Ninando…

Talvez porque Chico tivesse apenas filhas, não filhos, talvez pela necessidade de fugir da marcação cerrada da censura militar ou, simplesmente porque a música de Toquinho e Vinícius fosse um belo acalanto ele a tenha incluído em Sinal Fechado, de 1974, junto com outras composições alheias, como as de Noel Rosa, Tom Jobim, Caetano, Gil, Paulinho da Viola…

Essa conjunção de fatores ajudou firmar o já consagrado compositor, como o bom cantor e intérprete da MPB que sempre foi.

Já tive os filhos que eu queria ter…
Na rede...
Traveseiro de gato
O carro é o meu "puxadinho"!
Agora, deixa eu ter o sono que eu queria ter. 
ZZZZZ…

You may also like

8 Comentários

  1. Lindo post!!! Amo Chico Buarque leio tudo sobre ele, ouço muito suas músicas, inclusive minha filha caçula chama-se Carolina por causa de sua música, um dia eu já grávida dela ouvia rádio e Chico começou a cantar "CAROLINA", pensei!!…esse vai ser o nome da minha filha! Isso a 22 anos atrás…rsrsrs. Lindo seu filhote! Bom final de semana, beijos, Virginia.

  2. Nessa tarde da foto eu precisei chamar o menino, se não, dormiria direto!

    Virgínia, Chico fez tanta música com nome de mulher, que a Marieta deve ter sentido muito ciúme, né?
    São tantas composições que eu não saberia escolher a que mais gosto. Com certeza "Carolina" está entre elas, apesar de melancólica.

    Eu vou, que eu tô cansada!

  3. Que post lindo! Mais um, entre tantos…
    Adoro Chico tbem… e tenho as filhas queria ter e uma delas é Carolina… e agora vou ter o primeiro neto dos muitos que quero ter…rs…
    Fotos lindas…e seu filho! que sono mais delicioso!
    Bjs, bom descanso num lindo fim de semana!

  4. Querida Laély!
    Escutar esse lindo "Acalanto" do Chico hoje, foi um carinho na minha alma que está triste e cansada dos últimos dias… A gente fica ouvindo essa música de mansinho, e quando percebemos a doçura do momento, nos vemos abrigados no colo de uma mãe carinhosa. Que lindo e precioso… Obrigada pelo suave carinho!
    Beijos e um domingo de paz pra todos vocês…
    Teresa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *