Rumpelstiltskin

Rumpelstiltskin é um conto dos irmãos Grimm. O personagem, um duende de nome impronunciável, foi adaptado para o cinema e aparece na última versão de Shrek 4, ainda inédito pra mim.

A Vivianne foi uma das responsáveis por me chamar a atenção para a beleza desse lugar frio, no clima, mas quente, nas formas e cores. Vez em quando ela nos mostra algo sobre o design desse país, tão-tão-distante, como aqui e aqui.
A língua para nós é mais estranha que a do povo Na’vi, de Avatar, mas as imagens captadas nos blogs de lá têm linguagem universal: a do coração. Pelo menos, a do meu.
Sou capaz de esquecer as horas viajando pelos blogs escandinavos e, tudo me encanta, principalmente, a maneira espontânea e democrática como lidam com as cores: sempre o branco fazendo a base, do piso ao teto, mas, a variedade de tons nos detalhes, nas formas, impressionam-me!

Lykke og Lykkelliten: um nome impronunciável encantou-me, nesses últimos dias.
Tove, a autora do blog, é uma norueguesa de 30 anos que mora com o marido e uma filha de 5 anos numa casa adorável. Ela também tem uma loja virtual, a Nett Pynt.no, onde é possível encontrar várias das peças que ajudam a decorar a casa.

A seguir, um breve tour:
Costura, crochê, tricô são estrelas na decoração.

O quartinho da menina é simples, mas único:
Um móbile artesanal:

Segundo o que vi, foi a própria menininha que montou o móbile.
A armação, pode ser encontrada no
site da mãe.

Um cantinho de leitura simpático:
Atenção, às gavetas da escrivaninha.

Ainda, o quarto da menina:

A sala mescla moderno e vintage, sem medo:
Não parece casinha de conto de fadas?
O tapete verde é fantástico!
Ou, melhor o vermelho?
Deu vontade de fazer um abajur fofo, como este:
Baú e almofada:
Colmeia de cores:
Almofada de fuxicos:
Mais detalhes, fotos maiores: na galeria de Tove Michelle, do Flickr.
Leia Mais

Mão de mãe

Nem sempre é fácil decidir o que fazer no quarto dos filhos.
Decoração temática corre o risco de não acompanhar o crescimento e desenvolvimento da criança e logo se tornar ultrapassada.

Aqui, 2 exemplos de mães que arregaçaram as manguinhas e, com bom gosto e criatividade, fizeram interpretações diferentes para os quartos dos filhos, usando o mesmo tom de azul.(Amo essa cor!)

Maya pintou um incrível mural de árvore, optando por tons sóbrios nos móveis e poucos detalhes de cor nas paredes:O quarto do pequeno Deven ganhou tranquilidade e leveza.

O móbile de passarinhos sobre o berço foi inspirado neste aqui.
ohdeedoh

Já Lynn-Anne criou, junto com a filha adolescente, um quarto vibrante e feminino:
No fundo do armário romântico foi aplicado papel colorido.
Dá para perceber que a menina tem paixão por pinguins, o que pode ter sugerido os tons frios de azul e branco, assim como o papel de parede de urso polar.
Kilt coloridíssimo sobre a cama de ferro ajudou a dar uma aquecida no quarto. Reparem nos puxadores diferentes, também coloridos, da cômoda branca.Por coincidência, também um móbile de origami com tsurus sobre a cama, projeto que a própria adolescente deu conta de fazer:
sweet sweet life
Ao lado da cama, um assento flutuante.
Mais detalhes e imagens, no link acima e no Flickr de Linn-Anne.
Atualizando:
A Daniela Koidara, arquiteta e designer brasileira que mora na França, está em clima de espera pela Heleninha.
Mas ela não apenas espera. Daniela “é gente que faz”:
Vale a pena dar uma olhada no quartinho que ela, junto com o marido, está montando para a chegada da filhinha. Passarinhos, também são a inspiração.
Aqui, ó!
Leia Mais

Natal de papel

“…Eu pensei que todo mundo fosse filho de Papai Noel.
Bem assim felicidade, eu pensei que fosse uma brincadeira de papel….”

Natal é o seguinte: não tem meio termo. “Ame-o, ou deixe-o!”
Incluo-me na categoria dos que amam: o clima, a confraternização, as luzes, o motivo…Mas, cada qual com o seu “cada qual” e não estou aqui para julgar quem não gosta.
Uma das coisas que não gosto, é ter de aturar o carnaval natalino no comércio. É aquele clima de oba-oba( os comerciantes têm o que comemorar, mesmo!), aquela alegria forçada e as musiquinhas de natal repetitivas, tocadas em todos os ritmos possíveis: pagode, samba, forró…Ai, “num guento”! É muito chato! Pior, é quando a Simone resolve vender cd, aproveitando o tema. Falta-lhe inspiração e talvez, dinheiro no bolso, para apelar dessa forma.
Já pararam para analisar, o quanto algumas das letras das músicas de natal são melancólicas?
A continuação dessa que abriu o post, por exemplo:
“…Já faz tempo que pedi, mas o meu Papai Noel não vem.
Com certeza já morreu ou então felicidade é brinquedo que não tem.”
Com certeza quem fez essa letra, deve ter tido algum trauma de infância com o natal. É deprimente.
Nada a ver com o que quero mostrar; apenas uma introdução, já que lembrei dessa musiquinha que fala de “brincadeira de papel”.
A revista da Martha Stwart, especial de natal do ano passado, traz algumas ideias baratas para enfeites de natal, usando papel:
Esta guirlanda feita com papel rendado, ganhou glamour com as luzinhas de natal:

Aqui, os círculos são de renda e algodão, mas a ideia pode ser substituída por círculos de papel rendado, colados numa base, que também pode ser de papel:
Uma chuva de rendas, descendo pela janela( já que não temos cristais de gelo): (Clicando na foto, ela fica mais nítida)
Pode-se colar duas toalhinhas de papel, se for necessário maior firmeza:
Pinheirinhos de natal, feitos com saias pregueadas de papel:
Em matéria de embalagens originais, muito cute esta ideia:
Vidrinhos comuns de geleia, ganham sainha e etiqueta personalizada na tampa, com a foto do presenteado. Os confeitos M&M’s, também personalizados, são um luxo que não temos por aqui.
Sacolas de papel viram uma luxuosa embalagem, usando fita, flor e etiqueta:
Mais pacotes fofos: Aqui, um móbile feito com tiras de papel:
Veja como fazer: aqui, no Design Sponge.
Mandala vintage natalina:Etsy
Não estão esperando por natal “tabajara”, não é? Papai Noel não acabará com “toodos os seus problemas”.
Aqui pelo menos, têm ideias para fazer algo especial nesta época. Mãos ao papel!
Leia Mais

Móbile de papel voador

Com exceção de insetos e vampiros, acho que já deu pra perceber que sou fã de criaturas aladas, de preferência cantantes.
Inspirado nisso, mais um projetinho para crianças que não faria feio em qualquer ambiente da casa:
Parece-me que foi usado aqui, papel de scraapbook.

Leia Mais

Passarinhando…

Hoje fui chamada a resgatar mais um passarinho, que frequentemente entram pela porta da cozinha e ficam se debatendo na janela de vidro. Preciso fazer isso, antes que Pingo o faça( do jeito dele…). Era um beija-flor, a visita mais assídua, mas este aqui, foi registrado outro dia:
Nem sei o nominho dele:

Depois de um sábado de “besteirol”, um domingo de inspirações aladas, uma, mais fofa que a outra!
Caderninho de capa bordada: Mucama Baby, no Flickr.
Corujisse romântica:
The Cupcakes Girls
Balançando…
cozy place
Gaivotas estilizadas, num belo móbile:
bookhou
De tão fofas, não consegui escolher apenas uma dessas guirlandas:
Mustard and Blue Yarn Wreath
Biscoitinhos decorados. Não dá pena comer?
simple+pretty
No quarto do bebê:
sfgirlbybay
Voe alto com as ideias!
Bom domingo!
Leia Mais