdi a paciência com as confusões criadas entre o filho caçula e o primo. Mas, tudo terminou bem: os ânimos esfriaram-se, assim como a temperatura, e a noite de natal foi amena e agradável.
Acendemos velas, ligamos as luzinhas, cantamos, tocamos…
DSC08304
DSC08310

Lemos uma passagem na Bíblia sobre o nascimento de Jesus, oramos, nos abraçamos, comemos…
DSC08321

Há anos dividimos a noite de natal com uma família de amigos. Como todos gostam de música, improvisamos tocar uma, bem conhecida…

Leia Mais