Comprinhas, nada básicas…

Tudo bem que a hora é de arrocho, que preciso apertar o cinto, pois a prioridade é manter o filho em Vitória mas, deslumbramentos à parte, fiz umas aquisições fofas nas últimas semanas. Precisar, não precisa, mas que uma boa comprinha é melhor que Prozac, ah, isso é! Só não pode substituir o ter pelo ser, de resto, não vamos nos torturar por pequenezas, pois levar a vida com equilíbrio e leveza, é um dos segredos do bem-viver.
Por exemplo: o meu anão de jardim, que não vive no jardim, mas na área de serviço, estava meio solitário. Até que, encontrei boa companhia para ele: um príncipe-sapo, ou um sapo-príncipe, talvez. O cantinho que ficou meio “kitsch”, mas acho que nasceram, um para o outro:
O sapinho, é um regador de plástico que encontrei na Tok&Stok; não resisti e levei pra casa. ( Só não quis experimentar dar um beijo nele. Vai, que ele vira o Jude Law…)

Gente! Mas, o que isto faz por aqui?!

Foge ao tema “coisinhas de casa”, mas tem tudo a ver com uma das minhas paixões: sapatos. Esse, da Luíza Barcelos, estava paquerando a estação toda, mas achei meio caro. Como entrou na promoção, fugi ao regime que me impus, de não comprar nada pra mim, enquanto não acabasse de montar o apartamento em Vitória. (Dá pra perdoar? Abafa o caso, tá?!)
Voltando ao assunto…
Tigelinhas com arzinho oriental:
( Gostei da caixinha de madeira que veio junto. É claro, que vou reciclar e usá-la de alguma forma!)
“Meu pintinho amarelinho” ( Não! É branquinho!)

Saleirinho, da Tok&Stok. Não levariam para casa, também?

Já mostrei o meu lavabo, aqui. Apenas, um detalhe a mais: a lata antiga, serviu para guardar o papel higiênico reserva ( Jarbas está ai, pra isso mesmo!).

Achei interessante o lavabo na casa da Lucila, do Casa de Valentina. Não tenho vergonha de confessar que colei a ideia dela, já que resolvi dar um toque de humor ao lavabo e brincar um pouco com as visitas:
A plaquinha, também foi aquisição recente:

O armário de metal que consegui montar, na cozinha do novo apartamento:

Ainda não chegou o sofá-cama do apê, mas tem banquinho: pai e filhote.

O maior, comprei na Tok&Stok e o nanico, no Carrefour. Lembrou-me o banco Goma, design da Renata Moura, mostrado no blog da Ana Cláudia Cavalcanti.

You may also like

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *