Chanel, a blogueira!


Alô, alô, humanos leitores do Sala da La! ( Dirijo-me especificamente a essa espécie pois, certamente deve haver fãs felinos e caninos deste excelente, maravilhoso, hiperbólico, incomensurável e incomparável blog!! E não é por ser da minha humana, não, viu?! Mas, se ela me adotou é porque tem bom gosto em tudo o que faz!).
Acabei de completar 1 aninho, cheguei à maioridade e conquistei novos espaços! Sou uma jovem muito gata ou, uma gata muito jovem, como preferirem. Aprendi, rapidinho, a me comunicar! Afinal, vendo o exemplo de outros animais famosos que estão bombando, aí pela internet( como o meu ídolo-guru Borges, o Gato e aquela cachorrinha espevitada, a Estopinha), não poderia deixar de me inspirar e fazer menos, afinal, já nasci com nome famoso!
Então, vou contar um segredinho pra vocês:
Minha humana anda meio chateada; diz não estar dando conta de administrar vida pessoal, profissional, atletal, virtual…Não sei por quê?
Olha quanta coisa euzinha, tão pequenininha, do tamanho de um botão consigo fazer, num dia:

Meu dia começa cedo. Não por vontade própria mas, vejam bem, meus amigos, que abuso: minha humana sai da cama assim que o dia clareia, todos os dias da semana, ou pra ir ao hospital( será que ela tá doente?), ou treinar pra um tal de “maradona”, onde eles correm um montão e, no final, não ganham nenhunzinho sachê  de Whiskas( será que a Lala tá ficando lelé?)! Então, sou obrigada a despertar do meu sono de princesa quando despejada de cima dela, logo pela manhã.
Tudo bem. Mas não sem antes me alooooongar!
Então ela me serve um bom desjejum, na minha tigela de ração, e depois não a vejo por um bom tempo.
Enquanto isso tomo conta da casa mas, todo o cuidado é pouco!

Há mais dois gatos, que não vão muito com a minha fuça…
Um deles, fui advertida assim que cheguei, deve ser respeitado: é o mais velho, magnânimo e sábio dos felinos mas, nem sempre está de bom-humor.

Ele tem uma marca de pirata na cara( acho que, pra não deixar dúvida do quão valente seja!). Tenho um pouquinho de medo desse tio, mas até que é legal comigo.
Difícil, mesmo, é a Nina! Movida à inveja, acredito, pois não consegue ser tão linda quanto eu! Desde que vim pra cá ela me persegue. Mas vai ter de me engolir! Ops! Não tão literal, assim!

Ela é a protegida do menino da casa, uma filhinha de filhinho, eu diria. Como sou mais esperta, escolhi ser a filhinha da mamãe( embora seja meio rebelde, admito!).

Às vezes fazemos uma DR( Discussão de Relação) e ficamos um bom tempo, uma de frente pra outra: aquela que desviar o olhar primeiro, perde e sai correndo!
Não sei por que, mas quando minha humana está por perto sinto que tenho superpoderes, minha confiança aumenta: até rosno, manifestando minha opinião contrária!

Mas o que eu gosto, mesmo, é de explorar, conhecer outras visões do mundo…

Mas sei que serão discretos e saberão guardar segredo sobre essas minhas aventuras. Sabem como é: minha humana já tem preocupações demais, na cabeça.
Uma delas é sobre um gigante bobo que guarda o quintal: eles o chamam de Hulk e já é um senhor de 9 anos.
Talvez por não ser mais um cachoroto(ou, cachorro garoto) ele voltava mancando das corridas( a coisa mais estúpida, pra mim, porém, o programa mais legal pra ele!). Então a nossa humana o levou a um doutor, que não é o mesmo que trata de gente, entendem?
O cachorrão tá lá, cabisbaixo, proibido de fazer uma das coisas que mais gosta. E eu até teria uma pontinha de pena dele, não fosse o fato de que correr e se cansar não é nada bom! Ele deveria levantar as patas ao céu dos cachorros e agradecer, por não ser mais obrigado a fazer isso!

Mas, não! O cão (tá provado: não é tão inteligente quanto nós, gatos!) tá meio deprimido e estressado, a ponto de se machucar.
O médico cachorral mandou que lhe colocassem um cone engraçado na cabeça. Voltou pra casa, ontem, assim:

Acho que vou tentar aproximar-me dele para dar-lhe uns bons conselhos, um consolo, mas não sei se vai adiantar, nem ao menos, se vai me entender, porque falo em gatês fluente, enquanto ele, caninês.
Diria-lhe que, uma das melhores coisas do mundo é afiar as garrinhas no sofá, fazer uma boa sessão de alongamento, caçar lagartixas e praticar horas e horas de esforçado descanso! Acham que ele vai me ouvir?
Geralmente quando chega a noite a minha humana está tão cansadinha, que tem ido mais cedo pra cama. E eu, junto, porque ela não me deixa ficar assistindo à TV, nem no computador, sozinha( só agora, à tarde, que ela se descuidou e eu, aproveitei!).
Apesar disso tudo, estamos todos bem!

Viram quanta coisa eu faço de bom, num só dia? Mais uma: salvo a minha humana da vergonha de não conseguir atualizar o próprio blog( que incompetente!)! Então, se faço, faço-o( e até, melhor!) por ela!!
E, se estão sentindo falta( mesmo que não tenha recebido autorização para tal), prometo publicar umas fotinhas dela, ok? Prometem que não me entregam? É apenas uma prova de vida…
Vou mostrar alguns looks que só a Chanel aprovaria…

(Volto e, logo, se não for descoberta!! Sou a ghost writer cat: dorei a experiência!!)
Como diria meu ídolo, o Borges:
Lambeijos!

You may also like

20 Comentários

  1. Ai ai Chanel… Delícia felina és tú!! :3

    Pobre Hulk T_T Eu entendo muito bem o que é ser privada de fazer aquilo que tanto ama .-.’

    Srta Chanel, informe sua mãe que estamos com saudades das postagens inteligentes (não que a sua não tenha sido, pelo contrário) e que você já está aprovada pra ser colunista no Blog!

    Um Lambeijo!!

    Suzan Afonso

  2. A não, gente! Que delícia! Tem que virar colunista, Chanel! Amo sua humana e adoro o que ela escreve, mas adorei sua simpatia e “modéstia”! Apareça sempre dê lambeijos na Lá e a minha Chiquinha te manda uns cheirinhos gostosos de cá!

  3. Chanel, você tem sorte de ter uma humana que te oferece um lar com tão múltiplas personalidades. Assim, você se desenvolveu tão ” gataptável ” que já aprendeu até a blogar com conteúdo. Será que sua intenção é impressionar o Borges? Lambeijos!

  4. Chanel querida, finalmente entendeste para quê serve o computador quando a tua humana não está em casa. Como todo(a) felino(a), soubeste decorar o login e senha dela e agora o Saladala também receberá algumas postagens miauísticas o que fará felizes não apenas teus coleguinhas de espécie, mas as humanas elurófilas que não se cansam de ver, ler e ouvir gatos.
    Beijinhos,
    Beth e os trinta gatos!

  5. rsrs Não preciso nem dizer que amei, né. Nesses tempos tão de “notícias ruins” nada como um bichano para nos trazer um pouco de alegria, simplicidade, inocência e por que não humanidade.
    Beijinhos

  6. Chanel, sua fofa: adorei seu post. Você e o Borges só confirmam o que toda gateira já sabia: os gatos são superinteligentes. Lambeijos pra você e para o Hulk, que tá dodói, tadinho.

  7. Adorei o estilo de escrita da Chanel. Espero que ela escreva mais vezes. Feliz por saber que você está bem e tentando manter o blog.
    Abraços e bom final de semana pros humanos, caninos e felinos, claro!

  8. Teria chance sim Chanel, mas o uso dessa nova sensação do mundo felino, a erva Catnip – que deixa os gatos frenéticos, eufóricos e indomáveis como se tivessem levado uma injecção de adrenalina – transportaria você para o ” mundo da lua” e iria poderia assustar o Borges. Aposte na sua gateligência e poder de sedução natural… mais garantido…rsrs.

  9. Oi laély!!Amei o texto,como sempre.chanel…maravilhosa.Minhas gatinhas tambem vivem os dramas da Chanel…se estranham o tempo todo,e vence sempre a melor,mais atrevida…são meus mimos e minha felicidade…mas ,confesso,não são nada fáceis.Beijo Laély…e felicidades para todos com dias maravilhosamente encantadores.

  10. Chanellll!! que adorável seu texto!! escreves muito bem …ora, vejam só… uma gatinha tão jovem, rsrsrs!! Que lindos são bichos de tua humana!! Agora escrevo para sua humana, ok?!!!A minha Binha é parecidíssima com sua Chanel e o mano dela com o Pingo!Que delícia passear por aqui, entre flores belíssimas, bichanos fofíssimos, modelitos bárbaros, textos interessantes…aff!! Tô ABSOLUTAMENTE ENCANTADA!!!!!! Lambeijos e ronrons daqui ^^~

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *