Proposições para os novos tempos…

( Mas que valem para qualquer tempo: anterior ou posterior a este…)
-Colocar a leitura em dia;
-Dormir mais;
-Comer menos;
-Voltar a correr e me preparar para a São Silvestre( estive bem perto, por 2 anos seguidos…);
-Ser mais organizada;

-Ser mais paciente;
-Antecipar os preparativos para o natal seguinte, já em outubro…
Objetivos simples, não necessariamente, fáceis ( como diria Julie Powell, em Julie&Julia)! (Isto sem mencionar alguns, de caráter particular…)
A maioria costuma fazer um balanço geral, nesta época.
Traçamos planos e estratégias, esperando que o início de um novo ciclo nos permita colocá-los em prática.
E, lá se vão os primeiros 10 anos do século 21!
Era início do ano de 2000: eu tinha um bebê no colo, ainda mamando e, completamente dependente!
Hoje, parafraseando aquela brincadeirinha antiga, perguntaria:
-Cadê aquele nenenzinho que estava aqui?
-O tempo levou…Deixou no lugar um menininho, cheio de opiniões!

Falando em tempo, há muitos que, se pudessem fazer um pedido a se cumprir no ano novo( e neste grupo me incluo), desejariam ter um dia mais comprido: 30, 36, 40 horas…”Quem dá mais, quem dá mais?”…
E, se tivessem um dia que não terminasse nunca?…
Este é o mote da excelente comédia
Feitiço do Tempo : Bem, isto já faz muito tempo. É do século passado: mais especificamente, 1993. Mas, como tudo o que é bem feito, é atemporal. Não pretendo aqui fazer sinopse do filme, pois já deve ser conhecido da maioria( Ainda não viu? Tá perdendo tempo); apenas, pretendo usá-lo como pano de fundo para o assunto do post.
Sabem aqueles dias, quando o que mais aguardamos é o fim deles? Como se, o sofrimento fosse embora junto?
-O ano, que parece ter sido o pior de toda a vida!
-O chefe, que é um chato, e você não vê a hora de vê-lo pelas costas…
-Aquela prova importante, que lhe roubou noites de sono.
-O plantão cansativo, que não vê a hora de acabar.
-A medicação que demora fazer efeito, enquanto você sofre junto com o filho, doente…
Não importam, os motivos. O maior desejo, é: deitar na cama, fechar os olhos e…acordar, exatamente no mesmo dia, o de sempre?! Nããoo!! É o filme errado!! Não seria…”a hora do pesadelo III”?! Prisioneiro do tempo! E, de um tempo destestável?! Ninguém merece.
E daí? O que fariam, no lugar de Phil Connors ( Bill Murray, num de seus melhores personagens!)?
Aproveitariam o que aprenderam, com os erros e acertos do dia anterior( e, com os do mesmo dia, anterior ao anterior e assim, retrospectivamente, sem ter fim…), para fazer melhor?
O dia pode até não mudar e ser a mesma m. ( meleca…) de sempre, mas nós, podemos: pra melhor, ou pra pior! Como consequência, a vida ( a nossa, e a dos outros em volta) pode mudar, também: pra melhor, ou pra pior…”Você decide!”
Quando escrevo um texto curto como este, costumo ler e reler várias vezes. Isto é importante para evitar erros grosseiros de português, de digitação, de ideias…Às vezes, apago e reescrevo toda uma frase ou, mudo um parágrafo de lugar, procuro deixar as sentenças mais simples, diretas, o mais claro possível…
É certo que tenho as minhas limitações e, não: a clareza de um Luís Fernando Veríssimo, a cultura de um Millôr Fernandes e o humor refinado de um Diogo Mainardi. O que me obriga a ser mais atenta, ainda!
Hoje em dia, com todos os recursos de informática que temos, ficou mais fácil escrever. Eu disse: fácil, não, simples! Os calos e tintas, nos dedos dos escritores do passado, foram substituídos por outras doenças, nos modernos: LER, tendinite, calo na barriga sedentária…
Difícil, é escrever a história da nossa vida. Não dá para deletar alguns acontecimentos desagradáveis, ou pessoas, com quem nos relacionamos e que nos magoaram, bobagens que fizemos e que também magoaram outras, ou: fazer Ctrl+C/Ctrl+V, copiar e colar tudo o que nos agrada. A vida é um rascunho que publicamos em edições e reedições on line, 24h/dia.
“Mas, não se irrite! Não se irrite!”, como diria o Chaves…
À nossa disposição, uma nova postagem: todinha em branco, para 2010.
O que não deu certo até agora, é passado. Mas não, descartado! Matéria prima, sim, para um melhor começo!
É aprender com as palavras de Chico, na música Um tempo que Passou:
“Vou
Uma vez mais
Correr atrás
De todo o meu tempo perdido
Quem sabe, está guardado
Num relógio escondido por quem
Nem avalia o tempo que tem”…

E as proposições, valem? Reproduzo aqui, um diálogo entre Alice( do País das Maravilhas, de Lewiss Carroll) e o Gato:
Podes dizer-me, por favor, que caminho devo seguir para sair daqui?
Isso depende muito de para onde queres ir
– respondeu o gato.
Preocupa-me pouco aonde ir – disse Alice.
Nesse caso, pouco importa o caminho que sigas – replicou o gato.”

Pra quem não tem rumo, qualquer um serve.

Falando em tempo, em tempo de mudanças e daqueles que não mudam, só melhoram, apesar das mudanças dos tempos, deixo este vídeo com um Bob Dylan, ainda novinho em folha…

“Ei! Vocês se lembram das músicas dele? Continuam as mesmas. Mas, os seus cabelos…quanta diferença!”
Dylan, que não é nada bobo, não teve medo de mudanças. Apesar de todas as vaias que recebeu de fãs contrariados, ao assumir guitarra elétrica e visual roqueiro em pleno festival folk, seguiu em frente, “like a rolling stone…” O tempo se encarregou de mostrar que ele sabia exatamente o que queria.
The Times They Are a – Changin’
“…Se seu tempo para você
Vale a pena ser salvo
Então é melhor começar a nadar
Ou irá se afundar como uma pedra
Pois os tempos eles são uma mudança…”

E, que nos preparemos para mudar em 2010! Para melhor. Sempre.

You may also like

11 Comentários

  1. Laély , sempre passo por aqui mas nunca comento ( sou um pouco tímida), mas hoje acredito ser um dia especial!
    Assim te desejo um Feliz 2010 , e como você bem disse que seja um 2010 de mudanças…Para melhores sempre !

    Grande beijo

    Silvia

  2. Silvia, que bom que apesar da timidez, a ocasião lhe trouxe aqui, com bons desejos para o novo ano.
    Tô de plantão, assitindo ao final de "Mensagem pr@ você". Eu adoro finais felizes.
    Que seja um começo feliz para todos nós!
    Abraço!

  3. Florzinha, feliz 2010 para você e sua família, qual graça teria?
    Estamos aqui para aprender um pouco mais, superar limitações e achar uma nova maneira de viver até que a morte nos carregue.
    bjsss

  4. Verônica, obrigada por sua "companhia" este ano. Sua simpatia contagia.
    Um abraço e feliz 2010!

    Nana, muuito obrigada por tudo! Você acompanhou este blog, quando ainda estava engatinhando e me deu o maior incentivo. Agora em janeiro, completa 1 aninho.
    Um beijo grande e que continuemos juntas em 2010!

    Cynthia, minha querida! Tanta novidade na minha vida este ano. A melhor delas: as amizades que fiz por aqui. Isto é que é joia rara.
    Um beijo na cria!

  5. La! Um feliz ano novo pra vc! Acho que não pude desejar um feliz Natal… a net aqui na minha sogra deu problema… mas aí vai, atrasado, mas muito bem intencionado… mil beijooooos!
    Helena

  6. Laely
    Feliz ano Novo, tomara que este ano traga a você a alegria que nos proporcionou com sua companhia, aproximando pessoas e afinidades. Ontem comprei uma árvore linda que uma semana antes do natal estava 120 reais, comprei ela ontem por 65 reais. Já passou o Natal, eu sei, mas como sou otimista e acredito que ano neste ano estarei presente no natal, minha nova árvore já esta garantida. 1,50 de altura. show. O link com o blog rose hip é legal, que blog bacana. Beijo e tudo de bom, muita sorte.
    Cris Massa

  7. La, queridona!
    hoje é que estou passando de fato pelos casas amigas, pra deixar aquele abraço bom de ano novo.
    E pra dizer que agradeço ao ano velho, que deixou de bom amizades queridas como a sua (verdadeiras jóias raras, como vc disse para a nossa outra queridona por aqui!).
    Beijo enorme e saudoso (pois estou indo a la playa!),
    Ana

  8. Helena, os mesmos desejos, pra você e a Cecília!
    E aí: será que vai dar pra nos encontrarmos, antes de vocês partirem? Liga pra mim.

    Cris, há tantas coisas pelas quais agradecer, este ano…
    O carinho e respeito com que sempre me trata, fazem com que me sinta, realmente especial!
    Obrigada por tudo e feliz ano novo!

    Silvia, obrigada pelos bons desejos! Que retornem em dobro pra você!

    Ana, sabe que este ano foi especial pra mim, também.
    Vamos ver se nos encontramos em 2010, né?
    Vocês, e metade da população de SP, deve ter ido à praia son feriado. Boa sorte e paciência…rsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *