Como os gaúchos…

Em matéria de frio, não ficamos devendo em nada aos gaúchos, neste domingo: a madrugada foi gelada e durante o dia, precisei manter o pés aquecidos.
Cinza-nublado no céu, meias vermelhas nas pernas:
Sapatinho boneca
Se me perguntassem:”Qual é o seu estilo?”
Seria falta de estilo, responder que não me enquadro em estilos?!
Como diria meu filho do meio: “eu não rotulo relacionamentos…” E o meu, com roupas, é bem assim: depende do humor do dia, meu e do tempo.
Posso afirmar o que não usaria, por não me sentir à vontade: roupas apertadas, curtas, decotadas, saltos muito altos, enfim: estilo “perua-sexy”, não combina comigo.
Mas não resisto a um estilo-moleca, como estes lindos sapatinhos da Cristófoli, com solado rosa, acabamento em crochê e lacinho de gorgorão do lado:
Mais mocinha, impossível!
Useio-os ontem.
Como o frio de hoje pedia sapatos mais pesados, meti-me numa bota longa, trazida de Novo Hamburgo:
Pronta para o frio
Para completar o estilo colegial, twin set de linha e saia de pregas, xadrez.

Fase de readaptação, depois da viagem: em casa, no trabalho e com o Pingo.
O gato se esquivou de mim, desde que cheguei, como se desejasse punir-me por tê-lo abandonado esses últimos dias. Até arranhão no rosto, levei.
Mas, estamos começando a nos entender, novamente…
Pensativo...
C’est la vie, Pingo!

You may also like

25 Comentários

  1. Hummmm… trouxeste, afinal, a bota de Novo Hamburgo… botas… só Deus sabe quando as usarei novamente… Brasília = frio mixuruca!!!
    Beijão
    Helena

  2. Está lá, na Declaração Universal dos Direitos da Mulher:
    "Toda mulher tem o direito de usar botas, pelo menos uma vez na vida, e de se sentir poderosa, por isso". rsrs
    Eu tinha namorado uma, tipo montaria, mas quando voltei lá, levaram-na, antes de mim.
    Tenho dificuldade para encontrar uma, que me feche na panturrilha. "Sacumé": baixinha, mas de canela grossa. rsrs
    Mas as suas eram lindas! Estilo vintage( eu adoro falar essa palavra! rsrs)
    Abraço!

  3. Amei os sapatos! E para dizer a verdade me identifiquei com o se estilo, acho que meio assim também, digamos …um estilo "sem estilo".
    Beijos
    Edilene

  4. kkk Sabe que minha gatinha fazia o mesmo. Ficava de mal. E andava na minha frente, para deixar claro que desdenhava de mim! Gatos são tão temperamentais!! Acho que é o que mais adoro neles… heheh
    Beijos.

  5. Ai,Laély, que post mais quentinho!!
    Também quero um sapatinho frufuzinho como esse, de soladinho cor de rosa.Sem falar nas meias vermelhas,coisa de gente arrojada.
    Amei tudo.
    Abraço
    Ivanete

  6. La, comprei um tenis modernoso lá na NO e pensei logo em vc em outro momento/estilo. Isso porque tenho usado o bonitinho com uma querida minha (e sua): calça saruel!
    bj e boa semana,
    ana

  7. Achei um mimo teu sapato.. ele ja veio pronto como o croche? Mui interessante!
    Estas, mui hermosa!!!!
    Botas? Nossa tenho que providenciar uma nova pra mim… mas lá em Pelotas vejo isso.
    Acho que poderei tbm correr o risco de ser rejeitada na volta pelo meus cachorros… heheheh
    Beijos.

  8. Ana, lembrando sua dica, dei uma passada na New Order, há pouco tempo: levei um tênis de camurça, já mostrado por aqui.

    Ivanete, eu gosto muito de vermelho e no inverno, meias coloridas estão com tudo! Obrigada pela gentileza!

    Ei, Lu! Obrigada!

    Tati, incrível como eles demonstram aborrecimento! O meu, fez do mesmo jeito: pulou do meu colo e foi se deitar ao lado do filho.

    Ah, Lélia…vamos dividir melhor esses adjetivos: "sedutor", para o meu look e "rebelde", para o Pingo. rsrs

    Paty, além de fofo, o sapatinho é bem confortável.

    Edilene, é o estilo de quem se gosta.

  9. Linda, acho que com cachorros é bem diferente: o meu ficou bem contente e grato em voltar a dar as suas voltinhas comigo.
    O sapatinho já vem trabalhadinho assim.

  10. Que saia linda !!! Amei !!!
    Eu não sou muito de mudar de estilo não, sou tão basica, que as vezes penso que deveria variar um pouco.. sei lá.

    Vc estava linda, viu ?

    Beijo
    Patricia Tedeschi

  11. Laély, você tem estilo próprio e acho super legal…rs… Ah, e nao podia deixar de dizer que a moça está ficando enxuta ne…rs… Voce está cada dia mais magra mulher…rs
    Bjs
    Myrian

  12. adorei! por coincidência, ganhei um sapatinho super parecido com esse (mas sem lacinho e sem saltinho) da minha irmã, o crochê dáum toque retrô e fica mimoso! ainda não usei, mas adorei!

  13. Ai ai eu sinto que minha amiga daqui a pouco estará nos editoriais de moda, ficará mais famosa e mais chiquis nos mordes que já é.
    Saudades de você doutora, sabes que tens um lugar mais que especial no meu coração.
    Te amo, tá?
    E se um dia cansares de alguns sapatinhos e quiser fazer doação me coloca na lista tá?kkkkkkkkkkkkk
    beijos
    beijos
    beijos

  14. Oi Laely!
    Gostei muito do look!
    Mas me diga vc agueta 5 graus com esse look, aqui, temos aqueles casacos pesados..e usar todos os dias e depois tirar 3 casacos e meia-calça de lã debaixo da calça jeans ou outra, só para tomar um banho, isso todos os dias..
    gostaria de pode ter esse look todos os dias não gosto do inverno…tenho dores nas costas, fico tensa por causa do frio..

    amei muito sua foto, acho que vou procurar minha saia..rsrrsrs a bota, bom tenho 3 pares, sabe senão a gente enjoa todos os dias com a mesma, o inverno inteiro..não dá só com um par..

    beijão, e continue configurando um look assim para a gente poder curtir..

    até mais..

  15. Como assim você não tem estilo?!?!
    Você é estilosa demais gata-garota (expressão dos jovens aqui de casa)!!!!
    E ter estilo próprio é tudo de bom! Só usar o que gosta e o que combina com a gente!
    Bjs

  16. Oi, La,
    Cá estou eu gratificando os meus olhos e a minha sensibilidade, rsrs. Gostei do seu look, você é dessas pessoas privilegiadas, para quem tudo é permitido, em termos de vestuário e calçados. Dei uma lida nos outros posts: sobre Yamandú, Gandhi e a viagem. Gandhi, entre outras coisas memoráveis, proferiu inúmeras frases carregadas de sabedoria. Uma, na qual eu – há tempos – venho refletindo especialmente, é:
    "Seja a mudança que você quer ver no mundo".
    Quanto à má-vontade e outros atos grosseiros de certas pessoas (infelizmente num número cada vez maior), o mais triste é que essas pessoas sofrerão ofensas semelhantes e piores. Há uma lei espiritual (ou vibracional, como queiram) que vigora no mundo e ela atua como atuam as leis concernentes à natureza, à agricultura etc., ou seja independentemente de religiões, fé (ou a falta dela), filosofias, ou o que seja, e ela diz o seguinte: "O que parte do homem (homem = humanidade), volta para o homem multiplicado". É semelhante à lei agrícola, que diria (se disssesse, rsrs): "O homem planta uma semente e colhe centenas (talvez milhares) de sementes". A gente tende a duvidar disso, por causa dos inúmeros desvios e injustiças que testemunha. Mas essa lei subjaz sob as aparências das coisas, e cada um é que sabe o que sofre, não é verdade? Então, por aí se vê que nem as ofensas nem o sofrimento terão fim, aaffe, rsrs.

    Beijinho e boa noite

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *