Arquivados em 'meu quintal' Categorias

Brunch para Vinícius

Postado por Laély, no dia 11-11-2013 - Categoria: arranjos,filhos,meu quintal,receitas - 18 Comentários

Escrevo este blog há quase 5 anos. Nesse período, muita coisa mudou( outras, nem tanto): a casa, os gatos que passaram por ela, o corpo, a família…
Pra quem me acompanha há mais tempo, a história já é sabida. Pra quem não, entenderá melhor este post se, antes, ler um outro: “De mãe pra filho“.
Resumindo: tenho três filhos, quase todos, de barba na cara. Pra quem não acredita, olha os “meninos”, aí:
DSCN1148
A verdade incontestável da vida: os filhos crescem. E, se vão…
Conosco, apenas o mais novo, que acabou de completar 14 anos. O mais velho faz faculdade, na capital, e o do meio resolveu ir pra mais longe, bem longe…O tempo não para: são quase 2 anos…
Há uma semana ele voltou, para uma visita rápida. E, como não poderia deixar de ser, a gente quer mimá-los, de todas as formas!
A avó materna não pôde vir ao seu encontro. Mandou, lá de Belém, delícias regionais, que ele tanto gosta.
No seu último sábado no Brasil saboreou frango com jambu, no tucupi e, de sobremesa, açaí.

“Será que meus filhos terão alguma reminiscência da maneira como tempero nossa comida? A gente nunca sabe o momento, exato ou inexato, em que vai entrar para o rol de lembranças de alguém. Qualquer ação ou atitude podem virar protagonistas; preciso me lembrar disso, para caprichar mais nas coisas.
Será que, n’algum momento da vida, eles tentarão recuperar algum sabor de suas infâncias? Experimentarão, quando grandes, algo que não tenha sido feito por mim, fecharão os olhos por alguns segundos e se pegarão dizendo ‘Parece a torta de legumes da mamãe’ ou ‘É igual ao creme de abóbora que ela fazia’?
No fundo, a gente quer é ser lembrada. E o alimento é a memória afetiva mais forte que existe. É o primeiro presente que ganhamos, ao nascer. Onde fica a boca do mundo?”

Foi o que a Silmara Franco escreveu, no último post.
Concordo com ela! Trago algumas recordações gustativas e olfativas da infância, como um pão de canela que minha mãe costumava fazer.
Acredito piamente que, cozinhar é uma forma de acarinhar. Uma das formas. Cada um tem a sua…
Um bom compositor faz música, eu, embora não me considere tão boa cozinheira, comida. É a minha sonata, para olhos e paladar.

Então, antes mesmo dele chegar, decidi por uma despedida em volta da mesa, junto com alguns amigos. E foi, assim:
DSCN1113
Depois de uma semana de tempo fechado, chuvoso e frio a manhã de domingo estreou, com um belo dia de Sol: perfeito, pra montar a mesa no quintal!
DSCN1088
As opções salgadas do cardápio: sanduíche, no pão integral, de atum e pepino*, quiches( tomate seco/cogumelos frescos), cuscuz marroquino, focaccia integral com tapenade de azeitonas, receita do Panelinha.
*Para o recheio do sanduíche piquei pepino japonês em cubinhos bem pequenos, acrescentei um pouco de sal e deixei escorrer numa peneira. Depois, sequei o excesso de água em papel toalha e acrescentei ao recheio de creme de ricota e atum. Acertei o sal e a pimenta. Os pedacinhos de pepino dão uma textura crocante ao creme.
DSCN1108
Opções doces: torta de ricota( com geleia de morango e geleia de goiaba), bolo gelado de abacaxi, bolo de mamão e aveia, biscoitinhos de nata.
As bebidas servidas foram suco e chocolate quente.
DSCN1090
DSCN1107
DSCN1091
Flores na mesa, colchas no varal, mix de louças: se você gosta de cores, não há contraindicações!
DSCN1125
Como ele viajaria à tarde, a ideia do brunch foi a mais viável: um café da manhã mais tarde, com cara de almoço.
DSCN1122
O importante era deixar todos à vontade.
DSCN1109
DSCN1086
DSCN1087
DSCN1094
DSCN1099
DSCN1105
E teve música especial, de despedida…
DSCN1132
E um breve momento de reflexão, dirigido pelo nosso pastor:
DSCN1129
Ficar longe até que não é tão difícil, hoje em dia. Difícil, mesmo, é dizer “auf wiedersehen”!

“Dê a quem você Ama :
- Asas para voar…
- Raízes para voltar…
- Motivos para ficar… ”
(Dalai Lama)

    “Carpe diem!”

    Postado por Laély, no dia 12-02-2012 - Categoria: meu quintal,natureza,Pingo,textos - 9 Comentários

    Domingão rima com macarrão:
    Macarrão do domingão
    Mas não combina com complicação:
    Almoço de domingo-”macarrão de strogonoff” porque, como bem descreveu minha amiga Silmara Franco, outro dia:
    “Só massa salva!” ( Principalmente, mulher “desempregada” há 2 semanas!)
    Mais cliques do domingo:
    DSC09370
    DSC09371
    Não perturbe! Pingo tirando uma sesta:
    Pingo na sesta
    A quaresmeira-anã desabrochou:
    Quaresmeira-anã
    Quaresmeira-anã
    Quaresmeira-anã
    E um texto traduzido e postado pela Vivianne Pontes, Dcoração, que compartilhei no Facebook e gostaria de aqui, também:
    Filhos, pais, Carpe Diem e os tempos

    Tocante! Inspirou meu domingo e, espero: inspire a semana de todos!
    Plantem boas sementes e colham, o que de melhor encontrarem pela frente!

      Banquete da tarde

      Postado por Laély, no dia 04-02-2012 - Categoria: meu quintal,passarinhos - 26 Comentários

      Como pode alguém, mesmo ausente, ser tão presente?
      Acho que a isso os poetas chamam, de: saudade.

      Quando o filho do meio despediu-se de mim, no aeroporto internacional do Rio, colocou a mão no meu ombro e, olhando nos meus olhos, fez-me uma recomendação solene: que eu tomasse conta da horta dele. Também deveria fotografar a alface e cenoura ali plantadas, para que ele pudesse acompanhar o crescimento, mesmo de longe.
      Dividindo a responsabilidade com o filho mais novo, o resultado já pode ser conferido e levado à mesa:
      Horta do filho
      A concorrência com as lagartinhas é feroz, mas o primeiro desbaste rendeu uma deliciosa salada de alface baby. As cenouras ainda não cresceram o suficiente.
      Horta do filho
      Numa dessas idas ao quintal, o que podemos encontrar:
      DSC09241
      O marido se encarrega de colocar alpiste, canjiquinha e frutas para alimentar visitantes comuns por aqui:
      Banquete de sanhaço
      Os sanhaços andam em bando e se deliciam com o banquete oferecido.
      Banquete de sanhaço
      Banquete de sanhaço
      Canarinhos, rolinhas e bem-te-vis também fazem a festa.

        Limpando as vistas

        Postado por Laély, no dia 28-01-2012 - Categoria: meu quintal,Minha casa,Música,natureza,paredes,quadros na decoração - 15 Comentários

        Hibisco
        É um sentimento difícil de explicar.
        Minha mãe mora distante desde que me casei, há mais de 20 anos. Mas quando nos falamos, depois dela passar uma temporada conosco, repete a mesma coisa…
        Até estranho. Era de se esperar que já estivesse acostumada. Mas a danada incomoda, não importa a quem!
        Não chega a ser tristeza mas faz chover nos olhos, só em pensar!
        Em frente à casa
        A vida segue seu curso normal, lembrando aquela música do muso da infância, o Ronnie Von:
        “A mesma praça,
        O mesmo banco,
        As mesmas flores…”
        As mesmas paredes…
        Parede de pratos
        Os mesmos quadros…
        sala
        Tem um diferente, ali no cantinho!
        Parede de quadros
        Lembrança, de uma amiga querida.
        Presente de amiga
        Lembranças que nos ligam, mais ainda!
        Presente de amiga
        “Tudo é igual, mas estou triste
        Porque não tenho você perto de mim.”

        ( O post não deve ter feito muito sentido mas, o pensamento viaja pela Alemanha: pela primeira vez, desde que o filho partiu, a saudade apertou. Mas isso é normal. Anormal seria não sentir. Acho…)

          Reunindo a família

          Postado por Laély, no dia 24-01-2012 - Categoria: arranjos,meu quintal,receitas - 19 Comentários

          No último fim de semana foi aniversário da minha mãe. É bom poder comemorar essa data juntas, pois uma grande distância geográfica nos separa, a maior parte do tempo(ela mora em Belém e costuma visitar-nos essa época do ano).

          Na quarta ela se despede do ES mas, sempre que passa por aqui, deixa um rastro de benfeitorias, na casa e na alma da gente: costura roupas e lençóis rasgados, com paciência de Jó( aliás, acho que mãe deve vir de fábrica com visão de super-homem, para enxergar o que a maioria não vê!), cuida, conversa, escuta, elogia, puxa a orelha, quando necessário…

          Não sei se, em homenagem a ela, a chuva deu uma trégua; tempo suficiente, para animar uma almoço no quintal. Porque, dia ensolarado e ameno, não se pode desperdiçar!
          Tarde sobre a mata
          Montamos a mesa no quintal, à sombra mutante de um grande cipreste( a sombra muda de lugar, conforme a hora do dia).
          O almoço foi simples e regional: frango no tucupi, arroz branco e farofa.
          Porém, o mais gostoso é poder bater papo com os amigos.
          Aniversariante
          Foto não-oficial:
          Aniversário da mãe
          Cores e flores, para completar o clima de descontração:
          Cores e flores
          As sobremesas são as minhas preferidas. E, a preferida das preferidas dela, é a torta de limão que faço!
          Sobremesas
          Misturei bolo fudge de chocolate, receita do Panelinha, e a tentação calórica ficou mais irresistível ainda( sem falar, no açaí do Pará)!
          O cardápio não seguiu nenhuma combinação ou lógica, apenas, o “querer agradar a todos”!
          Bolo fudge
          Mas achei que laranja e marrom combinavam bem:
          Capuchinha
          Um descuido e minha torta teria queimado mas, consegui salvá-la a tempo!
          Torta de limão
          E a dupla do barulho:
          Dupla tentação
          Um presente a mais, além do dia ensolarado, foi a coincidência na floração da cerca viva de murta:
          Murta florida e perfumada
          O muro verde já alcança quase 3 m de altura e circunda toda a casa, abraçando-nos com seu delicado perfume, quando em flor.
          Aproveitei, para deixar um buquê no lavabo:
          Murta perfumada no lavabo
          E foi assim que mais um dia terminou por aqui:
          Entardecer
          Quero pensar que, da próxima vez que minha mãe voltar, a família estará toda reunida, inclusive, com o Vinícius, “que está na Alemanha”…

            Passeio pelo(s) jardim(s)

            Postado por Laély, no dia 07-09-2011 - Categoria: meu quintal,viagens - 0 Comentário
            passeio
            Hoje foi um dia agradável. Ainda mais pela folguinha, bem no meio da semana. 
            Proponho então um passeio pelo Jardim Botânico, no Rio. 
            E não esqueçam a máquina Polaroid! 
            Ah, não têm?
            “Seus problemas acabaram!”
            Com os recursos do Pixlr.com, até uma ignorante como eu consegue efeitos que imitam fotografias antigas, como as deste post.

            A mudança da família imperial portuguesa para o Brasil, fugindo de Napoleão Bonaparte, provocou uma série de melhorias no país, principalmente no Rio de Janeiro, capital àquela época.
            A criação do Jardim Botânico foi uma ideia de D. João VI, registrado nesta placa, à entrada do parque: 
            Placa
            Esta não é a Vieira Souto, mas também, uma das avenidas mais famosas do Rio, cercada de centenárias palmeiras imperiais:
            Alameda
            Alameda 2
            Em frente ao chafariz, uma estátua de menino:
            Chafariz
            Chafariz 2
            O parque abriga espécies botânicas de várias partes do mundo, mas esta bromélia é nativa:
            Bromélia JB
            Close
            E esta espécie rara é um contestadorium meninum:
            Filho
            Rio
            Percorrer todo o parque requer tempo e preparo físico. 
            Pausa para um gole d’água:
            Fonte
            Um descanso, sob a sombra das palmeiras?
            Palmeiras
            Esta é uma espécie de abacaxi ornamental:
            Abacaxi ornamental
            A flor quase passa despercebida, no meio dessa coroa tão exuberante:
            Close abacaxi
            E algumas espécies menores parecem flutuar:
            Bromélia 2
            Na verdade este é um exemplo de planta epífita:
            Bromélia
            Outra epífita, uma elegante orquídea:
            Orquídea
            Orquídea 2
            Variedade é o que não falta:
            Pequenas
            Até uma florzinha, que não lembro o nome:
            Rosinha
            E se tiverem sorte, podem até encontrar um esquilinho arisco, escondido entre as árvores:

            Pretinho

            Ops! Mas isso não é esquilo!
            Parece-me familiar…
            E este não é o Rio, mas o Rio Doce, em Colatina-ES:
            Rio Doce
            E as imagens, a partir do abacaxi ornamental, não foram tiradas no Jardim Botânico, mas em volta desta casa, quase engolida pela mata…
            Telhado
            A minha.
            Não precisa ir tão longe, para belos instantâneos.

              Café dos pais

              Postado por Laély, no dia 14-08-2011 - Categoria: arranjos,datas especiais,meu quintal,vídeos - 0 Comentário

              E o fim de semana foi assim:

              Anoitecer sobre o Rio Doce-Colatina
              Anoitecer de sábado despedindo-se de Colatina, com direito à Lua cheia sobre o Rio Doce.
              Amanhecer de domingo em Santa Teresa, com dia ensolarado e céu limpo:
              Dia de Sol
              Erva São João
              Perfeito para um “brunch” no quintal de casa:
              Café dos pais
              Às 10h combinamos uma refeição especial para os pais da igreja onde congregamos. Como é um pequeno grupo, com poucas famílias, a tarefa foi até fácil de cumprir.
              Café dos pais
              Difícil foi dar conta de experimentar toda a variedade de comidas à mesa: pães, bolos, waffles, frutas, sucos naturais, chocolate quente, chá, granola caseira, geleias artesanais, frios, quiches, ovos mexidos…tudo, para agradar aos pais (e às mães também, que não teriam de se preocupar com almoço de domingo, pelo menos, não tão cedo!).

              As bandeja de geleias, mel e patês para os pães:

              Café dos pais

              A quiche de tomate seco foi minha preferida, mas havia outra opção, com presunto de peru:

              Café dos pais

              Entre os sucos cítricos de limão e laranja, o “oscar de mais gostoso” foi para o de mexerica.

              Café dos pais

              Arranjos “sofisticados” de flores não faltaram para alegrar a mesa:

              Café dos pais
              Café dos pais
              Café dos pais

              O chazinho de “cidreira, limão e mel”, da Oetcker, também foi muito apreciado:

              Café dos pais
              Café dos pais

              Pausa para o “click”, antes da “boia”:

              Café dos pais

              E já que estamos falamos em pais, pesquisando o Diário Grávido encontrei o vídeo de um documentário muito interessante, que contou com a participação do Renato Kauffmann, citado no post anterior: “Pais Rehab“. 
              Depois de tantos escândalos envolvendo “rehab” famosos de toda espécie, sem falar na música da Amy, a palavra ganhou conotação pejorativa. Não, nesse caso. 
              Vale a pena prestar atenção nos depoimentos desses “novos” pais, tão afinados com suas “novas” atribuições:


              Pais Rehab from Limo Inc on Vimeo.

                Arraial de talentos

                Postado por Laély, no dia 22-07-2011 - Categoria: arranjos,datas especiais,meu quintal - 0 Comentário
                Conforme a tradição local, cada vez que planejamos alguma programação ao ar livre, chove.
                Este ano não poderia ser diferente: o sábado marcado para a nossa “Noite dos Talentos“ começou com chuva fina; não, o suficiente para  molhar a terra, mas o suficiente para molhar a lenha a ser usada na fogueira.
                Mas a confiança de que, até a noite o tempo firmaria não nos desanimou. Tratamos de arrumar o quintal, palco das apresentações e comedorias:
                Noite de Talentos
                As guirlandas de papel de seda coloridas que adornaram a mesa, assim como outros enfeites usados na festa, foram trazidos do Rio (achados da SAARA).
                Apliquei flores artificiais em 2 castiçais de vidro:
                Noite de Talentos
                Astromélias de diferentes tons renderam um bonito arranjo:
                Noite de Talentos
                Amarrei um lencinho quadriculado ao pote que recebeu as flores: um toque caipira.
                Noite de Talentos
                Chapeuzinho de palha virou cachepô para as margaridas.
                Guardanapos temáticos( também da SAARA):
                Noite de Talentos
                Os cajuzinhos fizeram o maior sucesso: obra da amiga Fernanda.
                A chuva deu uma trégua mas a convidade mais importante, a Lua cheia, não deu as caras.
                Noite de Talentos
                Quis dar um clima de casa do interior:
                Noite de Talentos
                Bandeirolas e lanternas também não faltaram:
                Noite de Talentos
                E o “palco dos artistas”:
                Noite de Talentos
                A “famosa” dupla sertaneja (“universitário”), Ana Raio e Trovoada, abriu a noite de apresentações, lançando o primeiro cd e DVD “ao vivo”:
                Noite de Talentos
                A dupla arrasou ( com a afinação!) e até inovou, com uma novidade no backing vocal: um gnomo sanfoneiro.
                Depois os “amadores” também tiveram chance de mostrar talento.
                Teve repente…
                Noite de Talentos
                Bossa nova…
                Noite de Talentos
                Estilo “livre engraçadinho”…
                Noite de Talentos
                Histórias e outras brincadeiras.
                Hulk exercitando seu talento especial:
                Noite de Talentos
                “Cara de pidão”:
                Noite de Talenos
                E a noite ficou amarradinha assim…
                Noite de Talentos
                (A)provada por todos.

                  Esconde -esconde

                  Postado por Laély, no dia 04-07-2011 - Categoria: gatinhos,meu quintal,natureza,vídeos - 0 Comentário
                  O inverno por aqui ainda não convenceu. Basta o Sol da manhã aparecer, para a temperatura subir. 
                  Hoje foi diferente: tempo nublado, desde a manhã. Mas geralmente os dias têm começado assim:

                  Manhã de inverno

                  As fotos da neblina do início da manhã foram feitas pelo filho mais novo.

                  Manhã de inverno

                  A névoa cobre a mata em volta da casa…

                  Manhã de inverno
                  Manhã de inverno

                  Não por muito tempo:

                  Manhã de inverno
                  Manhã de inverno

                  Umas das poucas compras que fiz no Rio foi um novo case para o meu violino.
                  Assim que abri o estojo, dois curiosos gatinhos apareceram e resolveram fazer um test driver

                  "Test driver"

                  O interior de veludo, macio e quentinho, teve aprovação unânime.

                  "Test driver"

                  “Daqui não saio. Daqui ninguém me tira!”
                  E os dois fizeram uma sinfonia silenciosa, regidos pelo meu filho do meio:

                    Inverno colorido

                    Postado por Laély, no dia 15-06-2011 - Categoria: Hulk,looks,meu quintal - 0 Comentário
                    Estamos às vésperas do início do inverno, a estação preferida do ano( ao menos para mim). 

                    kari-shma:Penguins wearing Korean traditional dress take a walk during an event to celebrate Lunar New Year at Everland amusement park in Yongin, South Korea. | via: Telegraph
                    (Imagem: dAqui)

                    Santa Teresa é uma cidade privilegiada, com  temperaturas amenas o ano todo: não derretemos no verão, nem congelamos no inverno-no ponto, eu diria! Um resumo das cores da bandeira brasileira, encravado na serra capixaba: o amarelo ouro, representado pelos dias ensolarados, o verde bandeira, pela mata atlântica que a circunda, o azul anil, pelo céu sempre limpo, o branco, pela paz que é morar numa cidade de interior.
                    Talvez por esse somatório de qualidades o inverno por aqui fique longe de ser uma estação cinza. Há cores vivas, nem que estejam escondidinhas sob uma árvore, como esta pequena espécie de orquídea, em frente à casa:

                    Orquídea

                    Orquídea
                    E a flor de seda, também conhecida como flor de maio, atrasou, mas arrasou na floração:

                    Flor de seda

                    Aproveitando a chuva da última semana, a cerca viva em volta da casa também resolveu dar um showzinho:
                    "Esponjinha"
                    "Esponjinha"
                    "Esponjinha"
                    Inspiração nos tons de rosa e vermelho:
                    Vermelho e rosa
                    Hulk gosta de fotos…
                    Hulk
                    O problema é o choque de egos!
                    Abraço
                    O clima esquentou entre a gente…
                    Cachorrinhos
                    Mas de peito aberto ainda insisto no diálogo, usando meu limitado cachorrês:
                    "Hi!"
                    Camiseta e blazer: Cantão
                    Calça: ELLUS
                    Sapato: UZA

                    Com argumentos tão convincentes, será que ele não aceitaria conversar?
                    "Hi!"