Um elefante na sala!

Você já “levou gato por lebre” pra casa? Ou foi responsável por algum “mico” decorativo? Um elefante branco, ou pior: um enooorme elefante( isso é redundância!) colorido, foi parar bem no meio da sua sala e ficou sem saber o que fazer com ele?! Depois da bobagem à sua frente, nem adianta fazer de conta que não é com você, ou o tipo: “tô nem ai, tô nem aí…”

Isso vive acontecendo comigo.
Às vezes, a gente compra no impulso e vai ver, aquele objeto ou reforma, inicialmente tão indispensável, nem é tão legal assim, ou ajustável à sua casa, à sua rotina…acaba não combinando.
No meio de um dos meus “surtos” reformatórios, resolvi que o quarto do menino do meio precisava ser pintado( precisava mesmo! Verdade!). Entrei de cara no “branco gelo”, imaginando não ter erro: numa tarde, pintei tudo( Ah! É pequeno, vai…)! Já era noite quando, decepcionada, constatei que tinha ficado hor-rí-vel! Não aguentei esperar: repintei tudo de marfim! O mesmo aconteceu com a cozinha: detestei o amarelo aplicado na parede, após tanto trabalho! Repintei, em outro tom.
Na sala, queria um sofá assim:
A história foi outra:
Como herança deixada pela antiga dona da casa, o sofá de boa estrutura, foi reformado após ser escolhida uma cor, que me parecia linda no mostruário!( Fica aqui, a dica pra quem deseja pintar um cômodo ou mudar o sofá: testar em um bom pedaço da parede, ou do móvel, a cor escolhida. O que pode parecer maravilhoso na amostra, pode assustar no resultado final!). Pois foi o que me aconteceu: sofá pronto, reformadinho e pareceu que a cor pesou, na minúscula sala!
Muitas “lágrimas vertidas e lamuriações” depois, tive de calar, ao ouvir a sentença dura, mas verdadeira: “Não pode reclamar! Você mesma que escolheu!” Tá bom, tá bom! Resignei-me ao meu insignificante conhecimento de cores: tô quieta e até tentando me acostumar, mesmo porque, há muitas prioridades na minha listinha de afazeres, antes de mandar fazer uma capa neutra num bom estofador. Esperarei com paciência. Se depender do Pingo, que acha que o sofá é o seu afiador de garras gigante, logo, logo será necessária nova reforma!( Renovadas chances de outras mancadas!)
Vendo estes sofás no Apartment Therapy, achei até que a cor escolhida, nem foi assim uma brasteemp de erro!
Vermelho com laranja?!
Azul-laranja-azul?!
O famigerado “elefante”, cor de tijolo:
Poltrona laranja?!
O outro irmão do “tijolo”:
Vai deixar pagar este mico sozinha?! Confessa, vai! Quem nunca por aqui errou a mão, que atire a primeira pedra…

You may also like

15 Comentários

  1. Quer trocar? Tenho um sofá creme…ops… marrom….
    Já mandei lavar duas vezes… já briguei com o marido um zilhão e meio de vezes e até ameacei pedir o divórcio caso ele não tire as patas do sofá… o pior é que ó sofá fica bicolor… metade creme (a que eu sento)e a outra metade suja.
    O pior é que ele coloca o pé sem perceber…. precisa ver a cara de cachorro que caiu da mudança quado surto…rsrsrsrs. Não adianta brigar. Quero um sofá tijolo…rsrsrsrsrs
    Já prometi a mim mesma… o próximo será cinza… ou preto.
    Beijokas no core.

  2. Vivianne: Tá falando sério, mesmo?! Beringela com laranja?! Acho que eu ia "amarelar" na hora de pintar, mas realmente, parece que realçaria. Será que tenho coragem de experimentar? O negócio é que do outro lado da sala, a parede é mostarda. Será que combina? Nunca havia pensado nessa possibilidade! O que acha?
    Teka: no outro salão, onde fica a TV e os PCs, tenho um outro big sofá! Este sim, pra se atirar e tirar um cochilo( marido até prefere dormir nele, vez em quando). O problema: é bege. Para protegê-lo, joguei "provisoriamente" por cima, uma colcha de metalassê de florzinhas, no mesmo tom do sofá e por lá ficou, até hoje!

  3. Oi, Laély,fiquei falando sozinha lendo o post. Nossas sincronias continuam… Acredita que vivi hoje esse "drama" da escolha para a nova cor do sofá? Há meses namorava uma cor e outra, me prometendo que desta vez seria mais ousada, mas… na hora de fechar o negócio "amarelei" e fui no "quase neutro" verde-malva-clarinho. Mas, como também sou amante compulsiva de almofadas, idem idem quanto mais mistura de estilos melhor, boto fé que elas salvarão a sala da monotonice do verdinho (nossa, se viste o que tenho de cor nos inúmeros penduricalhos e coisinhas que amo, verias que a monotonia passa muito longe desse ambiente). Beijo verdinho em folha

  4. Laély, já pensou em pintar uma das paredes de chocolate? O sofá tem uma cor linda, mas precisa de uma base mais forte para dar equilíbrio. Talvez algumas almofadas marrons também, o que você acha?

    Bjsss

  5. Eu ainda não tive tempo de pagar nenhum mico decorativo, mas a minha mamis, eu quase chorava quando via o resultado da criatividade dela algumas vezes lá emm casa. Depois a gente ria e consertava….

    bjs

  6. Laely, o meu sofá é exatamente da cor do seu ! E eu adoro ! Antes da reforma, a uns dois anos atrás, ele era cru e acontecia oque todo mundo prevê: no assento e no braço, ficou manchado (mais escuro) pelo uso mesmo. Criança em casa, impossivel pedir pra tirar o pé do sofá toda hora ! Eu ficaria louca !
    Bj
    Patricia

  7. ah, que isso…não ficou tão ruim. pior foi o lá de casa que o papai escolheu a cor achando que ia ficar bom, e eis um elefante direto da savana todo arranhado de gato.

  8. Acertar a cor???
    De cara???
    Só arquiteto, sabe porquê??
    Ele já testou em outras casas e nós não sabemos rs rs rs.
    Uma vez resolvi pintar as paredes da casa de verde, a medida que o pintor pintava eu chorava, me sentia a própria lagarta de alface.
    É, minha casa ficou igual ao um alface e eu não deixei a tinta nem secar, no meio do dia, comprei tintas novas e comecei de novo.
    Como ficou???
    Legalzinho, não mais que legalzinho!!!

    Bjs, Ana
    http://utilnecessario.blogspot.com/

  9. Ana: falando assim, as coisas até que fazem mais sentido, né?! Realmente, experiência conta, inclusive, as experiências que viraram fiasco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *