"Pra frente Brasil!"

(O Ministério dos Esportes, avisa: “Isto não é uma tortura!”)
Há uma tendência, entre os que passaram dos 40, ao saudosismo: antigamente, tudo parece ter sido melhor e mais fácil. Às vezes, porque é. Em outras, porque estão num passado tão remoto, que os pontos negativos tornaram-se irrelevantes.

Em relação ao futebol, ainda não apareceu ninguém que superasse Pelé( nem Maradona, com toda a sua falácia!), Garrincha, ou Zico…Neste placar, os de antigamente saem ganhando.

E as músicas da Copa?! Alguém compôs alguma, para a seleção de Dunga?! Talvez a mais apropriada, no momento, seria:
“Eu vou, eu vou,
Pra casa, agora eu vou!”…

“Pra Frente Brasil” é, até hoje, aquela que nos remete a uma época de ufanismo, mas também, de conquistas no futebol.
Em 1970 eu nem tinha completado 1 ano, quando o Brasil derrotou a Itália por 4×1, no México, e trouxe a Jules Rimet pra casa.
Eu devia estar muito ocupada tomando minha mamadeira, que não lembro nada disso, mas lembro que a Copa de 1978, entrou para a história do futebol brasileiro: a seleção invicta de Coutinho voltou como “campeã moral”, enquanto a Argentina, em plena ditadura militar, vencia sua primeira Copa jogando contra a Holanda.(Corre-se o risco dessa final repetir-se, este ano…)

Falando assim, parece até que sou uma entendida no assunto, certo?
Errado! Como “boleira”, sou melhor fazendo bolo, que vendo bola.
Vintage Holiday Crafts

Confesso: não assisti a nenhum jogo do Brasil do início ao fim! Ainda não fora convencida, que valesse a pena largar o que tinha de fazer, para sofrer, em frente à TV. Mas, juro: havia me proposto a mudar de conduta, esforçando-me para chegar em casa a tempo, mesmo depois de um plantão cansativo de 24h, e acompanhar o jogo decisivo, como manda o figurino do “bom torcedor“( sem vuvuzelas, por favor!).
Acontece que meu carro, resolveu tirar o time de campo antes o fim do jogo e foi pro banco, de reparos…
Durante o longo caminho de volta, percebi que tudo estava excepcionalmente morto! Maus presságios?…
Cheguei, a tempo de ver uma seleção paralisada, recebendo relatório sucinto, entre um ataque e outro( da Holanda!), de que fora eficiente nos primeiros 45 minutos.
Mas, como assim: melhor? E o 2×1, com gol contra?! De Felipe Melo!! Logo ele?…Motivo de tanta polêmica com Dunga, que comprara briga com jornalistas e, zangado batera o pé, dizendo: “aqui, quem manda sou eu!”

Felipão, também gaúcho e turrão como Dunga, era uma raposa com os jornalistas. Claro que, não só por isso, mas voltou campeão!

Citando novamente a sabedoria filosófico-popular do sogro, lembro uma frase célebre dele, que meu marido costuma repetir:
“Quem faz de cachorro gente, tem de ficar segurando no rabo…”
Ninguém gosta de perder porém, perder a cabeça é ainda mais feio!
No entanto, reconheço que lutaram bravamente, até o final.
Eu, quase chorei.
Solidarizei-me àqueles meninos imaturos, mas corajosos. Como o Júlio, que fez uma declaração emocionada, assim que saiu de campo!
Não há bode expiatório. Assumo a mea culpa:
Ta
lvez, se tivesse sido torcedora mais fiel, interessada…
Agora, não adianta chorar pela Copa derramada: “futebol é uma caixinha de surpresas!” Prometo comportar-me melhor até à próxima, quando mesmo?!…
Serei mais atenta, a começar por agora: descobri torcedores laranjas infiltrados pela casa, assim que o jogo acabou!
Vejam, que absurdo:
“Tá tudo dominado!”
Ok, Dunga! Não há do que se envergonhar: a culpa não foi apenas sua.

Talvez mais à frente, todos esqueçam a tristeza e cheguem à conclusão:
“A gente era feliz com Dunga e não sabia!…”
(Batam na madeira!…)
Melhor é andar “pra frente, Brasil!”

You may also like

13 Comentários

  1. Alo,Laely!
    Pois e, minha amiga…La se foi a Copa do Dunga e a sua "Concentracao de Seguranca Maxima"…E como voce mesmo falou, nao adianta chorar a Copa do Mundo derramada! Mas vamos combinar ( como diz o povo ) que nesse negocio de futebol a sorte sempre da a sua empurradinha magica…E se tal bola errasse um pouquinho o angulo? E se o jogador fulano de tal batesse a falta e nao o sicrano? E se o outro jogador escorregasse o seu pezinho direito? E a tal teoria do caos…Por mais que a gente tente, e impossivel ter o controle sobre tudo… E nao adianta colocar a camisa da selecao canarinho e achar que o adversario vai tremer de medo… O tal futebol arte que eles falam, nem sempre e o que leva o premio!
    Mas nao tem nada nao…Afinal ate a proxima copa, ainda podem surgir aqueles craques do futebol parecidos com os do passado…Sera? Ah…Sei nao, acho que o futebol,assim como muitas outras atividades humanas, esta ultimamente mais ligado ao aspecto financeiro do que a simples arte de jogar com os pes e o coracao… Outro dia desses, estava vendo o Garrincha jogar… Ele tinha a alegria , a simplicidade e a maestria que so um verdadeiro artista da bola pode ter… Mas, infelizmente, nao nascem Mane Garrinchas em todos os anos!
    Resta-nos torcer pelos "hermanos"sulamericanos que ainda resistem aos combates do campo… E sonhar com uma nova selecao brasileira,mais madura e com novos talentos,que possam nos trazer de volta as glorias de um tempo passado!
    E pensando na derrota pro laranja holandes…Descobri que aqui em casa tambem estavamos assistindo o jogo no meio das almofadas…Laranjas! Pois e, ate a gente,sem querer, estava com a presenca holandesa infiltrada! Melhor a gente tomar mais cuidado da proxima vez ( Rs…Rs…) O duro vai ser encarar aqueles montes de laranjas no supermercado!
    Mas a nacao canarinho nao perde a esperanca nao…Vamos guardar as camisas ( e as "volvuzelas") pra 2014 e sonhar acordados com uma nova selecao de verdadeiros artistas da bola e nao de "astros"!
    Mas so pra complementar…Eu tambem nao entendo muita coisas de futebol nao… Mas como todo brasileiro e "meio tecnico de futebol", eu tinha que falar pra nao perder a moral ,ne? (Rs…Rs…)

    Meu abraco brasileiro e solidario pra voce e pra todos os torcedores do Brasil!
    Teresa

  2. Olá amiga! te consola Portugal fez a mesma treta, eu estava a torcer por vcs mas paciência, teria gostado muito de ver a taça ficar em Lingua Portuguesa, não foi: Talvez para a proxima. bj

  3. Puts…só de pensar no barulho das vuvuzelas no Brasil em 2014 dá calafrios. Foi só mais um jogo de futebol e que venha a próxima. Ah…eu era feliz na Zâmbia e não sabia…rsrsrs. Beijocas!

  4. Triste demais..Depois do jogo fui para o mercado fazer compras..O mercado estava cheio e as pessoas com cara de enterro..O cara do microfone tentava fazer graça e anunciar as promoções, mas ninguém estava nem aí..Era um batendo no carrinho do outro, credo!

    O brasileiro anda tão carente de boas notícias que acaba depositando todas as suas esperanças numa seleção que nada tinha de excelente. A Copa acabou pra gente, mas o Brasil tem que ir pra frente..Nossas contas precisam ser pagas e os jogadores continuarão com seus bolsos cheios de dólares..

    Me entristece as pessoas tirarem suas bandeiras dos carros e das janelas só pq. estamos fora da Copa. O brasileiro só se lembra que nossa bandeira é linda e que devemos amá-la, respeitá-la e expô-la sempre e não só em dia de competição da seleção de futebol. Pra frente, Brasil!!

    Beijos em todas,

    Val Leaubon

  5. Valéria, isso não é patriotismo, certo? Nem falta dele, perder um jogo do Brasil. rs
    Na verdade, acho até que a seleção foi mais longe do que esperávamos, talvez pelo baixo nível de futebol desta Copa( olha a desentendida aqui, falando…rs). A Holanda foi o primeiro jogo de verdade que enfrentamos e, alaranjamos!
    O que sobrou em raça, faltou em resiliência: não há nenhuma demonstração de força em perder a cabeça, mas sim, em manter os "nervos" sobre controle, apesar da pressão, que nem foi tanta assim, convenhamos. Faltou preparo psicológico, partindo do prórpio técnico!

    Quanto ao futebol arte, Teresa, claro que há talento envolvido, mas, voltando ao tema do post, não se faz mais futebol como antigamente: faz-se melhor. Exemplo disso foi o único gol, marcado pela Holanda: bola parada, com jogada aérea( nossa! Tô me surpreendendo, comigo mesma! Até parece que entendo! rsrs). As jogadas são ensaiadas, as técnicas automatizadas, os jogadores construídos. Não dá pra ficar pra trás, esperando que talento individual salve a situação. Do contrário, dependeríamos apenas da sorte, não é mesmo?
    Mudando de assunto: estava sentindo sua falta. Bem vinda! rs

    Amarlu, muito obrigada pela solidariedade, nossa irmã de língua! Também, não deu.

    Taia, o que quis dizer com: "era feliz na Zâmbia e não sabia"?…

  6. VOCÊ ESCREVEU: Talvez mais à frente, todos esqueçam a tristeza e cheguem à conclusão:
    "A gente era feliz com Dunga e não sabia!…"
    EU RESPONDI: Ah…eu era feliz na Zâmbia e não sabia.
    PORQUE VIVER NO CONGO É MUITO MAIS DIFÍCIL. Portanto é possível que num futuro próximo percebamos que éramos felizes com o Dunga e não sabíamos…rsrsrs. Caspisco?
    Beijocas!

  7. Olá Laély…
    Pois é, ontem foi o primeiro jogo que eu assisti do começo ao fim, e justo ontem, vi a derrota!
    Quando o Brasil jogou contra o chile, fiquei com dó da expressão triste de garotos tão jovens. E agora, uma semana depois, foi a nossa vez de sentir tristeza.
    Mas sou a favor da frase: "que vença o melhor" e não era o caso do time brasileiro.
    Bjs.

  8. Laély querida,ontem os filhos do meu vizinho chegaram para ver o jogo com o pai e eu nada supersticiosa falei:não pode!!!quebrou a corrente,eles não assistiram nenhum jogo aqui.Pelo que eu li,você também quebrou a corrente,hahahaha
    Piadas a parte,nem Dunga,nem Parreira,nem muita tv,nem pouca tv,futebol é no campo,jogando sem medo,sabendo da possibilidade de se jogar com o placar contra,coisa que nosso treinador se gabou o tempo todo:vencemos tudo:olhe os números!E esqueceu de avisar a sua seleção velha e inexperiente dessa possibilidade.E não sou fã do Thiago Melo,mas só viram o gol contra e o estilo fight,não viram o passe para o gol do Robinho…
    Foi igual ao meião do Roberto Carlos,Zidane fez um jogo impecável,memorável,com direito à vários balões no meio da campo,em cima dos melhores jogadores do mundo e o culpado foi o Roberto Carlos e eu nem gosto dele.
    Só me resta torcer para o meu Loco Abreu,que fez aquele gol de penâlti com cavadinha e tudo.
    Botafogo na Copa!!!
    Hahahahaha,me resta agora torcer para a Alemanha!!
    Kusses,
    Milena

  9. Nossa Senhora,Laély,
    Que deliciosa reflexão!
    Fiquei emocionada,como brasileira e como torcedora.Adoro esse seu jeitinho de resgatar aquilo que entrou para história.E é por isso, como capixaba ufanista,que aguardo anciosa sua revista AG.
    Abração
    Ivanete

  10. Oi Moça,

    Adooorei.
    Eu adoro futebol, assisti todos os jogos…e dgo: Eles não perderam para a Holanda, perderam para si mesmos.

    A sua reflexão foi ótima e concodo com a Teresa.

    Beijocas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *