"Máquina de transformar"

O “caipira” visita SP pela primeira vez e resolve levar o filho até a Av. Paulista. Lá chegando ficam parados, olhando pra cima e admirando aquele mundaréu de “casa, de teto no céu”.
Só por curiosidade, adentram o saguão de um imenso prédio: no final do corredor há uma porta de metal, que se abre sozinha e “engole” uma senhora, já curvada pelos anos. O 2 matutos arregalam os olhos. Números luminosos se acendem, acima da porta: 1, 2, 3…12. De repente, tudo para! Segundos de suspense depois, os números começam a decrescer: 12, 11, 10…1. Finalmente a porta se abre, revelando uma moça alta, loira, linda, que passa por dois matutos esbugalhados, sem lhes dar a mínima importância!

Recuperado o fôlego, o pai vira-se para o filho e comenta:
-Fio, é di uma máquina dessa que a sua mãe tá precisano!…

Miss America 1941 - Rosemary LaPlanche

Seria bem mais fácil, se essa “máquina de restaurar e embelezar” existisse de verdade. O inventor dela, certamente ficaria mais rico que o dono do Google( se precisar de cobaia, tô por aqui…)! Vivemos a fase da tele-visão e das tele-conferências porém, “tele-transporte” e “tele-recauchutagem” (ainda) são pura ficção.
A realidade é bem mais dura( embora o tempo insista em nos deixar mais “moles”…): demanda esforços, seja pra manter a boa forma do corpo, ou da casa.


Assim, meu fim de semana não foi só de obervar a natureza, fotografar florzinha, admirar gatinho, fazer pãozinho de queijo, pintar unhinha, não!…

“Sin perder la ternura jamás pero hay que endurecer!”
Há tempo que as cadeiras da minha cozinha precisavam de outra pequena reforma. Estavam tristes, de tão feias e manchadas!
A primeira reforma foi mostrada, 
aqui .
Elas tinham um assento de chenile bege, assim:

E sabe que, de bege, não tenho nada!
Após a transformação, ficaram assim:
Bonitinhas?
Nem tanto, mais de perto…
Sabe como é: marinheira de primeira viagem( e primeiro estofamento), subestimei o poder da “Super-Sujeira”: como não impermeabilizei o tecido, surgiram manchas horrorosas nos assentos!
Mas “eu tenho a força!”
Embora não tenha os poderes do He-Man, tenho uma pistola de grampos Rocama. Mais uns tecidinhos de algodão, e tesoura, e chave, e alicate, e termolina leitosa…

Desparafusei os assentos, soltando-os do encosto e retirei o tecido e os grampos antigos.
A chave de fenda e alicate ajudaram, na tarefa:
Dessa vez fui mais ágil: em menos de 1 hora troquei os assentos das 5 cadeiras.
Close, em uma delas:
Tocando os assentos das cadeiras da cozinha
E as cinco juntas, tomando Sol após aplicação de 2 demãos de termolina leitosa:
Tocando os assentos das cadeiras da cozinha
A Ana, outra expert em “serviços pesados domésticos”, sugeriu-me o uso do impermeablizante em spray da Scothgard:
Pretendo usá-lo, assim que o encontrar.
( Falando-se em Ana, a promoção com ela tá valendo até domingo. Ainda há tempo para participar.)
Assim, vestidinhas, as cadeiras voltaram ao seu habitat natural…
DSC01674
E, foram: “felizes para sempre(?!)…”
DSC01662
Bem…se não, entraremos em ação, novamente!
E a saga da cozinha continua…
DSC01680
“Cozinha vintage, a missão” é a minha intenção.
DSC01679
Tá desanimado?
Achando, que tudo dá errado pra você?…
“Seus problemas acabaram!”
Isso pode parecer psicologia rasa mas, não dá pra ficar como o
Pedro pedreiro penseiro esperando o trem”…
“Assim pensando o tempo passa e a gente vai ficando pra trás”…
O Chico não é filósofo, nem psicólgo porém, muitas vezes fala através de suas músicas, o que a gente precisa ouvir.
“Domesticando” um sábio conselho de Ghandi:

“Temos de nos tornar a mudança que queremos ver no mundo( começando pela nossa casa*).”
*Adendo meu.Já que a hora é de “citações filosóficas”, não poderia deixar de fora esta, da Ana Maria Braga:
“Acorda, menina!”

You may also like

25 Comentários

  1. Oi Laély! Intenção vintage na cozinha é bem legal.
    Já virou expert na reforma das cadeiras, hein?! Gostei das estampas dos assentos.
    Não estou conseguindo participar da promoção Ana Sinhana, está dando erro toda hora, então acho que vai ter que ficar pra uma outra vez. Paciência…

    Beijos

  2. Os estofados ficaram liiiiiiiiindos, Laély!
    E saiba que as suas necessaires Quilts são Eternos também levam Scotchgard, viu? hehehehe
    Bjs
    Helena

  3. Oi Lá,

    Também me candidato a cobaia para a "tele-recauchutagem"…hehe
    Quanto as cadeiras de roupa nova, ficaram lindas. Super coloridas, bem do seu jeitinho mesmo.
    Como você disse, ás vezes da primeira vez não fica lá tão bom. Mas também não nascemos sabendo tudo.
    Estava meio enrolada e fiquei sumida.
    E só agora vi que está rolando sorteio.
    Nunca ganho nada, mas adoro a expectativa…hehe
    Vou lá correndo participar.
    Beijo e ótima noite :)

    Andreia
    http://universoemcores.blogspot.com

  4. Mulher!!!
    Como ficaram lindas suas artes em cadeiras!
    E sua cozinha é deliciosa, aconchegante e linda também!
    Beijos, tenha um dia colorido.
    Lenita

  5. Laély,
    Suas cadeiras ficaram lindinhas :)
    Boa escolha dos tecidos e realmente achei que era mais complicado ou é você que tem muita prática, rsrsrs
    Agora, meus olhinhos de grávida conseguiram "captar" 3 formas de bolo em cima do balcão.
    É isso mesmo ou foi apenas minha imaginação?
    bjs.

  6. Laély,

    Ficaram maravilhosas os ascentos, nota DEZZZZ (sotaque bem gaucho)!!!
    Olha em relação ao spray e a termolina prefiro a termolina (parece-me pegar melhor).
    Acho um barato tua cozinha !
    Um beijao colorido pra ti.

  7. De tudo lindo que vi,o que mais me chamou a atenção foram aqueles pães lá no cantinho,deviam estar descansando,para serem devorados,rs.
    Mas as cadeiras ficaram demais!

  8. Cê dá conta, Cy! rs

    Elza, a Milena matou a charada, antes de você: as fôrmas são de pão. rs

    Wanilza, então faz fila, depois de mim. rsrs

    Linda eu ainda preciso experimentar esse outro produto, o Scotchgard, porque a termolina deixa o tecido mais duro e áspero.

    Marina, confesso: eu até assistia He-man na minha infância, mas, analisando retrospectivamente, aquele cabelinho louro-chanel dele não era nada másculo, não acha? rsrs

    Lenita, obrigada! Beijo procê!

    Andreia, não custa dar uma ajudinha à sorte, né?

  9. Também, dei uma reformada nas minhas cadeiras, para não sujar coloquei um plástico transparente resistente, e preguei com tachinhas, quando quiser dar uma renovada, tiro os tecidos, guardo, e coloco outro(já estou querendo cada semana um tecido diferente).Não posso mais ver um tecido estampado, que já penso como eles ficariam nas minhas cadeiras.
    Faça uma visitinha no blog!!!
    Ah suas cadeiras ficaram lindas!!!

  10. Adorei a "introdução ao tema"! Lembrei de quando íamos à capital quando criança, com olhos arregalados sobre tantas novidades (rs). Aprovadíssima a ousadia de misturar as estampas. Ficaram lindas! Tô pensando em usar Scotch Gard nos moveizinhos forrados… Beijos!

  11. Oi Laély!
    ficaram realmente lindas as cadeiras… por aqui ando numa lida com a cozinha… passei dois dias arrumando e limpando e quase acabei com meus dedos e unhas de tanto esfrear as panelas, até parece que eu estava adivinhando… é que ontem eu soube que dois cunhados vêem no fim de semana, e suas esposas muito caprichosas não terão do que reclamar (ou reparar) da limpeza da cozinha, hehehehehe…. quando soube que vinham respirei aliviada, ufa! meu esforço não foi em vão!…. assim que meu forn elétrico sair do chão (não sobrou lugar pra ele) vou fotografar e mostrar no blog…
    Agora… a máquina de recauchutagem, a essa eu tô precisaaada!
    beijinho Laély
    e inté mais…

  12. La,amei os tecidos e o resultado todo!
    Acho que com a termolina, os tecidos não vão absorver o Scotchgard, mas vale a pena ter em casa (eu impermeabilizei a cortina da cozinha com esse produto. aliás, já impermeabilizei muita coisa com ele e sou fã!).
    bj

  13. Lá, as cadeiras ficaram ótimas..Acabo de reformar 6!! Depois que me apresentarm o grampeador, troco o tecido sempre que enjoa..Vc não é uma mulher bege, mas eu ainda sou!!! :( Escolhi um tecido bege e depois que vi as tuas cadeiras, fiquei bolada..rss Vou tentando sair dos tons pastéis aos poucos, mas eles me perseguem!!

    P.S. Tua frase "e foram felizes pra sempre" está errada!! Já te vejo trocando a estampa logo!!! Ficaram lindas demais!!

    bjs

    Val Leaubon

  14. Oi , Tudo bem?
    Acompanho o seu blog e adoro !
    Quantas coisas lindas !
    E aquela toalha que está em cima da mesa ? Foi você que fez ? É linda demais ! E aqueles cantos em triângulos ?
    Um beijo !
    Nádia de BH

  15. Oi Laély, você colocou a mão na massa e valeu à pena, impermeabilizando ou não o uso na cozinha é cruel, com o tempo nada escapa! Estão perfeitas as cadeiras e sua cozinha como sempre linda! Bjs

  16. Laely
    Putz… acho que faz uns 500 anos que não comento aqui… rs. Continuei acompanhando, mas como o meu reader começou a bater +1000 e nunca mais saiu de lá, fiquei sem comentar!
    Adorei o post… as cadeiras ficaram lindas. Acho uma graça cadeiras com tecidos diferentes. Algumas fotos aqui sairam do ar (vai entender), mas deu pra entender direitinho! Eu tenho 4 cadeiras na cozinha com um tecido marrom medonho! Gostei da idéia… mas a minha cozinha tá um horror, sem chance de fotografar! Só reformando e mesmo!
    Beijos
    lelê

  17. Oi, La!

    Adorei suas cadeiras renovadas e babei na sua cozinha! Adorei a idéia do tal hipermeabilizante, porque vou trocar o forro da cadeira do computador em breve (já é a terceira troca!). Vou 'caçar' ele por aí!!!
    Ah!!! E máquina de tele-recauchutagem? Também queria…
    Beijins e bom fim de semana!

  18. Amei essa dos matutos,hahaha. Também quero entrar nessa máquina,hahah.

    Amiga, seu blog é maravilhoso! Estou aqui delirando com essas cadeiras tão lindas.

    Grande beijo

    Ah, tem sorteio lá no Eu Mulher. Aguardo você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *