Torta de limão da mamãe

Não esperem aqui, que eu vá passar uma receita-segredo-de-família, escondida à 7 chaves por várias gerações…
Como já expliquei no post anterior, minha irmã, que veio me visitar este mês, retorna pra Belém amanhã. Ela me trouxe algumas encomendas especiais, mostradas aqui.
Minha mãe é uma pessoa que aprecia agradar os amigos com presentes que ela mesma faz( e garanto: são sempre presentes exclusivos, como os que ela me mandou). Uma única coisa me pediu, com a veemente recomendação: ” se possível”, foi que mandasse torta de limão, ou o bolo gelado que costumo fazer, quando minha irmã retornasse.
Como pedido de mãe é uma ordem, mesmo que seja seguido de observações, tipo: “não precisa se preocupar…”, fiz as duas receitas, que serão embaladas com todo o cuidado para viagem.
Portanto, a receita não é “segredo de mamãe”, mas uma “receita para mamãe”. Ela é muito boa nas costuras, no que sou uma negação, mas na cozinha, embora tenha me ensinado o trivial, já lhe superei os dotes, faz algum tempo. ( Sei que ela não ficará ofendida com esta observação…)
Pois bem, como vieram aqui por causa da receita e não pra conversar, adianto o resultado final, só pra dar vontade de seguir adiante.
Ao som de tambores, apresento-lhes então, a minha torta de limão: tcham, tcham, tcham…
Deu água na boca? Então, vamos aos ingredientes…
Antes, porém, farei mais algumas observações( calma, que eu não tô enrolando!): torta de limão, junto com pudim de leite e tiramissú, é uma das sobremesas que mais gosto! O que não gosto: de acidez excessiva e daquele suspiro que derrete por cima, encharcando a crosta. Resolvi então, adaptar uma receita ao meu gosto e, não ‘descobri a pólvora’, apenas juntei algumas ideias que deram certo. Justo, passar adiante.
Então, chega de bla, bla, bla:

Torta de limão siciliano
Crosta:
125 g de manteiga sem sal gelada, cortada em cubos;
-2 x de farinha de trigo;
-2 cs d água gelada;
-1 pitada de sal, acúcar refinado a gosto e raspas de limão. Ingredientes do recheio:
-1 lata de leite condensado;
-Suco de 1 limão siciliano, mais ou menos( não briguem comigo, se não passar as medidas exatas, porque eu cozinho com os sentidos; portanto, gosto de colocar alguns ingredientes aos poucos e ir provando…Calma aí, que já explico.)
-Creme de leite sem soro( o suficiente, para diminuir o contraste entre o “muito doce” e o “muito ácido” dos ingredientes anteriores).
Ingredientes da cobertura:
( Para os devidos créditos, tirei esta ideia da revista Cláudia Cozinha, de julho de 2005)
-1/2 x de açúcar( a receita original pede 3/4, mas eu prefiro sempre colocar menos e depois, acrescentar se necessário);
-4 gemas peneiradas;
-3 claras em neve;
-Raspas e suco de 1 limão siciliano( conselho: tá achando que vai ficar muito azedo? Vá com calma, prove…);
-1 cs de farinha de trigo.

Modo de fazer
Crosta
Numa vasilha funda, misture o trigo com a manteiga, açúcar, o sal e raspas de limão:

Esfarele, com as pontas dos dedos, até ficar uma farofa. Prove o sal e açúcar:
Acrescente a água gelada, uma colher de cada vez, até a massa juntar:
Deixe-a decansar( massa cansa?!) por 30´, pelo menos.
Faça um sanduíche: forre o balcão com filme plástico, coloque a massa e por cima, outra camada de filme. Abra a massa com um rolo, formando um círculo, suficiente para cobrir um forma de 25 cm:
Retire a película plástica de cima e, com a ajuda do outro plástico de baixo, transfira a massa para um forma de fundo removível.
Cubra o fundo e a lateral da forma. Para que a massa não deslize da borda na hora de assar, proteja-a com papel alumínio.
Fure a crosta, para que não encha de bolhas.
Agora, é só levar ao forno médio, pré-aquecido, por aproximadamente 15′ ou, até que o fundo fique mais claro.
Retire o papel alumínio e volte ao forno, para secar as bordas, por mais uns 5′.
Retire do forno e espere esfriar.
( Você deverá lembrar que há pouco tempo, dei uma receita salgada de quiche de alho-poró, com essa mesma crosta. Faz-se da mesma forma, só mudando a quantidade de sal e açúcar)
Massa, pronta para ir ao forno:
Recheio:
Até o meu pequeno faria isso, de tão fácil: é só misturar o limão com o leite condensado, até ficar um creme bem encorpado( o leite irá talhar, com o ácido do limão). Aí, é que entra o creme de leite, necessário para equalizar o doce e o azedo.
Reserve o recheio, ou guarde-o na geladeira.
Dá pra perceber que o creme tá mais firme?:
Cobertura:
Peneire as gemas numa refratário fundo.
Acrescente o açúcar.
Bata na batedeira, até dobrar de volume e branquear a gemada.
Acrescente o limão e o trigo.
Leve ao banho-maria, continuando a bater, até que o creme encorpe( a gema também irá cozinhar, com o calor úmido indireto):
Bata as 3 claras em neve.
Acresente-as delicadamente ao creme anterior:
Monte a torta:
Na crosta pré-assada, espalhe o recheio:
Acrescente a cobertura:
Leve ao forno médio, pré-aquecido, até corar por cima( +/- 20-30′)
A torta pronta( rendeu mais, porque fiz receita dobrada. Uma, é pra mandar pra minha mãe, lembram?!):
Servidos de um pedaço?…
Que nada! Com este passo-a-passo, já podem fazer a própria!
Observações:
-Servir a torta morna, ou fria;
-Se não encontrarem o limão siciliano, usar outro limão: o galego também é muito aromático! Não têm desculpa: façam!
-Pode-se polvilhar açúcar de confeiteiro com raspinhas de limão, na hora de servir. Usei um marcador que ganhei da amiga virtual Susi, mostrado aqui.
-Deliciem-se!

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *