Ninho de pinguins

ohdeedoh

Outro dia, fui abordada na rua por uma moça, perguntando se eu era a “Laély do blog”. Estava fazendo a caminhada habitual com o Hulk e confesso, fiquei desconcertada. Não, pela abordagem (tão gentil, foi a moça!) e sim, porque não estava preparada para essa interseccção do real com o virtual. Há poucos dias, a Ana Sinhana escreveu no blog sobre tal situação de estranheza.
No mundo virtual, podemos ser qualquer coisa: como se fosse possível fazer photoshop do próprio layout e o que é apresentado, nem sempre corresponde à realidade. Não se trata de fingimento, mas de uma forma diferente de comunicação.
Assim como a Ana se descreveu, sou uma pessoa discreta, falo pouco, até sem graça, às vezes. Para quem me “conhece” através do blog, pode parecer que sou despachada, extrovertida, que tenho sempre uma resposta na ponta da língua! Enganam-se. O que sei, é que tenho uma facilidade maior para me expressar, escrevendo. É claro que, anos de experiência de vida e trabalho, ajudaram-me a driblar a insegurança e timidez, mas há resquícios dessa Laély em mim! Conforme comentei neste outro post, estou exercitando meu “lado cara de pau” e o blog tem me ajudado nisso.
Posso considerar-me uma novata na blogosfera: ainda não completei um ano de estrada. Posso também, considerar-me alguém de sorte, ou abençoada, ou de sorte abençoada pois, nesta curta caminhada, tenho encontrado muita gente boa! Pessoas com quem me identifiquei, desde o primeiro contato virtual. Isso tem me encorajado a dar um segundo passo e me aproximar ainda mais, concretizando no real, a amizade iniciada no virtual.
Nesta última semana foi “estranho” conversar com a Susi, amiga virtual que acompanha o blog desde o início, lá da Itália. Estranho, mas delicioso! A gente fica meio sem jeito, achando que pode não corresponder às expectativas do outro, como se num primeiro encontro com o namorado.
Estou me preparando para conhecer a mulher severino Eliene, com promessa minha de participar do casamento dela, lá em Belém, quando por lá for, em dezembro.
A Ana, a Sinhana, também foi uma dessas pessoas com quem me afinei. Apesar da correria de vida de cada uma, temos mantido contato, através de e-mails e pela blogosfera.
Havia lhe encomendado 2 pinguins, que ela mostrou aqui.
Há 2 dias, tive deliciosa surpresa ao receber minha encomenda do Polo Norte:Senti-me paparicada com tamanha delicadeza da parte dela: além dos pinguins, mandou de carona uns mimos fofos, como organizador de bolsa com tecidinho japa, porta moeda, bloquinho de rascunho e até, forminhas, confeitos e receita de cupcakes! Essa atenção não foi virtual, mas bem real pra mim.
Por enquanto, os bichinhos ficaram na prateleira da cozinha:
É que, em cima do freezer e geladeira, há outra família de pinguins morando. Precisaremos fazer negociações, para não haver traumas nessa mudança…
Coincidência ou sintonia, muito respeitosamente( já que a Ana é costureira de mão cheia!), comecei a fazer um cupcake para lhe enviar:
Não gostei desse e acabei fazendo um outro para cobrir um caderninho.
Mostro aqui o material que usei, caso alguém se anime a fazer algo parecido:
Caderno de capa dura/Tecidos, sianinhas, lantejoulas, linha de bordar/cola temporária em spray, para os apliques/cola de artesenato Círculo/canetinha para tecido/termolina leitosa.
Aqui, o acabamento interno, com outro tecidinho:
É bem simples de fazer.
Resumidamente, as minhas dicas:
-O adesivo temporário facilita muito na hora de fixar os pedacinhos de tecido dos apliques. Não encontrando ( é mais caro, também), pode-se usar o tecido termocolante.
-A bisnaga Círculo, descobri há pouco tempo e achei mais prática de usar do que a cola quente.
-Pode-se aplicar o mesmo adesivo temporário no verso do tecido, para aderi-lo ao caderno de capa dura. Cola de rótulo azul também funciona, mas demora mais a secar.
-Uso tecido termocolante no acabamento interno. É só tirar o papel de proteção do adesivo e grudá-lo na contra capa.
-Uma demão generosa de termolina leitosa finaliza o trabalho, ajudando a proteger e impermeabilizar o caderno.
Não estou aqui levantando bandeiras, nem dizendo que todo mundo na blogsofera deveria seguir meu exemplo. É difícil dar conta da vida e dos amigos reais. Impossível, dar atenção a todos os contatos virtuais! Mas, como escrevi no post sobre amizade, se for possível uma realização do virtual, por que não? Fica mais pessoal.
Abraço a todos, que de forma real têm apreciado esses nossos encontros virtuais por aqui!

You may also like

23 Comentários

  1. Que coisas lindas, Laély!

    O meu caderno de receitas testadas, que vou coleccionando pela blogosfera, está muito necessitado de cara nova! E o seu aí deu-me uma óptima ideia!
    Para a próxima semana atiro-me a ele, pois nesta ainda continuo com a saga de festas: amanhã aniversário de casamento e sábado, aniversário do meu marido!

    Beijos

  2. Laély to passando pra desejar um otima tarde e te falar que recebi um selo premio e que o repassei para voce…

    rs que coincidencia eu tenho um fundinho de tela que coloco no blo igual a esse tecido de abelhinha e maças rs, abraços!

  3. Laély,é exatamente como vc diz,a imagem q faço de vc é de despachada,arretada, nao consigo te imaginar timida.Adorei conversar com vc, ficou um gostinho de quero mais.Até o marido comentou sobre.
    Lindos os pinguins e tbem as dicas de seu cupcake.
    bjks

  4. Laely, tão deliciosas suas palavras…
    Ah, a minha agendinha de ursinhos não sai da bolsa … prefiro muito mais presentes com toque pessoal e vc é mestra para isso !
    Bj Patricia

  5. Ai que delicia isso viu!
    Eu tb. confesso que sou mais despachada no blog do que pessoalmente. Estou me preparando para encontrar com a Flavia do Decoração, com a Veronica Kramer, que tem um ateliê aqui pertinho e com a Priscila "Olhos Verdes"…Assim que terminar miha reforminha vou encontrá-las pessoalmente. Troco muitos e-mails com a Margaret e a Talma (ambas no nordeste)ficamos amigas.
    Fiz grandes amizades no blog e penso que com a maioria que me visita tenho muitas afinidades.

  6. Oi amiga,você não tem ideia do prazer que vai ser te conhecer, se meu simples casamento já era um dia único e especial, com você vai ser inesquecível.
    Somos de mundos diferentes, vidas diferentes, você é chique além da conta, mas temos algo em comum: amamos a vida, acho que é porque cuidamos de quem amamos, do lugar onde moramos, certo que minha microcasa é cheia de defeitos mas um dia terei uma casa realmente,rsrs.
    ah mas gosto de rir, falar besteiras, tenho devaneios, gosto de comer, oh vida, por isso hoje estou gordinha, e tem dias que acordo com preguiça d elevantar da cama, de não falar com ninguém.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    somos humanos, não somos perfeitos.
    estou te esperando
    hum acho que vou providenciar o açaí, a farinha de tapioca, o cupuaçú e o que mais?
    te adoro
    beijos

  7. OI, Fabiano! Aqui, posso chamá-lo de "meu querido", mas no real, não teria tanta coragem…rsrs

    Susi, querida de verdade: com certeza, trocaremos mais figurinhas, sem essa estranheza da primeira vez. Mas, acho que "foi bom pra você?!"…Pra mim, foi! rsrs

    Patrícia, que bom receber carinho real, não é?

    Mirella( acho que é esse seu nome, né?): a gente faz um monte de coisas, mas às vezes, acaba não dando conta de nada…

    Santinha, é muito bacana isso de fazer amizades virtuais, porque você chega a se assustar, ao perceber afinidades com pessoas tão distantes!

    Eliene: pena que pasarei por aí, numa época em que você, provavelmente, estará muito ocupada, mas eu adoraria passar uma tarde na sua companhia! Acho que iríamos nos divertir muito! Para com isso, menina! Eu não sou chique, coisa nenhuma! Sou de hábitos simples. Tenho as frescuras normais de qualquer mulher, mas acho que não chego a ser chata, não. Tô pensando em passar uns dias em Salinas( êêê, vidão!…). Tô merecendo.

    Carol: imagina! É que a moça mora aqui em Santa Teresa. Ser reconhecida numa cidade do tamanha dessa, não é novidade. Novidade pra mim, foi me chamarem, por causa do blog.

  8. Oiiiiieeeeeeeee,

    Esse lance de conhecer pessoas na internet é engraçado. Já tive namorado que conheci pelo orkut e tenho ótimas amigas que conheci ao vivo que fiz na net. Muito bacana mesmo.

    vc diz: fiquei desconcertada. Não, pela abordagem (tão gentil, foi a moça!) e sim, porque não estava preparada para essa interseccção do real com o virtual. -Concordo plenamente… –

    Os pinguins que a Ana te enviou são o máaaaximo. Adorei chiquerézimo!

    Olha depois que eu descobri que o super bonder cola até (pingulin), não uso outra cola ahahahah. (uso outras para acabamento…A Super virou um vicio).

    Beijocas,

    Ps.: Te mandei um e-mail

  9. La, também sou tímida como vc, lá na Mega artesanal varias amigas vieram falar comigo por causa do blog e fico toda envergonhada, achando que não vou agradar, fico sem assunto sei lá, é assim mesmo.
    O meu pinguin também não ficou na geladeira acho ela muito alta e ele merecia destaque maior, ainda não tem lugar certo, este caderno de receitas tá muito fofo com este cupcake.

  10. pude ler seu post com calma agora…

    verdade as vezes nos materializamos outra pessoa no mundo virtual e deve ser estranho um puco mesmo ser reconhecido na rua assim de surpresa, mais nao acha um maximo a leitora nem te conhecia e te reconheceu ela anda com seu blog na cabeça :)!

    adorei o cupcake!

  11. Laély, que surpresa boa você visitando meu blog! Olha só, comprei a tinta esmalte branca da Suvinil, mas deu um trabalhão danado, várias demãos de tinta, cachorrinha na tentantiva de fazer companhia e ajudar esbarrou nas duas mesinhas e complicou dos dois lados, pêlos na mesinha e tinta na Milu. Mas enfim, deu certo no final.
    Sobre o blog, ainda estou apanhando, nem sei como consegui colocar as fotos mais embaixo, fui mexendo e saiu, nem lembro como. Acredita que já ganhei selinho? Ganhei e nem sei qual é o meu para salvá-lo, não sei o que tem que escrever, essas coisas de iniciante.
    Oh! Obrigadinha pelo comentário, faz grande diferença, viu?
    Beijos

  12. La querida, nem sei como agradeço tamanho carinho!
    Eu sou uma pessoa meio ressabiada, fico na minha, e já tive algumas decepções pontuais nesse mundo virtual. Mas gestos de amizade e apoio como vc sempre me oferece, compensam muito qualquer desencanto.
    Amei meu caderninho e não vejo a hora de tê-lo aqui, pra abandonar o velho (isso anda virando hábito por aqui nos últimos dias!).
    Beijão, Ana

  13. Simone, eu já usei super-bonder, não para grudar "bigulin" (há, há, há!), mas ela escorre, gruda nas pontas dos dedos e eu fico uns dias com as mãos grossas de cola. Achei essa, da Círculo, muito boa!( Só não tentei esse seu uso…há, há,há!…)

    Mara, você tem jeito de ser bem tímida, mesmo, mas agora, não tem mais jeito: já é celebridade!

    Ah, Ruby, com certeza, a gente recebe de volta o que dá!

    Ana, você deveria se chamar Ana Mineira.

  14. Ai, eu tenho um quase assim (caderninho de cupcake)…. sou tão sortuda!
    Quer dizer que tu é quietinha é?
    Já eu nega, sou mais destrambelhada do que sonha sua vã filosofia.
    Já pensou se um dia a gente se encontrasse? Eu ia amar.
    Bjo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *