Para ailurófilos

Não é travalíngua, mas sim uma designação para “amantes de gatos”, aprendida com a Ana Paula.
Mesmo com esse nome esquisito assumo que sou, cada dia mais apaixonada pelos gatinhos, meus e dos outros!
Quem não se renderia a esse olhar?…

Esconde-esconde

Às suas traquinagens… 

Esconde-esconde

Dependentes e, ao mesmo tempo, tão independentes!

Esconde-esconde

Arredios, mas autoconfiantes.

Esconde-esconde

Se eles não existissem, a Ciência inventaria um pé de gatos!

Pé de gato?

De mansinho chegam e tomam conta do nosso coração. De outros espaços, também…

Par ou ímpar?

Estariam tirando par ou ímpar, para ver quem ficaria com o melhor lugar?…
Não precisa, pois aqui eles já tomaram conta de tudo.
Nesta casa também parecem dominar, pelo menos, a sala de jantar:

Blofeld's cat

Flickr de Candy Pop

Admitamos: gatos são pop, populares!
Leia Mais

Color blocking

A mistura de cores fortes promete ser a febre do próximo verão.
Antes mesmo que a poderosa perua Teresa Velmont arrasasse em seus modelitos de cores impactantes, Frida Khalo já era a referência:


Fotografia: Nickolas Muray (1939) 

E por que não aplicar a ideia na decoração?

Apartment Therapy
Minha aplicação foi bem mais modesta. Poderia dizer até que, estaria mais para Cantão blocking, que color blocking:
Color blockingColor blocking

Camiseta, calça e bolsa: Cantão
Rasteira: Luíza Barcelos


A tendência invadiu a underwear. A coleção Lace Colors traz Gisele e lingerie, disponíveis em 7 cores diferentes: pink, verde, azul, amarelo, uva, acerola e preto. 
Essa dá vontade de mostrar.
Assim como os detalhes da bolsa e rasteira:
Bolsa e rasteira
Purpurina
Esmalte: “Cashmere”, Colorama

Então, coloque o seu bloco na avenida, para desfilar e arrasar no fim de semana! 
Leia Mais

Desconectados

Estreia logo mais, a nova fase da velha novelinha teen Malhação. Como sempre, faz-se suspense em torno do que já se sabe: novos atores( às vezes, velhos!), nova direção, novo roteiro, mas tudo, com o mesmo PGI(Padrão Globo de Idiotice)


Analisando a grade da programação infantil da emissora, difícil crer que seja aquela mesma, a responsável por produções tão caprichadas quanto Cordel Encantado.
Os apresentadores da TV Globinho, por exemplo, parecem seguir à risca alguma plaquinha, escondida no estúdio: “Sorria, você está sendo filmado!” Que forçados!
E os filmes da “Sessão da Tarde”: quem os assiste?…

Outro dia, seguindo de carro para Vitória tentei sintonizar as rádios locais. Nada diferente, de: sertanejo, música gospel, pagode.
O que me fez lembrar da antiga propaganda da Tostines e desejar perguntar ao sábio guru:
-Toca-se apenas esse tipo de música porque é o que o povo gosta de ouvir, ou, eles só ouvem isso porque é a única opção que lhes dão?…

A resposta pode estar na piora da qualidade da TV, dependendo da hora do dia: é o IBOPE, quem decide o que vamos ver e ouvir.
Seriam nossos gostos pessoais, então, meras projeções da mídia?…
Não se sabe. Mas seria presunção minha achar que “descobri a pólvora”, numa conclusão tão simplista. Foi apenas um argumento retórico.

Independente do meu gosto e/ou opinião, há promessas de novidades para a novelinha da Globo:

Investir na interatividade, suspense e paranormalidade, esperando assim atrair o público adolescente. A palavra-chave, é: Conectados.

Mas aqui, é justamente o contrário!
As salas de jantar, encontradas no Bolig Plus, exibem a mesma ideia: cadeiras desconectadas, mas que juntas podem fazer um bom papel.

Lyseblå  himmel

Svensk landstil
Skien
Gammel tapet
Tapetserte bordben
Vintagetapet
O que vale é o conjunto da obra.
Leia Mais

Só pra variar….

(Imagem: dAqui)

Escrever pra mim é um hobby; prazer que cultivo aqui, através do blog. Por isso não me preocupo muito em focar num assunto específico: é o que “dá na telha” do dia. Quem acompanha o Saladala já deve ter percebido isso. 
Mas, antes que me risquem do rol dos blogs de decoração darei uma pequena pausa na viagem, literal ou “na maionese”, para mostrar duas salas de jantar românticas.

A tradicional Mangueira já provou, há muito tempo, que verde e rosa combinam bem:

HGTV

E esta sala de jantar passou por uma transformação, nada radical, que fez toda a diferença no resultado final:

Reforma sala de jantar - a tabela

Veja o antes, aqui: Crafty Nest.
Gostou do candelabro? Também passou por uma reforma. 
Veja o antes:

lustre antigo - antes

Alguns cristais, pintura, novas lâmpadas de LED e, uma transformação surpreendente.
Leia Mais

Acredita em fada madrinha?

Desde que surgiram, programas que promovem transformações( makeovers) viraram febre na TV, inclusive, com adaptações tupininquins. 
Na onda das transformações pessoais entraram até os apresentadores do Fantástico:
O sucesso é sinal inequívoco de que nossas necessidades estão cada vez mais específicas e especiais: há programa para colocar em ordem sua vida financeira, afetiva, sua geladeira, seus armários e closets, seus filhos birrentos e indisciplinados, sua casa, seu casamento, seu carro, suas rugas na cara e dentes desalinhados…enfim, uma versão moderna e globalizada de “fada madrinha”. Mas, não se anime tanto: isso também demonstra nossa inabilidade em dar conta de tudo.

Particularmente não sou fã dos “excessos criativos” de um dos mais famoso deles, o “Extreme Makeover”, apesar de admitir que o “chororô” coletivo ao final de cada episódio seja contagioso.

Gosto mais das lágrimas que o Esquadrão da Moda ( What Not to Wear) provoca: aquelas de riso. Desde a época das britânicas Trinny&Susannah, que usavam de ironia fina para alfinetar suas “vítimas”, até o humor mais rasgado dos americanos, Stacy&Clinton. Sem falar nos verdadeiros “milagres” que eles conseguem promover, além da visível melhora na autoestima de quem participa, por mais duras que as  observações do casal de especialistas possam parecer, a princípio.

Embora seja difícil acompanhar os episódios, por vezes me pego pensando se teria coragem de participar de um “reality show” como esses. Você teria?…

A craft-designer, blogueira e autora de livro Joy Cho, sim. 
O resultado de expor um pouco da sua casa e estilo pessoal valeu a pena. Impressiona!

Joy pediu ajuda à designer Emily Henderson, do programa da HGTV, Design Star( não transmitido no Brasil), para dar uma repaginada na casa em que vive com o marido, Bob.

Em seu blog, Oh Joy!, ela conta detalhes dessa transformação, a começar pela sala, que era assim:

De cara percebe-se que Joy tem estilo e bom gosto, investindo em quadros de ilustradores, peças de design e móveis de inspiração vintage, como pés palito e as cadeiras Eames:

Secrets-from-a-stylist-hgtv-single-malt-nouveau4

Emily manteve móveis e objetos, fazendo uma rearrumação. 
O toque dramático ficou por conta da aplicação do papel de parede com flores douradas, produto da loja de Joy:
Secrets-from-a-stylist-hgtv-single-malt-nouveau19
O baú, ao lado do sofá, virou uma estilosa mesa de canto( mas esse truque a gente já conhece, né?).
Amei o bufê cinquentinha, além do tapete azul e pufe dourado!

Secrets-from-a-stylist-hgtv-single-malt-nouveau21

Os quadros ganharam destaque e uma nova disposição na parede:
Secrets-from-a-stylist-hgtv-single-malt-nouveau22
A sala de jantar foi pintada num suave tom de azul:
Os vasos em forma de cabeça migraram da sala de estar para a mesa de jantar( ver a primeira foto).
Secrets-from-a-stylist-hgtv-single-malt-nouveau23
AFTER dining_room2
Colocaria minha casa à disposição, de olhos fechados, para transformações como essa! 


Mais fotos do antes e depois, no Flickr de Joy Cho.
Leia Mais