Na casa das matryoshkas

Concluindo nossa tarde em Vila Madalena, encontramos uma lojinha irresistível: a Casa da Rússia.
Como representante do artesananto russo, advinhem o que encontramos por lá?

Acertou, o companheiro que respondeu: matryoshkas*.
*( Já vi escrito de muitas maneiras diferentes, em diversos lugares, mas reproduzo aqui, o nome que consta no
site da Casa.)
Senti-me como “pinto no lixo”: para qualquer lado que me virasse, elas apareciam em profusão de cores, modelos e tamanhos:

Impossível não se apaixonar por essas delicadezas! As bonequinhas russas são todas pintadas à mão, mas há modelos para todos os gostos( de bolsos…). Pelo menos aqui, a seleção parece se encaixar bem:Dá pra escolher qual a mais linda? Melhor é guiar-se pelo preço que pode pagar…A moça que nos atendeu foi muito atenciosa e respondeu, simpática e pacientemente, à todas as ‘trocentas vezes que perguntávamos o preço de cada uma! E olhem, que ela sabia tudo de cor!Esta, foi a que achei a mais linda. Coincidentemente, uma das mais caras: custa, acima de R$1000! Mas é uma obra de arte, com aplicações de flores de madrepérolas: Nestas aqui, foram esculpidos monumentos da Rússia na barriguinha de cada uma: Todas que mostrei são objetos de colecionador, mas não pensem que esta é uma loja de material inacessível à maioria de nós, mortais. Os preços são variáveis, sendo possível encontrar chaveiros, pingentes e ímãs de geladeira, a preços bem acessíveis.
Trouxe este conjuntinho de pequerruchas:
Comprei alguns chaveirinhos, a menos de R$5,00, e os trouxe como souvenirs da viagem: um presentinho que agrada e não pesa no bolso. Na mesma loja, comprei ainda um pôster russo antigo:Espero que a frase não seja nenhum xingamento, pois já mandei emoldurar para colocar na minha sala. Segundo a atendente da loja, está escrito para não fofocar.
Uma linda bandejinha, com pintura russa, também foi minha última aquisição.
Quem não adquiriu nada foi a Cynthia. Fiquei impressionada com o auto-controle dessa moça. Das duas, uma: se continuássemos juntas, ou eu aprenderia a ser menos consumista, ou ela se desviaria e viraria uma gastadeira. Felizmente, ou infelizmente, tivemos de nos despedir, antes que algo assim acontecesse.
Dissemos “adeus” no metrô, no meio da muvuca de um fim de tarde e desse passeio com ela só levarei boas lembranças, pelas quais não paguei nada, mas que me serão as mais caras.
Além da experiência agradável, trouxe comigo uma delicadeza de presente que ganhei dela: um pingente de matryoshka.
A Casa da Rússia fica em Vila Madalena, na R. Aspicuelta, n°300. Telefone:(11)3032-0332
Amanhã, nosso tour por São Paulo termina: Coisas da Doris foi meu último delírio de consumo…

You may also like

18 Comentários

  1. Quando eu voltar a Sampa quero fazer um tour de tentação pela Vila tb. rs
    Adoro as bonequinhas e realmente, cada uma mais linda que a outra!

    Bjos

    Paty

  2. Oi Lá, realmente você está parecendo a própria delirante consumista só que no próprio filme…heheheh! Brincadeira, acho que não chega a tanto e além disso, Vila Madalena é mesmo irresistível!! adorei as bonequinhas que acabei me apegando graças a você!! Bjinho!

  3. Oi….
    Adorei a lojinha…graças a Deus que eu não passei por la,senão faria um estrago no cartão de crédito.
    Lindas as suas comprinhas…a bandejinha então parece aquelas de antiquario…linda.
    Beijim
    Deusa
    vasinhos coloridos

  4. oi Laely bom diaaa !!!

    eu amo Matryoskas…..achei dia desses um tecido lindo com a estampa delas fiquei bem louquinha rs

    amei esse pingente muito fofoooo

    beijo

    Grasi

  5. Estou aqui ha quase uma hora lendo os posts passados, que viagem SUPER!!
    Estas bonequinhas sao mesmo fofas, e aquela parede de vasinhos de lata, show!!!
    Bjs…. e mostra mais….

  6. Ah Lá, esse post foi pra me matar !!! Acho que eu surto numa loja dessas. Amei, amei ! PRECISO conhecer essa loja, sou completamente apaixonada por essas bonequinhas e tenho só algumas, aqui nunca vi tanta diversidade não.
    Tudo que vc comprou é lindo, mas adorei mais ainda o pingente!
    Beijo
    Patricia Tedeschi

  7. Olhando agora tô até me arrependendo de não ter comprado nada rs… acho que minha perdição são as compras pela net mesmo, isso é um vício assumido…beijos

  8. Alo,Laely!

    Mas isso e o que eu chamo de programa de russo…Rs…Rs…Sem precisar passar o frio da Russia!
    Menina…Nao conhecia essa loja,nao…Adorei! Da proxima vez que eu for la pra Sampa,vou dar um jeito de passar por la!
    Eu acho que o meu primeiro comentario aqui no seu blog foi sobre essas pequeninas bonecas russas…Eu tenho apenas um jogo destas bonecas,mas posso garantir a sua autenticidade,pois foi presente de uma das minhas madrinhas de casamento,que era russa mesmo!
    Elas sao bem simples,mas muito bonitinhas…Ja faz mais de vinte anos que estao aqui comigo e continuam inteirinhas…Ganhei dela tambem uma dessas tabuas de carne toda pintada a mao e decorada,que enfeita um canto da parede da minha cozinha…Sao pequenos objetos que tem uma estoria pra contar…As vezes,olho pra eles e fico viajando,tentando adivinhar a mao do artista que os pintou e as cores e cheiros dessa terra gelada e distante…E como voar longe e entrar no filme do Dr.Jhivago…Estar nas paginas de um livro do Tolstoi! E interessante como certos objetos nos encantam e trazem com eles a lembranca de lugares que nunca vimos antes…Eles nos fazem ,por instantes magicos,ir alem das fronteiras e mergulhar em mares nunca antes por nos navegados…
    Meu grande abraco pra ti!
    Teresa

  9. Minha Santa Madalena, não paro de suspirar… Começo a ver que além de me faltar perna pra maratona paulista, com certeza faltaria bolso também (rsrs). Beijo!

  10. Bia, eu também desconhecia um mundo, até a internet entrar na minha vida. Posso dizer que sou uma pessoa a.i.( antes da internet) e d.i. ( depois da internet)…rsrs

    Paty é uma visita bem legal, além do atendimento ter sido muito simpático!

    Escreveu certo, Carmen.

    POis, é, Cris. Viu a irmã gêmea da sua?

    Deusa, já estou imaginando onde deixarei a bandeijinha exposta. Não dá pra esconder, não é?

    Oi, Paula e Eleonora!

    Vivi, o pingente é bem simples, mas tão delicado! Também amei.

    Grasiela, comprei o tecido vermelho de matryoshkas e minha mãe acabou de fazer um vestidinho pra mim. Quando usar, mostro.

    Patrícia, há uma diversidade de modelos e preços, que não dá pra sair sem uma delas.

    Cynthia, já aprendi a comprar pela net, também. Não ainda profissionalmente, como você. rsrs

    Teresa, eu amo Dr. Jhivago e aqueles olhos profundos de Omar Sharif.

    Rosana, realmente as ladeiras de Vila Madá, não são pra qualquer perna. Algumas lojas, não são pra qualquer bolso, mas as minhas comprinhas por lá foram bem simpáticas. Aos poucos, vou mostrando.

    Abraço a todas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *