Bolo-mousse de chocolate

Bolo, em duas camadas fofas e delicadas.

Descobri há algum tempo, que cozinhar me faz bem. Se estou triste ou estressada, se estou animada ou me sinto desafiada por uma nova receita, tudo é motivo. Mas não é um fim em si mesmo. Não é o que, mas por que, pra quem. Como típica canceriana, maior prazer é cozinhar para alguém, querido, de preferência. IMG_7526

Meio sem querer, eu umas poucas amigas começamos a nos reunir quase semanalmente, pra cozinhar e/ou comer juntas! Já foram vários jantares com cardápio variado, da entrada à sobremesa.

Antes que as receitas se percam da memória, resolvi começar a registrar porque também, outro dos meus prazeres é falar sobre comida e ensinar o pouco que sei. Eu não só dou o peixe, mas também ensino a pescar.

Direto ao que interessa, duas receitas de doce: um bolo-mousse de chocolate, com calda de caramelo e flor de sal, e brigadeiro de churros.

O bolo é preparado em duas etapas distintas porque são duas receitas diferentes que juntei e, deu muito certo. Pode parecer complicado, mas não é. O mousse de chocolate é deitado sobre o bolo, já assado, que volta ao forno mais uns minutos, até firmar.

IMG_8753

O “devil’s food cake” é uma receita tradicional, o bolo de chocolate que faço com mais frequência porque SEMPRE” dá certo!

Dá um pulo neste post antigo, e vai encontrar ingredientes e modo de fazer. Resumindo, pra quem tá com preguiça de procurar o post indicado:

*Ingredientes para o bolo de chocolate:

-1 xícara + 2 colheres de sopa de leite, em temperatura ambiente/meio limão espremido( umas duas colheres de chá)/100 g de manteiga sem sal e em temperatura ambiente/ 60g de chocolate meio amargo/ 1 e 1/2 xícara de açúcar/2 ovos grandes/1 e 3/4 x de trigo peneirada/ 1 e 1/2 colher de chá de bicarbonato/pitada de sal

*Modo de fazer:

-Pré-aqueca o forno em temperatura média.

-Prepare a fôrma. Pra essa receita vai precisar de uma, com fundo removível.   Unte-a com manteiga, forre o fundo e as laterais com papel manteiga( e é importante que o papel nas laterais tenha sobra suficiente para  acomodar uma fina camada de mousse, na segunda etapa de forno), unte o papel, também, polvilhe cacau ou chocolate em pó.

-Misture o leite( tem de estar em temperatura ambiente, ou morno, se não, o processo atrasa) com o limão. Deixe à parte, até talhar.

-Derreta o chocolate em banho-maria e espere esfriar.

-Bata a manteiga com o açúcar até esbranquiçar, acrescente os ovos, um a um.

-Desligue a batedeira e acrescente o leite talhado e o chocolate derretido. Misture, até incorporar tudo. Agora, acrescente o trigo peneirado e o bicarbonato e bata ligeiramente, só até que fique um creme homogêneo, leve e fofo.

-Espalhe sobre a fôrma já preparada e leve a assar por aproximadamente 25′, ou até que, enfiando um palito, ele saia limpo( o tempo de forno vai depender do tamanho da fôrma e da altura do bolo).

-Retire do forno. Coloque na geladeira, para cessar o cozimento, enquanto prepara o mousse.

*Mousse de chocolate

Essa receita é da última temporada do “Diário do Olivier”, na Austrália. Ele ensina a fazer um creme de chocolate muito leve, simples e fácil, cuja base é uma gemada bem batida e aerada, pouquíssimo trigo, chocolate e manteiga derretidos para cobrir uma tortinha de massa quebradiça( já fiz e é muito boa!). Mas como o tempo de forno é curto, resolvi usar sobre o bolo já assado.

A tortinha de chocolate( original, sem o bolo)
A tortinha de chocolate( original, sem o bolo)

Pode encontrar a receita, com vídeo, neste link: tortinha de chocolate do Olivier!

Mas aqui vão os ingredientes e modo de fazer:

• 100g de manteiga
• 100g de chocolate
• 100g de açúcar cristal
• 2 ovos inteiros e 2 gemas
• 2 colheres de sopa de farinha de trigo

*Preparo

-Derreta o chocolate e a manteiga em banho maria.
-Enquanto isso, em um recipiente, bata energicamente os 2 ovos inteiros e as 2 gemas com o açúcar até esbranquiçar( pode usar a batedeira).
-Peneire a farinha de trigo e incorpore aos ovos aos poucos.
-Incorpore também pouco a pouco sem para de mexer o chocolate aos ovos batidos.
-Coloque o creme sobre o bolo pré-assado e leve ao forno a 180˚ por 15-20 minutos. Mas, fique de olho: assim que começar a criar bolhas nas margens, acenando que já está assado, pode retirar do forno, embora o centro ainda aparente estar cru.

-Deixe esfriar, antes de soltar as laterais e desenformar.

*Calda de caramelo

Peço direito à licença poética pra não ser obrigada a dar quantidades exatas, porque dá pra fazer tudo a olho:

-Leve açúcar cristal para derreter e caramelizar, numa panela. Quando estiver marrom, acrescente de uma vez creme de leite fresco. Mexa, de vez em quando, até derreter novamente todo o açúcar, o creme de leite seja completamente incorporado e chegue à consistência desejada. Se quiser mais fluido, só acrescentar mais creme de leite. Depois de tirar do fogo, acrescente uma pitada de flor de sal( opcional).

O único cuidado e segredo pra não errar essa calda é não deixar o açúcar queimar.

Lembrando que, após esfriar, a calda vai encorpar mais um pouco, ficar consistente.

*Finalizacão

Desenforme o bolo-mousse e o emprate. Polvilhe cacau em pó por cima e, por último, mas não menos importante, a calda de caramelo. Sirva com mais calda, à parte, pra quem quiser se servir à vontade, com uma bola de sorvete de creme.

Bolo, em duas camadas fofas e delicadas.
Bolo, em duas camadas fofas e delicadas.

Espero que goste da dica, que tenha vontade incontrolável de correr e fazer esta receita, pra ontem!

IMG_8743

Estava enferrujada e cansei de escrever tanto( Mentira! Tô com preguiça, mesmo!). A receita do brigadeiro de churros fica pra uma próxima.

😘

 

 

 

 

 

You may also like

12 Comentários

  1. Amiga virtual, acredite se quiser, pensava no blog, nesta madrugada!
    Bom em tê lá, por aqui!
    Você escreve muito bem.
    Além de ser um prazer em lhe acompanhar por aqui, aprendo e me inspiro!
    Sucesso e muita saúde!

  2. Satisfação em tê-la novamente nas linhas saborosas do seu blog!
    Mantenho uma relação com a comida muito parecida com a sua, infelizmente as reviravoltas que a vida deu anestesiaram minha vontade de cozinhar que tem me visitado aos poucos.
    Que venham, outros encontros, outras receitas, outros desejos, outros temperos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *