Votando às origens

Outro dia o caçula “acusou-me” de dar mais atenção ao Facebook, que ao blog.
Nego! Distanciei-me dos dois, indiscriminadamente, por falta de tempo. Mas, sabe aquela mãe que trabalha fora e não esquece do filho, em casa? Essa, não sou eu!…
O blog completou 3 anos de existência(quase um adolescente, nesse meio virtual!), no último dia 29. “Fez aniversário e a mãe, nem lembrou!”: renderia título de filme melodramático.
Embora admita falhas, já passei da “fase estressar”: dou conta do que posso e, sei que me esforço para tal. Mas nesses 3 anos, passei por muitas:
Fase do coelho- produzindo freneticamente, às vezes, postando até mais de uma vez por dia.
Fase da angústia existencial-“será que sou visível na blogsfera?”
Fase da insegurança-“não sou tão bom quanto fulana…”
Fase da culpa-“não dou conta!”
Fase da aceitação-“Devo, não nego. Pago, quando puder!”(Não sei, se seria um sinal de “maturidade virtual”.)
Espero nunca chegar à “fase de acomodação”. Manter um blog atualizado é trabalhoso, só não justifica “deitar em berço esplêndido” e, relaxar.
Então, mesmo que atrasado, enquanto houver inspiração para inspirar: vida longa ao blog! ( E a todos que nos inspiram, todos os dias! Amém!)

Falando em inspiração, casa e decoração há tempos não apareciam por aqui. Voltemos às origens:
O que chamou minha atenção esses dias foi um aconchegante hotel, com cara de casa, no centro histórico de Lisboa:
Baixa House, via Remodelista.
O prédio é do Século XVIII, construído logo após o terremoto que devastou Lisboa, em 1755.
Ficheiro:1755 Lisbon earthquake.jpg
“Gravura em cobre de 1755 mostrando Lisboa em Chamas e o tsunami varrendo o porto.”

Recentemente passou por uma reforma que lhe deu ares contemporâneos, preservando o charme histórico da edificação.
São 2 a 3 apartamentos por andar, com: sala, quarto, cozinha e até varanda. Cada um, tem nome de jardim.
A decoração é simples, despojada: mistura móveis garimpados em mercado de pulgas com peças de design. Há também detalhes do artesanato e cultura portuguesa, como azulejos e tapetes de tear.
Gostei do frescor dos quartos: muita luz natural, paredes e piso de madeira claros, almofadas e tapetes coloridos, papéis de paredes floridos de inspiração vintage, enfim, uma mistura elegante.

A seguir, um “sneek peek” pelos apartamentos(para mais detalhes, fotos e informações, visitar o link do hotel):
“Apartamento Belem”


“Fronteira”

“Alorna”

2° piso-“Estrela”



“Jerônimo”


3° piso-“Necessidades”



4° piso-“Eduardo VII”


“Gulbenkian”


5° piso-“Príncipe Real”


“Ultramar”


Leia Mais

Parede enquadrada

Às vezes você quer inventar, pintando uma cor diferente ou aplicando um papel de parede extravagante, mas tem medo de não dar certo. A solução pode ser “limitar” a ousadia.
A ideia não é original, mas vale mostrar:
Enquadrar o espaço a ser modificado e destacá-lo, dessa forma. 
Na sala acima, a moldura na parede comportou todo o sofá.
(Por excesso de cansaço e completa falta de ânimo, o look de hoje acumula para amanhã.)
Leia Mais

Casa escandinava

A casa de An-Magritt Moen, Romantisk Retro, é do século 19.
Apaixonada por design de interiores e rehab de móveis, conseguiu montar um ambiente acolhedor, para ela e a família:

A sala é de tons neutros, como nas listras do tapete.
A mesa rústica ganhou rodízios.
Neste outro ambiente, a antiga mesa teve os pés cortados e instalados rodízios, para ficar na mesma altura do sofá:
A prateleira em L apoia ilustrações e fotos de família.
Uma Tolix, cadeira vintage de design francês, acompanha o piano.
No quarto, suaves tons de lavanda:
E o bufê antigo ficou mais colorido, sem precisar de pintura:
O meu ambiente preferido, numa casa:
Adorei as pinceladas de turquesa, em diferentes tons!
Saudação, na entrada:
Leia Mais

Acredita em fada madrinha?

Desde que surgiram, programas que promovem transformações( makeovers) viraram febre na TV, inclusive, com adaptações tupininquins. 
Na onda das transformações pessoais entraram até os apresentadores do Fantástico:
O sucesso é sinal inequívoco de que nossas necessidades estão cada vez mais específicas e especiais: há programa para colocar em ordem sua vida financeira, afetiva, sua geladeira, seus armários e closets, seus filhos birrentos e indisciplinados, sua casa, seu casamento, seu carro, suas rugas na cara e dentes desalinhados…enfim, uma versão moderna e globalizada de “fada madrinha”. Mas, não se anime tanto: isso também demonstra nossa inabilidade em dar conta de tudo.

Particularmente não sou fã dos “excessos criativos” de um dos mais famoso deles, o “Extreme Makeover”, apesar de admitir que o “chororô” coletivo ao final de cada episódio seja contagioso.

Gosto mais das lágrimas que o Esquadrão da Moda ( What Not to Wear) provoca: aquelas de riso. Desde a época das britânicas Trinny&Susannah, que usavam de ironia fina para alfinetar suas “vítimas”, até o humor mais rasgado dos americanos, Stacy&Clinton. Sem falar nos verdadeiros “milagres” que eles conseguem promover, além da visível melhora na autoestima de quem participa, por mais duras que as  observações do casal de especialistas possam parecer, a princípio.

Embora seja difícil acompanhar os episódios, por vezes me pego pensando se teria coragem de participar de um “reality show” como esses. Você teria?…

A craft-designer, blogueira e autora de livro Joy Cho, sim. 
O resultado de expor um pouco da sua casa e estilo pessoal valeu a pena. Impressiona!

Joy pediu ajuda à designer Emily Henderson, do programa da HGTV, Design Star( não transmitido no Brasil), para dar uma repaginada na casa em que vive com o marido, Bob.

Em seu blog, Oh Joy!, ela conta detalhes dessa transformação, a começar pela sala, que era assim:

De cara percebe-se que Joy tem estilo e bom gosto, investindo em quadros de ilustradores, peças de design e móveis de inspiração vintage, como pés palito e as cadeiras Eames:

Secrets-from-a-stylist-hgtv-single-malt-nouveau4

Emily manteve móveis e objetos, fazendo uma rearrumação. 
O toque dramático ficou por conta da aplicação do papel de parede com flores douradas, produto da loja de Joy:
Secrets-from-a-stylist-hgtv-single-malt-nouveau19
O baú, ao lado do sofá, virou uma estilosa mesa de canto( mas esse truque a gente já conhece, né?).
Amei o bufê cinquentinha, além do tapete azul e pufe dourado!

Secrets-from-a-stylist-hgtv-single-malt-nouveau21

Os quadros ganharam destaque e uma nova disposição na parede:
Secrets-from-a-stylist-hgtv-single-malt-nouveau22
A sala de jantar foi pintada num suave tom de azul:
Os vasos em forma de cabeça migraram da sala de estar para a mesa de jantar( ver a primeira foto).
Secrets-from-a-stylist-hgtv-single-malt-nouveau23
AFTER dining_room2
Colocaria minha casa à disposição, de olhos fechados, para transformações como essa! 


Mais fotos do antes e depois, no Flickr de Joy Cho.
Leia Mais