Chata, e daí?…

Lembrando o texto da Paula citado no post anterior, é fácil parecer moderninho e inteligente, hoje em dia: basta dar uma de mal-humorado e sempre ser do contra, não importando o motivo. 
Particularmente prefiro a sinceridade desses à hipocrisia de alguns, tidos como “bonzinhos”. Críticas incomodam, machucam às vezes, mas implantam aquela “pulguinha atrás da orelha”, necessária para tirar-nos da nossa zona de conforto. 
Ciência, arte, filosofia e tecnologia desenvolvem-se graças a esses “inconformados”, que não se importam em andar na contramão do seu tempo.
Por isso sou fã de conhecidos ranzinzas, personalidades reais como Diogo Mainardi, Aracy de Almeida e de personagens fictícios como Dr. House, Lula Molusco e, por que não, Gargamel e seu inseparável gatinho?…

Desses programas televisivos dedicados a descobrir novos talentos, a opinião do jurado mais chato é a que mais me interessa!(Talvez se a Joelma, do Calypso, ou Luan Santana tivessem passado por uma seleção desse tipo, e avaliados por um jurado antipático mas que lhes falasse a verdade, seríamos todos poupados de “trinados” tão estridentes.) 
É cool ser cri-cri, apesar do sério risco de ser considerado um chato( muitas vezes, porque realmente é)
Como o Boris Casoy: (Esse, nunca me enganou!) 
Querer ser a voz da consciência alheia, como um “grilo falante” concluindo, a cada má notícia “Isso é uma ver-go-nha!” já era coisa tediosa, no passado…Ouvi-lo repetir o mesmo bordão, depois de tantos anos, melancólico! Isso é uma vergonha! Boris deveria ser jornalista e não um personagem de novela global! “Tô certa, ou tô errada?”
Achistas são uns chatos. 

Arrisco-me a ser apenas mais uma na lista, ao dar minha opinião por aqui. Apesar de assumidamente careta e kitsch é difícil conter-me, diante da liberdade que a internet oferece!
Nesse universo paralelo tem doido pra tudo: os que escrevem bobagens e os que as aplaudem. 
Que o diga o terrorista norueguês, que publicara na internet 1500 páginas dedicadas a propalar suas ideias preconceituosas e doentias. Mas, quem daria créditos a ele? Era só mais um, na multidão( até uma semana atrás)! Lembrei do que falou um sujeito, visivelmente embriagado, ao subir no bondinho de Santa Teresa durante um passeio que fazíamos no Rio: “Bem-vindos à Santa Teresa, mas o hospício tá lotado!”
Sejam bem-vindos à internet, mas…
Salomão, considerado o homem mais sábio de seu tempo escreveu: 
“O tolo revela todo o seu pensamento, mas o sábio o guarda até o fim.” (Provérbios 29:11)
“Até o tolo, quando se cala, é reputado por sábio; e o que cerra os seus lábios é tido por entendido.”( Provérbios 17:28)
Característica do tolo é não valorizar bom conselho, por isso, continuo “achando”:

-Antes que o diretor do DNIT( Departamento Nacional de Irregularidades e Tramoias), Luís Antônio Pagot, pedisse demissão, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, em entrevista à TV admitiu que, com uma verba bilionária era quase impossível o órgão do governo ficar imune à irregularidades! Pelo que entendi estamos colocando o galinheiro nas mãos da raposa, para que o administre!
Ou então, o ministro das Comunicações ignorou os conselhos de Salomão!
-Enquanto isso, lá no Japão, a evolução das obras de reconstrução assombram, pela agilidade e eficiência: pontes e estradas, arrasadas pelo terremoto seguido de tsunami foram prioridades do governo! 


Sugestão à presidente Dilma, se quiser resolver o problema de infraestrutura e adiantar as obras para a próxima Copa e Olimpíadas: Importar políticos e trabalhadores japoneses.


Mas digo isso porque sou cri-cri e metida a sabida: 
“Esse é um país que vai pra frente!”
(Aracy de Almeida-1914-1988)
p.s.
Para entender a polêmica:
-O texto citado pela Paula, do The Cookie Shop, da Carolina Mendes, no Marketing na Cozinha, aqui: Jantando no Orkut#12
-A Marta fez um comentário muito simpático, indicando o desdobramento desse “jantar”, com direito a resposta elegante da Luana, aqui:
A Luana mandou bem, aproveitando a celeuma para vender seus bolinhos. Isso é “marketing na cozinha”! rs
E a Marta, também. Isso é marketing positivo. 
Liberdade para discussão é assim: todos ganham!
Abraços! 

You may also like

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *