Notícias daqui…

Como disse certa vez um amigo: “viver é administrar crises”.
Depois do sumiço do gato, A Maizena chegou e está muito bem adaptada à nova casa. Infelizmente, nem tive muito tempo de curti-la essa última semana: muito trabalho, cansaço, stress e, pra completar, o filho mais novo precisou de uma cirurgia de urgência. Embora melhor, uma reintervenção foi necessária.
Conto com a compreensão de todos a respeito do meu sumiço, enquanto administro essa nova crise, encaminhando-se para a solução.
Até mais!

Leia Mais

"Trocando miúdos"

Hoje passei pela minha segunda reavaliação nutricional. Aprovada, novamente: consegui cumpri as metas pré-estabelecidas.
Mas, já sabia disso: ontem entrei numa saia lápis que me propusera voltar a usar, antes de inciar a dieta.
O resultado está aí:

Pastel

Tricô de linha: Bobstore
Saia lápis
Bolsa: ELLUS
Peep toe: Burana

Na volta, uma irresistível atração fez-me entrar numa loja de sapatos. Um casal de vendedores ficaram me “encarando”:
-Ei, você não tem um blog?
Toda sem graça, descobri que os dois costumam acompanhar minhas “façanhas” por aqui. Vivi meu “dia celebridade”, então.
E o blog viverá seus dias de mudança: não se espantem se, a qualquer hora isso tudo ficar diferente. Será para melhor!
(Sei que deixei os looks atrasarem, mas espero postar ao menos os do fim de semana, em breve.) 
Té mais!
Leia Mais

Malware extirpado!

Imagem: dAqui
Ontem à noite fui surpreendida por uma mensagem nada tranquilizadora do Google: meu blog teria sido invadido por um malware.
Bateu o desespero quando vi que não dominava a linguagem HTML, o suficiente para resolver problema tão grave!
Felizmente, pessoas solidárias e bem intencionados ainda são a maioria, nesse meio. Fui alertada por amigas e a Nana, do Manga com Pimenta, veio ao meu socorro:
Ela está responsável pelas mudanças no layout do blog, que ocorrerão em breve. Antes mesmo que lhe acionasse já havia me passado uma mensagem, avisando que detectara a origem do problema, resolvera-o e acionara o Google, pedindo que tudo se normalizasse.
Um agradecimento público a ela, pela ajuda nesse sufoco virtual; pelo atendimento e solução, tão rápidos!
Sei que nesse tempo de espera, até que o Google normalizasse o sistema, houve fuga de leitores e seguidores. 
Peço desculpas a todos pelo contratempo, embora não tenha sido eu a responsável por ele. 
Peço, ainda mais: que não deixem de acessar o blog, por conta desse incidente!
O problema já foi detectado, extirpado e o blog, saneado.
Se por acaso, alguém ainda receber o aviso ao abrir o blog, a orientação é a seguinte:
-Limpe o seu histórico de navegação, clicando no ícone ferramenta do seu PC.
-Reinicie o computador.
Obrigada pela compreensão e, prossigamos! 
Leia Mais

"Casal 20"

Ontem precisei ir à Vitória e, bate perna pra cá, pra lá, dei de cara com ele!
-Ele, quem?
-Ele! O rapaz, dos sonhos de qualquer garot…inha!
O problema é que “ele” tem uma namorada-chiclete, daquele tipo que não sai do pé.
Dizem que se conheceram durante um comercial que ela fazia para TV, em 1961, e, desde então, não se desgrudaram mais! 
Depois de 43 anos de enrolação, o “casal mais perfeito do mundo” chegou a anunciar uma separação mas, ao que tudo indica, tudo não passou de estratégia de marketing.

Barbie&Ken anos 70

Não é a cara do Dr. Rey?

Ops! Acho que o mais certo, seria: Dr. Rey é a cara do Ken!
Uma prova, de que atravessaram décadas e continuam “perfeitos”?:
DSC02941
Olhar 43: não consigo imitar!( snif!)

DSC02952

Estas, são da época em que se conheceram:
Barbie&Ken
Em Woodstock, mantiveram-se unidos:

Barbie&Ken

O romance resistiu até aos exageros dos anos 80, na cor das roupas e no tamanho dos penteados:
DSC02939
DSC02931
Eu quero um macacão como esse, para malhar!
O casal dos sonhos de toda criança(sem policiamento xiita, por favor! É só fantasia.):

DSC02965

Tiveram uma versão no cinema, muito famosa…
Ou, teria sido o contrário?

DSC02954

A riqueza de detalhes é tanta, que até o vestido de Scarlet O’hara for reproduzido tal qual:

A versão Marilyn, James Dean e Elvis também é perfeita!

DSC02967

E se vocês acharam interessante, como eu( apesar de nunca ter tido uma Barbie, na minha infância!), podem conferir a essa exposição no Shopping Vitória ou, no meu Flickr: lá tem um álbum de fotos, só deles.
Apesar de não ter chance de comparar-me a ela, em perfeição, resolvi tirar uma casquinha dele…
"A Usurpadora"
Calça e mochila: Cantão
Camisa polo: Bobstore
Rasteira: Uncle K
"A Usurpadora"
Voltando hoje pra casa resolvi dar uma paradinha no calçadão de Camburi, pois achei que o vestidinho que estava usando tinha tudo a ver com praia:

Praia de Camburi-Vitória
Chapéu: AREZZO
Vestido: Farm
Oxford: Richard’s
Praia de Camburi-Vitória

Agora, deixa eu pedir licença para um DR(discutir relação), afinal, já são mais de 2 anos de relacionamento virtual, né?
Acho desagradável, no mínimo, constrangedor, quando blogueiros dão ataque de CB( Carência Bloguística) e ficam se lamuriando, reclamando: “Ninguém me ama, ninguém me quer, ninguém me chama de meu amor”…
Particularmente, interpreto diminuição nos comentários e no tráfego pelo blog como uma possível falha minha: ou não tenho tido tempo pra visitar, responder a todos ou, o post não foi relevante o suficiente para provocar uma reação. 
Mas, deixa eu puxar a brasa pra minha sardinha, um pouquinho:
Outro dia uma menina deixou um comentário elogiando o post mas, concluiu, dizendo que não “costumava comentar em blog que exigia verificação de palavras”.
Respirei fundo, pra responder educadamente o que ela já deveria saber: esse pequeno “trabalho” extra para quem comenta, poupa uma grande dor de cabeça para quem escreve: é a maneira mais simples de evitar spams, que entopem a nossa caixa de mensagens, diariamente. E, mais:
A blogueira aqui pode não ser perfeita, mas é  esforçada: posta até 2 vezes por dia, tira foto, edita, salva no Flickr( pra não perder qualidade), procura imagens, escreve, revisa, tenta responder comentários…Ufa! É um prazer, mas dá trabalho!
Aí, a menina dá entender que está quebrando o meu galho?!…Ok. Aceito, de coração!
O que frustra é ver um post como o anterior( agora posso falar, pois não estaria “legislando em causa própria”! rs), onde a Kamila deu uma receita exclusiva para os leitores do blog, e a repercussão nos comentários foi pequena( obrigada, aí, a quem prestigiou!).
Então, gente, perdão pelo desabafo, mas se vocês gostam, não gostam, querem trocar uma ideia no blog favorito, sejam generosos: façam-no mais vezes!
Em breve estaremos mudando o layout do blog, o sistema de comentários e, boa notícia: não vai haver “verificação de palavras”, mas sim, necessidade de deixar nome e e-mail. Chato? Não. Necessário, para que a comunicação seja mais fácil entre a gente, ok?
Mas não estranhem o mau-humor de hoje(talvez, durante o próximo mês todo!): depois de 6 meses me empenhando em perder peso, apenas aumentando a atividade aeróbica, rendi-me à necessidade de procurar ajuda de uma nutricionista. Comecei a fazer dieta. 
Mas, como diz aquela música:
“Tá ruim, mas tá bom!”
Aturem-me, se não for pedir muito!
Leia Mais

Um papo e um pão

Já dizia nosso sábio “multimídia” Millôr Fernandes:
“Não ter vaidades é a maior de todas”.

(Imagem, dAqui)

Não que seja por pura vaidade, mas todos nós buscamos reconhecimento: uma necessidade humana, que pode influir na realização pessoal.
E a internet seria palco ideal para essa “fogueira de vaidades”( no bom sentido da frase, se é que ela possa existir!): onde os “fracos têm vez” e voz. E, entre estes, o maior de todos: eu! ( Mas isso também seria vaidade minha: orgulhar-me de ser humilde! rs)
Mas que atire o primeiro “mouse”, aquele que nunca cometeu alguma gafe blogsférica, de dimensões estratosféricas!…


Às vezes recebo e-mails, ou comentário de alguém, solicitando ajuda para divulgar e melhorar o próprio blog, na maioria das vezes, ainda incipiente.

Acontece que estaria aí, o principal motivo para a ansiedade dos “marinheiros de primeira viagem” nesse mar, que é a blogsfera:
Quando se é novato, principiante, tudo é mais difícil!
Mas quando encontramos alguém, que já tenha percorrido o mesmo caminho e se disponha a dividir conosco algumas dicas, mostrar atalhos, fica mais fácil!
Pensando nessas dificuldades(que também passei, e ainda passo!), há algum tempo senti vontade de fazer um post sobre o assunto. Mas aí, meu superego gritava:
“Quem sou eu, para ensinar alguma coisa?!”
E ainda correr o risco de passar por esnobe, posando de “blogueira experiente”, sendo que, há tantos outros nesse meio, há muito mais tempo que eu, e com blogs bem maiores que o meu?…

Deixando de lado essa vaidade, a de ser mal interpretada, gostaria apenas de dividir algumas experiências e impressões que tive, em pouco mais de 2 anos de blog: ideias que “podem dar certo” e o que, “geralmente, não funciona”.
A primeira dica, é:


-Não tem dica! Não tem mágica! Não existe “receita de sucesso”!
A internet é volátil, é instantânea, é “fast”! 
Alguém pode até ter uma vida longa e agitada como blogueiro, mas, se não se recicla, não se atualiza, em pouco tempo pode perder a “majestade”! 
Por isso é importante ler, pesquisar, informar-se. É bom, não somente para o sucesso do blog. É bom, principalmente, para quem faz o blog!

-“Paciência e persistência” deveria ser o mantra de todo o blogueiro.
Apesar da rapidez da internet, ninguém se faz conhecido e/ou reconhecido da noite para o dia.
Àquele que deseja participar desse mundo, deve lembrar-se que é um “trabalho de formiguinha”: Cada dia um pouquinho e, sempre!



-A net é uma via de mão dupla. Quem quer respeito deve começar, respeitando:
Erros de Português são inadmissíveis! Detonam com a credibilidade de qualquer um! ( A não ser, o ex-presidente Lula: este sim, blindado à críticas!)
Então, a menos que seja um ex-metalúrgico do ABC, de barba farta na cara, com um dedinho a menos na mão E e, que tenha governado um país da América do Sul: revise todos os posts, antes de publicá-los! 
Se tiver dúvidas( todos temos!), “peça ajuda aos universitários”, use o corretor ortográfico, ou, melhor ainda: recorra ao velho e bom Aurélio! 
Erros pontuais podem até ser relevados, mas ninguém gostaria de fazer fama de “assassino da língua”, logo na estreia do blog, não é?…
Isso é apenas em relação à forma da escrita. Quanto ao conteúdo, vai depender da formação de cada um.
Não caia no lugar-comum. Se vai tocar num assunto já conhecido, faça-o de uma forma original.
Há algum tempo, Stephen Kanitz escreveu sobre “Como escrever um bom artigo“: sem trocadilhos, um bom artigo, com dicas preciosas, que procuro colocar em prática sempre que escrevo.
  
-Procure aprender com os mais experientes. 
Seja humilde e observador. Todos precisamos de referências.
Veja o que admira nos sites e/ou ou blogs de sua preferência( o que não significa que vá usar Control+C/Control+V para copiá-los, literalmente!): isso pode ajudá-lo a escolher, que estilo imprimir ao blog, mas sempre, o “seu” estilo pessoal!


-Facilite a comunicação com os leitores:
Deixe seu nome e e-mail bem visível, na página principal do blog, e abra espaço para comentários.


-É importante preencher o perfil do Google com o endereço e e-mail do blog. Assim, cada vez que comentar num outro, qualquer um pode acessar seu blog ao clicar no seu perfil. Se já fez isso, não vai precisar repetir o link do blog, ao final de cada comentário.


-Escolha uma fonte fácil de ler e de tamanho razoável, pois quando a letra é muito pequena, dificulta, cansa, não é verdade?
Preste atenção se a cor da fonte, ou do fundo, são confortáveis aos olhos de quem lê. 
Se possível, opte por um layout mais limpo, mais leve.


-Use fotos de boa qualidade, e em bom tamanho. 
Por mais que haja a opção de ampliar, clicando nelas, não vai querer depender da preguiça do leitor, vai? Facilite!


-E, sempre, sempre: coloque os créditos das fotos, caso não sejam suas!


10°-Quem resolve fazer um blog é porque realmente se interessa pela blogsfera. 
Nada mais educado que fazer um comentário, caso goste de um post. 
Mas, não faça dessa oportunidade para troca de ideias e experiências, apenas uma chance para propagandear seu blog.
Quem fez o post, pesquisou antecipadamente, preparou-se, esforçou-se para caprichar no texto, nas imagens. O mínimo que poderia querer em troca seria que alguém lesse, e comentasse. Sobre o post, certo? 
É chato ler um comentário, tão abstrato sobre o assunto do post e, tão palpável em relação ao comentarista!
Claro que, ao fazer um comentário educado, simpático, pertinente, implicitamente já se estaria fazendo um boa propaganda sobre a pessoa que o fez. Consequentemente, sobre o que tem a mostrar no blog dela.


11°-Aproveitando o gancho: 
Não faça visitas e comentários, apenas para ser retribuído!
Apesar da blogsfera ser interativa, dinâmica, nem sempre é possível responder e dar atenção a todos. Entenda isso, como um processo normal. Mas, se realmente gostar do blog e voltar mais vezes, e comentar, isso o ajudará a se entrosar no meio.


12°-Além da assiduidade nas visitas a outros blogs é importante ser assíduo no próprio!
Deixar seu blog às moscas, demorando nas atualizações, desanima a quem vem fazer-lhe uma visita.
Cada um tem seu próprio ritmo, mas é preciso haver uma frequência na publicação de novos posts.


13°-Não queira abraçar o mundo com as pernas!
Por mais entusiasmado que esteja pela blogsfera, ninguém dá conta de atualizar 3, 4 blogs de uma só vez! Algum, ficará meio esquecido.
E vai, que aquele que o visitar a primeira vez, escolhe logo esse “blog esquecido”? Não volta mais!
Além de gerar uma dúvida, em quem visualisa seu perfil: “qual deles visito?”…
Escolha só o que consegue manter! E, seja dedicado.


E até o momento do fechamento deste post, esses foram os pontos mais importantes que me vieram à mente.
Não são mandamentos, já que não são 10 regras imutáveis.
Mas também não são, apesar do número “13”, dicas de azar para niguém! (Assim espero!…rs)


Dei apenas o pontapé inicial para o assunto ser discutido nos bastidores, nos comentários: cada um, contribuindo com ideias que considera importantes para dar um “plus” no blog.


Aproveito para pedir que deixem opinião, sobre o que acham que deveria ser mudado no Sala da La, para melhorar e facilitar o acesso. 
Estamos em processo de mudança: “ampla, geral e irrestrita”. Aceito sugestões.


Mas afinal de contas: 
“A gente veio aqui, pra comer ou conversar?”


Já que aturaram esse bla-bla-bla até agora, ao menos ofereço um pedaço de pão de canela em fatias, superdica de um site, que sempre foi minha fonte de inspiração(desde o tempo em que era blog: ele, e sua autora!): o de(couer)ação!

"Pão de canela em fatias"
Desde que o vi no site da Vivi, não o esqueci!
Não sosseguei, enquanto não o provei!
De tão macio, desmancha na boca,
O que provoca uma reação muito boa,
Como fazer esse poeminha xinfrim, 
Sem rima rica, mas só pra deixá-lo a fim!
"Pão de canela em fatias"

Aqui, tem o PAP com fotos!


De todas as dicas do post: “the best!”

Leia Mais