Tal mãe, tal filha…

…Diz o ditado, corrigindo-se o gênero.
Só não sei se corresponde à minha realidade.
Quando adolescente, brigava com as leis da genética, que achava, não haviam me favorecido deixando-me um pouquinho mais parecida com a minha mãe. Julgava que havia puxado o meu pai, principalmente, nos defeitos.

A gente cresce, resolve algumas questões de auto-estima, outras pioram, mas aprendemos a conviver com nossos pontos fracos( ou pelo menos, disfarçá-los).

Minha mãe passou 1 mês comigo.
Nesta última semana, bateu um sentimento de culpa por não ter lhe dado mais atenção, não ter parado o que estava fazendo pra ficar ao seu lado, não ter adiado compromissos assim, nem tão importantes…Mas ela não me cobrava. Em vez disso, passava o dia costurando…

Algumas pessoas quando querem demonstrar carinho compram presentes, fazem uma comida gostosa, escrevem uma poesia. Minha mãe, costura. E não é que eu seja de todo uma “exploradora de mãe“( só um pouquinho…). É porque ela gosta da gente, mesmo. É como entendo.

Já me resignei a aceitar as calças furadas no joelho(D), do menino mais novo. É quase uma característica particular dele, assim como a sua infinita curiosidade. Minha mãe, não.
Sempre que ela chega, não precisa ninguém pedir, faz uma blitz no guarda-roupa do pequeno e promove uma cirurgia plástica rejuvenescedora em todas as calças rasgadas! É carinho de avó. Uma pitanguy da costura!

Ontem ela voltou pra casa dela, em Belém. Antes porém, guardou todo o material de costura e embalou a máquina, que ficará solitária e intocável num cantinho, até à sua volta.

Desencavei uma foto mais antiga, que eu gosto muito. Filhinhos em cima do muro, porém, sob o olhar cuidadoso da mãe:
A menina, de chapeuzinho na cabeça e cestinho na mão, sou eu. O menino, com cara de enfezado, é meu irmão mais velho.

Então, comparando com o sorriso da jovem mãe acima, acho até que ela não mudou muito: Nessa foto, tirada no último sábado, dá pra notar que “ela é a minha cara”?! Bem, uma coisa espero ter herdado: a elegância e juventude.
(O menino não estava fazendo chifrinhos no Pingo: eram apenas orelhinhas de coelhinho da páscoa.)

Já que comecei, não me furtarei a mostrar o resto( Ops! Nem tudo!) Ainda tenho alguns pudores em me revelar por aqui, mas acho que já passamos dessa fase, não é?

Minha mãe me fez uma carteira de tecido há algum tempo, mas eu ainda não tinha tido a oportunidade de usá-la.
Na última viagem à SP, comprei este vestido de malha, em Vila Madalena: Par perfeito, com a bolsa: tecido de poá e recortes estratégicos são o diferencial deste achado, de R$80(!), da marca Antes de Paris.

Peraí, que eu vou ajeitar a sandália… Modelo, que é modelo, mostra os detalhes: A bolsa de mão, by “mamãe”:
Pausa, para gato se enroscar nas pernas… E a sandália, Luz da Lua: Toda em verniz preto, solado meia-pata e piercing na lateral. (O máximo de glamour que poderia me permitir, porque há dias em que a gente quer fugir do “feijão com arroz”.)

O vestido foi aprovado pela mãe, que tem um estilo mais clássico de ser. Mas no dia-a-dia, eu gosto mesmo é de ficar à vontade, num jeans bem larguinho:

Dou a mão à palmatória: quando a Katie Holmes apareceu com uma calça dessas, a boyfriend, eu não me imaginaria “jogada aos seus pés”…
Pra não me confundirem com um garoto, apelei para uma rasteira de lacinho vermelho:
Minha mãe não fala nada, pois é o seu jeito discreto de ser, mas deve pensar que não foi assim que me ensinou o que é elegância. É só pra variar, um pouquinho…
O look, desmontado:
Camiseta-Triton
Calça e rasteira-Colcci
Cinto de elástico-Calvin Klein
Bolsa-Cantão
(Tanta marca junto não foi “metideza”, apenas casualidade. Eu topo Hering e Havaianas, numa boa!)
Normalmente evito roupas com marcas muito visíveis, afinal, não recebo nada pra sair por aí, fazendo propaganda. Gostei porém dos detalhes desta camiseta, que fugiu do básico: Aqui não tem “merchan” de produto, mas acho que exagerei no merchan da minha pessoa.
(Mãe, perdão pela exposição. Não foi essa discrição que me ensinou, mas a gente escorrega de vez em quando. Já, já, volto ao normal!…)

You may also like

34 Comentários

  1. Lá, vc é a cara da sua mãe sim, e seu filho é a sua cara!! Eu achei lindas as fotos, mas tenho um imenso carinho pelas boyfriend, são altamente confortáveis e acho que a gente merece esse conforto!! beijocas

  2. Estou com a minha amiga-prima Ro aí em cima, lindeza de fotos e de mami e filho…entendo bem esta sensação a que se refere de nunca fazer o suficiente em favor da mami, também sinto isso vez em quando, mas cheguei a conclusão que ela é feliz nos vendo feliz e realizados de certa forma, é como vamos nos sentir quando eles (os filhotes) tiverem adultos e realizados né não? Bjinho querida! Arrasou no modelito!!

  3. Laély,
    sua cara mesmo!
    Bacana poder ser filha nesta nossa louca vida de mães-blogueiras.
    Um beijo enorme de quem não te viu em seu rasante por SP:-(
    Beijoca

  4. Mai tu tá gata hein garota? Adorei os looks, estão de revista, e não perdem em nada para kate holmes.(não tô puxando saco não, adorei mesmo!!! até eu, sua irmãzinha menos perua usaria eses rsrs) O vestido ficou perfeito, não tinha visto quando vc experimentou…E a mãem, quando volta? Faz uma falta né? Tb deixei a minha ontem lá na terra.

  5. que amor Laély…tão querida falando na mãe, ela deve ser mesmo ótima, lemberei-me da minha, costurando e tricotando…
    um grande beijo, sempre é muito bom ler o q escreves!

  6. Cada mãe tem uma maneira peculiar de demonstrar amor e carinho.
    E sua mãe expõe todo seu amor nas roupas que confecciona, que bonito isso.

    Sua mãe é bem conservada, jovem.

    Muito bonita essa foto de vc e seu irmão crianças com sua mãe.

    Muito bonito os visuais que vc compôs e postou aqui no blog.
    rs… mas sem lenço ninguém vai achar vc um garoto não rs.

    boa semana!

  7. Colo de mãe por um mês?! Luxo total. Realmente vocês se parecem. Tá sequinha em "nega", abalou de poás. Mas o que eu gostei mesmo foi a carinha de menina levada na última foto, ficou a cara da Bianca Comparato. Corpinho de 18 amada. Beijocas e bom início de semana.

  8. Uau, como está "aparecida" hoje! Adorei! Lindo texto, linda clutch, linda produção… linda mãe!!
    Beijão e excelente semana
    Helena

  9. Adorei o post… Ri na segunda, o que é um presente. Obrigada (minha mãe me ensinou a agradecer sempre, e eu tento seguir).
    Boa semana com saudade e direito a recordação gostosa de quem se ama!

  10. Acompanho sempre o seu blog, mas hoje particularmente me identifiquei com o que vc escreveu.
    Voce é a cara de sua mãe.
    Adorei a idéia de postar foto antiga…qualquer hora quem sabe não faço o mesmo no meu blog.
    A minha será beeeeem antiga…
    Seu blog é uma delícia. Parabéns.

  11. Que mãe mais linda, Lá!! E que sorriso gostoso, cativante! Adorei! ;o)

    E os teus looks estão ótimos! Quanto ao merchand, deixa pra lá, as vezes acontece de calhar bela produção com boas marcas. ;o)

    Uam ótima seman!
    Xerinhos
    paty

  12. Querida Laély, como vai?
    Realmente, você se parece muito com sua mãe.
    Que pena que perdi esta oportunidade de conhecê-la neste seu passeio em Sampa.
    Estive muito ausente, devido a uma internet capenga e um computador pedindo outro.
    Agora tudo resolvido.
    Mas na próxima, você não me escapa!!!!!
    Um super beijo.
    Fátima.

  13. rsrs!
    Depois que postei as fotos, fiquei aqui me roendo de medo de parecer muito "aparecida". Não faz muito o meu feitio, mas eu gosto de moda e de me produzir, mesmo que seja assim, parecendo que acordei e coloquei a primeira coisa que vi pela frente.
    A verdade é que a gente esquece que a internet é aberta e qualquer um pode ver o que quiser: boa ou má intenção. Mas eu sempre sou muito bem tratada e respeitada nesse meio, pelo menos até agora. Obrigada por esse carinho.

    Cris, é bem isso que falou, mesmo: ontem, ao me despedir da minha mãe e lhe agradecer a dedicação, ela me disse que volta feliz, ao saber que deixa todos bem.
    Se filho está feliz, a gente também, não é?

    Flavinha e Fátima, não foi por falta de vontade que a gente não se encontrou em SP. Foi falta de tempo, mesmo.
    Abraço e obrigada pelo prestígio!

    Cynthia, será que vale elogio seu?! Vale mais…rsrs

    Ô, Alexandre…obrigada pelas suas participações.
    Tô meio sem graça, mas opinião masculina sempre nos deixa mais envaidecidas. rsrs
    Abraço!

    Taia, na época de uma novela aí, todo mundo me falava que tinha uma artista que era a minha cara, acho que essa que mencionou. Levando-se em consideração que ela deve estar na casa dos 20, vou considerar isso como um baita elogio. Corpinho de 18, sob forte efeito da gravidade( mas a gente tá correndo atrás do prejuízo, literalmente…rsrs).
    Abraço, moça!

    Ô, Caren…que solidariedade mais meiga! Obrigada!

    Ah, Luísa…se serviu para descontrair e começar a semana mais leve, já fiquei aliviada. Conselho de mãe é sempre bom seguir.
    Beijinho.

    Neuzinha, é tão bacana ver fotos antigas, não é? Pena que a gente tá esquecendo de mandar imprimir as novas fotos digitais.

    Paty, eu tenho dado preferência à qualidade. Não é regra, mas isso tem preço. Então, compro menos peças, mas invisto em exclusividade.

    Beijo à todos e obrigada pelas gentilezas.
    Um bom dia!

  14. Que delicia ter uma mae que costura! A minha costumava fazer roupa p/ mim qdo. eu ainda morava em casa, mas isso ja faz muuuuiiito tempo. Ela da a desculpa que as "vistas" nao estao boas! ha ha ha… A roupinha preta+sapato+bolsa ficaram muito bem em voce!

  15. Ai Laély, me divirto com suas postagens, elas sempretem um toque de humor que é uma delícia. Estava aqui pensando antes de ler seu blog que me sentia culpada por não dar mais atençao a minha mãe que esteve comigo aqui em casa por quase 1 mes, dái leio aqui que voce sente a mesma coisa que eu, tambem tenho uma foto em cima do muro e com a minha mãe na mesma posição da sua de mil novecentos e bolinha, acho que eu tinha uns 5anos, quem sabe um dia posto lá no meu canto. Achei sua mãe linda e muito jovem e voce a cara dela, ai carinho de mãe é tão gostoso né? e a gente só descobre isso depois que fica grande e tem a mãe longe, por falar nisso já estou com saudades da minha que foi embora ontem lá pras Minas….amei passar por aqui hoje…
    Beijos da Dani…

  16. Laély , um dos meus orgulhos particulares é não ter arrependimentos com minha mãe. Dei todo o carinho e atenção que ela merecia. Ela dizia:-Quem tem mãe , tem tudo.
    Só alcancei a profundidade dessas palavras , depois que ela se foi.
    Mil beijos às duas.

  17. Oi Laély devo admitir que quando comecei a ler imaginei uma senhorinha sentava na máquina de costura, mas sua mãe é nova, linda e elegante.Parabéns pela família.
    Minha mãe também mora longe e sempre que ela vai embora, ou melhor, sempre que ela volta pra sua casa me dá essa mesma sensação de que não fiz o suficiente, sempre me prometo melhorar na próxima vez, acredito que isso seja vontade de agradar e de devolver tanto carinho que ela me dá quando está comigo.
    Seu modelito arrasou!!!
    Bjs

  18. Laéli, tava aqui pensando. Sua mãe ainda é nova (e muito bonita mesmo), que bom então que você percebeu a tempo que poderia passar mais tempo com ela. Faça isso!! Esta oportunidade nem todos tem. Alguns só se dão conta quando é tarde. Grande oportunidade. E seja de vestido com carteira de poá (que faz mais o meu estilo) ou de boyfriend com rasteirinha e camiseta (mais o seu)o importante é estar com quem se ama!
    Beijos,
    Tati.

  19. Sua mãe é linda, um rosto de mãe feliz,elegante,me deu saudade queria a minha aqui tbem. Menina adorei o vestido preto e a bolsa de mamae ficou linda demais,alias vc anda sesaindomuito bem de modelo viu? Na segunda foto ta com cara de sapeca e seu menino è vc.
    bjks

  20. É sempre bom passar por aqui e me deparar com um texto como este:lindo, leve e solto.
    Adorei tudo, não se policie, não está aparecida, talvez porque cada uma que vem aqui já te conhece.
    ÓTIMA SEMANA!
    Beijo
    Berê

  21. Ah, Susi, a minha mãe é bem conservada, sim. Espero seguir a tendência dela. Tô me achando, né?

    Berê, resumindo conversa: tá me autorizando a "soltar a franga", né? rsrs
    Mas é verdade que eu me sinto mais à vontade aqui. Na real, até pra tirar foto sou tímida!

    Nossa, mãe do Piki! Eu já tenho estrada pra recordar, hein?…

  22. Oi Laély! realmente sua mãe é sua cara, e que elegância!!! E vc nesse vestidinho preto e salto alto… Agora, a carteira … é linda!!! amei!
    Beijinhos congeladinhos… aqi tá chovendo e friiioooo!

  23. Laély você é uma ótima modelo, ficaram todas ótimas!!!Sua mãe é uma gata e costura muita bem…por falar nisso estou fazendo aula de corte e costura,rsrsrs…Adorei o estilo despojado, antes de "casar" era bem despojada,rsrs…mas o esposo gosta mais do estilo perua…rsrsrs…o que não fazemos por eles!!!Beijosss

  24. Que classe e que estilo da mãe e da filha! Lindas as duas! Eu, que estou esperando uma menina pra junho, fico so imaginando como ela sera…
    Beijo grande

  25. Ó, que coincidência: 2 gravidinhas juntas!

    Meyrielem, não lhe imagino perua.
    Raulzito está usando aliança e tudo, como um homem sério deveria.rsrs
    Obrigada e abraço!

    Dani, eu sempre quis ter uma menina.
    Aproveite bem essa fase de espera e preparação!
    Obrigada!

  26. Adorei a bolsa, sua mãe é artista e vocês são mesmo muito parecidas. Amei o vestido, mas o que mais me chamou atenção foi essa declaração de amor linda para sua mãe. Elas merecem mesmo! São demais!
    Beijos
    Edilene

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *