"Histórias pra gato dormir"

Estrelando: Pingo e Nina

(Se existe história, até para nanar um boi, por que não, para GLS: Gatinhos levados e Simpatizantes?!…)

Não simpatizantes que me perdoem, mas, desde que passei a conviver com a espécie, pra mim, “quem não gosta de gatos bom sujeito não é…” ( Licença médica, somente aos que têm rinite alérgica!)

Só pra descontrair, que ontem foi “pauleira”, chegou a melhor hora do dia…
(Chegar em casa depois de um plantão é bom, especialmente quando lembro que filhos me esperam com “carinhos e beijinhos”, porém abraçar, apertar e amassar bolinhas de pêlo é prazer indescritível! Quem tem o diga!)

“Então, senta que lá vem história!” (De gatos!…)

Gato enquadrado

Gatinho enquadrado( eu que fiz!)

Quem acompanha a história desde o princípio( e seus desdobramentos melodramáticos) poderia estar se perguntando como andam Nina e Pingo.
Vão bem, obrigada!
Pingo voltou a ser o rei da casa mas, um rei dos tempos feudais, aceitando a presença da plebeia em suas terras, à troco de vassalagem.

A tolerância custa caro( não à Nina, que não paga suas contas, mas a mim): o gato concordou com a convivência forçada ao perceber que poderia tirar vantagens disso…

Desde que ficou doente ano passado, precisamos mudar a ração do Pingo para outra, especial para gatos com problema renal. Estava satisfeito, até então ou, até Nina chegar em casa:

“Obaa! Carne nova no pedaço!” comemora Pingo, com o focinho enterrado no pote de ração…da Nina!

Ele, voltou a fazer o que mais gosta: comer, dormir e fiscalizar o quintal, seu território.
Ela, faz o mesmo( o mais importante, na ótica de uma filhote): brincar e dormir, não necessarimente nessa ordem, não importando o lugar!

Aconchego
O caçula fica todo convencido! Vive se gabando de que a gatinha o escolheu( e gatos escolhem, mesmo!):
“Mãe, quantas vezes a Nina já dormiu com você?” pergunta ele, só pra ter o prazer de ouvir minha negativa!
( Ok. Quem torceu o nariz pra essa história de “prazer em dormir com bicho”, pula essa parte!)

“Mas nem só de sono viverá o gato”, diz a Bíblia dos felinos.
Qualquer papel no chão, bolinha, pedaço de linha ou, até o próprio rabo: tudo vira brinquedo! Nada, que se compare a uma lagartixa: o “game de última geração dos gatinhos”, grandes ou pequenos!
Como filhote saudável já incluiu na sua rotina diária, além de “arremesso à distância de lagartixa morta”, exercícios ao ar livre:
Escala muretas no jardim, pula janelas, foge do Pingo turrão, explora o terreno do “grande monstro labrador Hulk” e, de volta à segurança do lar, pratica “relaxamento em almofadas fofinhas”…

Capotei...
Mas, não podemos esquecer que (mau) “costume de casa vai à praça”: achada nas ruas, Nina ainda comete pequenos delitos (resultado de sua falta de educação), impensáveis a nobres da estirpe “viralatesca” de Pingo!
Perturba a hora sagrada da refeição dos humanos, chegando a “pedir esmola no cruzamento”: qualquer migalha serve mas, se for um pedaço de filé, agradece! Hábito alimentado( literalmente) pelo protetor humano pequeno. Flagrados, ambos são repreendidos severamente( “pero no mucho!”…) pela PM( Patrulha Materna):
“Assim, não pode! Assim, não não dá! Querem me desmoralizar de vez?!”

Apesar disso, ela ainda provoca:
“Eu sou o rei do Mun-dooo!”

'
“Isto é uma ver-go-nha!”
Mamães gatas: tirem seu gatinhos da sala!
Essa pirralha enlameia o bom nome dos felinos!
Não quero ver isso!…
Não perturbe!
-Por que não aprende noções de etiqueta comigo, sua menor delinquente?
Precisa ver o mundo de cima, como todo gato nobre faz!
Suprerioridade
(Quadro “Olívia”, Andrea Guim)

-Sim, tio! Quero fazer parte desta nobre família!
Então, me ensina a ser elegante?
Olha só, como já sei ficar na pontinha dos pés!
Olha que elegância, em duas patas!
Posso brincar de esconder com você?
Brinca comigo?...
Se não quer brincar comigo, não precisa!
Tenho meu próprio arranhador gigante e você, não!…
Tomando conta do sofá
Que foi? Vai encarar?
Também, não precisa gozar da minha cara!…
Oi!
Eu não queria brincar, mesmo!…
Pausa para o cochilo
Veja o que encontrei por aqui: uma amiguinha coruja!
Mas, que chulé!
(Uhm…Mas ela tem chulé!…)
Só eu, sou a fofa da casa!
Enquanto isso, na sua cat-caverna…
Escondido
“Antes de esmagar um inimigo é necessário conhecê-lo”…
'Analisando
-Crianças: comportem-se e não briguem!
-Sim, mamãe, prometemos
!
À espreita
-Sua menor infratora: seu lugar é na rua!
Este arranhador é meu, desde “a criação do mundo!
Chispa daqui!!
Disputa de mercado
-Tenho patinhas, garrinhas e unhinhas, mas são todas, bem afiadinhas! Quer ver?!…
Pequena e petulante
-Ok. Você venceu. Não quero me rebaixar a esse nível de conversa( mesmo porque, minhas costas doem…).
Mas não se meta a besta porque é só por hoje, viu?!
Agora, será que pode me ceder um pedacinho do seu arranhador 2 em 1?…
-Oh, sim! É conversando, que a gente se entende.
Deixo você dormir no meu sofá-flex: além de ótimo arranhador de garras é um excelente massageador de costas!
'Enfim,
Uhm…Acho que sono é contagioso. Depois dessa história de gato e rato( ops), digo, gato e gata, eu também quero uma cama; mas não precisa esse luxo de ser flex, plus, king! Macia, já é de bom tamanho…

You may also like

44 Comentários

  1. Nossa! faz tempo que não comento nada… Tava passando por problemas de conexão ><"

    Nossa! Pelo Visto Pingo e Nina ja estão em parceria!

    que ótimo! agora é partir para a felicidade felina e muitas aventuras XD

    Estou indo para Meaípe amanhã a noite ^^ Será minha primeira experiencia com o Mar *_*

    Tomara que eu consiga me divertir (eu estou apavorada de medo, tanto de avião quanto do proprio mar ><')

    Abraço Laély!

    Suzan.

  2. Meu Deus do céu que bichanos mais lindos da titia!!!! Que vontade de apertar! Estou cheia de orgulho do Pingo, que está superando o seu ciúme!!!
    Beijos!

  3. Laély, até que enfim estão ficando amigos o Pingo e a Nina! Adorei as fotos e concordo com você, as imagens valem mais que mil palavras.
    A propósito, gostei muito dessa coruja no sofá.
    Beijos

  4. que fofos, meu tomatinho amou ve-los!!!
    ainda mais quando eu lia o que estava escrido em cada foto, quando se passa o mouse por cima, soooooo cute!!!!
    Bjs….

  5. e cá estou eu de volta pra Comentar que a História ficou fabulosa! E COMO me identifiquei com ela XD Nossa parece Flash Back.. ja passei por tudo isso e agora da uma saudade! ><" Saudade de ter mais de um gato em casa :3 é Bom demais Brincar com eles, curtir eles, DORMIR com eles é melhor ainda … Ainda mais no inverno *_______* como é aconchegante!

    e Que bom que eles realmente ja estão se dando bem! Logo você verá, como eu disse aqui a um tempinho atrás, uma versão feminina do pingo XD'

    pra finalizar

    concordo com sua frase em Numero e Grau. "Quem não gosta de Gatos, Boa gente não é" ù.ú9

    Beijos e ótimo Feriado querida!

    Su.

  6. ola!
    adorei o teu post
    amei os gatos.
    eu tenho 3…minto 4!! ontem fui buscar mais um!!!
    adoro caes e gatos mas confesso que sou uma "gatonica"!!!!
    beijinhos

  7. Olá querida achei seu blog por acaso e como amo animais todos eles rsrsr… parei para ler a historia e dei boas risadas já comecei a sexta feira me divertindo com a historias dos seu gatinhos lindossss eu tenho uma cachorrinha e agora estou pensando em adotar um gato pois sempre tive gato antes de casar e sinto falta de um bixanho… preciso convernce maridão… ele tb gosta de gatos mas como já temos uma cachorrinha ele acha que ela terá muito ciume…. e será + um para dividir a cama !!!
    parabéns pelo blog e pelos seus gatinhos

    bjs
    Drika
    http://jardimdadrika.blogspot.com

  8. Lá,estou na lista dos que tem renite alérgica,mas não experimentei o contato com os gatos.Digamos assim,se fosse no seu canto eu ficaria próxima ao Hulk,rsrsrs
    Mas é impossível resistir a sua crônica e aos gatinhos e ao seu filho sempre presente nos melhores momentos.
    Coisa boa,né,bichos,crianças,casa da gente.
    Bom fim de semana,

  9. Oi Laély!
    gostei da história, principalmente porque vejo essa novela por aqui também… apesar de já serem conhecidos os dois aqui de casa disputam, brincam e se pegam no tapa o dia todo… hehehehe e a gente se diverte olhando os saltos e escapadas e é claro, as provocações dos dois… preciso aparar as unhas deles senão meu sofá vai pro brejo…
    Beijinho Laély
    e até mais.
    Josi

  10. Lindas fotos, lindo sofá, linda Nina!!! Vou já retuitar

    Sou mãe de MArília Gabrieela, a Gabi, pinscher de 8 anos, delicada e chique, mas adotei ISA, vira-latas de 8 meses tirada debaixo de um ônibus nas ruas, que mais parece a ex-BBB Maroca, tamanha falta de educação. Tem sido bem difícil ensiná-la e perturbou osossego da casa. Vamos ver se vença essa batalha! Boa Sorte com Nina

    bjs

  11. Que lindos!!
    O Pingo já está se chegando… de costas,mas juntinho!! Muito bom!

    Concordo: "Quem não gosta de gato, bom sujeito não é"… tenho sempre meu pé atrás.
    Bj e bom final de semana!

  12. Olá Laély, que lindos, fico feliz em vê-los assim tão amigos!!! Eles tomam conta de toda a casa, os meus deitam justo nos lugares mais cobiçados do sofá! Nunca entendi as pessoas que têm medo e não gostam de gatos, sinceramente vejos pessoas que olham para os gatos como se fossem sapos asquerosos! Esses meninos nos trazem tanta alegria! Bjs

  13. Olá, Laély!
    A Helena tinha duas gatas: a Missy e a Loreta. A relação sempre foi tão tensa que a Loreta teve de se mudar para a casa do Guto (irmão da Helena). A Missy chegava a ficar de tocaia para assustar a pobrezinha. De gata mais estressada do mundo, a Loreta passou a ser a dona da casa. Essas duas não tiveram jeito.
    Um abraço da Cecilia.

  14. Laély, a primeira vez que vi esse post não apareceu nenhuma palavra, mas entendi direitinho o que quis dizer com as fotos, que ficaram ótimas.
    Daqui uns dias o Pingo e a Nina serão amigos inseparáveis.
    Beijos

  15. Meuuuuuuuuuuuu Deusssss!!!
    que delícia!!! ai que saudades, aqui em casa tem 3… senhoras… tem uma que émeu mimo, a MINI, e dorrrrrrrrrrme comigo!!!
    beijocas

  16. Laély,
    Coisa mais linda este post sobre gatos.Adoro!!Sou boa sujeita,graça a Deus,rsrsrs.Ficou lindo o seu gatinho enquadrado,também tenho esse gatinho de madeira sentado numa poltrona,porém em outra cor,vive caindo da poltrinha,já está quebrando a tinta.Pingo e Nina estão umas fofuras,cada foto mais linda que a outra e eu que tenho uma gata em casa sei o quanto é difícil fazer uma boa foto de gatos,pois eles tem vontade própria e a foto e a que eles permitem,não verdade? Parabéns pelo post.
    Abraço,
    Ivanete

  17. Adoro seu blog…adoro gatos…e amei esse post!!!Achei fofa essa historinha, você é muito divertida.
    Seus gatos são lindos e eles são assim mesmo, quando percebem que não tem jeito acabam se acostumando.
    Leio seu blog sempre…mas a preguiça é minha companheira fiel e nunca comento, mas hoje tomei coragem, sou de Vitoria e te conheci atraves da reportagem do jornal A Gazeta, depois desse dia seu blo virou um vicio, ainda mais porque amo santa tereza e estou doida pra voltar ai.
    Ufa…nunca comentei mais esse comentãrio valeu por uns 10! rsrsrs.

    bjus

  18. Laély,
    Eu sabia que viveria para ver essa última foto dos dois dormindo quaaaase juntos, hehehe…
    Que bom, que bom!
    Obrigada pelos momentos deliciosos que passei lendo a saga dessa dupla caipira. Ao menos ninguém poderá criticar a dupla "Pingo e Nina" dizendo que parecem dois gatos miando no telhado…
    Beijo,
    Marta

  19. Sinceramente, espero que não fique doente, Polar.
    Como médica eu não faço tantas gracinhas…(rs)
    Obrigada!

    Marta, "Dra. gatologista": a paz quase voltou a reinar na casa, ainda bem! Já posso respirar aliviada e ter certeza de que Pingo não fará mais as trouxinhas para abandonar-nos.

    Ana Paula, foi bacana sair na AG. Acabei achando que a repercussão foi pequena mas, sinto um prazer especial em saber que vizinhos e conterrâneos acessam e gostam do blog.
    Não é preguiça sua de comentar. Também acompanhei blogs durante mais de ano, sem ao menos tornar-me seguidora. Quem lê às vezes acha que não vai fazer muita diferença: seria "uma comentário a mais na multidão"…Mas faz, e como!
    Estou acabada hoje, depois de 24h de plantão, mais 1 dia inteiro correndo de lá pra cá.
    Terminei este post no início da madrugada, depois que o plantão deu uma acalmada. Diverti-me muito, principalmente tentando imaginar não apenas a reação de você mas, principalmente, pensando nas risadas do meu filho mais novo, lendo a mãe e vendo as imagens.
    Tentar caprichar nas fotos, editá-las, salvar no Flickr para que saiam maiores e não percam qualidade, montar a sequência de imagens para que façam sentido, escrever, reescrever, reler, reescrever, publicar…ufa! Isso dá trabalho: é quase um parto virtual de ideias!
    É prazeroso mas, um tanto frustrante se, depois de termos certeza de que fizemos o melhor, o retorno não ocorre. Por isso é importante para um blogueiro essa interação, esse "feed back": alimenta e enriquece nossa experiência virtual e passa a interferir no real, melhorando até nosso humor.
    O contrário também ocorre: imagina que deu um trabalhinho pra você escrever seu depoimento aqui, não foi? Mas foi positivo, pra mim e pra você.
    Da mesma forma, quando alguém se dá ao trabalho de fazer um outro tipo de comentário-o tipo grosseiro- isso também afeta meu humor, pra pior! Mas, graças que isso é raridade!
    Se não gostasse dessa interação, estaria fazendo outra coisa.
    Então, respondendo não só a você, mas a todos os possíveis tímidos que acompanham o blog e não comentam, quero dizer, que:
    Siiimm! Sua participação é muito importante! Obrigada por isso!

    Como expliquei acima, estou exausta hoje pra responder a todos que também participaram, comentando. Meu pedido de desculpas e o meu "muito obrigada" pela compreensão.
    Abraços!

  20. Gatos sao maravilhosos, por isso que eu tenho quatro!!! rsss
    So um toque: nao se esqueça de um passo importante: a castração.
    No tamanho dela a cirurgia ja é possivel (sou voluntaria do adote um gatinho, aqui de sao paulo, e castramos filhotes ate menores que ela) e no dia seguinte ela ja ta aprontando de novo.
    Beijao
    Hilda

  21. Hilda, muito obrigada pelo toque. Quando levei a Nina ao veterinário já ficou pré-combinado fazermos isso, mas ele disse que poderia ser, antes do primeiro cio, aos 4 ou 5 meses.
    Pingo já é castrado.
    Vou marcar uma reavaliação para adiantar o procedimento pois não quero dor de cabeça, nem com ela, nem com Pingo.
    Abraço!

  22. Oi Lá
    Nossa como você escreve e descreve bem, uma delicia de post!
    Sempre preferi ter cães em casa, principalmente as fêmeas, mas tenho uma admiração muito grande pelos felinos.
    Acho que Pingo na verdade sente ciúmes mas já mostrou que aceitou muito bem a companhia da Nina. Não acho que ela será tão elegante e educada quanto ele, deve ter passado maus bocados pela rua e adquiriu péssimos hábitos. Porém com a convivência de uma família tão educada e acolhedora ela vai aprender tudo direitinho.
    Parabéns pela delicia de post!
    Bj e bom feriado.

  23. Oi Moça,
    que coisa mais fofa.
    Amooooo gatos. Espcialmente se forem no estilo Nina, isso porque eu tive uma gata igual a ela. Lgo arrumarei um gato para amigo da minha dog Lolita.

    Beijocas e bom feriadão

  24. Que simpática Laely você ter me respondido, cheguei do shopping agora, e tava bem lá quando me lembrei que queria ver se você tinha me respondido, e fiquei super feliz quando li sua resposta.
    Pode deixar que vou tentar comentar sempre tá bom?!

    bjus

  25. Agora lembrei da propaganda de cerveja:
    "Programão", hein, Ana Paula!: Andar no shopping, no sábado à noite de um fim de semana prolongado é tortura mas, estou pensando em fazer isso, amanhã!…rsrs
    Fique à vontade para comentar, sempre que sentir vontade( ou, não! rs).
    Fico sempre feliz com o retorno que recebo aqui, mesmo quando não dou conta de responder à altura.

    Simone, minha querida, andei pensando em você e, no quanto estou lhe devendo há tempos uma atenção merecida: não cumpri minha promessa com você mas, não esqueci, não!

    Yvone, você é que sempre é muito gentil comigo. Obrigada!

    Abraços!

  26. hahahaha, adoro as historinhas dos pequenos felinos que você cria!
    Aliás, adoro o modo que você escreve, me lembra muito uma pessoa querida :)
    bjo amiga ^_^

  27. hahahahahaha

    Eu e meu marido estamos morrendo de gargalhar!
    La, vc é muito boa em contar histórias! Sério!
    Deviam fazer uma coletânea das suas histórias felinas! São irresistíveis!
    Temos episódios parecidos aqui, com a Lolo e a Penny. Aliás, a Nina é parecidíssima com a Penny!

    Beijo, querida!

  28. Aline, a Teresa Esteves deu a ideia de fazer um livro infantil, tipo assim: "As Aventuras de Pingo e Nina"
    Simpático, não?!
    Mas, um sonho distante…(rs)

  29. kkkkkkkkk
    conheço bem essa historia
    agora ainda mais: demos uma cachorrinha pra Neto de presente qd ele recebeu alta do hospital, ha 1 semana.Essa historia de gato e rato aqui em casa ta de cachorrinha e gatos!
    Deixa a Nina descobrir que o jardim está repleto de deliciosos grilos, cigarras e esperanças… so esperando pra serem capturados! Ja vi Smigol escalar um quadro da sala de casa pra pegar uma esperança fugitiva.
    Com meus gatos perdi a privacidade: em noites mais frias eles simplesmente sismam de dormir na minha cama, e ai de mim se fechar a porta: Smigol é claustrofobico, se percebe que a porta ta fechada entra em panico e começa a pular na porta e pedir pra sair.
    E como se nao bastasse Dona Maria, a cachorrinha, tem medo de escuro! Logo, a cozinha fica acessa e a kuz acaba entrando pela minha porta, ai ai
    Mas fazer o que: sao o que de melhor nos podemos ter depois dos filhos!
    Bjs

  30. Oi, La!
    Sua Nina é quase igualzinha à minha Nina, que peguei na rua, miudinha (parecia uma lumbriga), miando embaixo da minha janela! Ia se chamar Joaquim Manoel, até descobrirmos que era fêmea… Aí, ficou Nina, de me-nina!!!
    Beijins!!!!

  31. Olá! Achei seu blog procurando por imagens de mesa rústica…nossa, só gostaria de dizer que adorei tudo…os artesanatos, as receitas, as plantas, os alimentos que você mesmo planta!!! não sei muito bem ainda o que fazer da vida, mas sei que quero viver num estilo parecido com o seu! =D ainda não aprendi a costurar, mas essa é uma meta! =) Parabéns!!

  32. Oi,
    Vi seu blog no decoeur e adorei!
    Nessa história me identifiquei bastante. Sou uma mãe novata de dois gatinhos lindos!
    Eles são vira-latas que escolheram a propriedade que a minha família tem em petrópolis para viver. A mamãe pariu os filhotinhos no armário da minha tia!
    Acabei adotando dois, um casal, o Billy e a Mandy (em homenagem a um cartoon que eu adoro).
    Ainda não consigo dizer que amo todos os gatos, digo que só gosto dos meus. Mas é verdade que eles escolhem o dono, o Billy me adotou e a Mandy adotou a minha mãe (porque quem adota são eles).

    Tô amando!!!
    BJs,
    TT

  33. Didier, obrigada pelo seu comentário.
    O Pingo é um vira-lata que apareceu em casa, já adulto, e nos adotou. Mas ele é um vira-lata com alma de lorde(rs).
    A Nina, fiquei com pena e levei pra casa, depois de ser recolhida em frente à academia que frequento.
    Conheço Petrópolis: em muitas coisas, minha cidade lembra a sua, só que, em escala bem menor. Meu marido nasceu aí, também.
    Um abraço!

  34. De vez em quando dou uma passada no seu blogo e adoro suas idéias. Parabéns.
    A história dos seus gatos é hilária e sei como é isto.
    Tenho 1 gato (que é quem manda na casa) e duas gatas que se odeiam (na minha frente).
    São uns falsos, todos. Quando a gente está por perto brigam, rosnam uns pros outros…. mas quando não estamos vendo, brincam de pegar rsrsrsrs.
    Boa sorte pros bichanos e pra você.
    Bia Karasiak – Florianópolis-SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *