Tarteletes de limão e merengue com pimenta

Alice no País das Maravilhas, Gato de Cheshire
Gosto de repetir aqui, o diálogo entre Alice e o gato Cheshire( de Lewis Carroll):
“Podes dizer-me, por favor, que caminho devo seguir para sair daqui?
Isso depende muito de para onde queres ir – respondeu o gato.
Preocupa-me pouco aonde ir – disse Alice.
Nesse caso, pouco importa o caminho que sigas – replicou o gato.”

Clichê, ou não, sem metas e objetivos pouco se avança.
Cado um que responda por si e eleja suas prioridades e alvos.
Falando nisso, minha planilha de treinos para a maratona tem sido preenchida, a cada semana. Estamos no Km 28, dos 35Km a serem alcançados, até meados de maio.
E quando se abraça um projeto como esse, responsabilidades e compromissos( que envolverão não apenas o tempo empregado nos treinos, mas também, toda a sua rotina) fazem parte do pacote: alimentação, descanso, administração do tempo livre, tudo pode interferir na performance.

Um dos hábitos simples que resolvi assumir (pensando não somente na corrida, mas, na saúde) é a diminuição, até abolição total do açúcar na minha rotina. Tenho me saído bem, até agora.
Mas isso não significa que não caia em tentação. Faz parte do tempero da vida fazer certas concessões…

A Pequena Cozinha em Paris” estreou há pouco, no GNT, com a apresentação da chef e escritora inglesa Rachel Khoo, radicada em Paris há alguns anos.

A lindinha, de ascendência malaio-chinesa-austríaca, desmistifica a cozinha francesa em sua pequena e fofa cozinha, como sugere o título do programa.
Num dos episódios ela mostrou uma tortinha de aparência incrível! Apaixonei!

Era uma tortinha de toranja( grapefruit) e merengue com pimenta do reino.
Algumas semanas se passaram, mas não, minha vontade de testar a receita.
Acontece que meu fôlego anda comprido, mas meu tempo, curto.
Hoje decidi. E fiz!

E dei saltitos de alegria, ao conferir o resultado final!

E passei debaixo da mesa, e fiz: “Uuhmmm!”, depois de provar um pedaço!

E senti-me com superpoderes de uma chef experiente, estreando meu supermaçarico!

Depois dessa tortura visual, tentação adocicada, a receita, no site do GNT:
Tortinhas de toranja e merengue com pimenta
Sugiro a quem não é muito experiente na cozinha ler todas as minhas impressões e dicas antes de aventurar-se e, garanto-lhes, é mais simples do que aparenta:
-Grapefruit é uma fruta difícil de encontrar por aqui. Substituí por um limão siciliano, suco e raspinhas+uma laranja, para o creme do recheio.( Usei raspinhas do siciliano na massa e no merengue da cobertura, também.)
-Depois de frio, achei que o creme ficou mais firme que o desejado. Misturei um pouco de creme de leite fresco e atingi a consistência desejada.
-Peneire todas as gemas, antes de usá-las: isso impedirá que fique com gosto, ou cheiro de ovo.
-Leva bastante açúcar, nas 3 camadas. Então, pegue leve! Prefiro usar metade do que pede a receita e, depois de provar, acrescento mais, se julgar necessário. Não gosto de nada muito doce e enjoativo.
-Susto grande, quando vi a quantidade de fermento químico para a base da torta( 2 colheres de sopa, segundo a receita!). Acho que houve um erro de tradução. Acrescentei apenas  1 colher de chá de fermento.
-Ela usou aros, para moldar as bases das tortinhas. Como não tinha muitos, substituí por fôrminhas de tarteletes, com fundo removível, de 10 cm. Não foi necessário usar saco de confeitar: a massa ficou macia, mas firme o suficiente para ser manipulada; pode-se polvilhar as mãos com trigo, assim fica mais fácil espalhar nas fôrminhas, sem grudar. Para coquetéis sugiro fôrminhas menores: renderiam mais unidades e ficaria uma apresentação bem mais delicada!
-Também absolutamente dispensável untar as fôrmas.
-A massa fica com uma consistência, entre biscoito e bolo. Se quiser manter a crocância da base pode-se fazer, biscoito e creme, separados e, com antecedência, deixando o merengue para a hora da montagem. Esse, em menos de 15′ estará pronto.
-O biscoitinho da base vai em forno baixo, por 30-35′, até corar.
-O creme deve estar frio, para ser usado. Logo depois de sair do fogo, cobri-lo com filme plástico, bem aderido, pra não criar película.
-Pra quem não termômetro, como eu, pra controlar a temperatura da calda de açúcar é só seguir as dicas da Rachel: mantenha uma pequena vasilha com água gelada à mão. Em menos de 10′, quando a calda estiver borbulhando, teste, pingando um pouco dela na água gelada: é em ponto de bala mole.
-Peça ajuda a alguém: enquanto um bate as claras, outro despeja a calda, ainda quente, nas beiradas da vasilha, em fio, até o suspiro esfriar.
-0 merengue é hidrófilo, por isso, se não quiser que suas tortinhas fiquem suadas, ou moles demais, o ideal é montar perto da hora de servir.
-Se não tiver um maçarico, leve ao forno, até corar o merengue.

Prepare-se para muitos elogios! ( Coisa chata, né?…)

You may also like

6 Comentários

  1. Estou me preparando para a inha primera meia, e hoje fiz os primeiros 14 k da vida! É muita dor e orgulho junto, o difícil é nao desanimar ao ver números enormes na planilha!
    E concordo sobre o açúcar: vamos reduzir o máximo possível no dia a dia para termosespaco para os pequenos prazeres!
    Beijos

    1. Isa, uma dica: não foque no quanto tem a cumprir na planilha, mas no que já conseguiu. Parece impossível mas, como diz uma frase de “Alice…”:
      “A única forma de chegar ao impossível, é acreditar que é possível.”
      Percebi que, mudando a alimentação segundo orientações da nutricionista, comendo de 2/2h, hidratando muito bem antes, durante e depois das corridas( com água e isotônicos), repondo energia a cada 30′ com sachê de carbogel os treinos longos ficaram mais fáceis, mas no resto da semana a gente não pode relaxar, né?
      Boa sorte!
      Beijo!

    1. Maria Amélia, o maçarico foi superfácil de usar! Um investimento baixo, que vale a pena ter na sua cozinha! Além do mais, é rápido: como num passe de mágica a caramelização se dá, na sua frente.
      Para recarregar, basta levar nessa tabacarias, que vendem o gás para reposição.
      Meu próximo uso será num créme brullé.
      Beijo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *