Noite de emoções

Faltaram as palavras certas para descrever o título deste post, tão especial pra mim. Acabou, lugar comum, mas real.
Há 1 ano sentava-me corajosamente* em frente ao PC para escrever
meu 1° post. *Eu disse: “corajosamente”, porque não entendia nadica de nada desse negócio todo de blogger, web, header, pixels, upload, link, Html, layout…
A
inda estou engatinhando no Bloggês, mas posso dizer que foram muitas conquistas. A principal delas: o respeito e as amizades que fiz por aqui.

O “público” dos blogs de decoração e crafts é bem diferenciado: composto de gente dócil e educada, disposta a aprender e a trocar ideias.
Neste 1 ano do blog, 99,9% dos contatos e comentários foram sempre positivos. Mas 1 comentário anônimo em particular me abateu muito. Foi feito, num dos posts da primeira promoção do blog.
Agora, alguém poderia perguntar:
-E o “quico”?! Seria isto uma tentativa de desforra, a la Scarlet O’Hara em O Vento Levou?! …Vivien Laély no chão, na penumbra, descabelada e aos prantos, olha para o horizonte e, com a mão no peito, promete:
Never! Never alguém mais vai me machucar, dizendo que eu não sei escrever!”
-Mas…todo esse drama, só por causa de uma observação dessas?!
Pode parecer pequeno, mas eu, “desde que era criança pequena, láaa…” disse que queria ser escritora.
Numa coisa, esse e uns dois outros comentários malcriados me consolaram: se, conforme a frase de efeito de Nelson Rodrigues, “toda unanimidade é burra” então, posso ficar contente porque, nesse 1°ano de blog, não tive unanimidade. De certa forma, dedico uma parte desta festa à minha: i-nu-na-ni-mi-da-de.
Mas é àqueles “loucos varridos” que, diariamente me autorizaram a entrar nas suas casas através da tela do PC, que dedico minha alegria neste dia.
Procurei um artista de renome internacional para abrilhantar nossa festa mas, segundo Boninho, Beyoncé( aquela, que tem um tufão nos quadris!) não abre a boca por menos de 20 mil dólares! Se a Globo não póódi, muito menos eu!
( Aceito propostas de patrocínio…)
Ficamos também com a prata da casa, não menos famosa, nem menos talentosa Maria Rita, cantando uma música que demonstra todo o meu carinho por todos vocês que me deram o “maiorrapoio” esse ano. ( Não é pra levar a música, ao pé da letra...)
Antes porém, deixem-me chamar o nosso apresentador oficial da noite, alguém, escolhido cirurgicamente dentre tantos outros talentosos, musculosos e bonitosos artistas por aí!
Prontos para os gritinhos, palminhas e exclamações?…
No palco do sala da la de aniversário, E-LE:
PinGugHousKeanuMadrug!!

Com a ajuda de tecnologia e Medicina de última geração, conseguimos criar um frankenstein de laboratório: finalmente, o homem ideal! A audição de um Pingo, o topete do Gugu, os olhos chamuscantes do Dr. House, o queixo decidido de Keanu e por último, não menos importante e perfeito: o corpo do Seu Madruga!
Gostaram?…
!!!…
Afinal, por que a decepção? Acham, que eu entregaria o jogo?
Como sou democrática, fiz uma pesquisa de mercado para saber qual era o gosto do povo. O resultado da pesquisa e votação para apresentador:

1°-Dr. House 33 (39%)
2°-Keanu Reeves 13 (15%)
3°-Pingo 12 (14%)
4°-Sr. Madruga 8 (9%)
5°-Gugu Liberato 1 (1%)
19%, preferiu ficar em cima do muro e resolveu não arriscar.

Sou democrática mas demagoga, portanto, não querendo desagradar a gregos e troianos, desagrado a todos!

Pingo está dormindo uma hora dessas, Gugu é muito chato, House, iria puxar o meu tapete vermelho, Keanu, ofuscar minha beleza e Madruga, pegaria todos os salgadinhos da festa, pra depois vender na banquinha em frente!
Assim, captamos a essência de cada um, não acham?

Voltemos à festa, com ou sem apresentador oficial…A traquinagem “tá perdoada”?
Com vocês, prezado público do sala da la, Maria Rita!

Sou democrática, até certo ponto!
Como poderei continuar a festa nesse burburinho todo?…
Um golpe!:
O sala da la é meu!
Ordem nesta casa!
An-han. Agora, sim.
Todos aos seus lugares, pois vou apresentar a minha irmã gêmea, redatora deste blog e, apresentadora oficial da casa:
Preparar isso tudo deu trabalho, mas um grande prazer!
Ler os comentários de cada um, ajudou-me a fazer um balanço geral do blog.
Baseado nos depoimentos de vocês, concluí:
-Posso continuar falando de casa, de família, de lembranças, de cotidiano, de coisas bonitas de ver, de fazer, de ouvir…Isto nos aproxima.
-O layout está a dever, reconheço, mas isto não é promessa de político: tô cuidando…
-Obrigada pelo carinho, pelo respeito, participação de todos, a troca de experiências, não apenas na promoção, mas ao longo do ano.
Tento responder a todos, mas entendam que nem sempre isso é possível.
Espero continuar contando com todos, neste 2° ano do blog.

Chega, chega! Chega de conversa, que já está muito tarde e as crianças precisam ir para a cama.
Afinal, vamos ao resultado do sorteio!
-James Cameron, com certeza me contrataria como cinegrafista!
-Fátima Bernardes, perderia o cargo de apresentadora do Jornal Nacional
( e eu, ficaria ao lado do Bonner!…)
O vídeo ficou tosco mas enfim, os ganhadores:

1° prêmio: um livro de decoração da Casa Cláudia para Andrea, do Vida Simples.
2° prêmio: um caderninho com capa de tecido, para Lululinha.
3° prêmio: um adesivo, para Ana Medeiros.

Parabéns a todos!

Um agradecimento especial ao filho mais velho e ao caçula, que me ajudaram escrevendo os números e dobrando os papeizinhos do sorteio;
Graças à prestatividade e talento do Rodrigo, filho da Nárriman (minha “quase vizinha”!), fomos presenteados com o nosso Frankenstein virtual.
Obrigada, Rodrigo!
Agora, vai todo mundo pra casa que eu preciso descansar.
O último a sair, fecha a porta. Tchau!

Leia Mais

O verdadeiro George Clooney

Puxa aí um banquinho, pra um dedinho de prosa…Tá servido?

Viaje na Viajem

Vocês não se enganaram, e foram cair em alguma página virtual de algum site de fofocas, não…

Pensando e, muito na dúvida sobre quem chamar para apresentar a festa da promoção de aniversário (hoje à noite, às 22:00h), cheguei até fazer uma pesquisa de opinião entre os leitores aí, na barra lateral do blog, para basear minha escolha.


A repercussão da nossa última promoção foi tamanha, que teve ator de Hollywood oferecendo suborno, para participar desta festa!

Mas, nada disso! Aqui, é tudo na transparência.

Cogitei a hipótese de abrir concorrência mas aí, podia não haver tempo hábil…”Sacumé”: precisa sair no Diário Oficial, e tal e coisa…muita burocracia.

Nada disso! Aqui, é tudo na simplicidade.

Planejei até servir uns “pastelzinho”, ou canudinho, com empadinha…que acham? Quem sabe, contratar um “fazedor” de espetinho de boi, já que teremos muitas visitas…

Nada disso! Aqui, é tudo muito leve.( Nada contra os salgadinhos apetitosos, mas tem gente de dieta…)

Um conhecido meu, descolou um “patrocínio” da terra e ficou de me mandar um engradado de Guaraná Jesus
, lá do Maranhão…

Nada disso! Aqui, só entra Coca Cola!( Zero! E, “viva o imperialismo americano!”)

Voltando à estaca zero, já devem ter percebido que eu devo ter deixado tudo pra última hora, né?

Nada disso. Aqui, é tudo na seriedade( ??!!)

Já que não deu pra decidir nada, fui pedir opinião sobre o meu primeiro problema da festa: o apresentador. Consultei o renomado, conceituado, admirado: Luís Fernando Veríssimo! Muito respeitosamente, perguntei-lhe o que achava do nome de George Clooney como apresentador da festa. Ele, muito respeitosamente, respondeu
( no jornal O Globo, dessa quinta):

“Longe de mim querer difamar alguém, mas acho que no caso do George Clooney o que está em jogo é a autoestima da nossa espécie, os homens que não são George Clooney. Todas as nossas qualidades e todos os nossos atributos, físicos e intelectuais, desaparecem na comparação com o George Clooney. As mulheres não escondem sua adoração pelo George Clooney. O próprio George Clooney nada faz para diminuir a idolatria e nos dar uma chance. Fica cada vez mais adorável, cada vez mais George Clooney. E se aproxima da perfeição. É bonito. É charmoso. É rico. É bom ator. Faz bons filmes. Está envolvido com as melhores causas. E que dentes! Não temos defesa contra esse massacre. Só nos resta a calúnia”… Vocês já devem ter “supeitado, desde o princípio” que isto aqui, é pura encheção de linguiça, conversa mole de quem “não tem nada para fazer” e gosta de lhes dar um trabalhinho( intelectual, ao menos!)! Então, enquanto eu vou pra cozinha preparar uns quitutes, vocês podem ficar por aí na minha sala! Aproveitem: pequem o jornal pra ler essa crônica que o Veríssimo escreveu, na íntegra: aqui. Eu ri, do início ao fim! Os homens( só os feios!) se sentirão vingados, finalmente! “Passe adiante.”

Acho, que ainda prefiro este meu outro gato…
Ainda que seja, de focinho inchado!

Tá marcado nosso encontro, hoje à noite:

-Que horas?

-Tá surdo? Já falei, 22:00!

Aproveitem, pra tirar aquela “roupa de gala” da naftalina, no guarda roupa: pijama de flanela e pantufa no pé são os trajes oficias. Ah! Tá quente e não quer? Então:

Nada disso! Aqui, é tudo à vontade! ( Mas é pra manter o clima familiar, hein?…)Fiquem de olhos, ouvidos, telas de pc, radinhos de pilha bem sintonizados nesta sala.-Quem matou Odete Roitman?

Você saberá só, aqui: nesse mesmo bat-horário, neste mesmo bat-lugar!…

Leia Mais

Volta às aulas

Alguém aí sabe o que é ter um menino? Bem, disso não sei muito bem. Posso falar apenas da experiência de ser mãe. De 3!
Para quem ainda não sabe, darei uma aulinha express, lembrando aquele casalzinho pelado do “Amar é”:
“Ter um menino é”…
-Abdicar das sua soneca vespertina, porque eles não perdem tempo dormindo;
-Ser chamada a toda hora, pelos motivos mais comezinhos possíveis!
-Ter disposição de procurar coisas perdidas para eles, mesmo que estejam, obviamente, debaixo de suas ventas!
-Saber que obedecem naturalmente à uma regra intrínseca: “são os últimos a chegar para o almoço e os primeiros a sair!” ( ‘Guenta firme e não se renda a esta “regra”!)
-Assistir a toda saga Stars Wars com eles, sem direito a cochilos pelo meio, mesmo que prefira um filme de mulherzinha ( Que, bááa! Eles não se prestam a esse “serviço”!) .
-Conviver com dois sentimentos contraditórios: quando pequenos, você deseja que eles desgrudem um pouco e sejam mais independentes, quando maiores, não entende porque não aceitam um carinho em público!
-Aprender, depois de um tempo: compras indispensáveis( tipo, assim: sapatos, roupas…), salão de beleza e…meninos, são incompatíveis!
-Se não quiser ouvir críticas ao seu visual fashion não lhes peça opinião, principalmente, se estiver lidando com adolescentes! ( Acredite: pode ser danoso à sua auto-estima!)
-Nunca saber que número exato de sapato eles estão calçando: pés de menino estão sempre em fase de crescimento!
-A
char que você está diminuindo, no meio deles;
-O
uvir heavy metal a viagem toda, mesmo que você odeie o estilo! ( Como indenização por danos auditivos e psicológiocos, na volta pra casa, o cd player do carro é todo seu: e, só MPB!)
-Depois dos 10 anos, adivinhar o gosto deles é complicado: você achou aquela camisa “super linda”, mas ele pode considerá-la “super brega”!
-Um mistéério…Por que, todas as calças do mais novo, insistem em abrir um rombo, exatamente sempre na altura do joelho D?…
-Conformar-se: se você acha que já tem menino demais em casa, os “apêndices” virão! Menino, chama menino! A casa estará sempre cheia de colegas, que adoram fazer um “lanchinho” no meio da tarde! ( Não reclame disso: é melhor mantê-los sob suas vistas, do que longe delas…)
-Fazer você rodar todas as bancas de revista, à procura de figurinhas de Pokémon;
-Aprender a falar Pokemonês ( desta tarefa, eu já estou livre! A febre passou…)
-Estar pronta a responder às perguntas mais complicadas possíveis, tipo: “Por que os políticos são corruptos?”
-Conforme o tempo passa, o comprimento do cabelo deles poderá ser inversamente proporcional ao seu. Acostume-se a dividir o secador de cabelo com eles.
-Quando receber deles uma ordem para desligar o note e ir dormir, não discuta! Obedeça.
-Preparar-se pra chorar junto, quando as primeiras rejeições acontecerem;
-Estufar o peito de orgulho, dizendo pra si: “saiu de mim esta criatura!”…
To be continued…( Acrescentem aí, as experiências com os seus meninos)
Há um texto interessante de Alan Beck, tentando descrever
o que é um menino.
Eu, ainda estou aprendendo. Meu sogro, tão sábio, costumava dizer: “Laély, você não sabe o que é um menino!” e em seguida, dava uma risada, como se prenunciasse meus “aperreios” como mãe de 3…

Para o meu caçula, completar 10 anos foi um marco: vejo-o discutindo com o mais velho, que faz Psicologia, querendo saber como é a adolescência, preocupado, porque vai fazer o 5° ano… noutro dia, escutei uma conversa dele com um colega da mesma idade, frequentador assíduo da nossa casa:

-D., você sentiu alguma coisa diferente, quando fez 10 anos?( perguntou ele, interessado na resposta. )
-Não! ( e deveria?!…)
-Ah, eu também: só senti que mudei de idade…(resignou-se)

Pois é, resumindo conversa: agradar menino não é nada fácil. Ainda mais, quando os gostos vão mudando, conforme a fase. É por isso que insisto para que o pequeno experimente de tudo o que se põe à mesa para comer:

-Você quer me obrigar a gostar disso? ( ele chantageia, apelando para o meu “espírito democrático”!)
-Não, mas quero ensiná-lo a experimentar e assim, evitar um chato a menos no mundo! ( Também sei apelar, viram?)

Mas, um dos sinais de que o garoto realmente está crescendo: posso delegar-lhe algumas responsabilidades.
Enquanto a maioria dos pais anda de cabeça quente, procurando material escolar nessa época do ano, nem me preocupei com isso! Como não tive tempo pra ficar pesquisando preço e na minha cidade não existe muita opção de papelaria, optei pelo sistema “delivery”: pedi para que me separassem o material básico da lista e autorizei o menino a passar por lá, só pra escolher os cadernos que mais lhe agradassem.

Cheguei esta semana em casa e tive uma surpresa: ele havia passado a tarde, colando etiquetinhas com o nome nos materias ( Ufa! Que bom, que não preciso mais fazer isso!). No entanto percebi, que os cadernos escolhidos pareciam de adultos:

-Tô querendo cadernos mais calmos… ( explicou ele)

A verdade é que não se tem muita opção de material escolar para crianças e aVivianne falou sobre isso, na semana passada. Para meninos: Ben 10, times de futebol, Hot Wheels, personagens de desenho animado, ou qualquer outro super-herói da moda. Como meu garoto comprovou, acho que eles estão se cansando disso.

Parti então, para uma negociação com ele: dar uma cara nova, aos cadernos sem graça que comprou. Ele concordou, fazendo uma ressalva: não deixou que aplicasse tecido na agendinha (porque os colegas poderiam fazer chacota), embora estivesse entusiasmado com a possibilidade de personalizar o material.
Propus umas colagens simples, com duas coisa que ele ama: Lego e Star Wars. Portanto: figuras de Star Wars de Lego, seriam perfeitas!
Aproveitei alguns manuais que ele tem aos montes, guardados, dos Legos que vai ganhando e o resultado, foi este:
Muito simples mas, exclusivíssimos!
Ele mesmo escolheu as figuras, recortou-as e montou no caderno, do jeito que queria
( propus cobrir a tartaruguinha, mas ele disse que preferia mantê-la ali, “admirando” a nave de Lego…) .
Apenas fixei as figuras com fita dupla face e apliquei Contact transparente por cima.
O filho do meio, optou por 2 cadernos universitários do
Instituto Rodrigo Mendes, numa parceria com a Tilibra:”parte da receita gerada com a venda destes cadernos é revertida para a organização e para os alunos autores das obras reproduzidas nas capas, na forma de direitos autorais. Isso dá ao aluno a possibilidade de obter um retorno financeiro por meio de seu trabalho.”
Achei-os bem bonitos, além de ter um cunho social:As mochilas de aula também são um problema. Parecem de brinquedo e, embora sejam para crianças, devem ter sido feitas para “crianças de brinquedo” e não, as de verdade.
Ano passado, precisei trocar a mochila 3 x, apenas nas 2 primeiras semanas de aula: as duas primeiras tiveram as rodinhas quebradas, como se fossem de vidro!
Não poderia culpar apenas a falta de cuidado do menino, pois vocês sabem que criança não anda, “avua”!
Acontece que ele costuma voltar pra casa a pé, puxando a mochila pelas ruas de paralelepípedos. Imaginem o estrago! Apelei para mochila de viagem, com rodinhas super-mega-plus reforçadas, e foi a que durou o ano todo.

“Quando eu era criança pequena, lá em Barbacena…” bem, eu não conheço Barbacena, mas ( ainda!) lembro o que é ser criança e da frustração que eu sentia por não poder ter uma caixa de 2 andares de lápis de cor, a lancheirinha de lata com alcinha e o tênis All Star, febre da minha adolescência!…
Tentando curar esse meu “trauma de infância”, selecionei alguns exemplares de bolsas e”lanchei Lindas”, que o meu menino de 10 anos recusa a levar pra escola, “porque isso é coisa de criancinha”, mas eu, “super-usaria”!
No blog da Severina( que não é: a mulher severino Eliene!), encontrei exemplares dessa bolsinha de aula vintage e, advinhem o modelo que eu escolheria pra mim?…
Os outros modelos que estão no blog dela, esgotaram-se todos. Não obtive retorno se era possível uma encomenda mas, se quiserem tentar, talvez tenham mais sorte que eu…
Na categoria lancheiLindas, começarei com estas: Design clean mas, absurdamente coloridas! Vi lá, no Entre Mulheres.
A super-simpática Roberta, do E Isso É Glamour??, fez uma super-seleção delas num post especial! As que mais gostei:

Concordo com você, Roberta, que “isso é puro glamour”, mas é também: alegre, vintage, a minha cara, o meu número! Será que eu seria levada a sério, se usasse uma dessas como maletinha de médico?!…
Estas são muito simples, muito meigas, muito apropriadas, não só para levar um lanche, como também, para embrulhar um presentinho feito à mão:by Fabiana Martins
Ainda na sessão nostalgia, citei anteriormente a dificuldade de acertar nos calçados para meninos mas, se tivesse uma menininha, adoraria que ela fosse pra aula, com os tênis que eu não pude usar:
Esta exclusividade, foi uma encomenda especial à Josi Stanger: o tênis personalizado, tem o nome da filha dela grafitado na lateral.
Se fizerem a linha mais romântica, há outros modelos com florzinhas. Uma graça. O blog da artista é um bom lugar pra vocês irem dar uma espiadinha
( e uma “encomendadinha”, se animarem…).

Então deixa eu ir, que tenho uma festa grande para preparar, até amanhã!…
Falando em festa, os convidados que quiserem participar da promoção, ainda há tempo. Mas só participarão do sorteio, os comentários feitos até às 7:00h de amanhã, dia da festa. Corre lá!

Ah! Vale aqui um lembrete especial, para dar os parabéns à amiga Cynthia que balsaquiou hoje, mãe de dois menininhos joinhas que fazem muita traquinagem, mas em compensação, “sabem cantar em francês”( descrição, feita pela própria mãe)

Atualizando:
Foi a Dricca que deu a dica( perdão, pela rima!)-Mãe prendada, e filha que sabe como conseguir as coisas com jeitinho( no bom sentido do termo), ela fez um lindo estojo para as réguas da menina. Não resisti em acrescentar ao post!
Ó que mimo:
Para ver com maiores detalhes a parte interna e saber como a Dricca fez, vale uma passadinha pelo blog dela.

Leia Mais

Pão do Popeye

Eu nunca “fui com a cara” do Popeye; nem com a voz, nem com a namorada chatinha, nem com o rival truculento, nem com a maneira dele resolver as coisas. Um estilo, meio assim…”maçaranduba de ser”. A antipatia é antiga. O marido sempre sai em defesa: “mas ele ensinou às criancinhas a comer espinafre”, pra crescer, ficar forte, igual ao Popeye! E assim foi que, o personagem se transformou em personal nutri
tionist,
aliado das mamães-desesperate housewives, na tarefa de fazer com que os seus pestin…( ops! Nada disso! Corrigindo:) seus anjinhos comessem menos porcarias.
Tá bom. Tirando o fator “educativo alimentar“( tipo, assim: você tem de comer, pra ficar forte como o Popeye e poder “dar muita…pôrraada!”), eu não conseguia ver que graça tinha em comer espinafre, porque lááá de onde eu vim( no Amazonas), nem sabia o que eram essas folhas na latinha!

Mas aprendi com a minha mãe, que: mingau de banana da terra( lá, eles chamam de pacovã) com castanha do Pará e o açaí, são comidas que dão “sustança”; traduzindo, do “Maternês”: sustentam, fazem crescer( às vezes para os lados) e ficar fortes.
O açaí poderia ser “tombado” como patrimônio gastronômico do Norte, principalmente em Belém. Lá, movimenta uma indústria, meio informal ainda, fazendo parte do cotidiano dos paraenses, assim como o chimarrão no Sul.

É gostoso ser lembrado por coisas nada-a-ver e ao mesmo tempo, tudo-a-ver: semana passada uma amiga veio me mostrar um pão de açaí, numa revistinha de receitas bem popular. Disse-me: “vi esta receita e me lembrei de você”.
Então levei a revista pra casa com a promessa de que, se desse certo, traria uma amostra do pão, como forma de agradecimento.

Dito e feito: na segunda-feira fui para o meu “laboratório”, no caso, a cozinha. Como não tinha o fermento fresco recomendado, resolvi adaptar a quantidade, usando o seco, mesmo. A massa me pareceu muito boa, leve e macia, mas não estava disposta a crescer, parecia. Voltei a sovar, com mais um pouco de fermento dissolvido e, botei pra quebrar: ficou ótimo!
Como aprendi que em pesquisa, uma experiência não é levada a sério se não puder ser reproduzida em laboratório, voltei a ele, com os ingredientes certos. Resultado:
Um pretinho saboroso, macio e cheiroso! ( Será que estaria sendo politicamente incorreta?)
A outra pretinha espalhada por cima, é uma geleia de mirtilo que, apesar de cara, valeu cada centavo a mais que paguei por ela!
Se descobrisse a fonte da juventude, a fórmula de emagrecimento sem esforço, o segredo do enriquecimento rápido e, não dividisse com os meus amigos, eles teriam motivo de sobra pra ficar chateados comigo, não acham? O que é bom, é pra ser compartilhado. Por isso é que peço: reproduzam esta “experiência” em casa! Depois me contem, se não foi uma excelente dica que lhes dei!

Então, chega de bla, bla, bla e, vamos à receita deste verdadeiro maná:

Pão de açaí e banana*
*( O pão que Popeye comeria pra ficar forte. Com a vantagem de não ser enlatado, como o espinafre que ele usa)

Fermentação:
-30 g de fermento biológico fresco( aquele, de tablete)
;
-1/2 x de água morna;
-2 cs (colher de sopa) de açúcar;
-4 cs de trigo.

Massa:
-200 g de polpa de açaí congelada*;
-2 ovos;
-1/2 cc( chá) de sal;
-200 g de margarina à temperatura ambiente;
-1/2 x de açúcar;
-1 x de aveia grossa;
-2 bananas nanicas picadas;
-6 x de farinhade trigo, mais ou menos( eu acrescento aos poucos, sem medir, até dar ponto de sovar);
-1/2 x de castanhas picadas(opcional).

Como fazer:
1-Fermentação-misture o fermento às 2 cs de açúcar. Perceberá que o fermento se dissolverá na reação. Acrescente as 4 cs de trigo e a água morna, cubra a vasilha e aguarde uns 10-15′, até crescer. Olhem a esponjinha, como ficou:
2-Massa- descongele a polpa de açaí e misture-a à margarina, ovo, açúcar, sal, banana, aveia e castanhas.
Acrescente a esponja de fermento e misture muito bem;
Acrescente o trigo aos poucos, mexendo e incorporando-o à massa, como se fosse um bolo. Bata, acrescentando o trigo, até começar a desprender do fundo da vasilha.
Quando ficar muito pesada para bater à mão( se tiver batedeira de pão, menos trabalho), coloque-a na mesa para sovar, apenas para dar uma “enxugada” na massa.
Divida-a em 3 partes iguais( rende 3 pães de 600g, aproximadamente), molde os pães e os acomode em formas de bolo inglês, untadas com óleo:
Deixe crescer por aproximadamente 40′.
Preaqueça o forno em temperatura média e leve-os a assar por 30′.
Quando perceberem um delicioso aroma de pão no ar, retire-os do forno e esperem esfriar, antes de cortar
( será que dá pra esperar?…):*Eu usei a melhor polpa de açaí do mundo: aquela produzida em Belém. Já é comum encontrar a polpa em bons supermercados, mas é bom pesquisar uma que não tenha água demais na mistura, do contrário, poderá comprometer o ponto certo da massa.

Já ia me esquecendo de dar os justos créditos: essa maravilha foi tirada da revista Receita Minuto, ano 5/n°59, daquele apresentador tagarela: o Daniel.

Ah! A promessa à amiga que me deu a dica, foi cumprida à risca. E vocês, o que poderiam me dar como agradecimento?( Aceito doações na minha conta bancária…)

O único senão deste pão é que, assim como no seriado House não dá pra resistir e assistir só um episódio, não dá pra comer só uma fatia: precisa de um segundo episódio, terceiro, quarto…

E agora, o momento “puro gramúr” do dia, em homenagem à minha amiga virtual Jane, que ama esmalte nas unhas! Depois de Rosa Chiclete, Rosa Antigo, da Colorama:Colocando tantas vezes a “mão na massa” durante a semana, esse glamour dura pouco…
Falando em glamour e amigas, a minha outra vizinha e amiga de blog, Cynthia Fala Mãe!, está com uma promoção bem mulherzinha. Passa lá pra conferrir
.
Agora, vamos à aula prática: quero um relatório detalhado da experiência, em cima da minha mesa até amanhã, sem falta! Já pra cozinha!

Leia Mais