Pra rir, ou para chorar…

Ou, para chorar de rir!

Notícias, nem tão quentinhas:
-Dado Dolabella será pai, novamente. 
O “ator”, que já tem 2 filhos, (detalhe irrelevante) engravidou a terceira mãe diferente ( uma, para cada filho!). Chegou a declarar em seu site oficial:
“Vou ter quantos filhos Deus quiser me mandar.”

Ops! E se Deus tiver assunto mais importante e urgente a tratar( como as criancinhas órfãs no terremoto no Japão, ou o conflito no Oriente Médio) e não estiver interessado na vida sexual do fértil Dolabella?!…
Mas o amor é lindo e, ‘credito sim, que dessa vez é pra valer, tanto quanto os casamentos do Fábio Jr e a existência do Papai Noel…


-Na mesma onda prolífica o jogador Neymar, 19 anos, anuncia a gravidez da namorada, 17 anos.


Pelo visto, tanto Dado quanto Neymar levam a sério a ordem divina: “Crescei e multiplicai”. Mas, fica como sugestão ao atual governo: a criação do “Bolsa-Camisinha”, ou será que nossos famosos desconhecem o acessório?…
Notícias, do tipo: “Acredite, se quiser!”
-Preparem os (tampões de) ouvidos!: 
Latino deseja gravar música gospel!
Disse não pretender tornar-se evangélico, mas acha que pode fazer um “trabalho bacana”. (A julgar pela qualidade da dita música “gospel” que toca por aí…é bem possível, é possível!…) 
Agora a festa vai ser transferida, do apê para os templos…


-MEC distribui livro a quase 500 mil estudantes do ensino fundamental e médio, estimulando-os a 
usar Português “flex”: 
A coleção “Viver, Aprender( Por uma Vida Melhor)” vem com graves erros de concordância, mas, “para os autores do livro  deve ser alterado o conceito de se falar certo ou errado para o que é adequado ou inadequado”.


Então, tá! Afinal, não é só automóvel que “evolui”; língua, também!


-Os aficcionados do seriado House( como eu!) já sabiam que o ator inglês Hugh Laurie( que interpreta o ácido médico) é um multimidia: canta, toca e escreve. 
Em 2007 lançou o livro “O Traficante de Armas” 
e há pouco, um disco de jazz, já bem colocado nas paradas de sucesso: 
‘Let Them Talk’ tem participação de outros músicos, de jazz e soul.

Laurie já anunciou que o seriado chegará ao fim na sua oitava temporada e, para tristeza de muitos, Lisa Edelstein, a Dra. Lisa Cuddy, pode não voltar ao Hospital de Princeton-Plainsboro.
Enquanto enxugo uma lagriminha no canto do olho por essa perda irreparável, deixo o clipe de lançamento do cd do Dr. House:
E encerrando a série “para sorrir”, fica a dica de um filme que é pura diversão: o despretensioso Thor vale uma ida ao cinema, sem risco de decepção.
Carpe diem!

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *