Arquivados em 'datas especiais' Categorias

Mais comilança!

Postado por Laély, no dia 14-01-2011 - Categoria: datas especiais,Minha casa,Pingo,receitas - 8 Comentários
Agora, uma fofoquinha:
De tanto falar em comida nessa última semana, não acham que o blog está assim, mais pesado e com umas gordurinhas sobrando? Ou será que sou eu?
A segunda hipótese seria a mais certa, infelizmente. Há uns 3 meses que, por conta da correria deixei a academia de lado. 
É hora de correr atrás do prejuízo, literalmente. A meu favor, um ano todo pela frente.
Falando em novos tempos, a cigarra é um dos arautos do verão, fazendo coro em volta da casa. Esta aqui fez pose para a foto, como a estrela da ópera:

Cigarra

Falando em cantoria e comilança, não necessariamente nessa ordem, ainda não mostrei alguns detalhes da nossa noite de ano novo:

Jantar de ano novo

Estava especialmente feliz nesse dia: depois de 3 semanas sem ver o filho do meio, de férias na casa da avó de Belém, finalmente iríamos nos reencontrar.
Cheguei do plantão, comprei flores na feirinha e preparei uma refeição variada( acho que me empolguei!)
O filho viajante havia me adiantado que não queria nada com carne, já que exagerara comendo frango no tucupi e peixe durante a estada em Belém( há mais de 2 anos, decidiu ser vegetariano).
Um culto da família inaugurou nossa noite, seguida pela janta.
A entrada foi uma deliciosa “salada caprese com ovinhos de codorna“, receita do Panelinha comentada no post anterior.
O prato, “tudo junto misturado” ficou assim:

Jantar de ano novo

-A salada de lentilhas também foi do livro “Panelinha, receitas que funcionam“. Basicamente é lentilha cozida, amêndoas torradas, cebolas fritas e um molinho à base de vinagre, óleo, salsinha e hortelã picadas( tô com preguiça de passar receita agora, depois de 36h de plantão, tá bom?)
-Arroz com ervilhas frescas.
-Suflê de bacalhau e abóbora( não sei se combinam, mas vi mini-abóboras na feira e achei-as tão lindinhas, que resolvi usá-las como fôrmas para o suflê. Foram  pré-cozidas, antes de ir ao forno.)
-Mini-quiche de brócoli, receita da bela Léia, do Cucchiaio Pieno.
-Crepes de cogumelos. Essas panquecas têm uma massa fina e delicada; o recheio de cogumelos salteados deixou o prato bem leve. (Tirei de um outro livro. Fico devendo a receita para breve, ok?)
-De sobremesa: tiramissú, petit gateu( comprei  já congelado em fôrminhas, pronto para assar) com sorvete:

Sobremesas

Na foto coloquei as duas sobremesas juntas, mas não recomendo a mistura, um sacrilégio! A primeira é delicada e sutilmente doce; a segunda tem sabor intenso de chocolate e é beeem mais doce!
Foi assim que acolhemos o ano novo: Tranquilamente.

Ano novo

Depois de alimentar o espírito e o corpo, alimento para os ouvidos: já tarde da noite o filho foi tocar teclado, há vários dias calado, com saudade do menino.

Ano novo

Sentei no sofá e, finalmente relaxei. Pingo também, aproveitando para fazer um exercício de Pilates:

Pilates felino

Aliás, desde que os filhotes nasceram no sótão, Pingo tem evitado andar pela casa, apossando-se do sofá da sala. Mas ele ainda é um gentlecat, concordando dividir seu espaço com a Nina:

Dividindo o sofá

Dei a ideia de fazermos um sarau em casa, na primeira noite do ano. 
Chamamos alguns amigos e, cada um deveria participar lendo um trecho de um livro, cantando, tocando, declamando…

DSC02008

Depois da correria do fim de ano, ninguém quer  trabalho extra, logo no primeiro dia. Mas, para fazer uma reunião simples não é preciso muita coisa: o primeiro e principal ingrediente é reunir gente animada e querida. A comida é só mais um detalhe. Para uma eventualidade festeira como essa tenha sempre na despensa castanhas, biscoitos de sal, ou torradas, milho para pipoca, pão de queijo no freezer e, se der bobeira, ainda é possível preparar algumas delícias express:
Para o nosso sarau preparei umas torradas com pão ciabatta-cortei o pão, esfreguei um dente de alho em cada fatia, um fio de óleo, cobri com tomates picados, desidratados previamente( ver explicação no post anterior) e temperados com manjericão. Depois é só levar ao forno, espalhadas em um tabuleiro. Só assim já ficam deliciosas, mas pode-se acrescentar à cobertura algum queijo branco esfarelado.
Também adaptei uma receita de cuca da Josi Stanger e resolvi fazê-la salgada, com um molho bem suculento de atum. Pra terem uma noção da maciez desse bolo salgado que desmancha na boca:

Bolo de atum
Também uma ótima opção para o lanche da tarde das crianças:
Misturei 100g de margarina em temperatura ambiente com 1 xícara de leite, mais 2 ovos. Acrescentei 1/4 colher de chá de sal( ou, a gosto). Depois acrescentei, incorporando aos poucos, 3 xícaras de trigo mais 2 colheres chá de fermento em pó químico(fica uma massa pesada, com consistência mole de pão).
Espalhei num tabuleiro untado com óleo, cobri com um molho de atum e salpiquei salsinha picada e queijo parmesão ralado.
Levei ao forno médio, preaquecido, por aproximadamente 40′( na dúvida, teste para ver se a massa está assada espetando um palito no centro).

Bolo de atum

Depois da comida, o sarau:
O menino do meio leu Castro Alves. E também tocou, violão e teclado. Também participou de 2 esquetes de humor com o pai e o irmão mais velho, ao estilo do grupo inglês Monty Python. Ele também gosta de escrever
(E já devem ter percebido que eu sou bastante coruja.)

Sarau em casa

Não teve muita foto mas, todos participaram, inclusive as crianças.
Quando avisei sobre o sarau, os pequenos fizeram cara de tédio. Mas, quando disse que poderiam fazer uma encenação, passaram a tarde toda combinando, ensaiando, escrevendo roteiro.
Depois de se apresentarem, ainda no espírito de artistas de Hollywood:

Sarau em casa

Os amigos cantaram, tocaram, declamaram.
Cantei uma música do Arnaldo Antunes: “Envelhecer“. O filho acompanhou-me ao violão. Também tocamos juntos uma balada do Scorpions, bastante conhecida: Still Loving You-eu no violino, ele no teclado.

Acho que agora o blog precisa entrar numa dieta rígida e ficar um tempo longe de comida. Mas, ainda: andei falando tanto na Rita e no Panelinha que, olhem só a notinha simpática que encontrei no Facebook deles

    Calendário de presente!

    Postado por Laély, no dia 07-01-2011 - Categoria: arte,datas especiais,Dicas de blogs - 12 Comentários
    Chego ao final da sexta, mais exausta que nos outros dias. Quase, atendendo às ameaças do Capitão Nascimento e pedindo pra sair…
    Preciso de um tempo, para me refazer e juntar os caquinhos.
    Falando em tempo, encontrei um calendário feito pela  Ez (pronuncia-se Ee-zee), do Creature comforts. São aquarelas que, de tão suaves e delicadas parecem que vão evaporar do papel:
    Download grátis, aquiNão percam tempo!
    Marquem, aí no calendário: “acompanhar o blog, todos os dias”!
    Bom fim de semana!


      "O pulso ainda pulsa"…

      Postado por Laély, no dia 31-12-2010 - Categoria: datas especiais,Música - 15 Comentários
      Não teve:
      “Peste bubônica
      Câncer, pneumonia
      Raiva, rubéola
      Tuberculose e anemia
      Rancor, cisticircose
      Caxumba, difteria
      Encefalite, faringite
      Gripe e leucemia…”

      Mas é apenas questão de horas…
      Por enquanto, o pulso ainda pulsa.
      E, como na música do Arnaldo Antunes, 1 ano “ainda é pouco” para conter todos os planos e expectativas, renovadas a cada novo ciclo de tempo. 
      Parte, sem dar chance à desculpas, perdão, justificativas ou segunda chamada.
      Deixa saudade: do que eu gostaria de ter feito e não fiz, do que gostaria de ter sido e não fui.
      Ando achando que o tempo tem passado pra mim, mais rápido que à maioria. Talvez esteja envelhecendo ou então, a teoria de Einstein fez-me refém e cobaia. Mas ele mesmo admitiu sofrer “mal” semelhante: 
      “Nunca penso no futuro, ele chega rápido demais.”
      Cada vez que um novo ano bate à nossa porta somos obrigados a revirar as pastas do nosso arquivo de memórias, editando algumas informações, excluindo outras e, refazendo metas e prioridades.

      2010 passou, como uma escola de samba na Sapucaí: teve destaques, fiascos e agora faz sua apoteose… 

      -Elegemos uma presidente( a mulher ainda nem assumiu e, aquele que vai lhe passar a faixa já anda falando em reelegê-la em 2014! Isto é que é planejar o futuro!…).

      -2010 foi o ano do Restart! (Delete!)
      A banda teen, de roupinhas e carinhas esquisitas abocanhou 5 prêmios, na 6ª edição do Video Music Brasil.
      -Foi o ano de Lady Gaga. 
      Falando em “roupinhas”, há pouco a estrela pop foi escolhida como “a mais bem vestida do ano” pelos leitores da Vogue! Segundo nota oficial da revista:
      “O senso de estilo de Lady Gaga opõe-se ao previsível, é futurista e selvagem, espirituoso, e traz de volta à moda o senso de humor e a imaginação descontrolada”.
      (An-han! Tenho lá minhas dúvidas, sobre quem tenha sofrido um surto de “imaginação descontrolada”…)
      Depois de aparecer vestida de nacos de carne, aqui ela parece mais fofinha, vestida de rã( ao menos, carne de rã é mais saudável…):
      Agora vou sentar, e esperar retratação oficial pela detratação de Cher, todos esses anos!…
      Dizem que “a voz do povo é a voz de Deus”, embora analisando a Bíblia, não se encontre embasamento para tal afirmação: Ele escolhia minorias e, aos mais fracos destinava “missões impossíveis”…
      Mas não poderia ser tão pessimista e esquecer tantos bons momentos de 2010, afinal, a gente pena um tanto, mas também se diverte! 
      Em clima de retrospectiva pessoal:
      -As viagens e os encontros com amigas blogueiras no RS, São Paulo e Campinas.
      -As boas parcerias e promoções do sala da la.
      -A troca de ideias, nos bastidores dos comentários.(Já devo ter mencionado mas, não custa repetir: orgulho-me do público que o blog consegue atrair e mobilizar. É gente que pensa e faz! Obrigada por isso!) 
      -A mudança de layout do blog.
      -A entrada na faixa dos 1000 seguidores ( apesar de estar difícil sair desta…).
      -A chegada da Nina.
      -A chegada dos filhos da Nina.

      Como diria Roberto: “são tantas emoções…”
      E novamente estamos aqui: aguardando, para zerar o relógio e trocar o calendário.

      Há poucos dias, uma notícia do mundo das celebridades chamou minha atenção:
      Hebe Camargo despediu-se do seu programa semanal no SBT, e não renovou contrato com a emissora onde trabalhou por 25 anos. Hebe está de mudança para a Rede TV. ( Cá pra nós: mudança, não apenas para a veterana mas, para a emissora! Pois sou muito mais Hebe, que Luciana Gimenez!)
      Alguém poderia me perguntar: “o que há de estranho e maravilhoso nessa história?!”…

      Não acompanho os programas da Hebe, não saio por aí distribuindo “selinhos”( a idade, ainda não me permite tal liberdade…), não ganho a ínfima parte do salário dela mas, tenho de lhe tirar o chapéu( citando outro apresentador jurássico da TV)!
      Quando comecei a ler a notícia de que deixaria o SBT pensei, cá com meus botões: “agora ela vai sossegar, vai pendurar as chuteiras, vai aposentar, vai tirar o time de campo!…”
      Seria mais que aceitável e merecido: Hebe tem 81 anos e enfrentou um câncer, na virada de 2009 para 2010.
      Se o problema fosse dinheiro, ou falta dele, bastava vender uma daquelas joias imensas que costuma usar: daria para ter uma aposentadoria tranquila e confortável. Mas, ela não se acomodou.

      “O motivo oficial para Hebe Camargo ter rejeitado a renovação de seu contrato com o SBT foi financeiro. O SBT tentou cortar o salário da apresentadora em 50%, e pelo segundo ano consecutivo.Até 2008 Hebe recebia por volta de R$ 1 milhão mensais. No ano passado, na hora da renovação, compreendendo que o SBT estava passando uma fase difícil devido à concorrência da Record, Hebe aceitou reduzir o salário para R$ 500 mil mensais. Mas, na semana passada, quando a emissora fez uma proposta de renovação que lhe baixava o salário novamente, agora para R$ 250 mil mensais, ela decidiu sair.”(UOL Notícias)
      A decisão de deixar o SBT seria também “pessoal”, afirma Pessutti(sobrinho e representante da apresentadora), e passaria por um “desejo de renovação” da apresentadora. (Veja)

      Depois do episódio, Hebe
      afirma ter passado a reavaliar a vida”.

      E eu aqui, precisando enfrentar desafios muito menores e tomar decisões que poderiam mudar só um pouco a minha rotina, sinto-me uma covarde diante da vontade e coragem dessa mulher, anciã na idade mas, garotinha na força.
      Quando voltar a ser criança quero ser como Hebe…
      Temer o desconhecido é instinto de sobrevivência, mas, para não ficarmos entorpecidos e comatosos-só o pulso, pulsando- é necessário enfrentá-lo e, apesar dele, ter coragem de dar alguns passos no escuro.

      Brindando à criancinha que logo nascerá e, “sei lá o que nos espera” deixo esta música, cuja letra resume o que significa maturidade e crescimento:

      Atenção:
      Aos fãs de Restart e Lady Gaga que se sentirem ofendidos, esclareço que me abstive de comentar sobre a qualidade musical de ambos. 
      2010 não foi bastante para que eu pudesse ouvi-los. Quem sabe em 2011, se eles ainda estiverem por aí?…
      Mas, usando de franqueza infantil: espero muito mais do novo ano…

        Aniversário de criança

        Postado por Laély, no dia 04-11-2010 - Categoria: datas especiais,Festas infantis,filhos,Hulk - 26 Comentários
        Ontem foi aniversário do meu caçula.
        Aos poucos, dou-me conta de que logo não teremos mais nenhuma criança em casa: ele acabou de completar 11 anos
        .
        Quem tem meninos, deve saber muito bem: cores e detalhes que lembrem “meninas” e “coisas de criancinha” são terminantemente proibidas, a partir de uma certa fase. Meu menino está nessa; não pode isso, não quer aquilo, principalmente, ouvir após o “Parabéns à Você”: ”com quem será, com quem será que ele vai se casar?”…
        Então, combinamos fazer uma comemoração somente com os amigos mais chegados.

        Andei pesquisando alguma ideias para festas infantis e me deparei com este site, direcionado ao tema: Sara’s Party Perfect. Perfeito, para quem tem pequenos e busca inspiração, afinal, festa de criança perfeita pra mim é aquela em que ela se diverte.

         
        festa da Lilla, no RJ, foi toda montada pela mãe dela, a ilustradora infantil ThalitaDol. A atenção com os detalhes incluiu até, roupinha para a aniversariante:
        Cute, cute!
        Ainda para 1° aninho, a americana Stacey imprimiu a carinha da pequena Liv, acrescentando um toque de humor aos cupcakes:
        Um varal de fotos do primeiro ano da criança:
        Porque nessa fase, as coisas mudam muito rápido.
        Aumentando a faixa etária, amei esta atividade para se fazer juntas, numa reunião de amigas:
        Como sugestão de caixinha de surpresas, gostei desta, na festinha da cereja:
        Para os meninos, atividades diferentes e divertidas, como nesta festa do detetive:
        Meu menino provavelmente acharia “coisa de criancinha”, mas gostei do topo colorido deste bolo, na festa do balão:
        As atividades na área externa da casa tiveram de ser suspensas por causa do tempo frio e chuvoso, mas brincar com balões é algo que eles adoram fazer, principalmente se for alguma brincadeira com água!
        E ainda, inspiração em balões:
        A festa Lego  seria interessante, se meu menino tivesse menos idade…
        Convites e sacolinhas de presentes, também temáticas:
        Muita ideia boa+pouco tempo=festinha simples. Foi o que deu pra fazer:
        Aniversário de 11 anos
        Mesmo o tempo não ajudando, o menino insistiu para que arrumássemos a mesa fora de casa.
        Enquanto aguardavam, os amigos se revezaram no jogo de totó:
        Jogo de totó
        E o outro totó ficou na torcida…
        Torcida organizada
        O lanche teve pipoca, pãozinho com salsicha e mini-hamburguer caseiro…
        Bacia de pipocas
        Doces, para agradar chocólatras:
        Mesa de doces
        Balas, brigadeiros e um cookie triplo de chocolate que fiz, para acompanhar o sorvete. A receita é da Nigella, mas vou deixar pra mostrar depois, ok?
        E o bolo da festa, também de chocolate:
        Cupcakes de chocolate
        Despedi os meninos com uma sacolinha amarrada por balão colorido e recheada de confeitos, balas e cookies num cone de sorvete; enquanto ainda apreciam coisas como essas…

          Verborragia infantil

          Postado por Laély, no dia 11-10-2010 - Categoria: datas especiais,filhos,Música,Pingo,tirinhas - 15 Comentários
          [calvin_noticia[1].jpg]
          “Dia das crianças” e eu, falaria de que mais?!
          Das minhas crianças, ao menos…

          "Pingo" e Pingo

          Costumo ouvir “que meu caçula é a minha cara” mas, numa coisa ele não me “puxou”: “fala pelos cotovelos”! Tanto, que às vezes “peço pra sair” do meio dessa verborragia toda! Termo aliás, que ele adora usar!
          Outro dia a Cynthia, do Fala Mãe!, publicou um post interessante: “Filosofias de um mini-humano” registra algumas frases, ditas pelos meninos dela (duas fofuras)! 
          Fiquei pensando no quanto perdemos ao não registrar isso, porque o tempo passa, eles crescem e acabamos nos esquecendo de todos os detalhes.”Detalhes tão pequenos”…mas, “coisas muito grandes pra esquecer”.
          Portanto, para que algumas frases engraçadinhas e/ou desconcertantes, ouvidas por mim mais recentemente não se percam da minha memória, registro-as aqui:

          -Mãe, o que aconteceu com o seu cabelo?
          -Hoje eu o prendi, porque não deu tempo de lavar.
          -Mas assim, tira toda a sua “essência Laély”!
          (Menino, estranhando o fato de me ver de cabelo preso.)

          “Eles todos formam uma massa homogênea de pirralhos, agrupados no pátio da escola na hora do recreio”- um “pirralho”, descrevendo colegas, menores que ele.

          “Na escola tem uma menina-estoura-tímpano, líder do grupo das vuvuzelas-humanas”-descrevendo uma turminha, que é do “barulho”.


          “Você vai mostrar o Garfield no seu blog?”-falando sobre o mais novo gato, a rondar a casa.
          Quando respondi que “por enquanto, não” me veio com essa:
          “É porque ele é como o Plínio: tem menos de 1% de popularidade, que nem vale a pena mencionar?!…”

          Pingo e "pingo"

          Estão vendo?…Já me esqueci de outras tantas! Melhor anotar, porque novas “pérolas” surgem, a cada dia…

          Pose(?!)

          “Menino: ajeita essa cara, para a foto!”

          Pose(?!)

          Vinícius, o “poetinha”, xará do meu filho do meio, descreveu com maestria a aventura de conviver com essas criaturas, tão especiais. O Poema Enjoadinho, ao contrário do que o título sugere é delicioso, principalmente, se interpretado por três mães e mulheres maravilhosas, como estas:

          Para a criança, que ainda há em nós…

          "Dia das crianças"

          Um dia, especialmente feliz!

            Café primavera

            Postado por Laély, no dia 23-09-2010 - Categoria: arranjos,datas especiais,meu quintal,receitas - 37 Comentários
            Quando alguém “não tem o que fazer”, apronta! Assim, eu. Dei a ideia ao instrutor da academia:
            “Por que não reunimos a turma da aeróbica, para um café da manhã na minha casa?”

            Convite feito,
            Convite aceito:
            Trabalho dobrado!
            E o resultado:

            Café primavera
            Comprei flores naturais e, como não sou uma expert  em arranjos, dispus os ramalhetes em vasos comuns e até, em garrafinhas de vidro.
            A Casa&Jardim deste mês deu uma ideia muito simpática: pequenos arranjos de flores, em casquinhas de sorvete. Como tinha duas taças de porcelana na forma de cones de sorvete, arrumei as margaridas neles.
            Café primavera
            Fiz vários tipos de pão: fubá, leite, banana, integral e uma broa de mamão.
            Quem quiser receita é só clicar no link.
            Aqui, o bolo-pão de banana, numa bandeja plástica de estampa vintage, comprada na 1,99:

            Café primavera
            Costumo frequentar essas lojas populares: levei uma outra bandeja plástica de estampa vintage, com flores.


            A broa de mamão foi uma adaptação que fiz à receita de pão integral( na verdade era pra ser um pão mas, na hora de assar, resolveu virar broa): em vez dos 2 copos de água morna, usei a mesma medida de mamão batido e o restante da receita, segui como na original.
            Depois da massa crescer a primeira vez ela ficará mais mole e pegajosa que o integral normal( não se desespere: é assim, mesmo!): fazer bolinhas, colocar na forma untada para crescer novamente e levar a assar. A massa espalha para os lados e fica craquelada na superfície, mas o resultado, até que ficou interessante:
            Café primavera
            Tinha também bolo de mamão e aveia, receita da amiga Rosana( muito fácil e apetitoso!).
            Uma amiga trouxe outro bolo: de limão, super-fofo!
            Café primavera
            Para acompanhar pãos e bolos: geleias e patês.
            -Pasta verde:
            Processei uma porção bastante generosa de folhas de manjericão fresco, 1 pote de cream cheese, 1/2 copo de requeijão e sal a gosto.
            -Pasta de azeitonas:
            Processei 200g de azeitonas pretas sem caroço , deixadas de molho em água quente e escorridas, com 100g de figo desidratado e 1 pote de queijo cottage.
            Café primavera
            Potes de coalhada, granola caseira, frutas picadas, presunto de peru, queijo branco e mussarela fatiados, açaí batido, sucrilhos e, foi dada a largada para ver quem daria conta de provar de tudo, um pouco:
            Café primavera
            A toalha de vinil que cobriu o centro da mesa foi presente da amiga Ana Sinhana. Tão chique, quanto ela: coleção Pindorama, Marcelo Rosenbaum.
            As
            flores multicoloridas combinaram com o vaso de japonesinha vintage:
            Café primavera
            Era tanta opção, que preparei uma mesa acessória só para as bebidas, quentes e geladas: 2 tipos de chá e suco, chocolate quente, café, iogurte, e leite gelado.
            Café primavera
            A toalha de mesa fofa é da Ana Sinhana( e aguardem que, semana que vem tem promoção aqui no blog, sorteando uma toalha como essa!). As frutinhas de tecido são da Lu Gastal.
            As flores do dia:
            Café primavera
            Vestido: Cantão
            Tamanco: Farm
            Casal que malha unido…permanece bonito:
            Café primavera
            O Amarildo foi o primeiro a chegar e, assim como na aeróbica, um dos mais animados: 
            Café primavera

            Deu a maior ajuda na hora de arrumar a mesa e até atacou, de babá:
            Café primavera
            O prof. da aeróbica e personal, junto com a mulher, administradora da academia:
            Café primavera
            Obras de arte(iras)?!…
            Café primavera
            Como diz um ditado que minha sogra costuma repetir: “barriga cheia, coração contente!”
            Café primavera
            Mas, no outro dia, todo mundo estava de volta à academia…
            ( Se ainda não viu: mais detalhes, no post anterior)

              Recebendo a primavera

              Postado por Laély, no dia 22-09-2010 - Categoria: arranjos,datas especiais,Utensílios para a cozinha - 25 Comentários
              Primavera
              Diz a famosa e pessimista Lei de Murphy que, “se alguma coisa pode dar errado, certamente dará”(os exemplos a seguir não são ficctícios mas, histórias reais):
              -Você planeja tirar 10 dias de férias com a família, faz acrobacias para acertar a agenda, troca plantão, compra passagens e, na semana anterior, menino “resolve” operar o apêndice.
              -Menino recuperado da cirurgia, remarcam-se as passagens( a um custo mais elevado) e os compromissos mas, no dia de viajar, não consegue decolar por conta do caos aéreo.
              -Você prepara com bastante antecedência uma festinha ao ar livre e, no dia marcado, resolve chover.
              -Depois dessa noite chuvosa há um estio de quase 2 meses; então, você decide fazer um café da manhã ao ar livre e…

              Primavera

              Apesar da previsão de chuva para a estreia da primavera por aqui, exatamente no dia combinado para um café da manhã no quintal de casa, Murphy foi vítima da própria Lei: o dia começou de cara fechada, prometendo chuva mas, ao menos dessa vez, quem se deu mal foi o Murphy.
              Deixo aqui alguns closes desse dia, por pouco um fiasco, mas que acabou sendo bastante agradável, embora cansativo:

              Café primavera
              Café primavera
              Café primavera

              Café primaveraCafé primavera
              Café primavera
              Café primavera
              Depois de uma noite maldormida, despeço-me aqui, prometendo mais reforços amanhã, quando darei mais detalhes desse café florido.
              Que venham mais flores…

                "Pais paridos"

                Postado por Laély, no dia 08-08-2010 - Categoria: datas especiais,Dicas de blogs,gatinhos,promoção,textos - 6 Comentários
                Não é incomum tentar descobrir, vez ou outra, o que nos torna mais ou menos parecidos com um de nossos pais.

                Segundo as leis da Genética, 50% de nossas características físicas são herdadas, respectiva e igualitariamente, de cada um dos lados.

                Mas, e o que somos, como pensamos, a maneira como vestimos a roupa, o lado para onde penteamos o cabelo, nossos dotes artísticos ou, a falta deles, os interesses, o temperamento?…Até que ponto seriam resultado de herança biológica e onde, exatamente, começaria a interferir, a convivência e a educação recebida?! Difícil delimitar essa fronteira pois tais influências imiscuem-se, como tintas aquareláveis n’água; o resultado: uma “pintura”, diferente da outra.

                Às vezes me pergunto porque certas características do filho mais velho conseguem me irritar tanto. Talvez, porque acabo enxergando vários de meus defeitos, refletidos nas atitudes dele. Assim como me via, no meu pai. Infelizmente este se foi, antes que pudéssemos acertar certas pendências do passado, mas sei que herdei dele, muito do que sou hoje.
                Por exemplo: durante muito tempo me questionei, porque não vim ao mundo com os traços mais delicados que via no rosto da minha mãe. Puxei ao pai. Em compensação(?), minha queda pelas artes foi “culpa” dele, que desenhava muito bem, fazia caricaturas perfeitas, cantava afinadamente e, inventava umas modas, de vez em quando…
                Na verdade somos o que somos como resultado de um caldeirão de influências e experiências, que se renovam a cada dia. Ninguém nasce pronto. Nem mesmo os pais!

                Só depois que fui mãe consegui entender algumas particularidades dos meus.
                Na universidade da paternidade não há tempo certo para a graduação. Em certas matérias ficamos devendo créditos, repetimos, não avançamos…
                Lembro de uma das assistentes aqui do blog, comentando algum tempo atrás:

                “Filho é igual videogame: a etapa seguinte, sempre é mais difícil!”
                Ao menos a experiência conta para um bom jogador.

                Pesquisando imagens para este post acabei achando um pai perplexo. E, apesar de sermos de sexos diferentes, países e línguas diferentes, descubro algumas semelhanças: quanto à nossa proximidade na idade e, o fato dele também ter 3 meninos.
                Meu inglês é limitado mas, nada que um tradutor Google tabajara não ajude a entender: num
                texto irônico ele defende a tese, nada científica mas, puramente empírica( de pai): homens desajeitados seriam “curados”, com a chegada dos filhos; e quanto mais, melhor!
                Uma comparação esdrúxula, por exemplo:

                Um Coisinha de Jesus chegaria à categoria de um Fred Astaire, dependendo da quantidade de filhos que ousasse ter...

                Perplexo, ficou o jornalista e escritor Renato Kaufmann, quando soube que seria papai pela primeira vez!

                Enquanto a maioria dos homens prefere não falar de assuntos delicados, ele direcionou o “pânico” inicial para narrar suas neuras de futuro pai num diário virtual, o Diário Grávido: um blog cheio de humor mas, “sin perder la ternura jamás”!
                Os tempos mudaram. “Papai sabe tudo” é coisa do passado..
                .

                Hoje em dia, os homens estão muito mais participativos e não são apenas meros expectadores da rotina doméstica…

                Esse é o mote do Diário Grávido: a descrição da maior das aventuras do Renato, a de ser pai. Isso já tem mais de 2 anos. Mas começou, assim:

                A revelação.

                O primeiro ultrassom.

                As primeiras lições:

                d’aqui



                O nascimento da pequena Lucia:

                O interessante é que essa história, contada no blog, acabou rendendo um livro(assim como o Para Francisco, da Cris Guerra).


                Noite de autógrafos:

                Entrei em contato com o Renato, que foi muito atencioso comigo, depois que o vi numa das matérias da edição especial de dia dos pais da Revista AG, aqui do Espírito Santo. Infelizmente faltou mais tempo pra fazer uma entrevista com ele mas, é possível conhecer um pouco mais dessa mistura de pai, X-me Wolverine, escritor, jornalista: aqui.

                E aqui, aproveitando o mote da mudança dos tempos sei que existem muitos leitores do sexo masculino que acompanham o blog nos bastidores mas, raramente participam. Para estes, pensei em sortear o livro do Renato.

                Mas as mulheres, filhas, amigas e namoradas que quiserem se inscrever e depois, se desejarem, presentear seus pares( ou, não!) também podem preencher o quadrinho abaixo e participar.

                Então: O SORTEIO FOI ABERTO A TODOS QUE QUISEREM PARTICIPAR!

                É claro também que, além do sorteio, ficaria muito honrada se os homens, espontaneamente, estendessem sua participação aos comentários deste blog.

                Dada a largada para mais essa promoção, paralela a da Matryoshkas( Não a esqueçam)!

                Não há complicação nas regras: precisa apenas deixar nome, sobrenome, endereço de e-mail e residir no Brasil.

                Participações serão aceitas até às 8:00h da manhã do dia 18, portanto, daqui a 2 quartas.

                Porque os pais, ou futuros pais, merecem um carinho...

                  "A intrusa da festa"

                  Postado por Laély, no dia 25-07-2010 - Categoria: arranjos,datas especiais,Minha casa - 30 Comentários

                  Quando criança, os musicais antigos recheavam a Sessão da Tarde. Assim conheci Fred Astaire e Gene Kelly: dançando e cantando. Ficavam trites, cantavam. Ficavam alegres, cantavam.
                  A cena clássica, marcada em minha memória, foi Gene Kelly dançando e sapataeando na chuva, cantando
                  Singing in the Rain

                  Gene Kelly-Singing In The Rain

                  an alias | Vídeo do MySpace


                  A Vivianne Pontes, dcoração, confessou que “faz careta e dancinha”, quando fica feliz. E acrescentou: “todas as pessoas felizes são ridículas.”

                  Fiquei feliz, “fazendo dancinha”, ao ser mencionada nesse post ao lado de outras queridas amigas, como a Cynthia e Ana Sinhana.

                  Mas nem todo mundo fica feliz ao receber penetras, não é? Principalmente quando chegam, com o intuito de atrapalhar o bom andamento da festa.

                  Não tive escolha: ao contrário do que previa a Metereologia, a chuva inesperada reverteu a ordem da nossa noite de fogueira.

                  Sem medo de parecer “ridícula”, para a “felicidade geral da nação” lá de casa, ressuscitei a mesma dupla caipira, formada com a amiga Fernanda na festa passada, para dar as boas vindas às visitas debaixo da chuva fina que começava a cair:
                  Promovendo o novo LP
                  “A dupla caipira, internacionalmente conhecida em Barbacena, interrompeu a turnê de divulgação de seu mais novo LP, Ana Raio e Trovoada, para fazer uma participação especial, abrindo a Noite de Talentos em Santa Teresa!”

                  A performance, com direito à coreografia de última hora, deixou a todos mudos, de espanto:
                  "Performance caipira"
                  Na correria que foi, organizar e receber 30 pessoas nessa noite, deixei a máquina nas mãos de uma amiga. Só depois pude ver que não tinha nenhuma foto da mesa, arrumada.

                  No início da noite de sábado, depois de tudo organizado no quintal de casa, as primeiras gotinhas de chuva começaram a cair. Como vimos que a “convidada” havia chegado pra ficar, o jeito foi improvisar:
                  Os homens esticaram um toldo de plástico cobrindo o que era possível mas, toda a decoração foi por água a baixo, literalmente.
                  Felizmente, não faltou bom-humor aos convidados para encarar os baldes espalhados pelo chão: goteiras se formaram no “teto”, furado em vários pontos.
                  Aqui, alguns detalhes da mesa colorida que montamos:
                  Cesta colorida

                  O que também não faltou foi boa comida:
                  Creme de abóbora e carne seca, aipim cozido, canjicão, pé-de-moleque, cocada, pão de fubá, goiabada com queijo, bolo de milho, cuscuz de tapioca, bolo de fubá, bolo de aipim, queijadinha de abacaxi, chá de capim cidreira…Era tanta coisa que, ao final da festa, precisamos dividir os quitutes entre os convidados.

                  A mesa foi coberta com chita e muitas flores, naturais e artificiais:
                  Detalhe da mesaDetalhe da mesa

                  O anão de jardim virou anão caipira:
                  Anão de animação
                  Terminada a comedoria debaixo de chuva, resolvemos acomodar a todos no salão, dentro de casa. Sofás e cadeiras foram afastados:
                  “The show must go on!”

                  Participação animada
                  Compramos muitas flores coloridas, encontradas em qualquer Loja de R1,99. Fizemos tic-tacs para as mulheres e broches com enormes girassóis, para os homens:
                  Tic-tac de florzinha fake
                  A ordem era participar: cantando, contando piada, fazendo mágica, mostrando qualquer talento…
                  "Quem canta seus males espanta"
                  E os meninos assistiram à tudo de camarote VIP, empoleirados na escada que dá para o sótão:
                  Camarote VIP
                  Como não sei contar piada, toquei 2 músicas, acompanhada pelo filho do meio:
                  Mãe e filho
                  Segunda-feira, tudo volta ao normal.
                  A passeio?
                  Nem tão normal assim…
                  Verde
                  “Mas louco é quem me diz e não é feliz…”

                  (Vestido: Redley, bolsa: UncleK, esmalte: Sereia, Impala)

                    "Pula fogueira…"

                    Postado por Laély, no dia 09-07-2010 - Categoria: arranjos,datas especiais,iluminação - 12 Comentários

                    Há cerca de 1 ano, fizemos uma noite de fogueira no quintal de casa, chamada: “Noite dos Talentos“.

                    Além de comidinhas típicas, houve apresentações de música, tocada e cantada, encenação de esquetes humorísticos e “conto de causos”.

                    A festinha agradou tanto, que este ano resolvemos repetir a dose, aproveitando a experiência anterior.
                    O clima está propício: aqui na serra, as noites de inverno têm sido frias mas, nem tanto.
                    Espero dessa vez ter mais tempo, para programar a decoração da festa outdoor, aonde não poderá faltar boa iluminação, detalhes coloridos e/ou rústicos, além de indispensável animação!

                    A começar pelo visual, porque noite na roça inspira algo apropriado…Já vou dar um brilho na bota country, preparar o avental e a saia rodada para entrar no clima!

                    A intenção é que todos fiquem à vontade para se jogar em colchões e bancos espalhados pelo quintal, deixando almofadas coloridas e mantas quentinhas à disposição, como neste exemplo:

                    Apesar de remeterem a um clima oriental, as lanternas de papel se popularizaram tanto, que eu não teria dúvida do sucesso que fariam numa festa caipira!
                    Cones de bandana, acomodados numa cestinha de metal ou palha, servem a pipoca com um charme country:A Lucila, do Casa de Valentina, fez um ótimo post com ideias para esse tipo de recepção, usando chita na decoração. Confira, aqui.
                    Lá, o mesmo cone é coberto com esse tecido florido, mas acho que papel cartão, de diferentes cores( as mesmas, usadas na decoração), também seriam substitutos à altura.

                    Esta semana, passei numa loja de R$1,99 e abasteci a cestinha de muitas flores artificiais( quanto mais intensas as cores, melhor!). Pensei em fazer uma guirlanda para enfeitar a mesa, ou então, usá-las nesta versão Martha Stewart, com uma luzinha no miolo: Não ficaria lindo?

                    Numa festa noturna ao ar livre, uma boa iluminação é imprescindível!

                    Agendamos a data para uma noite de Lua cheia. Se o tempo não se fechar contra nós, esperamos contar com uma luminária natural no céu e, muitas velas aqui na Terra.

                    Lampiões, castiçais, latinhas, copinhos, tudo pode ajudar a iluminar e enfeitar a mesa:As bebidas a serem servidas, serão: chás, chocolate, sucos e, nada de álcool! No máximo, refrigerantes. Se este for o caso, vale a ideia de acomodar as garrafas em baldes de alumínio, com bastante gelo.

                    Mas, meu palpite é que a procura será maior por bebidas quentes.

                    Pratos, talheres e copos poderão ter uma mesa especial, valendo até a ajuda de um banquinho acessório:Bandeirolas, não poderiam faltar: Sinta-se à vontade para misturar padrões de toalhas floridas, ou de chita, desde que os tons usados não briguem entre si.
                    Outra ideia barata, seria cobrir a mesa com papel craft. O tom marrom, serviria de base para encher a mesa de cor e de flores. Apenas, não usaria para forrar a mesa de bebidas.

                    Falando em papel craft, achei muito simpática esta ideia de fazer luminárias com sacolas de papel: A frase, depende de que mensagem quiser dar.
                    Também gostou? A ideia é daqui, ó!

                    Já que é para investir em iluminação natural, eu trocaria a cor da anilina na água por um tom mais quente e aplicaria esta ideia: Prest’enção, que é: um recipiente com vela, dentro de outro com água, ambos, transparentes!
                    Num tipo de festa temática como essa, não vejo problema em usar e abusar de flores artificiais.
                    Caso faça opção por naturais, dar preferência às campestres, em arranjos bem rústicos, como os seguintes:

                    Flores diferentes, garrafas iguais.

                    Mais vidros, inclusive, os de compota e geleias:

                    Admito: este aqui fugiu um pouco ao tema, mas gostei do vaso coberto com canudinhos de plástico, coloridos!
                    Latas de alumínio, também são permitidas: Se não quiser pintá-las, que tal cobri-las com tecido florido, ou chita?

                    Estes globos coloridos podem ser feitos com flores artificiais:
                    Mais uma bossa final, caso o tempo permita este “capricho supérfluo” de anéis para guardanapos, usando as mesmas flores artificiais: Se alguém aí já fez sua festinha junina, aceito sugestões. O que não aceito é perder a chance de comer canjicão e aipim cozido, ainda mais por uma boa causa!
                    Quem não ainda fez, aceito parceria!

                    “Cuidado para não se queimar!…”

                    Além dos créditos para as fotos já citados, a maioria das ideias foram tiradas do Martha Stewart e Country Living.
                    Atualizando:
                    A Susi, querida amiga do Copy&Paste, fez um post com mais ideias para uma festa temática, como esta.
                    Podem conferir, aqui.