"Pula fogueira…"

Há cerca de 1 ano, fizemos uma noite de fogueira no quintal de casa, chamada: “Noite dos Talentos“.

Além de comidinhas típicas, houve apresentações de música, tocada e cantada, encenação de esquetes humorísticos e “conto de causos”.

A festinha agradou tanto, que este ano resolvemos repetir a dose, aproveitando a experiência anterior.
O clima está propício: aqui na serra, as noites de inverno têm sido frias mas, nem tanto.
Espero dessa vez ter mais tempo, para programar a decoração da festa outdoor, aonde não poderá faltar boa iluminação, detalhes coloridos e/ou rústicos, além de indispensável animação!

A começar pelo visual, porque noite na roça inspira algo apropriado…Já vou dar um brilho na bota country, preparar o avental e a saia rodada para entrar no clima!

A intenção é que todos fiquem à vontade para se jogar em colchões e bancos espalhados pelo quintal, deixando almofadas coloridas e mantas quentinhas à disposição, como neste exemplo:

Apesar de remeterem a um clima oriental, as lanternas de papel se popularizaram tanto, que eu não teria dúvida do sucesso que fariam numa festa caipira!
Cones de bandana, acomodados numa cestinha de metal ou palha, servem a pipoca com um charme country:A Lucila, do Casa de Valentina, fez um ótimo post com ideias para esse tipo de recepção, usando chita na decoração. Confira, aqui.
Lá, o mesmo cone é coberto com esse tecido florido, mas acho que papel cartão, de diferentes cores( as mesmas, usadas na decoração), também seriam substitutos à altura.

Esta semana, passei numa loja de R$1,99 e abasteci a cestinha de muitas flores artificiais( quanto mais intensas as cores, melhor!). Pensei em fazer uma guirlanda para enfeitar a mesa, ou então, usá-las nesta versão Martha Stewart, com uma luzinha no miolo: Não ficaria lindo?

Numa festa noturna ao ar livre, uma boa iluminação é imprescindível!

Agendamos a data para uma noite de Lua cheia. Se o tempo não se fechar contra nós, esperamos contar com uma luminária natural no céu e, muitas velas aqui na Terra.

Lampiões, castiçais, latinhas, copinhos, tudo pode ajudar a iluminar e enfeitar a mesa:As bebidas a serem servidas, serão: chás, chocolate, sucos e, nada de álcool! No máximo, refrigerantes. Se este for o caso, vale a ideia de acomodar as garrafas em baldes de alumínio, com bastante gelo.

Mas, meu palpite é que a procura será maior por bebidas quentes.

Pratos, talheres e copos poderão ter uma mesa especial, valendo até a ajuda de um banquinho acessório:Bandeirolas, não poderiam faltar: Sinta-se à vontade para misturar padrões de toalhas floridas, ou de chita, desde que os tons usados não briguem entre si.
Outra ideia barata, seria cobrir a mesa com papel craft. O tom marrom, serviria de base para encher a mesa de cor e de flores. Apenas, não usaria para forrar a mesa de bebidas.

Falando em papel craft, achei muito simpática esta ideia de fazer luminárias com sacolas de papel: A frase, depende de que mensagem quiser dar.
Também gostou? A ideia é daqui, ó!

Já que é para investir em iluminação natural, eu trocaria a cor da anilina na água por um tom mais quente e aplicaria esta ideia: Prest’enção, que é: um recipiente com vela, dentro de outro com água, ambos, transparentes!
Num tipo de festa temática como essa, não vejo problema em usar e abusar de flores artificiais.
Caso faça opção por naturais, dar preferência às campestres, em arranjos bem rústicos, como os seguintes:

Flores diferentes, garrafas iguais.

Mais vidros, inclusive, os de compota e geleias:

Admito: este aqui fugiu um pouco ao tema, mas gostei do vaso coberto com canudinhos de plástico, coloridos!
Latas de alumínio, também são permitidas: Se não quiser pintá-las, que tal cobri-las com tecido florido, ou chita?

Estes globos coloridos podem ser feitos com flores artificiais:
Mais uma bossa final, caso o tempo permita este “capricho supérfluo” de anéis para guardanapos, usando as mesmas flores artificiais: Se alguém aí já fez sua festinha junina, aceito sugestões. O que não aceito é perder a chance de comer canjicão e aipim cozido, ainda mais por uma boa causa!
Quem não ainda fez, aceito parceria!

“Cuidado para não se queimar!…”

Além dos créditos para as fotos já citados, a maioria das ideias foram tiradas do Martha Stewart e Country Living.
Atualizando:
A Susi, querida amiga do Copy&Paste, fez um post com mais ideias para uma festa temática, como esta.
Podem conferir, aqui.

You may also like

12 Comentários

  1. Amiga, estou vindo convidar vc a participar do sorteio de um lindo brinco da Maria Santa.Passa lá no meu blog ok!!
    Bjs Leila

  2. Oi Laély,
    falar que seus posts me emocionam já está ficando pra lá de clichê,eu sei,mas o que eu vou fazer?
    Sou do interior e cresci com essas festas.Meu pai é contador de causos e na minha rua todo mundo acendia fogueira. Simplicidade e capirice não eram fantasia.Também me lembrei da infância da minha filhota,do corre da arrumar o traje da quadrilha da escola.Se eu morasse numa casa,faria um festa junina eventualmente também.Pela sua animação e ideias lindas garimpadas,sua festa vai ser um sucesso.Torço para que faça um noite bem estrelada e começo a esperar pelas fotos.
    Beijo
    Ivanete
    PS:hum,acabei de lembrar do quentão que minha mãe fazia,mas a gente não podia tomar(só os adultos) e quando ela saía de perto do tacho a gente lambia a colher,rsrs.

  3. Alo,Laely!
    Menina…Adoro festas juninas!
    Este ano,fizemos uma pequena festa junina na casa da minha vizinha, mas choveu muito naquela noite e nem foi possivel acender a fogueira! Ficamos meio chateados,mas depois nos divertimos bastante brincando de karaoke… Imitaram o Tim Maia, a Marisa Monte, o Fabio Junior…Ai, foi realmente hilario!
    Mas ha dois anos atras, fizemos uma festa julina muito legal aqui em casa…Com direito a uma fogueira acesa no meio da nossa piscina! Calma que eu explico…A piscina estava cheia de agua sim, e nos optamos por essa maneira diferente, porque achamos mais seguro pras criancas pequenas…E o efeito visual ficou muito bonito! E claro que teve uma iluminacao cheia das charmosas lanterninhas juninas…E ainda fizemos umas barraquinhas de bambu,onde as criancas puderam brincar de pescaria e outras brincadeiras…Com direito a prendas e tudo mais! E ainda teve a animacao de um cantor amigo,que fez o povo dancar e cantar as musicas populares…Sem falar naquelas comidinhas juninas deliciosas…Puxa, foi uma festinha inesquecivel! Ate hoje a gente lembra e da muita risada!
    Teve ate algumas cenas de filme da sessao da tarde… Voce acredita que quando o pessoal estava la dancando, uma amiga nossa prendeu no seu aparelho dental a trancinha do chapeu da minha tia? (Rs…Rs…)Pois, e… Imagina a cena, a minha tia ficava dancando e pulando, e a outra ia atras tentando livrar o aparelho dental da tal ingrata trancinha! E depois, as duas quase cairam em cima do nosso cantor!E ou nao e cena de filme de comedia?(Rs…Rs…)
    Tenho certeza que a sua festa tambem vai "bombar", como diz o povo carioca…E ficamos aqui aguardando por esta noite julina ai em Santa Teresa…Ai,ai, se eu pudesse iria correndo pro seu Arraial…Mas como nao da, fico na torcida e desejo pra voces uma linda festa julina cheia de cores,luzes,animacao e muita alegria!
    Abraco grande no seu coracao!
    Teresa

  4. Oi querida
    Faz tempo que nao vinha por aqui e fiquei encantada, pois o que ja' era lindo esta' deslumbrante. Adorei as mudanças!
    Bjim
    Léia

  5. Ô, Léia!…
    Eu fico muito feliz em recebê-la, em qualquer época!
    Obrigada e um grande abraço!

    Teresa, tive de rir da tal cena pastelão! Parece que essas coisas só acontecem em cinema, mesmo! rs

    Ivanete, nosso limite será o tempo( literal) e o tempo( clima).
    Espero que seja uma bela festa e que todos gostem.
    A parte melhor é a participação de todos, incluindo as crianças.
    Obrigada e um abraço!

  6. Olá Laély…
    Como filha de mineiros, no mês passado eu fiz uma festa junina/caipira aqui em casa. Foram quase 40 pessoas e foi muito bom. A noite estava gostosa, teve fogueira e tudo!
    Como cada convidado traz seu prato, não dá tanto trabalho assim, mas eu sofro de um mal que se chama "ansiedade" e eu fico super nervosa, beirando a neurose conferindo tudo, vendo se todos estão comendo ou se divertindo, se não está faltando nada, se a decoração está bonita…ai ai, todos aproveitam a festa, menos eu :(
    Mas vale muito a pena fazer uma festa junina e manter a tradição! Penso no Arthur e o quão importante vai ser para ele crescer conhecendo as culturas do nosso país.
    Bjs. e um ótimo final de semana pra vc.

  7. Noooossa, quanta coisa legal!

    Amei as velas, e os vasos originais. Tinha postado sobre isso, dia desses.

    Beijo, La. É sempre tão bom vir aqui, é como ir à casa daquela amiga bom papo, agradável. Uma sala confortável, leve.

  8. Oi, La!
    Iria amar ir a uma festa julhina ou caipira, mesm se a decor não fosse muito caprichada. Aqui na cidade (do RJ), principalmente na Zona Sul, não se sente nem cheiro de festa assim, a não ser uma ou outra festa de colégio, que de caipira ou junina não tem nada!) Nestas horas bate uma vontade danada de ir morar no interior, na serra, pelo sossego e pela bagunça boa!!!
    Boa festança pra ti!!!
    Beijins!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *