Arquivados em 'Minha casa' Categorias

Continuando pelo quintal…

Postado por Laély, no dia 28-06-2009 - Categoria: meu quintal,Minha casa,natureza,Santa Teresa - 11 Comentários

Mais motivos pra gostar daqui:
Lembrei daquela música antiga, cantada pelo Almir Sater:
“Lá de trais daquele morro tem um pé de manacá”…

Tem orquídea pingo de ouro, também:
Tem ipomeia e gerânios na janela:
Tem mata em volta:
A rosa aberta é presente, de vez em quando:

    Continuando pelo quintal…

    Postado por Laély, no dia 28-06-2009 - Categoria: meu quintal,Minha casa,natureza,Santa Teresa - 0 Comentário

    Mais motivos pra gostar daqui:
    Lembrei daquela música antiga, cantada pelo Almir Sater:
    “Lá de trais daquele morro tem um pé de manacá”…

    Tem orquídea pingo de ouro, também:
    Tem ipomeia e gerânios na janela:
    Tem mata em volta:
    A rosa aberta é presente, de vez em quando:

      A casa das matrioshkas

      Postado por Laély, no dia 25-06-2009 - Categoria: ganchos,matrioshkas,Minha casa,renovação - 15 Comentários

      Vocês se lembram das matrioshkas que eu ganhei e mostrei aqui?
      Estou, desde então, à procura de um lugar digno para colocá-las.
      Resolvi pendurar um espelho na entrada para a sala, mas não sem antes fazer umas modificações bem simples:
      A bolsa que pendurei, foi a Ana Sinhana que fez pra mim. Não dá pra ver os detalhes do tecido, mas são pequenas matrioshkas, mais visíveis aqui:

      Troquei os ganchos comuns por puxadores coloridos e misturados:
      Pensei em pintar a moldura do espelho, mas achei que seria muita informação.
      Mantive o branco e acrescentei este outro puxador de rena, só porque não tinha onde colocá-la:As outras, foram parar num dos armários da sala, embora ainda não esteja satisfeita com o lugar:
      Mais de perto: Quando arranjar uma casinha melhor, eu mostro.

        A casa das matrioshkas

        Postado por Laély, no dia 25-06-2009 - Categoria: ganchos,matrioshkas,Minha casa,renovação - 0 Comentário

        Vocês se lembram das matrioshkas que eu ganhei e mostrei aqui?
        Estou, desde então, à procura de um lugar digno para colocá-las.
        Resolvi pendurar um espelho na entrada para a sala, mas não sem antes fazer umas modificações bem simples:
        A bolsa que pendurei, foi a Ana Sinhana que fez pra mim. Não dá pra ver os detalhes do tecido, mas são pequenas matrioshkas, mais visíveis aqui:

        Troquei os ganchos comuns por puxadores coloridos e misturados:
        Pensei em pintar a moldura do espelho, mas achei que seria muita informação.
        Mantive o branco e acrescentei este outro puxador de rena, só porque não tinha onde colocá-la:As outras, foram parar num dos armários da sala, embora ainda não esteja satisfeita com o lugar:
        Mais de perto: Quando arranjar uma casinha melhor, eu mostro.

          Amizades virtuais

          Postado por Laély, no dia 24-06-2009 - Categoria: Minha casa,Utensílios para a cozinha - 9 Comentários

          Fazer o blog tem me proporcionado chances de conhecer trabalhos e gente tão bonita! Gente que às vezes, nem imagino o semblante, mas que deixa a beleza transparecer nas palavras escritas e nos gestos, até!
          Foi o caso da Susi, uma das primeiras amizades virtuais que fiz por aqui. Ela também trouxe o Paco junto pra me seguir, quando eu ainda nem era famosa e vivia por aí, respondendo à coletivas( cof, cof, cof!…Desculpem-me! Engasguei com a asneira!)
          Ela, que vive na Itália, esteve de férias no Brasil, sem o Paco. Aproveitei pra lhe mandar um “presentinho-sua-cara”, que vocês podem conferir, aqui.
          Olha o que ela me mandou:
          Moldes vazados de silicone, pra desenhar no café com creme, ou bolo, saquinho e cestinha para pão( que já está sendo muito utilizada, viu, Susi?). Já agradeci em off, agora estou agradecendo publicamente.
          Entre tantas outras pessoas queridas, que passam por aqui todos os dias e deixam seu comentário, acabei conhecendo a Rosana Sperotto durante a promoção. Inclusive, ela foi uma das ganhadoras da agendinha, mas houve uma empatia inicial, que se desdobrou em e-mails especiais.
          A Rosana, além de artista com as palavras, é uma artista que faz lindas mandalas.
          E não é que eu ganhei uma? Pendurei na janela da minha sala. Hulk veio conferir a novidade: Aproveitando que eu tô exibida, mostro mais uns detalhes desse cantinho, debaixo da janela:

          Detalhe de um lado( olha a bonequinha, aí!): No meio( o arranjo no aquário é de “prástico”, mesmo!)…Do outro lado, os reloginhos agrupados, com o meu abajur de regador ao fundo:
          ( Reloginhos precisam trabalhar em sintonia, hein?!)
          Não é gostoso fazer amigos?!

            Amizades virtuais

            Postado por Laély, no dia 24-06-2009 - Categoria: Minha casa,Utensílios para a cozinha - 0 Comentário

            Fazer o blog tem me proporcionado chances de conhecer trabalhos e gente tão bonita! Gente que às vezes, nem imagino o semblante, mas que deixa a beleza transparecer nas palavras escritas e nos gestos, até!
            Foi o caso da Susi, uma das primeiras amizades virtuais que fiz por aqui. Ela também trouxe o Paco junto pra me seguir, quando eu ainda nem era famosa e vivia por aí, respondendo à coletivas( cof, cof, cof!…Desculpem-me! Engasguei com a asneira!)
            Ela, que vive na Itália, esteve de férias no Brasil, sem o Paco. Aproveitei pra lhe mandar um “presentinho-sua-cara”, que vocês podem conferir, aqui.
            Olha o que ela me mandou:
            Moldes vazados de silicone, pra desenhar no café com creme, ou bolo, saquinho e cestinha para pão( que já está sendo muito utilizada, viu, Susi?). Já agradeci em off, agora estou agradecendo publicamente.
            Entre tantas outras pessoas queridas, que passam por aqui todos os dias e deixam seu comentário, acabei conhecendo a Rosana Sperotto durante a promoção. Inclusive, ela foi uma das ganhadoras da agendinha, mas houve uma empatia inicial, que se desdobrou em e-mails especiais.
            A Rosana, além de artista com as palavras, é uma artista que faz lindas mandalas.
            E não é que eu ganhei uma? Pendurei na janela da minha sala. Hulk veio conferir a novidade: Aproveitando que eu tô exibida, mostro mais uns detalhes desse cantinho, debaixo da janela:

            Detalhe de um lado( olha a bonequinha, aí!): No meio( o arranjo no aquário é de “prástico”, mesmo!)…Do outro lado, os reloginhos agrupados, com o meu abajur de regador ao fundo:
            ( Reloginhos precisam trabalhar em sintonia, hein?!)
            Não é gostoso fazer amigos?!

              No quintal de casa…

              Postado por Laély, no dia 24-06-2009 - Categoria: Minha casa,natureza,reciclagem - 23 Comentários

              No sábado à tarde, menino do meio me convidou pra chupar laranja no pé.
              Temos um pomar incipente ainda, num morro castigado pela seca e Sol, mas dá pra tirar alguma coisinha.
              Subimos pelos fundos da casa:
              Este guarda chuva de pequenas flores é uma suculenta que nasceu sozinha no morro, presente da natureza( se alguém conhecer o nome, me avise):Temos alguns pés de manacá da serra no quintal.
              Quando essa árvore floresce, fica tão carregadinha, que parece um enorme buquê de flores brancas, lilases e rosas:Mais de perto…E mais perto… Ali perto, um cachorro:…E um menino, escorregando no morro e fazendo caras e bocas:

              Atrás do menino( filho caçula),você deve estar se perguntando o que seriam essas caixas de água. Pois são: caixas de água…de chuva.
              Marido, que é médico e não engenheiro, projetou um sistema de captação de água de chuva.
              Estas caixas chegam a armazenar até 100 mil litros de água, no tempo das chuvas e, acreditem: não dão pro gasto, na época da seca! ( Dá pra se questionar o quanto usamos e desperdiçamos água no dia a dia…)
              Aqui, o resultado de tanto esforço, aparecendo em frutos:
              A hortinha do pequeno, onde o lixo orgânico da casa é usado como adubo:
              Ele plantou couve nas margens e no centro, cenoura. Pode parecer meio caótica, mas é que assim, as pragas naturais têm outras opções, além de atacar o que pretendemos consumir.
              Este é o meu pedaço, mais perto da casa:
              Tenho alguns temperinhos: salsa, cebolinha, manjericão, salsão, alecrim, cidreira.
              Ganhei sementes de ruibarbo e cogumelos de uma amiga da Inglaterra, que ainda pretendo plantar( acho que darei essa tarefa ao marido).
              Ainda: alface, rúcula e rabanete.
              Com um pouco de bom senso, consciência e muito trabalho braçal, dá pra se transpor obstáculos naturais. Temos contra nós: o terreno acidentado, terra pobre e pouca água. O negócio é ter criatividade!

                No quintal de casa…

                Postado por Laély, no dia 24-06-2009 - Categoria: Minha casa,natureza,reciclagem - 0 Comentário

                No sábado à tarde, menino do meio me convidou pra chupar laranja no pé.
                Temos um pomar incipente ainda, num morro castigado pela seca e Sol, mas dá pra tirar alguma coisinha.
                Subimos pelos fundos da casa:
                Este guarda chuva de pequenas flores é uma suculenta que nasceu sozinha no morro, presente da natureza( se alguém conhecer o nome, me avise):Temos alguns pés de manacá da serra no quintal.
                Quando essa árvore floresce, fica tão carregadinha, que parece um enorme buquê de flores brancas, lilases e rosas:Mais de perto…E mais perto… Ali perto, um cachorro:…E um menino, escorregando no morro e fazendo caras e bocas:

                Atrás do menino( filho caçula),você deve estar se perguntando o que seriam essas caixas de água. Pois são: caixas de água…de chuva.
                Marido, que é médico e não engenheiro, projetou um sistema de captação de água de chuva.
                Estas caixas chegam a armazenar até 100 mil litros de água, no tempo das chuvas e, acreditem: não dão pro gasto, na época da seca! ( Dá pra se questionar o quanto usamos e desperdiçamos água no dia a dia…)
                Aqui, o resultado de tanto esforço, aparecendo em frutos:
                A hortinha do pequeno, onde o lixo orgânico da casa é usado como adubo:
                Ele plantou couve nas margens e no centro, cenoura. Pode parecer meio caótica, mas é que assim, as pragas naturais têm outras opções, além de atacar o que pretendemos consumir.
                Este é o meu pedaço, mais perto da casa:
                Tenho alguns temperinhos: salsa, cebolinha, manjericão, salsão, alecrim, cidreira.
                Ganhei sementes de ruibarbo e cogumelos de uma amiga da Inglaterra, que ainda pretendo plantar( acho que darei essa tarefa ao marido).
                Ainda: alface, rúcula e rabanete.
                Com um pouco de bom senso, consciência e muito trabalho braçal, dá pra se transpor obstáculos naturais. Temos contra nós: o terreno acidentado, terra pobre e pouca água. O negócio é ter criatividade!

                  Manhã fria=preguiça(?!)

                  Postado por Laély, no dia 23-06-2009 - Categoria: Minha casa,Quartos,salas - 13 Comentários

                  Eu juro que num dia como o de hoje: 10°C, fora das minhas cobertas, eu preferiria muito mais ficar quietinha na cama!
                  Mas vocês se lembram da minha proposição de 40 anos de não descuidar do corpo, que já está sentindo os efeitos nocivos da gravidade…
                  Então, não tem jeito! Como o Hulk já estava entrando em depressão porque não sai há 2 dias, resolvi enfrentar o frio. Fomos fazer nosso passeio habitual.

                  Aproveitei pra escalar o pé da montanha e colher alguns galinhos de um arbusto florido que vi.
                  Coloquei-os, arrumadinhos num canto da sala:
                  Em volta da casa a “esponjinha” rosa está toda florida:
                  Acho isso tão alegre!
                  Um bom dia a todos!

                    Manhã fria=preguiça(?!)

                    Postado por Laély, no dia 23-06-2009 - Categoria: Minha casa,Quartos,salas - 0 Comentário

                    Eu juro que num dia como o de hoje: 10°C, fora das minhas cobertas, eu preferiria muito mais ficar quietinha na cama!
                    Mas vocês se lembram da minha proposição de 40 anos de não descuidar do corpo, que já está sentindo os efeitos nocivos da gravidade…
                    Então, não tem jeito! Como o Hulk já estava entrando em depressão porque não sai há 2 dias, resolvi enfrentar o frio. Fomos fazer nosso passeio habitual.

                    Aproveitei pra escalar o pé da montanha e colher alguns galinhos de um arbusto florido que vi.
                    Coloquei-os, arrumadinhos num canto da sala:
                    Em volta da casa a “esponjinha” rosa está toda florida:
                    Acho isso tão alegre!
                    Um bom dia a todos!