Ilarilariê…

Xô, xô, xô!…
Vai dizer que não deu nada melhor para o filhinho escutar, além das músicas da Xuxa?!…
Ô, coitado…
Tanta coisa de boa qualidade, inteligente, curiosa, e parou nos hits de Cid Guerreiro?!
Ô, coitada…
Depois, ninguém entende como o Bonde do Tigrão faz tanto sucesso. ( Ah! Não tem mais Bonde Tigrão? E o que está “bombando” no momento, então? Quero nem saber!…)
Falando nos “direitos universais da criança” do post anterior, também na minha interpretação muito particular, é direito delas terem os ouvidos educados desde cedo, aprendendo a apreciar boa música; boas referências são imprescindíveis, do contrário o Bonde as espera e não, o Trem das Onze…
Quando é primeiro filho, a gente começa a se preocupar com isso ainda com o menino na barriga: tem mãe que só escuta música clássica, calma, esperando que o bebê chegue ao mundo, todo zen.
“Cuidado com o Calypso, porque pode dar cólicas no neném!”
“Pagode, piora o refluxo!!”
“Sertanejo, o menino golfa!!!”
“Ô, coitada…”

Já fui muito de entrar em livaria e ficar um tempão escolhendo livros para os meninos. Queria que eles aprendessem desde cedo o prazer da leitura. A tática funcionou. Assim também com a música. Corria atrás de saber das boas novidades no mercado e acho que era sempre eu, a mais encantada com o que via e ouvia.
Tenho uma coleção de cds para crianças que infelizmente, meus meninos já não escutam mas, tudo bem. Nada se perde. Hoje em dia, os adolescentes lá de casa preferem Pink Floyd, Queen, Raul Seixas, Mike Oldfield e outros, que nem sei o nome. Acredito, que o nosso gosto musical ajudou a formar o deles também.

Então, para as mães e pais de primeira viagem, e de segunda, ou de terceira( não importa!) deixarei algumas dicas de boa música, para provar que existe vida inteligente no universo dos compositores de músicas infantis:

Quem não se lembra daquela coleção colorida de disquinhos de histórias que se ouviam na vitrola? Foi da minha época de criança( não falei que ando saudosa? Mas não vai dizer que eu escutava no meu gramofonezinho, porque posso ficar brava!) .
A Coleção Disquinho foi lançada na década de 60 e trazia historinhas narradas, entremeadas por musiquinhas compostas e adaptadas por Braguinha e orquestradas por Radamés Gnatalli. Sentiu o peso? Coisa de primeira.
“Ai que saudade que tenho da aurora da minha vida…”
Não é nenhuma novidade, mas a Coleção foi relançada em cd e…ufa! Felizmente um bom trabalho, a salvo! Nossas crianças não ficaram em desvantagem.

Outro cd que indicaria para enriquecer a discoteca das crianças:
Os Saltimbancos é uma adaptação musical de Chico Buarque para o conhecido conto dos irmãos Grimm,”Os cantores de Bremem”.Vale a pena conhecer e, esqueça a versão dos Trapalhões feita para o cinema. Vá beber na fonte, e ouvir Nara Leão interpretando o gatinho da história.

Adriana Calcanhoto soltou a bela voz e a criatividade, investindo num trabalho para crianças muito caprichado: Adriana Partimpim tem músicas de Arnaldo Antunes, Paula Toller, Chico Buarque, Claudinho&Buchecha…e, acredite: esta salada musical deu muito certo!
O DVD do show é um encanto, inclusive para adultos.

“O selo Palavra Cantada foi criado em 1994 por Sandra Peres e Paulo Tatit com o objetivo de produzir uma música infantil moderna que fosse ao mesmo tempo lúdica e poética. ”
E lá se vão quase 15 anos de boas músicas e muitos prêmios.
Dentre os vários trabalhos da dupla, ressalto:
Cancões Curiosas, Canções de Brincar, Canções de Ninar e aqui a garota-propaganda, mais-fofa- não-poderia-haver: Luíza, filha de Tatit e fã n°1, com o cd preferido!“Posso recomendar todos os cds citados e mostrados acima, pois os tenho e já provei: eu agarântio!”

Outro meu queridinho, de quem sou fã desde os tempos em que ele cuidava da música para os programas infantis da Tv Cultura é Hélio Ziskind.
Compositor de músicas deliciosas de ouvir, “clássicos” como:
Ratinho Tomando Banho
Tchau preguiça
Tchau sujeira
Adeus cheirinho de suor
Oh…
Lava lava lava
Lava lava lava
Uma orelha uma orelha
Outra orelha outra orelha
Lava lava lava lava
Lava a testa, a bochecha,
Lava o queixo
Lava a coxa
E lava até…
Meu pé
Meu querido pé
Que me agüenta o dia inteiro…”
Imperdível também, outro cd de Ziskind:
“O Gigante da Floresta”, com a turma do Cocoricó-narração cantada, de uma história nada engraçada: o incêndio criminoso de um jequitibá centenário, no interior de Minas. Ótima maneira de ensinar Ecologia às crianças, sem ser chato.

Há outros tantos bons para comentar mas fico por aqui, porque a noite já está avançando na madrugada e eu ainda preciso lavar…
“O meu pé, meu querido pé, que me aguenta o dia inteiro…”

Depois, vem mais por aí. Agora aguenta!
Atualizando:
Este post, como todos que faço, são como filhos que trago ao mundo: tenho carinho por todos, mas alguns em especial são muito prazerosos de fazer, principalmente, quando encontro eco nos comentários dos leitores. Querem ter uma ideia do que rolou nos bastidores?
A maioria dos comentaristas gostou das indicações:
Alguns, fizeram viagem no tempo, pois lembraram da própria infância, ouvindo as histórias do Disquinho, além de conhecerem e aprovarem a Palavra Cantada e os programas da TV Cultura.
Todos têm se empenhado em educar o gosto dos filhos para música e literatura, dando-lhes boas opções.
Xuxa anda meio em baixa, pelo menos entre os leitores do Sala da La( outra prova de que têm bom gosto, porque também gostam de passar por aqui…)
Lembraram-me, muito justamente, que não incluí os trabalhos de Vinícius e Toquinho para crianças, especialmente, o musical “Arca de Noé”. Injusto esquecimento meu pois tenho o livro e cd, que estão entre os meus preferidos, também.
A Sandra escreveu, comparando a filosofia por trás das letras de músicas infantis:
…É uma pena que as crianças de hoje não recebam as mesmas mensagens que nós. Ao invés de “todos juntos somos fortes” e “ao meu lado há um amigo que preciso proteger”*, escutam pérolas “minha eguinha pocotó” e “tô ficando atoladinha”**… Sem comentários!
*Trecho de “Os Saltimbancos”
**Trecho de músicas(?!)mais recentes. Sem comentários, concordo!
Agradeço a todos vocês, que me enriquecem e enriquecem os posts do blog com seus comentários.
Querem conferir mais? Lá, nos bastidores dos comentários do Sala da La.

You may also like

38 Comentários

  1. Oi Laély…bom dia…lindo dia!!!
    Graças ao bom Deus, consegui criar minha filha, que está com 16 nos, longe da mediocridade musical. Desde pequena ela ouvia músicas que pudessem alegrar e educar ao mesmo tempo. Hoje ela ouve Djavan, Milton, Chico e outros do mesmo naipe. Bonde do Tigrão e outros que seguem o mesmo caminho musical nem pensar.Sempre me preocupei com o que ela ouvia, mas com meus alunos também, se não tivesse uma infantil de qualidade, colocava Roupa Nova, e até hoje, já adolescentes, eles contam que ainda ouvem.Não os afastei do famigerado bonde, mas pelo menos eles dividem território.
    Beijos…ótimo final de semana!!!
    PS: você não gosta que falem que vc ouvia música no gramofonezinho?
    Pior é meu caso: minha filha diz que consegue me imaginar criança, correndo pelos campos floridos, tendo como companheiros de brincadeiras os dinossauros. Ela é cruel.

  2. Menina

    Hoje vc arrasou nesse post. Adoro obras infantis, sejam livros ou músicas.
    Conheço pessoalmente uma escritora de livros infato-juvenis maravilhosa, a Patrícia Secco tem livros ótimos que falam sobre moral e bons costumes de uma maneira bem gostosa, sua pretensão é atingir os adultos por meio das crianças, como uma criança chamar a atenção do pai, por exemplo, quando ele joga lixo no chão ultrapassa o sinal vermelho, enfim.
    Recomendo muito seus livros. Um em especial "Quem é Deus" que explica para a criança o que é a fé sem entrar em méritos de nenhuma religião.
    E essa música do PÉ me fez lembrar minha infância, perfeita.
    Ah, passa lá no Mundinho Particular que hoje tem entrevista especial.

    Bom feriadão

  3. KKKK!
    Nossa, Maju! Sua filha pode concorrer em crueldade com o meu filho do meio, que é mestre em dar essas respostas!
    Quanto ao gosto musical, concordo plenamente com você: não pode ser nada forçado. É como educar o paladar: como esperar que o filho tenha hábitos saudáveis, se os pais, não dão bom exemplo?!
    Se eles se acostumam, desde cedo a ouvirem boa coisa, naturalmente, aprenderão a selecionar.
    Meu filho mais velho, por exemplo, gosta de heavy metal. Eu, odeio! Mas se ele quer ouvir, ouço com ele, pacientemente, aguardando ansiosa que chegue ao fim. Mas aprendi com ele a gostar de outras músicas que ele, sozinho, vai atrás de conhecer. É a reciclagem necessária para que não nos tornemos "jurássicos", como bem sua filha descreveu.
    Costumo dizer que todo estilo de música pode ser de boa qualidade. Então, que se procure pelo que é referência e o que há de melhor, em cada ritmo.
    Não gosto de Roupa Nova. Acho um pouco comercial demais. Mas eles já provaram, com tantos anos de estrada, que têm um espaço só deles, no cenário da nossa música popular.
    Obrigada pelo comentário tão enriquecedor( e por levantar tão cedo para ler as minhas abobrinhas…)
    Abraço!

  4. Olha aí, outra madrugadora: a Rosi!
    A coleção de livros dos meninos é maior que a de cds. Sou apaixonada, mesmo! Qualquer dia, farei post como este, indicando bons livros para crianças. Chama a minha atenção, um bom texto e as ilustrações. Na verdade, hoje em dia os livros estão se confundindo cada vez mais com brinquedos, tamanha a quantidade de recursos que trazem.
    Darei uma passadinha pelo se mundinho.
    Um bom dia!

  5. Realmente temos que estimulá-los desde cedo. Minha filha mais velha é bastante seletiva com o que ouve e amaaaaaaa ler. Gosta principalmente de música nacional Chico e Caetano, Zé Ramalho, Belchior, Raul Seixas, Mutantes e por aí vai…rock dos anos 80 (ultraje, paralamas, engenheiros do Havai) artistas mais jovens Cachorro Grande, Teatro Mágico. Entre os internacionais Pink Floyd, The Doors (amaaaaaaaaa Jim Morrison)…comprei em vinil a obra de Vinícius e a de Luís Gonzaga. Enfim, música é tudo de bom e "Ratinho Tomando Banho" ela canta muito até hoje…rsrsrs. Beijocas!
    Ah…sábado passado fomos ao show do Jorge Ben Jor…não é tudo de bom!? Sim, porque agora ela está na fase de chamar o Zé Pretinho e se acaba com o Taj Mahal…rsrsrs.

  6. oi amiga se eu te contar que ainda tenho dois discos da Coleção Disquinho, amava ouvir: Gata
    Borralheira traga o meu café!…rsrs.
    Você conseguiu me fazer sorrir apesar de toda dor qua estou sentindo hoje,é que minha garganta tá tão inflamada que não engulo nem minha saliva, nossa peguei uma virose que quer me derrubar pra valer,eu mereço,rsrs.
    Amiga um final de semana abençoado,beijos

  7. Esse post é maravilhoso. Graças a Deus consegui manter meus dois meninos longe dessa bruxa, ou melhor, Xuxa! E tb sou fã do Palavra Cantada, Bia Bedran, Toquinho e Vinícius para Crianças (lembra da Arca de Noé?) Esse sim, são por mim, considerados "Música de qualidade para crianças". E olha, quando tava grávida do meu primeiro filho, também abusava da música clássica. Primeiro porque dava aulas de piano e solfejava a escala musical o dia todo. Depois, quando cheva em casa, tinha mais um momento clássico. Deitava, para relaxar (como se já não tivesse feito isso o dia todo!) e colocava mais música clássica para acalmar o bichinho. Quando engravidei do segundo, não tinha tempo pra isso, pois minha rotina era pesada em sala de aula de escola comum. Porque tudo isso? Pra dizer que valeu a pena o "momento clássico", pois hoje, o segundo é agitadíssimo, enquanto o primeiro, a calma em pessoa. Bjocas e ó, tem selinho pra vc no meu blog.

    Ps: brigada pelas palavras de ânimo.

  8. Olá,tem selinho pra você no blog.

    Eu e meu filhão ouvimos músicas lindas,clássicas,mas quando é infantil ele gosta muito do Palavra Cantada.

    Bjs
    Nani

  9. Olá,tem selinho pra você no blog.

    Eu e meu filhão ouvimos músicas lindas,clássicas,mas quando é infantil ele gosta muito do Palavra Cantada.

    Bjs
    Nani

  10. A primeira coisa que fiz quando engravidei foi avisar a família que produtos da Xuxa estavam proibidos! Hoje o Ian está com 1 ano e 4 mese e escuta comigo de Dorival Caymmi a Mobi. Dos cds infantis, o que acho mais legal pq lembra minha infância é o A Arca de Noé de Vinícios e Toquinho.

  11. Posso contar um segredinho… desde a juventude comecei a comprar cds para os meus futuros pimpolhos (te juro, nem namorava…). Tenho alguns do que vc citou e o que mais adoro é o Saltimbancos! Adoro também os dois da Arca de Noé… tenho Toquinho para Crianças e outros.
    Tb acredito que somos muito responsáveis pela formação das crianças.
    Beijo

  12. Taia: estão no caminho do bem e do bom gosto musical. Gosto da maioria dos artistas que mencionou.

    Ô, Patrícia!…Boa lembrança! Eu tenho o cd e o livrinho da Arca de Noé. Gosto da música da pulguinha.

    Ô, coitada…da Eliene…
    Se conseguiu ao menos rir, ainda não é caso perdido.
    Melhoras, querida.

    Ana: estava pensando em você, ainda hoje, e na ideia de nos conhecermos pessoalmente, já que moramos tão pertinho, que acha? Preciso escrever para o seu e-mail.
    Eu também amo Toquinho e Vinícius, para grandes e pequenos!

    Oi, Nani!
    Espero lhe visitar em breve. Obrigada!

    Cristiane: boa medida você tomou, protegendo os ouvidinhos do seu menino. Quando estiver maior, não precisará proibir nada, pois ele já terá capacidade para selecionar o que deseja ouvir. Tem bom gosto você.

    Abraço a todas!

  13. eu confesso: eu escutava xuxa. sou da época dela… mas também adorava a música do Pato dos saltimbancos e eu tinha o disquinho que vinha com o livrinho da arca de noe, do vinicius (aliás a música O Pato eu escutava dalí).
    Hj escuto musica boa, pelo menos eu acho… Amo Chico, Ney matogrosso e não dispenço um bom sambinha (não é pagode).. acho q eu tive salvação heheheheh
    tenha um bom dia!
    beijinhos
    Ignez

  14. ( Perdão, pelo comentário "entrão" do Arceus, pseudônimo do meu menino de 9 anos, que tem um blog de Pókemon. Já conversei com ele, particularmente, que não é assim que ele convida os outros para conhecerem o blog dele, mas, se tiverem a curiosidade de conhecer, tem o link na página do meu blog:
    http://pokeblog3000.blogspot.com/
    Obrigada pela compreensão. Criança faz dessas coisas, mesmo.)

  15. Lá… como toda criança da década de 80…. cresci escutando Xuxa… mas também adorava as músicas do Hélio Ziskind do Castelo Ra-Tim-Bum… até fiz um post em homenagem a ele.
    O importante é que minha mãe escutava muita MPB… então, nunca me interessei por bonde algum….rs
    Por trabalhar com cultura tenho que ouvir de um tudo… mas tem hora que dá vontade de chorar….rs…
    Preciso contratar shows que agradem gregos e troianos… mas que dá pena, dá… ver tantas mães levando suas crianças para ouvir e dançar músicas sem conteúdo ou pior… que o único conteúdo é a sensualidade ou pornografia…

  16. Teka, não vamos nem relembrar o episódio do concurso infantil da dança da "boquinha da garrafa", no Programa do Gugu, né? Como é que nenhum juiz da infância viu aquilo?
    Algumas músicas, você não sabe se ri, ou chora…

    Fernanda: como esquecer tanta história boa? Eu, sentava e ouvia.

  17. Aaa… meu pequeno quando era realmente pequeno ouvia Tom Jobim, Vinícius… aí ele cresceu e criou independencia musical: ouve funk, hip-hop e coisas (desse) gênero… mas curte também rock dos anos 80… ele tem 13 anos. Pode?

  18. Laaly, vc já ouviu a musica do ratinho (do banho) sobre lixo ? Muito bom … em casa as crianças assistem a TV Cultura e quando eu ouço essas musicas, fico cantando junto com eles ! O meu pequeno manda eu dançar igual ! É um mico, mas é delicioso ! Eu dei pra ele 4 DVD´s das músicas do Cocoricó ! Ele já decorou quase tudo.

    Bj
    Patricia

  19. Gata, vc aprovaria a coleção do João!
    Ele tem todos esses, menos os primeiros disquinhos da coleção.
    A escola dele também faz uns CDs com os "hits" da escola.

    Mas, de verdade? Eu agora o faço ouvir rádio comigo, porque qdo ele pega um cd pra cristo, ouve à exaustão! Eu ouço rádios boas , prometo!

    Bjo

  20. Silvia, se o seu menino ouve isso, aos 13 anos, então…pode!

    Patrícia: eu tenho esses cds do Hélio Ziskind e sou fã da turma do Cocoricó, embora não tenha muito tempo para ver.A programação da Tv Cultura é sempre enriquecedora. Recomendo.

    Fabiano: eu já assisti muito o Castelo.
    Vou lá no seu blog, ver o que anda "aprontando".

    Jane: eu sou igual o João, porque quando gosto, escuto repetidas vezes, até enjoar.
    Você é boa menina, "eu agarânio"!

  21. Estou bem aquém dos artistas, mostrados aqui no post, mas a gente vai dando show, aí pela vida.
    Obrigada, anônimo!

    Oi, Márcia!
    Bom revê-la!

    Oi, Paula! Bom fim de semana!

  22. Laély, minha filha cresceu escutando a Palavra Cantada… é fofo demais… aqui em casa não entra NADA da Xuxa… abomino total, tenho pavor.
    Beijos
    Helena

  23. Ai que saudade! Eu tinha a coleção disquinhos e o LP dos Saltimbancos! Aliás, sei parte das músicas até hoje… É uma pena que as crianças de hoje não recebam as mesmas mensagens que nós. Ao invés de "todos juntos somos fortes" e "ao meu lado há um amigo que preciso proteger", escutam pérolas "minha eguinha pocotó" e "tô ficando atoladinha"… Sem comentários!
    Aqui em casa consegui que meus filhos saibam escutar MPB, e mesmo não sendo a preferência deles, já considero um bom caminho.
    Beijos!

  24. Noossa, Helena! Você é "mamãe linha dura", mesmo, hein? Mas eu também, nunca comprei nem acompanhei nada que fosse feito pela moça.

    Sandra: que lembrança e comparação maravilhosa, acabou de fazer! Gostaria de ter atentado para isso que falou e ter escrito, mas você veio enriquecer com este comentário, tão pertinente! Isso é Filosofia para crianças. Qual delas a gente está dando como opção para nossos filhos?!
    Obrigada!

  25. Eu lembro sim de vários mas eu tinha um que era especial que gostaria de encontrar para ler para minha neta. Ele vinha com disquinho e o nome é o sino misterioso Tinha uma musica assim ( vou dizer uma verdade uma coisa eu descobrir, eu chegei a esta idade foi porque eu não morri, agora escute menino outra verdade provada eu nunca houvi esse sino, porque eu não ouço nada.) E tinha outras musiscas engraçadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *