Precisamos falar de…

Ele cuidava do gado de um grande fazendeiro da região. A vida era modesta mas, digna.

Certa manhã, enquanto ordenhava as vacas, armou-se tempestade.
Um raio abriu grande e profunda fenda no chão, próximo ao curral, expondo o que parecia ser uma caixa mortuária. Curioso, pulou no buraco e afastou cuidadosamente a tampa. Da fresta avistou ossos porém, algo mais chamou-lhe a atenção. Esticou o braço o máximo que pode e, alcançou seu “precioso”: um anel.
Leia Mais