Vida cigana…

Estou numa fase, assim: Like a Rolling Stone, rolando de lá pra cá, dividindo-me entre Santa Teresa e Vitória( motivo, já explicado aqui).
O trajeto é relativamente curto(cumprido em 1 hora), mas cheio de sensações:
Paisagem, que enche os olhos e avança sobre o céu… O aroma delicado do cafezal em flor, na descida da serra…E a trilha sonora: Bob Dylan, no cd player.
Não sei se são resquícios de infantilidade, mas quando gosto de um cd, ou música, repito-a exaustivamente, até enjoar. Foi assim, que Bob Dylan cantou muito pra mim, nestes últimos dias…Especialmente, a música que citei no início do post e esta aqui, na voz de Adele:

…Enxugaram as lágrimas?! Eu, as minhas. Sei, estou um pouco sentimental, mas não triste, nem melancólica…E, depois que fui reparar a letra da música, fiquei ainda mais apaixonada! Tudo a ver com o momento de mudanças.
Se não entenderam nada, tudo bem. É coisa de mãe pra filho, mesmo…
Enquanto isso, na “sala de justiça”, aliás, no novo “apertamento”, o único ambiente já pronto, fica do lado de fora:
O campus da universidade fica por aí, atrás deste bosque: Coloquei um capacho na porta, pra dar uma cara de casa:
Então, este post é para o filho, e as palavras da música, também:
“…Eu sei que você
Não se
Decidiu ainda
Mas eu nunca
Faria você errar
Eu já sei que
Desde do momento
Que nos conhecemos
Não há dúvida na minha mente
De onde você pertence”…

You may also like

14 Comentários

  1. Olá

    Vim retribuir a visita e conhecer teu blog.
    Li também lá no blog da Lidi que seu filhote tem um blog sobre o Pokemon. É isso mesmo? Me conta, quantos anos ele tem? Passa o endereço que quero conferir.
    Fique a vontade para voltar mais vezes, opine, critique, discorde, aquele é um blog bem democrático.
    Um abraço

  2. Rosi, obrigada pela visita. O blog do pequano está entre os meus favoritos, aí na página principal, como o "Meu pequeno blogueiro": Pokéblog 3000(não me pergunte o porquê do nome…)
    Janice: obrigada, querida!

  3. O coração aperta para os dois lados… acredite!
    O filho que cresce e vê que precisa de asas maiores do que as que cabem em casa… da mãe que vê o filho alçar vôo… é a vida!
    Como conversei com a minha terapeuta… acho balela esta coisa de que temos um filho para o mundo. Temos um filho para ser nosso, mas temos que criá-lo para que ele encontre o seu espaço no mundo… ter filho não é trabalho humanitário e sim a coisa mais humana que se pode ter.
    Pela suas palavras, você deve ser uma mãe fantástica! E ele sabe a mãe que tem.

    Beijinhos!
    Lelê

  4. Da série "eu também":
    Eu também quase furo o disco quando me apaixono por uma música. Às vezes, ela roda, roda, roda por semanas… Acho que uma trilha sonora nos faz mais humanos, melhores, confere sentido ao que nos escapa… E esta música, Laély, é de transbordar o coração. Amei a letra e guardei. Só um coração cheio de luz poderia "pescá-la" para nós. Beijos, querida

  5. Nossa,… nem filho eu tenho tô aqui me derretendo toda… esse sininho da maternidade anda cada vez mais alto nos meus ouvidinhos! Hehehehe… seu blog é lindo cheio de inspiração… quero um tapete destes pra mim! hehehehe Bjs

  6. Ai, que coisa linda, Lá… não posso evitar pensar como vai ser quando a minha fofurinha chegar à idade de pensar em que carreira seguir, em estudar fora… Enfim… acho muito lindo esse zelo que vc tem pelo seu filho.
    Mil beijos
    Helena

  7. Oi Laely, esse post foi pura emoção ! São as "dores e delicias" de se ter filhos. É um sentimento maior que tudo, que explode dentro da gente !
    Eu amo ser mãe e fico só pensando quando forem os meus nesta fase de encarar o mundo de verdade !
    Bj
    Patricia

  8. Olá,fiquei pensando em seu texto,tenho um filho de 5 anos,e vejo o quanto o tempo passou,ainda ontem era um bebê,e daqui a pouco vou lembrar do hoje….
    É o curso natural da vida e que bom você poder curtir esse momento…Curta e entregue nas mãos de Deus.
    Beijos
    Nani

  9. Letícia: e pensar que foi um colega da futura profissão de meu filho que lhe ajudou a ter essa compreensão das cosias…Um abraço!

    Rosana: de um coração, para outro coração cheio de luz, um grande beijo!

    Oi, Patrícia! Você ainda está longe dessa fase, né?

    Nani: eu me entrego e entrego os meus,todos os dias…

    Ruby: Tô preocupada, o normal, mas tô feliz pela primeira conquista de espaço dele!

    Amanda:
    Espero que volte à minha casa virtual. Procurarei deixar sempre uma inspiraçãozinha a mais.
    Quanto ao tapete,comprei numa lojinha de decoração, aqui perto da minha cidade. Fofo, né?
    Abraço!

    Helena: Deve ser mais difícil com menina…

  10. Ô, Cris…Tô sofrendo, não. Tô apreensiva, mas curtindo este rito de passagem, junto com o filho. Eu quero mais é que ele cresça.
    Beijo "procê"!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *