Herchcovitch, no “The Selby”

Não faz muito tempo a Vivianne Pontes, Dcoração, fez uma série interessante de posts discutindo, se: “Gosto se Discute” parte I, II, III, com direito a desdobramento em comentários, na parte IV. Só para constatarem que o assunto rende e, muito provavelmente, nunca chegaremos a uma conclusão definitiva( ainda, bem!)…
Foi o que lembrei, quando vi o apartamento que o estilista Alexandre Herchcovitch divide com o antiquário Fábio Souza, em São Paulo.
Para retratar um artista, outro, não menos: o fotógrafo americano Todd Selby, mais conhecido pelo site The Selby is in your place. Mais que retratar casas, Selby retrata estilos de vida de pessoas criativas ao redor do mundo. Ano passado, em setembro, ele visitou o Brasil para participar de um evento organizado pela Casa&Jardim, ocasião em que foram feitas as fotos.

O tour pelo apartamento de Herchcovitch a princípio poderia causar uma certa estranheza: “será, que isso funciona?” Uma mistura de vintage e kitsch que, com certeza, foge ao lugar comum: questão de treinar o olhar, para encontrar o belo nas entrelinhas? Pois, como escreveu Exupèry: “O essencial é invisível aos olhos”.

Eu, por exemplo, jamais imaginaria instalar uma barbearia num dos cômodos da casa:

Mas amei a hortinha de temperos cultivada por ele, na varanda:

A cozinha pareceu-me clean, mas o detalhe fofo da lixeirinha “Hello Kitty” denuncia um algo mais( além da roupa do “cozinheiro”, nada convencional!)…

Teto trabalhado e cadeiras “Chair”, do designer francês Xavier Pauchard para Tolix, na sala de jantar:

Isso é que é “pisar no tapete vermelho!

Um charme, essa porta vai-e-vem que separa a copa:

A sala é dramática, superlativa, “over”, com paredes desgastadas, quadros e cheiro de museu; mas a casa deve reproduzir a personalidade de seus moradores, então, o que poderia nos parecer “estranheza” caberia muito bem na rotina de outro, diferente de nós!

Achei interessante essa mistura eclética de peças de design, como a poltrona “Mole”, de Sérgio Rodrigues, convivendo pacificamente com peças vintage, obras de arte, cartuns…

Uma tradicional poltrona capitonê, o ícone do “fast food” americano e um lustre, estilo “art nouveau”:

Uma miscelânea de estilos, origens e épocas diferentes que se repete no quarto:

Gostei da ideia da sobreposição de espelhos, ampliando e enfeitando o banheiro:

Só como curiosidade, para provar que paixão por sapatos não é “coisa só de mulher”, o armário dele:

Caso a apreciação não tenha sido unânime cito Alain de Botton, em “A Arquitetura da Felicidade”(Ed. Rocco, 2006):
“Stendhal propôs a expressão mais cristalina da íntima associação entre gosto visual e os nossos valores quando escreveu: ‘O belo é a promessa da felicidade’.”
E completa outro parágrafo, com o mesmo escritor francês:
“Existem tantos estilos de beleza quanto visões de felicidade”.

Então, se a casa é o palco para exercer com maestria essa “felicidade”, palmas para Alex!

Selby costuma fazer anotações usando canetinhas coloridas, no rodapé do post: é um “quizz” divertido, retratando os hábitos e preferências dos moradores.
Ele pediu a Alexandre uma receitinha brasileira, que pudesse ser feita em casa.
Nada mais típico que o nosso brigadeiro. Até aí, nenhuma novidade: todo mundo conhece a tradicional receita com leite condensado e chocolate, mas o estilista costuma acrescentar mel à sua.

Se tiver de responder a um “quizz” sobre meu filho mais novo perguntando qual o doce preferido dele, tenho certeza que acertaria: brigadeiro ganha de “lavada”, talvez, seguido por pudim de leite. Resolvi, então, testar a dica do Hertchcovitch e, surpreendi-me com a cremosidade e maciez deste docinho!
Brigadeiro com mel
Reparem, na qualidade do “puxa”:
Brigadeiro com mel
Vamos à receita?:
Brigadeiro com mel( by Alexandre Herchcovitch)
-1 lata de leite condensado
-4 colheres de sopa  de chocolate em pó
-1 colher de sopa de manteiga( ele usa a Président, com sal, mas, como “nóis é mais povão”, vamos substituí-la por outra marca porque, deixar de fazer não pode, né?)
-1 colher de chá de mel
Misture tudo numa panela e leve em fogo brando, mexendo sempre até desgrudar do fundo.
Deite sobre um prato, untado com manteiga, e espere esfriar para enrolar os docinhos( dá pra esperar, por favor?!…).
Coma!
Brigadeiro com mel

Esse, não há o que discutir: é beeem gostoso! Um brigadeiro com assinatura e estilo, pra chamar de seu!
Sejam felizes!

Leia Mais

Lá na ladeira

Há pouco Hugh Hefner, o dono da Playboy, anunciou seu casamento com uma garota de 24 anos, “apenas” 60 anos mais jovem que ele.
O magnata encara a idade como algo relativo( será que a “dona artrose” acha o mesmo?…) e se declarou ainda “muito jovem”.
Com o perdão do trocadilho: velho combina com novo?
Se estivermos dispostos a nos desvencilhar de preconceitos e ver, além do que a idade mostra, sim! 
Como diria a raposa ao pequeno príncipe:
” Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos.”
(A noiva de Hefner deve ter decorado e aplicado essa frase de Exupéry à risca…)

Desde pequenas as irmãs gêmeas Julia e Joana, à frente do Lá na Ladeira vêm exercitando uma forma diferente de “olhar”, principalmente, garimpando móveis e objetos antigos e, reformando-os:
"Lá na Ladeira"
“Nunca gostamos do óbvio. Mesmo quando crianças, nossas escolhas tanto para roupas quanto para a cor do quarto em que dividíamos eram bem peculiares. Frequentemente nossa mãe chegava em casa e se surpreendia com nosso armário pintado de rosa ou, com colagens que fazíamos nas paredes. Sem qualquer influência, já tínhamos um olhar diferente da maioria das pessoas que ainda hoje se limita ao que podemos chamar de ‘normal’.”

Apaixonadas por decoração, as duas criaram uma loja de sonhos coloridos num casarão do bairro histórico da Glória, no Rio.
Foi a mudança para o sobrado de 1770, propriedade do marido de Joana que inspirou as primeiras aventuras em reformas de móveis, modernizando-os, sem descaracterizá-los. 

A paixão virou negócio sério e, desde maio de 2010, a atividade( antes, paralela) virou ofício exclusivo das irmãs. 
Em menos de 1 ano o Lá na Ladeira já foi destaque em várias publicações nacionais.

Depois de mencionar o trabalho delas aqui, a Joana entrou em contato comigo e programamos um post especial. O material que me enviou era tão rico que, apenas um post seria pouco para mostrar.

Elas renovam qualquer coisa: cadeiras, mesas, sofás, pufes, luminárias, criados…Tornaram-se especialistas, as “pitanguys” da movelaria! Tudo que passa por suas mãos ganha um toque ousado e alegre misturando estampas, tecidos e cores berrantes, sem medo ou parcimônia!
"Lá na Ladeira"
O patchwork é base para, praticamente todas as criações.
Impossível não notar este sofá azul “bic” com estampa de oncinha:
"Lá na Ladeira"
Um toque artesanal em todos os detalhes, incuindo as cúpulas da sala:
"Lá na Ladeira"
Na parede ao fundo, a ilustração das gêmeas feita pela artista Jana Magalhães.
Outros ambientes da casa-loja-ateliê:
"Lá na Ladeira"
"Lá na Ladeira"
"Lá na Ladeira"
Uma das coisas que me encanta no Rio, além das belezas naturais e do povo hospitaleiro é o privilégio de poder caminhar sobre a história: Ruas, igrejas, monumentos, casarios antigos são testemunhas mudas do tempo.
“Bairro da Glória muito antes da praia do Russel ser aterrada para dar lugar ao Parque do Flamengo.” (Foto, de 1894-dAqui)

Encantou-se com a casa das meninas e mora na cidade maravilhosa? De terça à quinta, das 11h às 17h é possível conhecê-la. Nos demais dias elas terão o maior prazer em receber visitas, desde que, previamente agendadas.

Mais alguns trabalhos encantadores:

Se você for de Brasília, Belo Horizonte ou São Paulo e desejar adquirir um móvel exclusivo Lá na Ladeira, poderá encomendar, para recebê-lo com a garantia do Waldecyr, fiel escudeiro de entregas da loja. 
No site há mais opções, todas lindas!
Mas, não é só isso!
A Joana concedeu-me uma pequena entrevista, falando sobre o trabalho e mostrando outras imagens da casa que não encontrarão no site, só aqui! Aguardem o próximo capítulo…
Leia Mais

Garimpando…

Algumas novas do mundo virtual, para alegrar nosso real, numa salada de temas e cores:


Há pouco a Farm abriu uma franquia, na expansão do Shopping Vitória. 
A marca é a cara do Rio: alegre, colorida, jovial, a começar pelas atendentes, todas, jovens que parecem ter acabado de sair da praia.
Esta é fachada da loja no Iguatemi de Brasília(mas a irmã de Vitória é semelhante), imitando palinha trançada:
Vale um pulinho neste link para visitar a loja filhote da marca, projeto do Marcelo Rosenbaum: a decoração é muito fofa!


Estampas exclusivas e coloridíssimas, com uma pegada artesanal: a Farm chama a atenção!
Tenho algumas peças da marca, incluindo até uma capa de violão, lembram?


A primeira vez que entrei no provador da loja, encantei-me com um pufe florido!
Era o mesmo tecido deste sofá, num projeto de livraria criado pela arquiteta Kátia Silene Lopes, para mostra de decoração Polo Design Show 2010:



E nesta matéria, da Vogue de junho:

Os móveis( dos nossos sonhos de consumo!) repaginados são obra das gêmeas “apaixonadas por decoração e cores”- Joana e Júlia- Lá na Ladeira:
E o que a Farm tem a ver com isso tudo?:
A JRG Tecidos lançou nova coleção de estampas de tecidos:
Praiana-predominam o azul e amarelo, reproduzindo o sol e o mar.
Leblon-tons pastéis em mesclas de azul, verde, laranja e rosa. Há desenhos de bolas e flores.
Amor-une romantismo e modernidade, misturando cores fortes e desenhos intensos, com listras, flores e muitos corações.

Nos links acima podem conhecer as estampas de cada coleção, que são coordenáveis entre si.
A moda chegou à decoração.

Para quem mora no Rio, ou São Paulo e estiver interessado em arriscar uma estampa exclusiva nalgum móvel da casa, os endereços são:
Espaço JRJ Tecidos: Rua Canadá, 215, Jardim Europa –SP Tel: (11) 38493629


Espaço Multi: Rua Dias Ferreira, 417/201, Leblon –RJ Tel: (21) 25121635

Falando em móveis e estampas exclusivas, a Living tem pufes, almofadas e revisteiros com arzinho vintage como estes, de pés palitos:Puff Petit Zebra

Puff Chic Paraquedas
Tá podendo?
Então, pode encomendar o seu: R$499,00
O tempo não perdoa cochilo: natal está às portas e vejo que o tema já é destaque, em muitos blogs e sites. Eu, não passei da páscoa, ainda.
Ao menos, espero adiantar-me nas dicas de presentes!
Como gosto de “puxar sardinha pra minha brasa”, só mostro coisa que eu mesma gostaria de ganhar, como este pôster super fofo, da Eak Design:
Cat Dictionary (18 x 24 Poster)
“Cat Dictironary”
Cat Dictionary 2 (18 x 24 Poster Print)
Quem tem gatos, entenderá. Mas há versão canina, também.
À venda, na Etsy.

Falando em bichinhos mas, em outro contexto…


Achei lindo, o ensaio com Kate Moss para a RG de setembro.
A top foi capa da revista, num “modelito” da estilista brasileira  Daniella Helayel.
Não há como não fazer uma referência ao trabalho dos irmãos Campana e à esta cadeira, que deu o que falar:
Banquete(2004)
Já que entramos no mundo da moda, a moda entrou na decoração mas também invadiu o espaço dos cosméticos e maquiagem.
Confesso que achei bem esquisita( pra não dizer: feia!) a nova campanha da AREZZO, com Mariana Ximenes, Maitê Proença e Reynaldo Gianechini. Pode ser que eu não tenha entendido muito bem, o espírito da coisa. Relevando esse detalhe, a coleção de sandálias e sapatos até que está bonita, mas a novidade é a linha de maquiagem AREZZO Beauty:

As cores de esmaltes(R$9,90 cada) são lindas e variadas, embora a cobertura não seja lá muito boa. 
O batom vem com espelhinho na embalagem, para facilitar a aplicação. Fiquei com um, na cor Nude.
Para as “esmaltófilas” como eu, a novidade simpática foi a necessaire da marca, para carregar batons e esmaltes: outra boa dica de presente.
Além de alguns esmaltes para teste-drive e do batom nude que levei da minha visita à loja, resisti aos sapatos mas não a este chapéu panamá, com faixa listrada:
Variação...
Camiseta: ELLUS
Bermuda boyfriend: Colcci
Bolsa: Cantão
Sandália e chapéu: AREZZO
É tentação por todos os lados, mas a sandalinha amarela é de coleção antiga, não me culpem!
Cantão é uma das minha marcas preferidas, já devem ter percebido. As estampas são exclusivas e alegres, como nesta camiseta, parceria com a modelo-atriz-apresentadora-mãe-de-gêmeos-fofos-e-mulher-do-Hilgert( aí, já é desaforo!) Fernanda Lima:
Imitação
Camiseta: Cantão, by Fernanda Lima
Bermuda boyfriend: Colcci
Bolsa prata, com alça de couro: Cantão
Mocassins de camurça
Sombra: filho caçula
E esta bolsa prata-furtacor é uma loucura, como diria Narcisa!
Bolsa furtacor
( Vem com alças laterias removíveis e pode ser usada à tiracolo)
A menininha da Fernanda tem detalhes na estampa, com strass:
Camiseta Cantão
Colcci lançou uma coleção de chinelos, masculino-feminino:
 Chinelos fofos
Presente SUB(simples, útil e bonito).

Se o tour virtual de compras cansou, imagina o corre-corre real, antes do natal: trânsito lento, shoppings lotados, crianças chorando e fazendo birra na porta da loja de brinquedos, musiquinha de natal enjoativa, vendedor mau-humorado…

Uma opção é adiantar as compras e fazê-las pela internet.
Acessando sites confiáveis, com boas referências, a compra é segura e tranquila.
Eu mesma já adquiri vários produtos pela internet e sempre fiquei satisfeita, afinal, você encontra produtos diferenciados, exclusivos e com preços bem camaradas.
A Tanlup é uma loja virtual que está com uma campanha de natal, oferecendo presentes para todos os gostos.
Que tal trocar a muvuca dos grandes shoppings, prestigiando pequenos lojistas e artesãos?
Aí, na barra lateral do blog, há várias opções de sites e blogs que também indico.
Novidade pra mim foi conhecer através da Helena, do Quilts são Eternos( promoção, só até domingo, viu?) o trabalho da Viví Moda Exclusiva:
vivi (48 de 22)
Boa supresa foi descobrir que a Vivianne Huhn é de Belém e tem uma loja virtual na Elo7, vendendo tentações como estas:
saia espanhola ( tamanhos 42 e 44)
Garanto, que ninguém ia aparecer com uma roupa igual à sua!
vestido barbie 42
As sapatilhas são muito fofas!
sapatilha 38 (94,00) + colar ( R$35,00)
sapatilhas 35
E há pouco, mostrei uma necessaire diferente que encomendei à Lu Gastal:
Necessaire e bottons
Descobri ser uma parceria da Lu, com a Laurina Crafts.
E há morangos frescos, na loja da Laurina:
Opção para gatófilas:
Carteira Cats

Apreciar não gasta sola de sapato, nem dinheiro, mas pra quem procura um presente especial, para alguém especial, opções não faltam!

Leia Mais

Ateliê Gaaya

Quando a Edilene entrou em contato comigo, convidando-me a acompanhar a nova séria de posts no seu blog com fotos exclusivas, pensei: “puxa! Como eu nunca havia reparado isso aqui, antes?!” 
“O Ateliê Gaaya é resultado do trabalho de três artistas, Edilene Lasmar de Faria, Marcus Vinícius Freitas Campos e Aureliano Vieira de Miranda Neto, que se uniram em torno de uma proposta inovadora: a repaginação de móveis e a criação de objetos de decoração e arte. As peças têm um tom jovem, divertido e atual, que dá um toque especial em qualquer ambiente.”

A Edilene é artista plástica formada pela Universidade Federal de Uberlândia. Em 2002 associou-se a Aureliano Neto na confecção artesanal de bijuterias. Logo juntou-se à dupla, outro jovem talentoso: Marcus.
Direcionaram o trabalho, das bijus para a decoração. O resultado: o Ateliê Gaaya, locado em Uberlândia.

Os últimos posts do blog contam com belas fotos ambientadas no ateliê, encenando uma historinha dividida em capítulos…
Aos poucos somos apresentados ao trabalho de cada um dos artistas, como essa cômoda de temática jovem e estampa vintage.
Ou, a esta robusta poltrona de couro, que ganhou leveza e irreverência com o grafite:
Além das paredes, o piso é um show à parte!
E o que dizer desta sapateira, com cara de quarto de menina-moça!
Não daria conta de metade de meus sapatos, mas, quem se importaria com a falta de espaço, com uma peça tão linda?!…
A Vivianne mostrou outro dia o quarto do ateliê, com uma borboleta “tatuada” no armário, ao lado da cama.
Vale a pena fazer um tour por todos os ambientes do ateliê e ver em detalhes peças como este armário antigo da cozinha, “remoçado” pela pintura amarela:
Criatividade e talento juntos não são como Red Bull mas, dão asas à imaginação…
 Ateliê Gaya
Para saber mais a respeito do Ateliê, poderão acessar uma entrevista com a Edilene aqui, no Como Você se Inspira.
E, para quem desejar adquirir alguma peça do Ateliê com até 50% de desconto, de 4 a 6 de novembro acontecerá o 2°Bazar Ateliê Gaaya:
Leia Mais

Minha sala no de(couer)ação

Toda história tem seu começo e a do Sala da La, uma estreita relação de paixão pelo universo dos blogs de decoração e crafts. Dentre eles, o de(couer)ação foi referência desde o primeiro clique.

Aqueles que nutrem a mesma paixão sempre têm alguma história pra contar, sobre como a blogsfera ajudou-os a mudar a visão do mundo à sua volta, ampliando-a, colorindo-a. Comigo, não foi diferente. 
“Informação é poder!”
A afirmação acima não saiu da boca daqueles (irr)responsáveis pela quebra do sigilo fiscal da filha de Serra, por coincidência, todos, ligados ao PT e à campanha de Dilma( Ops! Perdão pela nota política mas, não resisti!…); quem falou, foi um personagem da ficção: Dr. 
House, quase um guru de auto-ajuda!
Realmente, não discordo do personagem da ficção:
Quando acessamos boas fontes de informação, encontramos subsídios que nos ajudam a empreender as transformações que desejamos para melhorar nossa qualidade de vida.
E é por isso que muitos, como eu, “perdem” tanto tempo viajando pela internet. Mas, como diria Bertrand Russel: 
“O tempo que você gosta de perder não é tempo perdido.”
Parafraseando aquele conhecido ditado:

“É vendo e aprendendo”…
E foi algo surreal, ver uma parte da minha casa no de(couer)ação esta semana, endereço onde costumo ver e aprender com o (bom) exemplo de outros.

Hoje queria apenas registrar essa minha satisfação e dizer que continuo por aqui…
…Observando, aprendendo, aplicando, mudando, porque:


“Na vida a única coisa constante são as constantes mudanças.”
(Leandro Cassio da Silva Barros)

Leia Mais