Casa colorida

(Girassóis, de van Gogh)
Eu poderia emprestar o slogan “imperialista” do “amo muito tudo isso”, para descrever o Design* Sponge . Além de transformações inacreditáveis mostradas por lá, há sempre um tour gostoso por alguma casa de personalidade.
O que me chamou a atenção esta semana, foi a casa de Emily Henson: ousada, criativa, colorida, com um certo ar de caos organizado e, respeitando as personas de diferentes gêneros, espécies e idades. Ela e marido têm um casal de filhos, 2 cachorros, 2 gatos e ainda, planos de acrescentar umas galinhas, à esta já numerosa família.
Comecemos pelos fundos: uma garagem que estava meio abandonada, foi transformada em um craft-room flex, podendo abrigar uma eventual visita.
O que achei mais incrível foi a cor dessa porta! O tapete, disfarça as imperfeições da calçada. E, no cantinho esquerdo, já podem notar uma trepadeira, começando a subir e a emoldurar a entrada.
As prateleiras para acomodar o material de Emily são tábuas de madeira: coisa simples. A diferença está nas mãozinhas francesas, fazendo o suporte:
Essa ideia rústica para prateleiras, já havia mostrado aqui, quando visitei a casa da minha amiga Kamila, lembram?
Abrindo as portas do quarto de trabalho e visitas:
Algo notável nessa casa, foi a escolha das cores. A estilita e decoradora fez uma opção, que considerei bastante ousada: pintou o piso e as paredes de branco e, “liberou geral” nas cores dos móveis e objetos de decoração! O branco parece ter funcionado como um espelho, refletindo as tantas cores.
Aqui, a tela da TV não concentrou todas as atenções: as molduras e quadros em volta acabaram formando com ela, um conjunto harmônico na parede:
A cozinha foi a exceção à regra.
“Quando não é 8, é 80”: piso de losangos e o preto, que subiu pelas paredes:
Numa casa super-habitada, espaço não pode ser desperdiçado. Alguns livros, foram parar debaixo da mesa.
A bela sala: poucos móveis porém,
de presença. O espelho e o sofá dominam o ambiente:
Atenção para o banquinho, que virou mesa de centro e à lata, que serviu como revisteiro.
Difícil dizer o ambiente que mais chamou a minha atenção, mas amei o quarto das crianças e a pintura, subindo pelo teto:
Vendo essas imagens é que avalio, o quanto costumamos ser cerimoniosos com as cores. Mas, cá pra nós: se todos soubessem usá-las bem, teríamos muito mais van goghs, picassos, renoirs…
( Complete o tour: link para o Design*Sponge e o Flickr da moça, no início do post)

You may also like

21 Comentários

  1. Oi Laély,
    Uma vez um namorado me disse que eu não tinha bom gosto porque minha casa era muito colorida, tinha cortina xadrez e tudo mais.
    Ri muito, pois para muitos gostar de cores é um crime. Eu jamais moraria numa casa decorada por uma loja, tudo impessoal, sem o meu toque mambembe.
    Penso como você, cor trás alegria à vida e saber usá-las é uma dádiva.
    😉

  2. Meu Deus que casa é essa, primeiro que eu tô apaixonada pela porta roxa, tudo de linda, e depois ainda vem o rack vermelho (eu sou fanática por essa cor), e a mesa da cozinha que escândalo… tudo muito lindo, adorooo cores!!
    Bitocas!!

  3. Realmente Laély, a decoração é linda mesmo, a ousadia de colorir de alegrar, cada detalhe carregado de personalidade é um lugar pra se sentir bem… um sonho… amei a árvore com casinhas de passarinhos… no quarto…
    beijinho
    Josi

  4. Que lindo! Amei a porta roxa e a pintura da parede, que tem as casinhas de passarinhos! Saber ousar com as cores é difícil mesmo, mas com o branco de fundo fica dificil errar! rs… bjs

  5. Oi Lá!
    Adorei as imagens, principalmente a do quarto das crianças, a pintura subindo pelas paredes ficou show!
    Eu queria ter mais coragem de arriscar fazer certas coisas, tanto dentro de casa quanto na vida.
    Um beijo!

  6. Eu acho lindo misturar cores, fazer uma arco-íris de felicidade, mas sou tão desastrada na composição que continuo sendo beginha….. uma coisa!
    E a porta é um escândalo de linda…. vi o Rosenbaum colorindo janelas simples de metal com pink, ficou um show, mas vai ter coragem….
    Um abraço

  7. Gostaria de avisar que hoje vai ficar meio difícil visitar e responder a todos os comentários: tô de plantão e a conexão aqui não está funcionando( tô usando um moden emprestado)

    Vou responder no geral, o seguinte:

    Keka, obrigada pela visita. Assim que puder, passo por lá.

    Cris, eu costumo argumentar com o meu filho mais novo: "O que seria da gastronomia moderna, se dependesse do gosto dos meninos?…" O mesmo raciocínio, para o gosto decorativo dos homens.
    Meu menino do meio, até hoje, olha para o lustre colordo da sala e discute comigo que aquilo é brega.
    Mas, tá aí Rosenbaum, como bem a Ana B. lembrou, para provar o contrário: na hora de inovar e ousar na decoração, os homens puxam o carro.
    Acho que por medo de errar, acabamos nos contentando com o bege e a casa, perde em alegria e personalidade.
    Mas, a gente faz essas viagens pra isso, né?: aprender a usar tantas boas alternativas, da forma mais harmônica possível.
    ( Ana B., achei que você "tava de mal de mim"…rsrs)

    Abraço a todas e obrigado por comentarem.

  8. Quando vejo casa assim ,costumo mostrar para meu marido que também e como todos. Acha coisa de mulher muita cor.mais o melhor mesmo é aprender á usar.Amei essa casa.
    bjos

  9. Eu sempre fui muito basica, sofria até pra trabalhar de branco, hoje em dia gosto muito de cores, até cor de rosa, hj até comprei um camisete xadrez rosa e marrom!!!

    Estou louca por sapatilhas vermelhas, e imaginando uma casa com móveis brancos, mas cheia de trecos coloridos.

    Beijocas

  10. Vendo esse post todo ele repleto de coisas lindas, fico pensando: porque mesmo q ainda n tenho essas mãos francesas? Faz séculos q acho lindo, coleciono fotos c elas, e nunca encontrei pra comprar. Agora sinto voltar o desejo e vou sair a procura delas. Bjo

  11. Sandra, uma coisa é certa: conforme amadurecemos, aprendemos a ousar mais( será que estou querendo dizer que estamos ficando velhas?! rsrsrs). Acho que vamos nos tornar velhinhas excêntricas…rsrs

  12. Laely, queria ter mais coragem tb! O maximo que consegui foi pintar algumas paredes coloridas em casa (detalhes). Adorei o rack vermelho.

    Beijo
    Patricia Tedeschi

  13. gostei da maioria das fotos, mas a da porta roxa foi a melhor! aquele tapete na frente ficou super legal. queria que desse pra ver com a trepadeira, pra ter uma noção do todo, mas só o que aparece já é ótimo!
    beijos

  14. Lá, que lindas imagens, que percepção a sua!!! eu acho que decidi a cor que vou pintar o Atelier fora!!! BRANCO!!! Se eu pintar mesmo, e quando, posto as fotos e te aviso!!! Obrigada pela idéia!!!
    Beijão
    Vero

  15. Nossa Lá, esse post foi pra "Lá" de bom! eu simplesmente adoro cores fortes e vivas, mas é claro que tem que se saber usá-las, e essa casa é uma ótima inspiração!Adorei!!!bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *