Gastronomia com participação especial

Como não estou de férias do trabalho procurei diminuir meu tempo na internet, pra aumentar as chances de aproveitar o filho, que passa uma temporada no Brasil.
Então, o post de hoje não é meu, mas do Vinícius, com apresentação e participação do mesmo:

“Com a música ‘Baby’, Justin Bieber conseguiu em mais de dois anos 800 milhões de visualizações – marca atingida em 4 meses por Gangnam Style, que conta atualmente com 1.148.007.683, o primeiro vídeo a chegar a marca de 1 bilhão de views.

Enquanto isso, meu único vídeo no youtube chegou à cifra de impressionantes 369 visualizações.”
(Vídeo-tarefa feito em 2011, para a aula de Espanhol na escola)

Espero que se divirtam, tanto quanto eu!

Leia Mais

"Na cozinha com Carolina"

Há pessoas que, realmente parecem ter nascido com o “bumbum, virado para a Lua”.
 
Sempre admirei a beleza e charme de Carolina Ferraz. É daquelas que parece não fazer esforço algum para ficar bonita, mesmo que seja flagrada por paparazzi em pleno dia de faxina! 
Quem a vê assim, sempre tão esbelta, julga ser daquele tipo de mulher que vive à base de folhinha de alface com água mineral, no almoço e, no jantar, gelatina diet.
Seria até uma forma de nós mulheres, invejosas de sua boa-forma, nos vingarmos: nunca seríamos lindas como Carol! Em “compensação”, ela jamais saberia qual o prazer de saborear um bom prato, cheio!
Como eu, poderão “quebrar a cara” se assim pensarem…
Não bastasse beleza, talento e charme, Carolina Ferraz acabou de lançar um livro.
Foi assim, de vestido de cetim vermelho e poderosos scarpins de oncinha, à sua noite de autógrafos no Rio:
Carolina Ferraz optou por vestido vermelho e sapato de oncinha para lançar livro  Foto: Alex Palarea/AgNews
Sou da época da tradicional, maternal e rechonchuda Ofélia, na tv.
Mas os tempos mudam e, que bom!
A tv agora mostra cozinheiras voluptuosas, como Nigela, e chefs que mais parecem ter saído das páginas dos editorias de moda, de tão bonitos!
E a Carolina é o reflexo desses novos tempos: profissionais liberais, pessoas comuns, ou não, que não escondem seu interesse por culinária, ao contrário:
“A cozinha…é a minha alforria, um lugar onde entro e esqueço de tudo. Meu único desejo é combinar elementos que sejam suficientemente atraentes para agradar meus amigos, mimá-los, engordá-los, acariciá-los, com pratos quentes, saborosos, ternos, que possam de alguma maneira esquentar debates e discussões que travamos em volta da mesa”- a declaração é de Carolina, na introdução de seu livro:
"Na Cozinha com Carolina"
Acredite, se quiser:
Carol frequenta a feira, pelo menos 2 x por semana, à procura de ingredientes frescos para fazer o que mais gosta, em casa: cozinhar!
"Na Cozinha com Carolina"
Mas eu, nem de longe, picaria cebolas tão estilosamente assim, num chemisie lindo como este:
"Na Cozinha com Carolina"
Chorei! (Devem ser as cebolas…)
Além de frutas, verduras e legumes, Carolina aproveita para levar flores:
"Na Cozinha com Carolina"
…E fazer simples, mas lindos, arranjos como estes:
"Na Cozinha com Carolina"
"Na Cozinha com Carolina"
As fotos são maravilhosas e eu, sou da opinião de que um bom livro de receitas não se faz sem boas imagens.
"Na Cozinha com Carolina"

Carol( já estou me sentindo íntima, perceberam?!…) também dá sugestões de cardápio e dicas de como receber, como esta linda mesa, arrumada para uma tarde de almoço com amigos:

"Na Cozinha com Carolina"
Há receitas de drinks( pulei essa parte, porque não bebo), entradas, saladas, carnes…
"Na Cozinha com Carolina"

Tudo muito simples mas, de aspecto saboroso, como esta sopa de couve-flor e brócolis:

"Na Cozinha com Carolina"
Ou, esta compota de tomates com queijo cottage e manjericão:
"Na Cozinha com Carolina"
Estou só esperando a estação dos figos frescos pra fazer estes, assados com queijo gorgonzola:
"Na Cozinha com Carolina"
Provei-os assim, na casa da Rosana, feitos pelo filho, que é chef. O resultado é surpreendente!
Mas, surpreendente mesmo é a Carolina, ao afirmar que “só não come jiló”! E recomendar o programa imperdível, na feira: comer pastel!
"Na Cozinha com Carolina"
Uhm! Isto me lembrou que sábado à noite por aqui, ultimamente, tem sido dia de pastel na lanchonete, com os meninos.
Fui!…
( O livro já está nas melhores livrarias e é da Ed. Jaboticaba)
Leia Mais

Para mães cozinheiras…(MDM)

Este livro não sai da minha cozinha e, apesar de ter muuitas revistas de culinária, a verdade é que a gente acaba se perdendo. E, o que era pra ser um almoção, acaba virando um mexidinho! Sempre, com aquela desculpa: “Ah, mas hoje eu não sei o que fazer!”…Um bom auxílio a essa difícil questão: “e agora? Quem poderá me ajudar?”, é esta bíblia da cozinheira, com receitas da revista Cláudia, compiladas num livrão:

Para mães cozinheiras e que gostam de ler:
Já fiz outros posts, sugerindo livros de culinária. Mas hoje em dia, para ser um bom livro, não bastam boas receitas; tem que ilustrar bem; não basta ilustrar bem; tem que escrever bem!
Os livros de Heloísa Bacellar, advogada de formação, chef de coração( formada pelo “Le Cordon Bleu”), são uma obra de arte: das panelas, das lentes fotográficas, dos textos saborosos!
A autora parece nos convidar, a cada página, a uma visita à sua cozinha, que tem aquela cara de cozinha de roça: bem aconchegante!
Não desanimem, com algumas das fotos que mostrarei aqui( pois já sabem que não fotografo bem), mas não me contive em clicar algumas imagens, só para lhes abrir o apetite: Reparem no detalhe da aba interna:
Uma alça de bolsinha! Só não sei se teria coragem de pegar um livro desses, desse jeito! A chef e escritora, posando entre as suas tranqueiras…Ops! Desculpem!…As suas panelas!
(Apesar de eu amar essas “tranqueiras“!)Preparem o bolso, porque é caro, mas garanto: vale cada página!
Cozinhando para Amigos(R$145,00, DBA, 350 pags.)
Cozinhando Para Amigos 2 – Entre panelas e tigelas, a Aventura Continua (R$ 175, DBA, 428 pags.)

Leia Mais

Para mães cozinheiras…(MDM)

Este livro não sai da minha cozinha e, apesar de ter muuitas revistas de culinária, a verdade é que a gente acaba se perdendo. E, o que era pra ser um almoção, acaba virando um mexidinho! Sempre, com aquela desculpa: “Ah, mas hoje eu não sei o que fazer!”…Um bom auxílio a essa difícil questão: “e agora? Quem poderá me ajudar?”, é esta bíblia da cozinheira, com receitas da revista Cláudia, compiladas num livrão:

Para mães cozinheiras e que gostam de ler:
Já fiz outros posts, sugerindo livros de culinária. Mas hoje em dia, para ser um bom livro, não bastam boas receitas; tem que ilustrar bem; não basta ilustrar bem; tem que escrever bem!
Os livros de Heloísa Bacellar, advogada de formação, chef de coração( formada pelo “Le Cordon Bleu”), são uma obra de arte: das panelas, das lentes fotográficas, dos textos saborosos!
A autora parece nos convidar, a cada página, a uma visita à sua cozinha, que tem aquela cara de cozinha de roça: bem aconchegante!
Não desanimem, com algumas das fotos que mostrarei aqui( pois já sabem que não fotografo bem), mas não me contive em clicar algumas imagens, só para lhes abrir o apetite: Reparem no detalhe da aba interna:
Uma alça de bolsinha! Só não sei se teria coragem de pegar um livro desses, desse jeito! A chef e escritora, posando entre as suas tranqueiras…Ops! Desculpem!…As suas panelas!
(Apesar de eu amar essas “tranqueiras“!)Preparem o bolso, porque é caro, mas garanto: vale cada página!
Cozinhando para Amigos(R$145,00, DBA, 350 pags.)
Cozinhando Para Amigos 2 – Entre panelas e tigelas, a Aventura Continua (R$ 175, DBA, 428 pags.)

Leia Mais