De "ponta cabeça"

Minha sogra quando nos visita abastece-nos de produtos do sítio onde mora: requeijão, iogurte, frutas da época e até exóticos ovos turquesa…
Turquesa
(Não. A galinha não é azul, como eu havia imaginado!)

Esta semana ela nos trouxe jabuticabas e uma caixa de mexericas. Estamos em plena safra de fruta, uma das minhas preferidas. 

Gosto das generosas poncãs: suculentas, de gomos grandes e equilíbrio perfeito entre azedo e doce.
Para saboreá-las cumpro ritual, muito particular: 
Abro-as, apertando o umbigo na parte inferior; separo os gomos e limpo, um por um, retirando todas as partes brancas que poderiam amargar; depois faço um corte, como numa cirurgia cesareana, expulsando as sementes como filhinhos indesejados; exponho os cílios amarelos, túrgidos de suco; as entranhas do gomo, inteirinhas, finalmente vão parar na minha boca. É só satisfação.
Mesmo tanto afinco em destroçar mexerica por mexerica não seria suficiente para dar conta de todas. Perdê-las, pecado imperdoável!
Resolvi arriscar.

O objeto do meu desejo culinário tinha certo saudosismo: a cara da minha infância, da época áurea do tradicional bolo invertido, que eu achava mais bonito que gostoso. 
A lembrança foi culpa da Paula, do The Cookie Shop, com o seu tentador “bolo invertido de morangos”:
Além de receitas de encher os olhos de cobiça e a boca de água a Paula sempre nos brinda com um texto, tão delicioso quanto.
Então me enchi de coragem e resolvi fazer um “bolo invertido de mexerica“.
À minha ajudante Rose incumbi de limpar as mexericas, gomo por gomo, tomando o cuidado para não esmagá-las( sem dúvida, a parte mais chata e trabalhosa dessa receita! Espertinha eu, né?…)
Untei generosamente com manteiga uma assadeira retangular média. Polvilhei açúcar cristal por cima e acomodei os gomos da fruta, cobrindo todo o fundo da fôrma( é importante retirar toda a parte branca e a película dos gomos para que não amarguem). Polvilhei mais açúcar cristal, por cima da fruta.

Para a massa adaptei uma receita de bolo gelado, usando suco de mexerica:
-1 e 1/2 x de açúcar refinado;
-4 gemas peneiradas;
-1 x de suco de mexerica;
-2 x peneiradas de farinha de trigo;
-1 colher de sopa rasa de fermento químico;
-4 claras, batidas em neve.

Para fazer, muito fácil:
Bata os 4 primeiros ingredientes, acrescente o fermento e incorpore-os às claras em neve.
Depois, deite a massa sobre as frutas, já preparadas na fôrma e leve ao forno médio, pré-aquecido, por aproximadamente 30-40′.
Espere esfriar para desenformar. 
Dê uma esquentadinha no fundo da assadeira( na chama do fogão, mesmo), para ajudar a soltar o bolo mais facilmente.
O resultado valeu a pena:
Bolo invertido de mexerica
Bolo invertido de mexerica
Também estamos na safra da astromélia, preferida pela variedade de tons, a versatilidade nos arranjos e a durabilidade:

Astromélias e rosas

Bom fim de semana!


p.s.
Recomendo consumir o bolo no mesmo dia.
Quanto mais o tempo passa, mais a mexerica amarga, infelizmente.
Leia Mais

Alma de Amélie

Ando um tanto redundante, ultimamente: na tristeza, nas lágrimas frouxas, no desânimo.
No meio do caminho não havia uma pedra, mas uma amiga que parou e ouviu; sem muito o que dizer, chorou junto.

Amigos verdadeiros podem ser instrumentos celestes, os ouvidos humanos de Deus ao nosso lado. 

Depois de confortada foi minha vez de confortar: ontem, depois de um mês de férias em nossa casa, tivemos de nos despedir do primo, de 9 anos. 
O filho caçula chorou, pelo amigo que se foi. Ainda é melhor chorar de saudade por um amigo distante, que chorar de tristeza e não ter um que possa nos consolar.
Há pessoas assim, especiais, capazes de transformar um dia cinza num crepúsculo de cores. Como a francesinha, de o Fabuloso Destino de Amélie PoulainAfirmar que esse é um filme inspirador, também é redundância.

De tão citado, virou cult: prato cheio para almas sensíveis e românticas.
O que mais me encanta na personagem é sua simplicidade: acreditar que, pequenas gestos possam trazer um pouco de felicidade, à própria vida e à dos outros. 
Em muitos aspectos, a doce e inocente Amélie( interpretada por Audrey Tatou) lembra Pollyanna. Desdobra-se para pincelar de cor o destino daqueles à sua volta. Ela se importa, e isto faz a diferença.

A belíssima fotografia e cenários também chamam atenção: predominam as cores primárias amarela, vermelha e verde.
E a casa da mocinha…( suspiros!)
Cenário de sonhos de qualquer garota romântica!
Nada é padrão ou lugar-comum: do papel de parede vintage, rubro dramático, às ilustrações na cabeceira, luminária de porquinho, outra, de fru-frus, cama de ferro…A decoração é a transcrição literal da personalidade de Amélie!
A Vivianne Pontes já mostrou esse quarto, no De(couer)ação, com dicas para quem se identificou com o estilo: 
Inspirou-se?
Comece pelo papel de parede: dramático, retrô, como a opção de estampas e grafismos da nacional Bobinex, por Marcelo Rosenbaum:

Escolhi um tom turquesa, embora ainda não tenha decidido onde aplicá-lo.

Outras inspirações:

Desire to Inspire

Neste quarto, não só a parede recebeu papel, mas também as portas do armário Ikea:
Bedroom detail 6
Cupboard with vintage wallpaper doors
Flickr de Lutterlagkage

E esta casa, bem que poderia ser o abrigo londrino da francesinha: 
Piso rosa(repare a parede roxa, perto da escada)!
O quarto, muito feminino:
Adesivo( ou seria pintura?) na cabeceira substituiu o papel de parede:
E o quarto da menina:

Também, no Desire to Inspire.

Outra versão romântica, onde até a cúpula de abajour recebeu aplicação de revistas:
Ver o mundo como Amélie o via talvez tornasse a vida mais fácil…
Ao menos, mais colorida!
Leia Mais

Enquanto isso, noutro arraiá…

Através de contatos que fiz no Flickr acabei conhecendo uma capixaba de Linhares que atualmente mora no Guarujá, litoral paulista:

Novo ícone para 2011

A Kélcia é funcionária pública: uma professora de artes. Nas horas vagas ela se diverte, fazendo: artes. Artes, como as fofuras a seguir:

Quatro ursos

Ursinhos. Frutinhas:
Nova safra
Panô de boas-vindas:

Terminei!!!!

A tilda com gatinho é a minha cara:

Pedi autorização para postar as fotos do aniversário de 6 anos do filho dela, o Rick:
Aniversário do Rick
Sugestão para decoração de aniversário infantil, nessa época de pula-fogueira.

Ela contou que teve a ideia durante uma visita ao 6° Salão do Turismo, no Anhembi:
“Vi os postais com as xilogravuras no stand do Ceará e pensei nessas bandeironas coloridas.”

Cordel

As fotos nas bandeirolas parecem ser do pequeno Rick.
Sobre a mesa foram distribuídas flores, frutas e bichinhos artesanais, que ela mesma fez.
O convitinho também entrou no clima de “arraiá”:
O convite
Uai, sôr! Num é qui o Rick parece ter gostado bastante da festinha?

Meu Rick fez 6 anos

“Como são belos os dias
Do despontar da existência– 
Respira a alma inocência
Como perfumes a flor;
O mar – é lago sereno,
O Céu – Um manto azulado,
O mundo – um sonho dourado,
A vida um hino de amor.”


Os versinhos acima são do poeta Casimiro de Abreu, em “Meus Oito Anos“, escolhidos por ela para o cordel do estandarte:
“…decorei com fitas, flores de crochê e fuxicos. Legal, não é?”
Bão dimais, Kélcia!
Leia Mais

Back to the Future

A moda vai e vem. Nada se perde. Tudo se recicla.
Aproveito a pausa do fim de semana para postar 3 looks usando a peça mais feminina do nosso guardarroupa, o vestido, fazendo um viagem no tempo.
O primeiro é inspirado no militar, uma tendência deste inverno. A novidade é a volta do vintage coturno:
Imagem Flickr

E a mistura do pesado com o delicado: vestidos, ou batas fluidas.
DSC04977
Vestido: Dress To 
Echarpe: New Order 
Coturno: AREZZO
Militar
A New Order apostou nessa ideia, inclusive nas estampas: a echarpe casa o militar com a bailarina.
Echarpe
O segundo vestido tem um pezinho nos anos 50:
Imagem: dAqui

Cintura marcada e tecido fluido de pollyéster, além de uma linda estampa abstrata:
Estampado
Vestido: Folic 
Sandália: Ferrucci

Com estampa chamativa, optei por acessórios discretos:
Estampada
O cinto de laço faz conjunto.
O vestido tem alças largas; para deixá-lo mais comportado( e mais quentinho) usei com uma blusa cachecour de malha por cima.
Outra opção, com sapatilha:
Estampado
Ou, com mini-bolero de tricô:
Vestido estampado
Recortes:
Sandália nude
Trançado:
Carteira trançada
Laços:
Sapatilha Melissa
Lantejoulas:
Detalhe do punho
Dos anos 50 aos 70, com o estilo boho chic:
Imagem: dAqui

A minha versão:
"Boho chic"
Sandália e chapéu de feltro: AREZZO 
Bolsa: Cantão 
Vestido: Bobstore
"Boho chic"
A sandália plataforma é da nova coleção AREZZO, estrela da campanha com Sabrina Sato:
Plataforma
Leia Mais

Arraial de talentos

Conforme a tradição local, cada vez que planejamos alguma programação ao ar livre, chove.
Este ano não poderia ser diferente: o sábado marcado para a nossa “Noite dos Talentos“ começou com chuva fina; não, o suficiente para  molhar a terra, mas o suficiente para molhar a lenha a ser usada na fogueira.
Mas a confiança de que, até a noite o tempo firmaria não nos desanimou. Tratamos de arrumar o quintal, palco das apresentações e comedorias:
Noite de Talentos
As guirlandas de papel de seda coloridas que adornaram a mesa, assim como outros enfeites usados na festa, foram trazidos do Rio (achados da SAARA).
Apliquei flores artificiais em 2 castiçais de vidro:
Noite de Talentos
Astromélias de diferentes tons renderam um bonito arranjo:
Noite de Talentos
Amarrei um lencinho quadriculado ao pote que recebeu as flores: um toque caipira.
Noite de Talentos
Chapeuzinho de palha virou cachepô para as margaridas.
Guardanapos temáticos( também da SAARA):
Noite de Talentos
Os cajuzinhos fizeram o maior sucesso: obra da amiga Fernanda.
A chuva deu uma trégua mas a convidade mais importante, a Lua cheia, não deu as caras.
Noite de Talentos
Quis dar um clima de casa do interior:
Noite de Talentos
Bandeirolas e lanternas também não faltaram:
Noite de Talentos
E o “palco dos artistas”:
Noite de Talentos
A “famosa” dupla sertaneja (“universitário”), Ana Raio e Trovoada, abriu a noite de apresentações, lançando o primeiro cd e DVD “ao vivo”:
Noite de Talentos
A dupla arrasou ( com a afinação!) e até inovou, com uma novidade no backing vocal: um gnomo sanfoneiro.
Depois os “amadores” também tiveram chance de mostrar talento.
Teve repente…
Noite de Talentos
Bossa nova…
Noite de Talentos
Estilo “livre engraçadinho”…
Noite de Talentos
Histórias e outras brincadeiras.
Hulk exercitando seu talento especial:
Noite de Talentos
“Cara de pidão”:
Noite de Talenos
E a noite ficou amarradinha assim…
Noite de Talentos
(A)provada por todos.
Leia Mais