Dia cinza

Sabem aqueles dias, quando você vai para frente do espelho arrumar-se para o trabalho e parece que nada lhe cai bem? Aliás, quem parece bem caída é você!
Experimenta uma roupa, acha ruim, troca por outra, que também não agrada e, assim por diante…
Uma hora depois, desanimada, desiste do desejo de deslumbrar. Acaba optando, por falta de opção, pela primeira peça provada.
Fica um chuchu: nem tão ruim, mas não tão bom assim.
Já atrasada, senta-se para almoçar antes de sair, mas engole em seco, ao atender um telefonema da escola onde o filho estuda: um “convite” de última hora para que lá compareça, e logo! 
O coração até acelera, mas com certeza, não seria para receber alguma condecoração como mãe do “melhor menino do mundo”!
Depois do relatório recebido na escola, sai de lá um tanto assustada, superatrasada e, sentindo-se a “Superfracassada”!
Até aí, nenhuma novidade! Apenas, um dia como outro qualquer, administrando crises, que se revezam apenas no tema. 
O que saiu da rotina foi a cor do céu, nesse fim de tarde:  

Fim de tarde

Como uma pintura impressionista:


“Mulher com Sombrinha”, de Monet

Escondido entre as montanhas da serra, o Sol costuma desaparecer sem alarde, mas deixa seus rastros no céu:
Fim de tarde
Fim de tarde
Pequenos presentes da natureza como esses, ajudam a colorir certos dias cinzas…
Moranguinhos silvestres
Os moranguinhos selvagens foram rechear uns bolinhos de chocolate.

Ops! Mas, e quanto às calorias?!

Hoje li uma nota no jornal, informando que o “Imperador” Adriano precisava perder 6 kg para entrar novamente em forma( justamente, o meu desafio!). Mas ele parecia mais preocupado em perder a cervejinha do fim de semana. 
Ficou aliviado ao receber a notícia de que teria direito ao “dia do lixo”, quando lhe seria permitido relaxar com a dieta, pelo menos 1 x/ semana.

Não sou atleta, nem modelo, portanto, não dependo do corpo como instrumento mais importante para o meu tipo de trabalho.
Nem bebo nada, mas, se o “Imperador” tem direito ao seu dia de folga, porque nós, meros plebeus, não?…

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *