Limpando as vistas

Postado por Laély, no dia 28-01-2012 - Categoria: meu quintal,Minha casa,Música,natureza,paredes,quadros na decoração

Hibisco
É um sentimento difícil de explicar.
Minha mãe mora distante desde que me casei, há mais de 20 anos. Mas quando nos falamos, depois dela passar uma temporada conosco, repete a mesma coisa…
Até estranho. Era de se esperar que já estivesse acostumada. Mas a danada incomoda, não importa a quem!
Não chega a ser tristeza mas faz chover nos olhos, só em pensar!
Em frente à casa
A vida segue seu curso normal, lembrando aquela música do muso da infância, o Ronnie Von:
“A mesma praça,
O mesmo banco,
As mesmas flores…”
As mesmas paredes…
Parede de pratos
Os mesmos quadros…
sala
Tem um diferente, ali no cantinho!
Parede de quadros
Lembrança, de uma amiga querida.
Presente de amiga
Lembranças que nos ligam, mais ainda!
Presente de amiga
“Tudo é igual, mas estou triste
Porque não tenho você perto de mim.”

( O post não deve ter feito muito sentido mas, o pensamento viaja pela Alemanha: pela primeira vez, desde que o filho partiu, a saudade apertou. Mas isso é normal. Anormal seria não sentir. Acho…)

    15 comentários

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


    

    15 Comentários to “Limpando as vistas”

    1. Márcia disse:

      Oi Laély querida,

      É super normal mesmo querida, o que você está sentindo, pois tenho uma irmã que é aquela irmã com a qual me identifico mais, que tem mais o meu jeito, atitudes e maneira de pensar parecidas comigo, que está há 1 ano morando em Recife, e até hoje, ainda me vejo de vez em quando limpando os olhos. Sinto muitas saudades dela.Ela é minha irmã e comadre, é madrinha de minha filha mais velha. Esse sentimento que nos faz limpar os olhos, é igualmente bonito, pois isso é família, isso é amor…
      Bjs querida,
      http://apartamentobaiano.blogspot.com

    2. Fez super sentido, hoje acordei jururu…TPM…o casal do apê ao lado decidiram ter uma discussão homérica, daquelas de acionar o 190. Estragou meu sábado, fiquei murcha o dia inteiro. Saudades do marido, do filho, dos meus pais e olha que nem posso reclamar, no início de março marido chega e meus pais também. Filhote passou três semanas comigo. Et la vie! Beijocas e melhoras! ;-)

    3. Em clima de Alemanha o que estás sentindo é “heimwehe” que para minha mãe era a tradução mais fiel para saudade. Tem a ver com nossa casa, com aflição. Não poderia ser de outra forma Laély, o ninho estava cheio e agora dois estão noutros ninhos. Tens a certeza do retorno dos dois, mãe e filho. Cuide-se para que a saudade, sentimento natural não se transforme em depressão. Teus amores querem ver-te bem. “Up” amiga, corra mais com o Hulk, canse o corpo que a mente descansa e, ao descansar reúna todos os gatos e teu querido caçula e desfrute a companhia de quem no momento está contigo.
      Beijos,
      Beth.

      • Laély disse:

        Não defino como depressão pois não chega a ser uma tristeza doída, embora às vezes chore, só de mencionar o nome dele. É a falta que ele faz na casa, e isso fica mais intenso nos fins de semana. No dia-a-dia fico bem, mas ontem ouvi uma música que me fez pensar nele e desencadeou tudo isso ou, apenas a fortaleza ruiu. Mas eu tô bem, obrigada.
        Um beijo!

    4. Fiquei aqui pensando na filha que me passou esse e outros guardanapinhos preciosos da sua mãe, no momento em que a entregou aos cuidados de uma casa geriátrica.Divaguei, Lá: quantas vezes devem elas ter limpado as vistas nessa separação… Ô amor tão grande esse, umbilical, nas duas pontas desse cordão, como filha e como mãe, que nada faz a gente se acostumar à distância, só se ajeitar dentro dos limites que o coração suporta, né? Esses estágios da vida deveriam também ser chamados de “dor do crescimento”. Beijão, querida!

    5. Fique bem Laély, tudo isso vai passar!!
      Chore quando tiveres vontade pois as vezes negar o sentimento, tentar segurar, doi mais!!
      Como disse Elizabeth se distraia, prencha o máximo seu tempo com os seus amores que estão contigo!
      Um ano passa rápidinho!
      Grande beijo,
      Leila
      P.S: Não pude deixar de chorar… :( …devo confessar que cada vez que tocas no assunto, aqui do outro lado me desmancho em lágrimas…(boa incentivadora eu sou né?! rs)

    6. Carol disse:

      Não é fácil ficar longe de quem amamos…

    7. ivanete disse:

      Laély,
      Muito fofo este post e faz todo sentido sim.
      Saudade é coisa que só dá em gente.
      Lindas essas paredes cheias de lembrança e arte.
      Beijo.
      Ivanete

    8. Débora R. disse:

      Laély querida, chore mesmo!!!Chorar limpa a alma e o diluente da saudade, da dor, da alegria , do medo,do alivio…Não é vergonha nenhuma ,é normal isso sim.Sempre temos que ser fortes, seguramos a casa , a harmonia da familia , trabalho, tudo é conosco (mulheres) já fazemos muito.Vamos nos permitir as vezes sermos frágeis, delicadas como uma flor, podemos chorar e procurar um ombro pra isso.Nós não estamos preparadas para perdas , sejam elas rápidas ou eternas.Entendo vc perfeitamente , mas te consolo falando que já estamos quase em fevereiro um mês a menos para seu filho estar de volta.Como mãe , sei que você está sentindo falta de um abraço, do cheiro dele, da risada e até das manias.Mas ele volta e até você lá você vai ser assim – uma mãe cheia de saudade,cheia de amor!. Fique com Deus e um lindo domingo.Bjs.

      • Laély disse:

        Falou certo, Débora: tô sentindo falta, da presença dele na casa e da diferença que isso faz!
        Naqueles dias, de ficar vigiando as entradas no MSN e Skype. rs
        Obrigada e abraço!

    9. Laély, acabei de ler um post onde havia o seguinte trecho sobre saudade: “E tem coisa melhor do que relembrar, com aquele gostinho nostálgico, algum bom momento vivido, uma antiga amizade, um amor do passado, um cheiro que nos remete a uma situação prazerosa ou até mesmo a pessoa que já fomos um dia?” Saudade pode doer, mas a gente só sente saudade do que é bom! Chorar é bom e colocar pra fora o que nos incomoda faz bem à alma. O filhão está tendo uma oportunidade única e vai aprender muito, voltar mais amadurecido e com uma bagagem de vida bem maior!!!! Um beijo enorme pra vocês!!!!

    10. Denise disse:

      Olá
      adorei seu blog. Paixão a primeira vista. Há algum tempo precisava ler algo gosotoso..li paginas e paginas e parei nessa tão delicada.Não parei porque quis…não não…é que eu preciso organizar 176 planos de aula para esta terça…. tdo bem eu nem gosto de dormir mesmo..rsrs
      Sou do RJ, de Niteroi e ha 6 mudei pro ES, há um mes, me mudei para Bom Jesusu do Itabapoana, é Rio com jeito capixaba. Continuo trabalhando no ES, sou pedagoga e trabalho na zona rural com 8 series na mesma sala….. do maternal ao 5º ano…. acordo as 4:00 e as 6:57 o motorista da prefeitura, me deixa na escola com os pequenos..rs…aaaaamo…. o verde, os sitios e meus pqnos….
      Agora to apaixonada por seu blog ….parabens e obrigada bjinhos na alma.

      • Laély disse:

        Ô, Denise!…Muito obrigada pela atenção em tirar do seu tempo, pra me escrever algo tão simpático e gentil!
        Vida dura, a sua! Precisa gostar do que faz!
        Já passei por Itabapoana nas idas ao Rio, mas pra ser sincera não lembro do lugar. rs
        Abraço!

    Comente!

    Por favor, preencha os seus dados e comente abaixo.
    Nome (obrigatório)
    Email (obrigatório)
    Site
    Seu comentário