Receita 2 em 1

“O tempo passa, o tempo voa…”
E os filhos, crescem tão rápido que a gente até se surpreende!
Ainda “ontem”, estava eu na faculdade, quando veio o primeiro filho. Época de sacrifícios: pra mim e pra ele. Mas enfim, terminado o curso, veio o “diploma”: o segundo filho. Época, de não menos sacrifícios: mudança de estado, mudança de emprego do marido, entrada na selva do mercado de trabalho, inexperiência, insegurança…
Hoje, quase dezoito anos depois, o primogênito é que já vai pra faculdade, o menor, tem quase 10 e o do meio, acabou de completar 15 anos.
Revendo algumas fotos da infância deste último, reconheço em cada flagrante, uma de suas principais características: está sempre sorrindo!
Filhos, são presente de Deus que não vêm com “manual de instrução”, mas vêm com manual de “obrigações”: cuidar, educar, ensinar bons valores…Deveríamos retribuir, “devolvendo-os” como presentes à sociedade.
Alguns, nos ensinam mais do que podemos ensiná-los! Nosso trabalho maior é não atrapalhar, não estragar…servir de escada para que cresçam e se desenvolvam mais ainda! Assim, é o meu garoto: mais que especial!
Nada mais justo que fazer um almoço especial no aniversário dele.
Ele não come carne, portanto, o cardápio foi: arroz integral( Ráris:Sete Grãos), lentilha, salada de alface da nossa horta e quiche de alho poró.
Aproveito pra deixar esta receitinha que faz sempre sucesso, aqui em casa.
Você poderá adaptar o recheio à sua preferência, inclusive, usando os mesmos ingredientes da crosta, para uma torta doce, com as devidas adaptações.
Quer anotar? Então, mãos à obra:
( Peço desculpas por não ter fotos do passo-a-passo, porque a minha máquina estava sem bateria)


QUICHE DE ALHO PORÓ

Crosta( ingredientes):
125 g de manteiga gelada, sem sal, cortada em cubinhos;
-2 x de farinha de trigo;
-2 cs de água gelada;
-Sal a gosto;
-Pitada de açúcar.
Modo de fazer:
Misture a manteiga, o trigo e o sal com as pontas dos dedos( ou num processador, se a sua cozinha for mais equipada que a minha!), até formar uma farofinha. Acrescente a água, apenas o suficiente para dar liga à massa. Deixe descansar numa vasilha coberta, enquanto faz o recheio, por pelo menos 30´.


Recheio( ingredientes):
-2 potes de cream cheese;
-200 ml de creme de leite( usei o fresco, mas pode ser o de latinha, sem o soro);
-200g de ricota, mais ou menos( usei um requeijão da roça, que minha sogra fez. A função aqui, além do sabor, é dar consistência ao creme, para que não fique muito líquido);
-2 gemas+1 ovo inteiro;
-Noz moscada e sal a gosto.
Bater tudo no liquidificador.
Montagem:
Abra a massa e forre uma forma(+/- 25 cm de diâmetro) de fundo removível. Eu faço assim: Abro a massa com um rolo, entre 2 camadas de filme plástico( não suja o balcão e fica mais fácil de colocar na forma). Perfure o fundo da crosta com um garfo e, para que a massa não escorregue das bordas enquanto assa, cubra-as com fitas de papel alumínio( tem gente que forra todo o fundo com papel manteiga e enche de feijão. Usando o alumínio dessa forma, o efeito é o mesmo, com menos desperdício).
Leve a crosta ao forno quente para pré-assar, até que o fundo comece a esbranquiçar (geralmente, 20´são o suficiente). Retire o alumínio das bordas e deixe no forno, só mais um pouquinho. Não deixar corar.
Retire do forno e coloque o creme de queijo. Por cima, espalhe o alho poró.
Retorne ao forno, até corar.


Esta receita é muito adaptável: se não tiver cream cheese, poderá usar a ricota, apenas acertando a quantidade para que fique um creme bem denso.
Poderá variar o recheio: frango desfiado, bacalhau, presunto de peru, tomate seco, cogumelos, palmito, cebola, ou o que sua imaginação preferir e o que combinar!
Usando os mesmos ingredientes da crosta, poderá fazer uma torta doce: basta aumentar a quantidade acúcar e diminuir o sal.
Olha, eu recomendo que façam, no sabor que preferirem, mas experimentem! Fica muito delicado o recheio, contrastando com a crosta crocante.
De tão boa, não sobrou nenhum pedaço sequer de torta pra fotografar( lembram que eu estava sem bateria?). Tirei esta foto da internet, pois ficou bem parecido, mas a minha ficou mais corada. Pra dar água na boca:
Aqui, o que encontrei, quando procurei um pedaço pra fotografar:

Bem, este foi o almoço.
Para a noite, encomendei umas pizzas( porque eu não sou de ferro!), fiz brigadeiros super-ultra-mega-extra-cremosos e bolo de chocolate. Também deixarei a receita do bolo, porque é muito fácil de fazer, além de ficar extremamente macio, úmido e gostoso!
Este bolo tem um nome estranho: Devil´s Food Cake. Numa tradução minha: bolo do diabo. Leva este nome, devido à coloração marrom avermelhada que o chocolate adquire, por causa da reação que ocorre entre o cacau, bicarbonato e suco do limão, presentes na receita( Sala da La, também é cultura culinária!).
Neste link, encontrei um passo-a-passo com fotos, mas retirei a receita do meu grande livro: Cláudia Cozinha.
Não tenham medo do nome! O sabor “é dos deuses”!
Bolo de Chocolate( Devil´s food cake)
Ingredientes da massa:
-1 x + 2 cs de leite;
-1 e 1/2 cs de suco de limão;
-1 e 3/4 x de farinha de trigo;
-1 x de açúcar( Se preferir mais doce, pode usar mais 1/2 x acúcar);
-1 e 1/2 c de chá de bicarbonato de sódio;
-1/2 x de manteiga sem sal( 100g);
-2 ovos grandes;
-60 g de chocolate meio amargo derretido e esfriado;
-1 cc de essência de baunilha;
-1 cs de café granulado solúvel( por minha conta de risco!);
-Pitada de sal.
Modo de fazer:
Pré-aqueça o forno moderado(180°c)
Misture o leite e o limão e reserve, até que fique talhado.
Derreta o chocolate em banho-maria, ou no microondas. Espere esfriar.
Bata a manteiga, em temperatura ambiente, com o acúcar. Acrescente os ovos, a essência, o leite azedo e o chocolate. Misture todos os ingredientes, até ficar homogêneo.
Prepare uma forma redonda de 25 cm, untando o fundo e colocando papel manteiga. Unte também o papel.
Despeje a massa e leve pra assar por aproximadamente 30-40´, ou até que, enfiando um palito, ele saia limpo.
Espere esfriar, antes de desenformar.
Fiz um recheio de brigadeiro mole e acrescentei creme de leite fresco, até atingir a consistência desejada.
Para a cobertura:
-1 e 1/2 x de leite;
-1/2 x de açúcar;
-1/2 x de chocolate em pó;
-1 cs de manteiga.
Levar a ferver, até reduzir e começar a aparecer o fundo da panela. Despeje sobre o bolo, já recheado.
O meu, ficou assim:
E aqui, uma das minhas 3 joias preciosas, fazendo test-drive da gaita de blues que ganhou de presente( a blusa por cima do agasalho, também era test-drive): Bom apetite!

You may also like

12 Comentários

  1. Oi Laély, você disse tudo!
    Somos muito abençoadas por termos filhos.
    Parabéns ao seu lindo rapaz e a você por compartilhar conosco um momento tão feliz.
    Tudo parece Divino, o bolo deu água na boca.
    Beijos carinhosos.
    Fátima.

  2. Que fofo seu filho! Adorei também o fato de ele não comer carne com 15 anos! Isso que é personalidade. Se a família de vocês é carnívora, dever ser difícil… meus pais amam carne (para mim tanto faz) e minha irmã é vegetariana desde que nasceu, portanto lá em casa sempre teve dois tipos de comida!
    Ah, e amei a quiche. Assim que voltar pro Brasil vou tentar fazer. Adoro!

  3. Rossana: O menino é de personalidade, mesmo! Aqui em casa, só quem é mais carnívoro é o caçula. De resto, somos bem naturebas, mas sem neura. O "quase" vegetariano, por exemplo, não dispensa salmão, que eu adoro e faço sempre. Mas, passamos bem, sem carne.

  4. Laély, delicioso esse post!!
    Parabéns pro filhao,to aqui salivando pelo cardapio, se ja nao fosse 10 da noite juro que ia pra cozinha testar esse bolo e claaaaro que faço isso esse fim de semana acredito em vc piamente, eu hein?

  5. Laely querida, fiquei em dúvida quanto à quantidade de água no quiche, essa medida “cs” que vc usa equivale a colher de sopa?
    Estou copiando sua receita.
    Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *