Como domar um gato

Essa semana passei pela traumatizante tarefa de dar um comprimido à Chanel. Não, que nunca tivesse feito isso antes: com os outros, mais dóceis, achara que fosse capaz. Mas a gata é praticamente uma selvagem!
A situação foi desanimadora. Tentei, sozinha, enfiar-lhe o comprimido goela abaixo: entre mortos e feridos saí arranhada e ela, assustada, correu pra longe, depois de cuspir o remédio.
Segunda tentativa…também frustrada.
Então, pedi ajuda aos universitários!
O Facebook é praticamente um oráculo! Um reduto de gateiros, onde fui ganhar confiança e dicas que me ajudassem.
As orientações foram diversas. Houve até quem sugerisse usar uma armadura( minhas mãos agradeceriam!), mas em uma coisa foram unânimes: não é “fácil, extremamente fácil” como parece!
Chanel e o raio de Sol
(Mó cara, de: “tô nem aí, tô nem aí!…”)

Então a Fátima Zapella compartilhou um texto, muito interessante, que aproveito pra dividir com vocês:

“COMO DAR COMPRIMIDO A UM GATO”

1. Pegue o gatinho e aninhe-o no seu braço esquerdo como se segurasse um bebê.
Coloque o indicador e o polegar da mão direita nos dois lados da boquinha do bichano e aplique uma suave pressão nas bochechas enquanto segura o comprimido na palma da mão. Quando o amorzinho abrir a boca atire o comprimido lá para dentro. Deixe-o fechar a boquita e engolir.2. Recupere o comprimido do chão e o gato de detrás do sofá. Aninhe o gato no braço esquerdo e repita o processo.3. Vá buscar o gato no quarto e jogue fora o comprimido meio desfeito.

4. Retire um novo comprimido da embalagem, aninhe o gato no seu braço enquanto segura firmemente as patas traseiras com a mão esquerda.
Obrigue o gato a abrir as mandíbulas e empurre o comprimido com o indicador direito até ao fundo da boca. Mantenha a boca do gato fechada enquanto conta até dez.

5. Recupere o comprimido de dentro do aquário e o gato de cima do guardarroupa. Chame a sua esposa.

6. Ajoelhe-se no chão com o gato firmemente preso entre os joelhos, segure as patas da frente e de trás.
Ignore os rosnados baixos emitidos pelo gato. Peça à sua esposa que segure firmemente a cabeça do gato com uma mão enquanto força a ponta de uma régua para dentro da boca do gato com a outra.
Deixe cair o comprimindo ao longo da régua e esfregue vigorosamente o pescoço do gato.

7. Vá buscar o gato no trilho da cortina e retire outro comprimido da embalagem. Tome nota para comprar
outra régua e consertar as cortinas.
Cuidadosamente varra os cacos das estatuetas e dos vasos do meio da terra e guarde-os para colar mais tarde.

8. Enrole o gato numa toalha grande e peça à sua esposa para se deitar por cima de forma que apenas a cabeça do gato apareça por debaixo do sovaco.
Coloque o comprimido na ponta de um canudinho de beber, obrigue o gato a abrir a boca e mantenha-a aberta com um lápis. Assopre o comprimido do canudinho para dentro da boca do gato.

9. Leia a bula inclusa na embalagem para verificar se o comprimido faz mal a humanos, beba uma cerveja para retirar o gosto da boca.
Faça um curativo no antebraço da sua esposa e remova as manchas de sangue do carpete com o auxílio de água
fria e sabão.

10. Retire o gato do barracão do vizinho. Vá buscar outro comprimido.
Abra outra cerveja. Coloque o gato dentro do armário e feche a porta até o pescoço de forma que apenas a cabeça fique de fora. Force a abertura da boca do gato com uma colher de sobremesa. Utilize um elástico como estilingue para atirar o comprimido pela garganta do gato abaixo.

11. Vá buscar uma chave de fendas na garagem e coloque a porta do armário de novo nos eixos. Beba a cerveja.
Vá buscar uma garrafa de whisky.
Encha um copo e beba. Aplique uma compressa fria na bochecha e verifique a data de quando tomou a última vacina contra tétano. Aplique compressas de whisky na bochecha para desinfetar. Beba mais um copo.
Jogue a camiseta fora e vá buscar uma nova no quarto.

12. Telefone aos bombeiros para virem retirar o desgraçado do gato de cima da árvore do outro lado da rua. Peça desculpa ao vizinho que se espatifou contra o poste, enquanto tentava desviar-se do gato em fuga.
Retire o último comprimido de dentro da embalagem.

13. Amarre as patas da frente às patas de trás do filho da puta do gato, com a mangueira do jardim, e em seguida prenda firmemente à perna da mesa da sala de jantar. Vá buscar as luvas de couro para trabalhos de jardinagem na garagem. Empurre o comprimido para dentro da boca da besta seguido de um grande pedaço de carne. Seja suficientemente bruto, segure a cabeça do corno na vertical e despeje-lhe um litro de água pela goela abaixo para que o comprimido desça.

14. Beba o restante whisky.
Peça à sua esposa que o leve ao pronto-socorro e sente-se muito quieto enquanto o médico lhe costura os dedos, o braço e lhe remove os restos do comprimido de dentro do seu olho direito. A caminho de casa ligue para a loja de móveis para encomendar uma nova mesa de jantar.

15. Trate de tudo, para que a sociedade protetora dos animais venha buscar o gato mutante fugido do inferno.
Telefone para a loja de animais e pergunte se têm tartaruguinhas.

Não precisa levar ao pé da letra. É só uma brincadeirinha.
Mas, resumindo a história: desisti do comprimido. Apelarei a outra forma de apresentação, mais fácil de aplicar.
Se todas as dicas anteriores não ajudarem, a Suzan Afonso enviou-me um video( dessa vez, sério!), com dicas úteis de uma veterinária:

Que tipo de gato é o seu: anjo, demônio?
Todos iguais: indispensáveis!
Aninhados

Leia Mais

Enchendo linguiça…

Depois de quase 3 meses de tempo instável e céu nublado o Sol voltou a aparecer por aqui( apesar da previsão de muita chuva para os próximos dias).
Só que, nos dias mais quentes, a vontade é de me jogar no sofá e vegetar o resto da tarde…

My Sweet Savanah
Mas não posso me queixar, pois o clima na serra é sempre mais ameno. Tenho o privilégio de sentir um ventinho frio no rosto( e, não é de um ventilador!), enquanto escrevo este post preguiçoso.
(Santa Teresa, eu sempre vou te amar! Só me dá um desconto, que eu tô meio gripada.)
Hulk vai fazer sala pra vocês, enquanto me recupero na cama…
DSC00959
Ops! Parece que ele também não está para muita conversa.
DSC08095
Será o calor?
Tinoco e Pingo fingem ser velhos amigos, enquanto dividem um lugar ao Sol…
Tinoco e Pingo
Aceitam companhia? Parecem não se importar…
Pingo e Tinoco
Para concluir, um pedaço reconfortante de um bolo cheiroso de mamão, aveia, cravo e canela:
Bolo de mamão
Receita, no blog da minha amiga gaúcha Rosana Sperotto.
Rosana, saí da dieta mas por uma boa causa, afinal, sou da opinião de que, se for pra errar, que erre certo!
E esta receita é certeira!

Leia Mais