"Na taipa do fogão"

Quem acompanha o blog, nem precisa ser há muito tempo, já deve ter percebido que eu gosto de uma boa mesa. E não estou aqui falando de mesa de qualidade, design ergonômico-espacial-modernoso-chique. É daquela mostrada ontem, na casa da Natasha: com alguma coisa gostosa pra comer em cima e um bom papo ao lado, pra acompanhar.

Depois dos posts dessa última viagem, acharão que eu só penso nisso: co-mi-da! Um tanto de fotos onde apareço, estou sempre em volta de uma mesa, ou então, comendo alguma coisa.

Mas, falando sério: quando a gente recebe visita em casa, fica cheio de cerimônia, manda arrumar a casa, fazer faxina, esconde a bagunça atrás da porta mas, quando é algum amigo muito chegado, daqueles que entram e vão abrindo a porta da geladeira, a gente já leva direto pra cozinha, não é verdade? Lá, prepara-se um bom lanche, mesmo que simples, e já aproveita a falta de cerimônia pra “mandar” o amigo lavar a louça. As melhores conversas são sempre em volta de uma boa mesa, cercada de bons amigos.

Então lembrei das histórias impagáveis do saudoso Pe. Leo, parecendo que sempre tinha um causo engraçado pra contar, como se estivéssemos em volta da taipa do fogão.

Foi assim com a Silmara Franco, que conheci na primeira noite em Campinas. Já a admirava virtualmente, como escritora de crônicas deliciosas. Depois do nosso encontro, marcado numa cafeteria, passei a admirá-la mais ainda. Pode ser meio clichê descrevê-la de tal forma, tão lugar-comum, nada-a-ver com a pessoa dela, mas a verdade: é uma mulher muito bonita, por fora e por dentro.
Isso não tem nada a ver com a comida, mas se a gente quer se sentir à vontade com alguém, logo convida pra uma refeição juntos, não é?
Então, não estranhem as vezes que me verão com alguma comida na mão. É porque eu estava me sentindo à vontade…

E, mal saí da casa da Natasha, fui recebida assim, na casa de uma amiga blogueira: ( Repararam no prato, combinado à toalha Rosenbaum? Que “chiqueza”!…)
Alguém poderia dizer que essa pessoa me conhece muito bem e sabe que amo pão e não dispenso uma Coca Zero! Ofereceu-me até a geleia de cupuaçu, que acabara de ganhar! ( Apesar do pão não precisar de nenhum complemento: estava perfeito!)
Essa pessoa não me “conhecia”, pelo menos, não pessoalmente. Prova, que é possível haver empatia e sintonia, mesmo que virtual, e isso transcender para o real. Aconteceu com a Rosana, também. Muitos poderão se identificar, contando histórias semelhantes: do virtual, mesclando-se ao real.

E foi bem real isso tudo. Apesar de um tanto surreal, conhecer lugares e pessoas que só tinha “visto” antes, virtualmente.

O mais interessante, porém, foi confirmar “in locco” que a realidade pode ser até mais encantante que a virtualidade.

Quem, teria a delicadeza de me servir um pão de limão, tão perfumado e gostoso, à sombra de uma árvore de lichia do seu quintal?… Quando essa pessoa especial entrou na minha vida virtual, através da promoção “Que cara tem sua casa?” , não imaginaria que a casa dela, seria tão a “cara dela”!

Porque lá é tudo assim: miúdo, delicado, acolhedor, familiar…mas, pessoal e criativo! Alguns detalhes do ateliê:Aqui, no meio de tecidos,linhas e botões ela trabalha…
Reparem na riqueza de detalhes dessa cortina:Simplesmente linda! E simples. Detalhes meigos. Outros:Ela lembra um pouco esta bonequinha… À esta altura, quase entreguei o jogo…
A lanterna vermelha foi presente meu, mas o armário amarelo foi arte dela:
Se Papai Noel existe, não sei; muito menos, se tem uma fábrica, lá no Pólo Norte! Nunca ninguém viu. Mas sei que daqui saem bichinhos muito fofos, de verdade: Confesso que não vi nenhum gnomo escondido embaixo da mesa. Talvez pudesse me explicar, como que ela consegue produzir estes encantos…A coruja gorducha à E, levei pra casa. O gatinho de matrioshka rosa, foi presente pra mim.
Quem gritou “bingo”, antes? Sim, sim!
“Meninos, eu vi”!
Estive lá, com a Ana Sinhana, e fui tão bem recebida, que quase me achei uma princesa! Consegui até convencê-la a superar a timidez pra posar aqui, ao lado de outra tímida, mas juro que não combinamos a mesma cor da blusa! Era uma questão de sintonia, além de nos sentirmos à vontade, como na “taipa do fogão”…
( E aguardem, pois dessa parceria bacana sairá a próxima promoção do blog…)

You may also like

29 Comentários

  1. Acho que eu pagava até ingresso pra conhecer esse atelier da Ana hein? E vc sabe que eu sou pão dura né? Tô louca pra conhecer essa moça tb!
    Linda a Ana, de aura doce como a sua!
    beijos

  2. Ah então era ela mesmo, a Ana Sinhana!! Alguem ja tinha cantado essa bola em algum comentario antes ne? rs… Realmente lindo o encontro heim! Que gostoso!
    Bjs!
    Myrian

  3. Laely, que delicia de passeio né ?
    Fora que esse lugar que ela mora é maravilhoso, não achou ?
    Eu adoro ir almoçar por essas bandas (já que o assunto do post é comida!!hehe).

    Beijo
    Patricia Tedeschi

  4. Olha, se o gnomo se escondeu, acho que foi por respeito a esse momento que o universo preparou com capricho desde aquele encontro mágico do "do que cara tem sua"… Hoje, não parece que desde lá já sabíamos que essas casas seriam conhecidas ao vivo e em cores (muitas) e laços reais já nos entrelaçavam pelos caminhos do afeto e afinidade? Porque temos um olhar gêmeo por tantas coisas, a vida vem nos presenteando com um banquete de amizade, retratado nessas meninas que vestem azul em par, e como disse a Cynthia, inundou de doçura a manhã por aqui. Sigo a viagem feito gnoma, na tua bolsa, Lá, espiando e me encantando com esses registros. Beijo

  5. Oi Lá!!!! me desculpe, achei de extremo mau gosto meu comentário do post anterior, fiz sem pensar, na verdade qdo a Ana disse que receberia a dona de um gato famoso, logo pensei: é a Laely!
    Esse encontro sem dúvida foi um encanto, duas pessoas maravilhosas, talentosas e queridas!
    Sou fã de carteirinha das duas.
    beijos

  6. Ai, Rosana! Um beijo pra ti, guria! ( Olha, que já estou quase uma gaúcha, tchê! rsrs)
    Se reparar bem, mesmo, em cima de um quadrinho, num pequeno detalhe, há um gnominho no post. É só aumentar a foto. Entendido?

    Patrícia, a região de Sousas é bem diferente da correria de Campinas: é tranquilo, bucólico até. Tudo a ver com a Ana, mas a casa dela chega a ser simples, comparada às mansões em volta. Mas eu amei conhecê-la!

    Pois, é, Myrian. Sempre tem um espertinho…rsrs

    Cynthia, você não é pão-dura, é contida. Seu marido deve ficar muito orgulhoso. Eu também. Quando crescer, quero ser como você. rsrs

  7. Ô, Ester…imagina se eu fiquei chateada! Está sendo muito rigorosa com você. Afinal, foi tudo uma brincadeirinha de esconde-esconde e demos algumas dicas, não é?
    Obrigada pelo "fã" e por participar.
    Um abraço!

  8. Gostei de brincar de "onde está o gnomo", guria! rsrs Reparou no gatinho gêmeo do teu, os dois morando nas alturas? Poderíamos fazer um jogo de "procure" com as coisinhas iguais que moram nas casas das meninas arteiras. Conheço duas fôrmas, duas guirlandinhas, dois quadros de anjos antiiigos, umas latas retrô da Nestlé…

  9. Vou parar de te seguir!
    É tanta visita boa, tanta coisa gostosa que a gente fica aqui pra morrer com tanta gostosura junta!!!
    O pão de limão parece muito com um que eu tinha a receita feito com maça ralada no recheio (nao faço ideia de onde ta :(
    Tu não engorda de boa que é hein mulher… rsrsrsrsrs
    Com certeza Pingo vai adorar os seus novos presentes!

  10. ha, ha, ha, essa é boa, Rosana!
    Sabe que eu vi o gatinho, mas não fiz a ligação?! Foi a emoção…
    Joguinho de esconde! rsrs

    Manuela, quase me refiz da brincadeirinha da Rosna e você me dá um susto desses, menina? Vai embora, não! Aqui, tem sempre coisa boa.
    Agora, não espalha, mas eu tô lutando pra secar a barriga. Se não dá pra fechar a boca, tem de compensar malhando, ao menos, né?

  11. ha, ha, ha, essa é boa, Rosana!
    Sabe que eu vi o gatinho, mas não fiz a ligação?! Foi a emoção…
    Joguinho de esconde! rsrs

    Manuela, quase me refiz da brincadeirinha da Rosana e você me dá um susto desses, menina? Vai embora, não! Aqui, tem sempre coisa boa.
    Agora, não espalha, mas eu tô lutando pra secar a barriga. Se não dá pra fechar a boca, tem de compensar malhando, ao menos, né?

  12. Como eu disse, já sabia de quem você falaria hoje. Tinha certeza de que era a Ana Sinhana. Que legal conhecer tanta gente assim, pessoalmente, depois de tempos no virtual. Adorei as fotos e amei a cara do pão de limão, parece mesmo muito bom.

    beijos

  13. Menina, antes de eu entrar aqui e ler toda essa delicadeza para com a minha casa e minha pessoa, uma cliente-amiga me avisou!
    Pois fotografei uma encomenda dela debaixo da lichieira!
    Meu coração ficou enternecido com a sua visita, de verdade.
    E toda vez que me rendo a um certo potinho de geléia de cupuaçu, me lembr da visita. Afinal, lembranças com cheiros e gostos deliciosos são as melhores, né?
    Beijão,
    Ana

  14. Eu bem que desconfiava.
    Que visita boa e que astral tem a casa da Ana né?
    ela é uma pessoa iluminada, linda mesmo.
    e juntou duas estrelas,que lindo.
    ah Jézus ah eu nesses pão,kkkkkkkkkkk
    beijos

  15. Oi La,
    que delícia essa visita, a Ana é mesmo uma pessoa linda. E esse pão, quase senti o cheirinho do lado de cá da tela quando disse ser de limão, aiaiai… fiquei com água na boa.
    Beijos!!!

  16. Claúdia, você pressentiu certo.

    Ana, não é inveja não, mas eu não sosseguei, enquanto não fiz um pão parecido, aqui em casa. Adaptei uma receita e teve chuva de raspinhas de limão, bem brasileirinha:amarelo-siciliano com verde-galego. Não ficou tão bom e molhadinho quanto o seu, mas só durou um dia( ruim não ficou, né?)
    Pois, é. Você falou certo, porque vou guardar do nosso encontro o cheiro do café da Natasha e o seu perfumado pão.
    Na casa da Cynthia, uma maravilhosa torta de banana, feita exclusivamente para a visita.
    Do meu encontro com a Jane, um divino petit gateau de goiaba!
    Não dá pra esquecer tanta doçura!

    Eliene, a gente ia brigar pelo pão, com certeza! rsrs

    Vivi, quem sabe a internet do futuro virá com cheiros?…

    Cris, faltou tempo pra conversar mais, mas foi um encontro muito agradável.

    Oi, Dri!
    Pra cada lado que me virava na casa da Ana era uma interjeição de admiração: tudo muito fofo e simples.

  17. Oi Laély nem precisei pensar muito quando vi as primeiras fotos, claro que era da Ana, tudo muito lindo como tudo que ela faz, a tolha eu já tinha vist no blog do Rosenbaum até escrevi pra saber onde encontro, aqui no sul não vem essas coisas,srrsrrss.Que belo encontro, eu conheci a Ana na Mega, mas foi tão rápido que nem deu pra conversar direito, muito menos teve um pãozinho desses, rsrsrss, bjs.

  18. Oi Laély,

    Que delícia seu blog. Já o tinha visto em outro blog, mas com a correria acabei não entrando.
    E hoje, vim e AMEI.
    Textos e fotos maravilhosos.
    Com certeza voltarei muitas e muitas vezes.
    Já estou te seguindo.
    Quando quiser faça-me uma visitinha. Ficarei feliz em recebê-la.

    Beijos,

    Andreia
    http://universoemcores.blogspot.com

  19. Nossa…então voçê esteve tão pertinho assim aqui de casa….se soubesse ia te buscar em Campinas….e la iamos nós tomar um delicioso lanche outra vez…rsrsrsrs
    Deusa
    vasinhos coloridos

  20. Ê, Susi…Vamos esperar por um próximo, né? Dependendo da época que vier ao Brasil…

    Mara, é sempre uma honra recebê-la por aqui. Um abraço!

    Andreia, entre e fique à vontade. Obrigada pelo carinho.

    Deusa, eu acho que toda a blogosfera está concentrada em SP e Campinas. rsrs
    Legal seria, um grande encontro de fim de semana, numa pousada, não é? Vamos sonhando…
    Quem sabe eu volto, pra São Silvestre? Vou sonhando…
    Abraço!

  21. Ah,eu sabia que era ela,acertei!
    Tudo tão lindo…Como disse a Cynthia eu também pagaria…

    Enfim respondendo tua perguntinha,a moldura é madeira mesmo,e eu lixei pouco,usei base para mdf,lixei de novo e em seguida usei tinta de mdf,essas de artesanato,ficou uma graça,eu mesma me surpreendi com o resultado,parece que eu comprei rosa,e pensar que era dourada.
    Beijos
    Nani

  22. Que delícia de lugar, de bolo, de atelier, de criações!!!!! O papo deve ter sido ótimo… Senti até o cheiro do bolo de limão embaixo da árvore de lichias… que delícia! Seus posts me fazem viajar… são tão sinestésicos!!!!! Bjs!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *