"Contrato de casamento"

The Official Royal Wedding photographs
(Imagem, via Flickr)

Mês de maio, mês das noivas.
Ainda embevecidos pelas imagens de conto de fadas do fim de semana, aproveito o clima para continuar tratando do assunto “casamento”.

A Emy Kuramoto, do Tofu Blog, semana passada escreveu sobre a enorme quantidade de opções que temos hoje em dia, o que pode gerar certa ansiedade, na hora de tomar decisões.

Acabei fazendo um link entre as divagações de supermercado da Emy com um outro artigo, mais antigo, escrito pelo Stephen Kanitz: Contrato de Casamento
Não vou reproduzi-lo na íntegra mas o indico aos casados ou, àqueles que pretendem casar, algum dia.
Kanitz escreve:
“Hoje, promete-se amar o cônjuge até o dia em que alguém mais interessante apareça. ‘Eu amarei você para sempre’ deixou de ser uma promessa social e passou a ser simplesmente uma frase dita para enganar o outro.”

O articulista defende, que: a chance de encontrarmos a “pessoa ideal” depois de já termos assumido compromisso com o(a) companheiro(a) de vida(através de  um contrato de casamento) é estatiscamente grande.

Voltando às dúvidas da Emy, escolher uma pessoa  já é difícil, trabalhoso, estressante. Imaginem então escolher uma, entre tantas opções que irão aparecer, ao longo da nossa vida!…
Alguns não gostam de sofrer tal ansiedade: na hora de casar, nem titubeiam! Se não der certo, não tem problema: é só trocar, acionar o SAC
( Serviço de Atendimento a Casamentos), ou o PROCOM(Programa de Casamentos Obsoletos e Malfadados), desde que esteja dentro da garantia. 
Ops!… 
O problema é que pessoas não têm prazo de validade, nem vêm com garantia. Melhor pensar bem, antes de escolher. Do contrário, cairão na cilada do pior tipo de consumismo:
Há os que trocam de parceiros e amigos, como se troca de marca de sabão em pó, no supermercado.
Interessante imaginar como seriam as propagandas sobre a “alma gêmea”:
“Aquele que não deforma, nem solta as tiras!”
“Aquele que tem design arrojado!”
“O que lhe dá maior rentabilidade.”
“O tempo passa, o tempo voa e ele continua numa boa!”
“O homem das 1001 utilidades!”
“Deixe seu marido na farmácia e troque por…”
“Não basta ser marido. Tem que participar!”
“Aquela que desce redondo.”
“Aquela que lava mais branco”.
Marketeiros sedutores de plantão, criem seus melhores slogans!
Acontece que, em pouco tempo, o design arrojado também fica ultrapassado. Não é a toa que a indústria de carros lança um modelo novo, a cada ano.
Casamento ideal, pessoa ideal, alma gêmea, conto de fadas…isso não existe. O que existe é compromisso em fazer funcionar. Não é fácil. Mas trocar, a cada defeito apresentado, menos ainda!
E até o último casamento de “conto de fadas” já caiu na vida real( no sentido de realidade, não de realeza!): a lua de mel do nobre casal foi interrompida, pois o noivo precisava trabalhar(?!).( Tempos modernos: o príncipe trabalha!!)
E já que falamos em propaganda, encerro com esta, apropriadamente protagonizada pelo “homem dos sonhos” de muitas mulheres:
Eu não, porque já tenho contrato assinado…

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *