Alma de Amélie

Ando um tanto redundante, ultimamente: na tristeza, nas lágrimas frouxas, no desânimo.
No meio do caminho não havia uma pedra, mas uma amiga que parou e ouviu; sem muito o que dizer, chorou junto.

Amigos verdadeiros podem ser instrumentos celestes, os ouvidos humanos de Deus ao nosso lado. 

Depois de confortada foi minha vez de confortar: ontem, depois de um mês de férias em nossa casa, tivemos de nos despedir do primo, de 9 anos. 
O filho caçula chorou, pelo amigo que se foi. Ainda é melhor chorar de saudade por um amigo distante, que chorar de tristeza e não ter um que possa nos consolar.
Há pessoas assim, especiais, capazes de transformar um dia cinza num crepúsculo de cores. Como a francesinha, de o Fabuloso Destino de Amélie PoulainAfirmar que esse é um filme inspirador, também é redundância.

De tão citado, virou cult: prato cheio para almas sensíveis e românticas.
O que mais me encanta na personagem é sua simplicidade: acreditar que, pequenas gestos possam trazer um pouco de felicidade, à própria vida e à dos outros. 
Em muitos aspectos, a doce e inocente Amélie( interpretada por Audrey Tatou) lembra Pollyanna. Desdobra-se para pincelar de cor o destino daqueles à sua volta. Ela se importa, e isto faz a diferença.

A belíssima fotografia e cenários também chamam atenção: predominam as cores primárias amarela, vermelha e verde.
E a casa da mocinha…( suspiros!)
Cenário de sonhos de qualquer garota romântica!
Nada é padrão ou lugar-comum: do papel de parede vintage, rubro dramático, às ilustrações na cabeceira, luminária de porquinho, outra, de fru-frus, cama de ferro…A decoração é a transcrição literal da personalidade de Amélie!
A Vivianne Pontes já mostrou esse quarto, no De(couer)ação, com dicas para quem se identificou com o estilo: 
Inspirou-se?
Comece pelo papel de parede: dramático, retrô, como a opção de estampas e grafismos da nacional Bobinex, por Marcelo Rosenbaum:

Escolhi um tom turquesa, embora ainda não tenha decidido onde aplicá-lo.

Outras inspirações:

Desire to Inspire

Neste quarto, não só a parede recebeu papel, mas também as portas do armário Ikea:
Bedroom detail 6
Cupboard with vintage wallpaper doors
Flickr de Lutterlagkage

E esta casa, bem que poderia ser o abrigo londrino da francesinha: 
Piso rosa(repare a parede roxa, perto da escada)!
O quarto, muito feminino:
Adesivo( ou seria pintura?) na cabeceira substituiu o papel de parede:
E o quarto da menina:

Também, no Desire to Inspire.

Outra versão romântica, onde até a cúpula de abajour recebeu aplicação de revistas:
Ver o mundo como Amélie o via talvez tornasse a vida mais fácil…
Ao menos, mais colorida!

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *