Despedindo-nos…

Perdão, se pareço repetitiva, mas estamos respirando “viagem do filho”, no momento.
No sábado combinei com alguns amigos mais chegados uma noite de sarau para a despedida oficial, depois de uma rodada de pizza caseira, com direito a um delicioso “bolo fudge de chocolate” de sobremesa.
A receita do bolo já foi indicada por aqui e é do infalível “Panelinha Receitas que Funcionam“. Modéstia à parte, o bolo ficou tão perfeito que não sobrou nada para a foto! Deixo uma, do próprio site:

Quanto à pizza, dificilmente saímos para comer fora, por achar que a caseira seja melhor que a da maioria das pizzarias que conhecemos.
Nada de especial mas, o segredo dessa pizza está na massa leve e no molho de tomate fresco.
Gosto muito de usar o tomate pelado, em lata: substitui os frescos, sem fazer feio. Depois dos temperos habituais, como: azeite, alho e cebola, acerta-se o sal e o azedume do molho com uma pitada de açúcar; deixa-se reduzir, até o ponto ideal.
A receita da massa, que rende até 4 pizzas grandes:
-1 e 1/2 xícara de leite morno
-50 g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
-2 ovos
-1/2 cs rasa de sal
-1 cs de açúcar
-1 cs de fermento granulado biológico seco
-1 cs de orégano
-1/2 xícara de amido de milho
-Mais ou menos 6 xícaras de trigo( ou, até dar ponto de sovar)

Modo de fazer
Misture os ingredientes líquidos primeiro acrescentando os secos, aos poucos: incorpore o trigo, até dar ponto de sovar e/ou soltar a massa das mãos. Forme uma bola e deixe crescer em local protegido, por aproximadamente 40′.
Unte 4 fôrmas para pizza com azeite.
Retire a massa crescida da vasilha, divida-as em 4 partes iguais, abra-as com um rolo e forre as fôrmas. Deixe crescer, por mais 30′ e asse-as em forno bem quente, por aproximadamente 10-15′.
Depois é só cobrir com molho e a cobertura da preferência. Voltar ao forno quente, até derreter o queijo.
No sábado, os sabores foram variados: atum, chester, marguerita, palmito com alho e portuguesa.

O sarau rendeu alguns bons improvisos. Os meninos( filho mais novo e o primo), liderados pelo que viajará em breve, passaram a tarde aos cochichos e armações.
O resultado: uma pequena peça, com direito a “defeitos especiais” de iluminação, sonoplastia, maquiagem, cenário e figurino. Uma superprodução caseira!:
“O doutor barba de bombril, seu assistente corcunda e o menino-robô superpoderoso”
Meninos "emcena"
O filho do meio foi o roteirista, produtor, diretor e ator: “interpretou” um cientista alemão, meio maluco que, com a ajuda do assistente pateta Boris( com um “r”, bem puxado: “Bórriz”!), inventaram um menino-robô cheio de superpoderes, como:
-Ir à China e voltar, num piscar de olhos(no bolso, trouxe um pequeno gato de cerâmica chinês para provar o feito)!
-Contar piadas sem graça, tipo:
“Como o sangue sabe por onde deve seguir?
Ele acompanha as plaquetas…”
-Desentortar uma banana, com a força das mãos.
-Engolir furadeiras e chaves de fenda.
-Chamar o assistente Boris, de: “in-com-pe-ten-te!”
-Dançar “break” como Michael Jackson.
Meninos "emcena"
Mesmo sem ensaio juntamo-nos ao final para tocar algumas músicas, a maioria de igreja, como esta:

Então, depois desse post “frankenstein”, só me resta esperar e desejar que a semana seja muito boa e, não nos apareça com nenhum monstro assustador!

You may also like

24 Comentários

    1. Eles são muito criativos, Carol!
      Fiz apenas uma receita que serviu a todos com uma boa fatia, pois ele dobra de volume, mas gostei tanto, que a repeti no domingo!
      Como não tinha chocolate meio amargo para a cobertura de ganache, usei uma barra de chocolate ao leite e acrescentei 2 cs de cacau: ficou cremoso e doce, no ponto certo! A receita não pede, mas parti o bolo ao meio e recheei com brigadeiro mole: é de comer ajoelhado! O melhor bolo de chocolate que já comi!
      Abraço!

  1. Laely, tem certos posts teus que fazem a gente se sentir em casa, imersos em uma família unida e criativa. Esse é um deles…
    Boa semana e que o tempo passe depressa para voc6e para que o filho volte logo e que para ele, passe como deve passar, para que possa sentir o bom e o difícil de estar longe. Só assim a gente cresce.
    BJô

    1. Uma das coisas que mais me anima e orgulha nele, Jô, é essa vontade de crescer e aprender a ser melhor!
      Certamente, estamos vivendo um momento especial; difícil mas, especial! Você deve saber muito bem disso!
      Abraço!

  2. Laely estes momentos são unicos e serão lembrados sempre com alegria , com certeza seu filho levara na bagagem esses valores preciosos ,que lhe serviram como referência de vida em familia amei o video bjs.

  3. Menina do Céu estou aqui encantada com tanto talento junto! Que LIN-DOOO!!! Amei seu violino (que lindo, que lindo, que lindo!)! Que delícia de encontro na sua casa (também quero, rsrs!)! Aproveitei e chamei Filhota (que tb tem talento musical) pra ver, ela adorou. Parabéns pela família linda e talentosa, por esse clima tão aconchgante. Isso é uma benção! Um beijo!

  4. Aproveita mesmo seu filhote.Eu daqui sinto saudades só de pensar,mas ser mãe é um aprendizado,uma experiência e tanto!
    Bolo e pizza=carboidratos deliciosos,ai,ai!!
    Esses saraus são uma delícia também,mas engordam só a alma.
    Um beijo e estou te esperando,

    1. Milena, não perdi o foco da dieta, não. Mas valeu a pena. No dia seguinte, vida normal e corrida de 8 Km, logo pela manhã.
      Deixa seu telefone por e-mail, pra que possamos contactar no Rio.
      Abraço e até logo!

  5. A música me emocionou, muito linda! “Esta família é muito unida, E também muito afinada!!” hahahaha adaptei viu?? Sucesso para seu filho nesse novo caminho que ele vai trilhar! Que Deus abençõe sua família e conserve sempre essa união! Beijo

  6. Querida Lá!
    Vocês me emocionam e fazem o meu coração bater de alegria! São momentos tão especiais como este que nos trazem a certeza de que a família vai ser sempre um grande e maravilhoso projeto de Deus! É como você mesma tão bem disse, a gente às vezes se desentende,mas também se diverte muito! (Rs…) E tudo isso é a parte mais deliciosa da nossa essência humana!
    E os teus meninos sempre tão talentosos e criativos… Diz pra eles que sou “fã” deles já faz tempo! (Rs…) Adorei a idéia da “peça teatral”! Nota dez mil pra eles!
    Minha querida, desejo de coração, uma boa viagem,uma ótima estada e maravilhosos passeios lá na Alemanha pro filhão… E que Deus proteja e abençoe à todos vocês!
    Beijo bem grande aqui da carioca pra esta família tão especial!
    Teresa

  7. Receitas devidamente anotadas!!!
    A melhor pizza que já comi foi uma massa praticamente toda liquida feita por uma amiga, usa horrores de leite e fermento, mas nao deixa descansar (até agora nao entendo pra que fermento se nao cresce). É colocada em forma untada e enfarinhada, depois de assada pura é solta da porfa e aí sim recheada colocada no forno pra que o recheio asse.
    Ela não da a receita por nada! também não achei na net!!!
    Bjs

    1. Com todo o respeito à sua amiga, afinal, cada um tem seus métodos, mas acho um orgulho bobo esse, de não revelar segredos culinários. A menos que seja um segredo profissional.
      Essa massa é muito simples, mas fica bem levinha!
      Quanto ao bolo, fica divino recheado com brigadeiro mole. Outra dica minha: acrescentei 1 cs de suco concentrado de maracujá, na hora de preparar o brigadeiro. Fica delicadamente saborizado.
      Abraço, Manu!

  8. Despedidas…… passei por isso quando o meu filho foi estudar no nordeste – UFPI, sendo assim me sinto um pouco próxima. Acompanho a história do Vinícius e posso dizer que estou na torcida por ele, acho simplesmente o máximo quando ele abraça de verdade suas ideias – como o dia da toalha. Desejo uma ótima viagem e que Deus ilumine sempre o caminho dele.
    Quem fala é uma mãe que está vendo o seu filho passar pelas incertezas da vida, em uma fase de transição quanto a escolha da carreira, mas nossa função é estar sempre presente ao lado deles e com uma certeza: que com muita conversa saberemos atravessar essa fase.
    Ah.. acabei de chegar de uma viagem de carro e passei por Santa Tereza, advinha de quem lembrei??
    Beijos
    Vânia

    1. Puxa, Vânia! Você realmente acompanha minhas histórias há bastante tempo, hein?!
      Como escreveu Luís Fernando Veríssimo:
      “A verdade é que a gente não faz os filhos. A gente só faz o layout. Eles é que fazem a arte final.”
      Como mãe, quero ficar na arquibancada torcendo muito por ele, para que se aperfeiçoe e seja muito feliz!
      Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *