Vamos combinar?

"Não perturbe!"
Às vezes sinto-me uma incompetente ao constatar que minha cama vive meio desalinhada, descombinada e, muito frequentemente, com resquícios de pêlos, denunciando a liberdade dos gatos. 
Tudo bem, eu entrego: é cama de gato. Quando eu virar gente, me ajeito.

Vendo os detalhes de uma casa na Noruega
( sempre eles!), chego a invejar a capacidade que têm de dominar as cores, tão bem! E assim, parecendo tão despreocupados em cumprir regras!

A diversidade de estampas dos tecidos é de apaixonar: uma, mais linda que a outra!
A combinação descombinada deixou o quarto suave e acolhedor, com um jeito bem retrô.
Notem que apesar de usar o amarelo, um tom quente, a combinação ganhou harmonia com o tom mais frio, o azul.
Fundo branco e cores pastéis conferiram suavidade ao ambiente.
Mais detalhes, aqui.
O quarto da criança, na mesma casa, não foge ao tema retrô:

Aqui, optou-se por tons quentes, alegres. 
Mais uma misturinha boa!

A dona da casa é frequentadora de brechós e mercado de pulgas. 
O carrinho de bebê em perfeito estado foi um achado! Seria uma réplica, daquele usado numa das cenas mais inesquecíveis do cinema, em “Os Intocáveis”?…
Apenas divagação minha, mas o quartinho convida…

Quer ver mais? 
Aqui!
E o que parece ser o mesmo quarto, numa outra arrumação e combinação de estampas e cores:


Muito rico, não?

Quer aprender mais, de cores e combinações?
Cíntia Essinger, arquiteta e urbanista, foi uma das convidadas do De(couer)ação que deu uma aulinha sobre como usar o disco de cores
Corre !
O blog norueguês também vale uma visita demorada( e olha, que não sou Caco Antibes!): Mamma Tamo.

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *