Sala da La no Lá…

Já tinha falado sobre a chef Heloísa Bacellar , ao indicar os 2 livros dela como ideia de presentes para o dia das mães, ano passado.
Quando soube que ela havia transformado um antigo galpão, em Vila Madalena, em um restaurante com jeito de loja de interior, tratei de incluir no meu roteiro turístico por São Paulo.

Coincidentemente, o Lá da Venda ficava a poucos metros do pequeno restaurante onde almoçamos com a Jane:
( Para ver melhor os detalhes, é só clicar nas fotos)
O lugar é muito simpático. Faz parecer possível uma viagem no tempo, “em algum lugar do passado”.
O espaço reune objetos, expostos à venda, e área para saborear quitutes, misturados assim, sem cerimônia, como se fosse numa daquelas mercearias de antigamente, onde se encontrava de tudo: de papel à panela, de queijo da roça à pano de prato.
A lojinha tem um pouco de tudo: objetos que lembram infância, com um arzinho vintage.

A Silmara Franco, na crônica de ontem, escreveu sobre o rabo do gato:
Esses aí, em ferro, servem para pendurar coisinhas e alegrar o dia.
Nos fundos da loja-restaurante há uma claraboia com mesas e cadeiras, espalhadas num pequeno jardim:
Há uma árvore no centro e o chão é coberto com pedriscos:A parede de tijolos à vista foi pintada de branco, contrastando com a cor roxa das janelas e prateleiras, onde ficam expostas latas antigas:
O “jardim suspenso” já foi mostrado na Casa&Jardim e revista Make:Uma ideia simples, mas simpática: foram plantados temperinhos diferentes em várias latinhas comuns.Uma guirlanda de mini-flores de plástico. Uma delicadeza kitsch:Ampliando as duas fotos acima é possível ver com mais clareza a parede, com cobogós diferentes. Não sabe o que é isso? A ‘fessora Vivi explica melhor, aqui.

Só depois, ao editar as fotos, percebi a sutileza: foi reproduzido o mesmo padrão de cobogós, mostrado acima, na porta de vidro que separa a loja da claraboia. Os cobogós fakes são adesivos:
Sobre cada mesa, um vidrinho simples com astromélia. Não precisa muito pra fazer diferença, não é?
Aqui, no interior da loja, uma sequência de luminárias:
Ampliando a foto dá pra notar os chapéus, na parede vazada de cobogós, e até uma peça de bacalhau, pendurados.
A visão para os fundos do restaurante:
Balança antiga, astromélias e muitas lâmpadas:
Por trás do balcão de comidinhas, estantes que lembram às de “pharmácia”, pintadas de roxas, expõem os artigos para vender. Tudo muito colorido:
Não dispensei a oportunidade de provar um delicioso pão de queijo:
Sobre o balcão, os livros de Heloísa, que tive o privilégio de cumprimentar.
Quem for de SP e desejar conhecer o Lá da Venda:
Rua Harmonia, 161 – Vila Madalena – São Paulo – SP
Tel: (11) 3037-7702
Aproveitem pra dizer que foi indicação da Lá..
.

You may also like

20 Comentários

  1. Mas é mesmo uma coisa liiindaaa!!!
    Eu ouvi no Carlota Express, da Bandeirantes – a rádio que briga por você, outro dia.
    Já estava curiosa!
    Imagina agora?
    Beijocas!!!

  2. Oi La, adoro ver essas fotos das suas andanças e fico cá pensando com os meus botôes que deve ser uma delícia bater perna com vc, ainda mais numa cidade como São Paulo.

    Adoro seu blog e as coisas que vc escreve. Vc é muito caprichosa e consegui transmitir isso com suas palavras… parabéns, amiga!

    Aahh, agora um puxãozinho de orelha, pois vc nunca mais foi me visitar e fiquei com saudades dos seus comentários tão carinhosos… aparece pra uma visitinha, vou adorar!

    Beijoca =]

  3. Oi Lá, acho que vi esse lugar no Pequenas Empresas Grandes negócios no domingo… não tenho certeza, mas era bem parecido, e muito bonito!
    Que passeio legal, heimm!
    beijinhos
    Josi

  4. Laély, que vontade que dá de ter um espaço assim, reunindo tudo que mais se gosta… O chef já temos (rsrs), e a paixão pelo conceito desses empreendimentos, também. Então, se o sonho desembarcar na realidade, é bom saber que és convidada de honra, tá? Ah, fiz pretzel ontem, mas não chegaram nem aos pés dos teus (não tenho mão boa mesmo, nem prática, para esses tipos de massa). Ainda sim, sumiram rapidinho. Beijo

  5. Oi Laély, que legal vc colcoar mais fotos, estava bem curiosa desse lugar desde que vi as fotos na revista Make, nas suas fotos dá pra ver como é grande e lindo, quando eu ir a SP com certeza irei conhecer, bjs.

  6. Lá, que lugar liiiindo demais!!!!Super original e aconchegante! O que são aquelas latinhas antigas??? Amo latinhas! Amei, amei, amei!!!! Bjs!

  7. Oi Laély, que lindo o lugar! Adorei! Então tô passando pois tem um selinho de blogueira dedicada pra você lá no meu blog. Admiro a sua dedicação a este espaço. Tô ficando viciada nele, não dá pra ficar um dia sem dar uma espiadinha! Beijo

  8. Ô, gente…'brigada aí, pelo carinho!
    O lugar é bem familiar.

    Fernanda, vou visitá-la, sim.

    Rosana, eu torço pra que dê tudo certo. Tô por aqui. Convite, já tenho, né?

    Rosângela, obrigada!
    Esse vício é bom, não faz mal nenhum!

  9. Oi? Eu já conhecia a Heloisa B. da revista bons Fluidos( fizeram uma reportagem linda sobre ela e a fazenda dela!). Agora, sua dica foi muito boa. Estive em SP semana passada e fui até "Lá da Venda". Gostei muito dos sorvetes, são uma delicia! Esperimentei quase todos! Mas, comprei só uma bola de baunilia e uma bola de limão! Uma delicia! E o bolo de limão?! Nem se fala!

  10. Oi, Heloísa!
    Na verdade, eu pedi só um pãozinho de queijo, pois havíamos acabado de almoçar, lá pelas 15:00h( rsrs). Mas entrar naquele lugar e não levar nada, é meio difícil, né?
    Vi por alto a matéria da Heloísa, sua xará, na revista.
    Ela estava lá, no mezanino e fiz questão de ir cumprimentá-la, como tiete, mesmo.
    Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *