Cada um no seu quadrado

Um quadro pode trazer vida a uma parede triste( além da cor bem escolhida). Mas, o que expor?
No post de hoje, no Dcoração,  a Vivianne Pontes praticamente afirma, que: “o céu é o limite”!
Só precisa “ter e/ou fazer algum sentido” para os moradores. Expor, apenas para ostentar, ainda que seja uma obra de arte, pode deixar a casa com cara de museu.

Eu, por exemplo, adoraria ter um quadro como este na minha sala, numa combinação bastante clássica:
Parede amante da arte da música
Bromeliad

Na mesma linha “apaixonados por música”, versão pop, o quarto da blogueira e designer gráfica Jennifer Ramos, do MadeByGirl:
Parede amante da arte da música
Toques de cor, numa parede escura. A mesinha de cabeceira foi destacada pelo patch de papéis de parede.

Neste quarto os quadros foram simetricamente pendurados, limitando-se à cabeceira da cama:
091411samerfawazhousetour_27_rect640_rect540
Apartment Therapy

Mas vale uma brincadeira, com a moldura caída:
022711_refreshing_frames.jpg
Apartment Therapy

A última combinação, cuirosa, aproveitando o ângulo da parede e fazendo os quadros refletirem-se, como num espelho:
Do-it-yourself project | How to cluster photo frames to a corner
Home Life

Leia Mais

Limpando as vistas

Hibisco
É um sentimento difícil de explicar.
Minha mãe mora distante desde que me casei, há mais de 20 anos. Mas quando nos falamos, depois dela passar uma temporada conosco, repete a mesma coisa…
Até estranho. Era de se esperar que já estivesse acostumada. Mas a danada incomoda, não importa a quem!
Não chega a ser tristeza mas faz chover nos olhos, só em pensar!
Em frente à casa
A vida segue seu curso normal, lembrando aquela música do muso da infância, o Ronnie Von:
“A mesma praça,
O mesmo banco,
As mesmas flores…”
As mesmas paredes…
Parede de pratos
Os mesmos quadros…
sala
Tem um diferente, ali no cantinho!
Parede de quadros
Lembrança, de uma amiga querida.
Presente de amiga
Lembranças que nos ligam, mais ainda!
Presente de amiga
“Tudo é igual, mas estou triste
Porque não tenho você perto de mim.”

( O post não deve ter feito muito sentido mas, o pensamento viaja pela Alemanha: pela primeira vez, desde que o filho partiu, a saudade apertou. Mas isso é normal. Anormal seria não sentir. Acho…)

Leia Mais

Um abraço e até logo!

Hoje é a véspera da viagem do filho. Amanhã embarcamos com ele para o Rio. De lá, seguirá sozinho até a Alemanha.
Muitos detalhes a acertar, inclusive, providenciar lembrancinhas para cada membro da família no exterior. Digo “família” porque, assim espero que seja recebido por lá: como num lar.
Então deparei-me com este simpático projeto, que transforma frases e imagens com impressões pessoais sobre o “lar”, em postais:
255
Via Flickr, de Lucy Rose

Mas vale a pena conferir mais imagens inspiradoras, no projeto This is Home.

E que a acolhida dele seja calorosa como um abraço de urso, só para compensar o inverno europeu.

Leia Mais