"Manual de sobrevivência nas férias"

Agora, quem não tem crianças em casa vai me dar licença, porque eu quero mesmo é falar sobre elas.
Pode ficar por aí, porque mesmo que não seja mãe ou pai de um, ou uns, deve ter pelo menos um sobrinho, afilhado, filho da empregada, priminho que, chegando as férias, os respectivos pais podem lhes mandar o “presente de grego”, tipo assim: “toma, que o filho é teu!” E você, ainda meio atordoado com essa mudança de rotina, estará se perguntando:”E agora, José?”( ou: Joãozinho, ou Mariazinha…)
O que fazer, quando o pequeno está de férias, à toa em casa, explodindo em energia, enquanto você, desaba em cansaço?

A Priscila Zanutti já se entregou que está “dura como uma rocha”, enquanto o filho, está se “programando para férias totalmente consumistas”. Ela pede: “HELP! I need somebody”…que ajude, com ideias pra ocupar o pequeno, mas que não pesem no bolso!
Eu também estou na mesma situação.
Meu caçula( ele não gosta que o chamem assim, mas mãe: pooodi!) chegou todo animado pra contar que estava de férias, mas foi logo se queixando e questionando:
-Mãe, por que vou ter só 2 semanas de férias?
-É porque o governo fez uma lei, exigindo que se aumentasse o tempo do aluno na sala de aula. ( Respondi eu, achando que o assunto estaria encerrado.)
-Mas por que o governo não melhora primeiro a QUALIDADE, em vez de aumentar a QUANTIDADE? Insistiu ele.
-???

Agora, responde pra ele, Lula!

E não adiantou eu argumentar que nos países mais desenvolvidos, as crianças passam a maior parte do dia na escola. Ele continuou, preocupadíssimo:
-Mas, que horas eles fazem o dever de casa?…

A conversa teve desdobramento, no dia seguinte: ontem à noite. Estava eu, entertida na internet e o menino se achega, perguntando:
-Mãe, por que você tem que trabalhar amanhã?”( Na quinta, faço plantão 24h em um hospital, à 1h de Sta. Teresa, por isso, ele não me vê, até a sexta chegar!)
-É porque a mamãe precisa trabalhar. (Respondi, sem dar muita atenção.)
-Mas por que você tem que ir trabalhar, láaa longe?
-Porque hoje em dia, médico pra poder ganhar um pouquinho melhor, precisa trabalhar em vários lugares diferentes.
-Por quê?
-Pelo mesmo motivo que o governo aumenta o número de aulas no ano.
-Então, ( resolvendo ele, o problema) por que o governo não paga melhor os médicos, pra que eles não precisem trabalhar tanto?
-???…

Responde, de novo, Lula!

Bem, isso só foi pra dar um exemplo de que, criança em casa, com o dia inteiro “sem ter o que fazer”, exige um pouco mais de atenção!
E quando a gente não pode tirar férias junto?
O negócio é inventar pequenas atividades, novidades, pra tornar mais prazeroso esse tempo livre que ele tem. E não é preciso gastar muito, fazer viagens longas e cansativas( o meu pequeno mesmo, a primeira coisa que falou, antes de ficar livre, foi que não queria viajar! Queria ficar em casa.)

Então, para pais com pouco tempo( e grana) disponível, mas alguma boa vontade, vai aqui uma lista de sugestões para fazer com as crianças, no que vamos chamar de:

Pequeno Manual de Sobrevivência Doméstica nas Férias Escolares
O manual é pequeno, mas tem título grande( pra parecer importante!)
( Editoras: podem me procurar depois, se quiserem publicar. Quem sabe, posso ganhar muito dinheiro e ir visitar a Disney com o pequeno?!…Com direito à férias das férias, numa ilha deserta e sem fila para os brinquedos!)
Então, vamos ao que interessa:
*Que tal chamar as crianças para a cozinha, inventando de fazer bolinhos, ou brigadeiro?( Aí, é covardia, porque não existe nada mais fácil para agradá-las, do que prometer o “marronzinho”!). Vale também: bolo de cenoura, com cobertura de chocolate, obviamente! Por pior cozinheira que seja, “qualquer” um é capaz de fazer! You can do it! Bolo de cenoura, aqui em casa, costuma durar no máximo dois dias! Quer uma dica fresquíssima?: A Luciana Betenson, do apetitoso blog Rosmarino e Prezzemolo acabou de publicar uma receita de bolo formigueiro para as férias da criançada. Que tal experimentar? *OLha, eu nem me constranjo a admitir que sou apaixonada por animação infantil( mas tem que ser bem feita, com uma boa história!)!
Não vejo a hora de poder assistir A Era do Gelo 3. O segundo foi melhor do que o primeiro e tá parecendo que este último, superou os anteriores. Sabem, que a direção é de um brasileiro? Uma opção barata e diversão garantida, para adultos e crianças!
Clica aí na imagem, pra ver o trailler: Não tá dando pra sair? O jeito, é improvisar atividades e transformar a casa num parque de diversões:

*Já pensou em alugar cama elástica e chamar os coleguinhas dos meninos? Não é caro. Se tiver bons vizinhos, também com crianças, poderia até “rachar” as despesas.
*Pipoquinha e picolé, também é satisfação, na certa!Você poderá inventar atividades mais calmas para dentro de casa, que ocupem as mãos e cabecinhas dos pequenos, num ambiente apropriado. Não pode ficar brigando o tempo todo:
“Menino, não brinca disso!”
“Menina, não pode deixar brinquedos no chão!”
Aí, não dá, né?
A criança precisa aprender a ter responsabilidade com os brinquedos, mas precisa de liberdade criativa. ( Confesso que isso às vezes é difícil, quando o menino espalha zilhões de pecinhas de Lego pelo chão da sala e diz que não pode guardá-las, enquanto não acabar a construção!).
O ideal seria ter um espaço, especialmente reservado para essas atividades lúdicas:
A “neverland” do seu filho deveria ser aí mesmo, na sua casa!
Meu menino, com uma de suas “construções” de Lego:
Na cabecinha dele, guerras interplanetárias são possíveis!
*Falando em cabecinha, que tal um projetinho para enfeitar a cabecinha delas?
O Bloesem Kids tem uma seção só de ideias para fazer com as crianças.
Este grampinho de botão forrado é uma coisinha muito fofa e tem o passo a passo, lá.
Quer ter menos trabalho, ainda? Chame sua garotinha para selecionar um tecido com desenho delicado e mande forrar em algum armarinho. Depois, monte o grampinho.
Clique na imagem, para mais detalhes:
Estes são os meus, que a Ana Sinhana( não é a mamãe!) fez pra mim: ( O fundo vermelho, é o mais novo cd do Yamandu Costa: dica de qualidade para os altinhos)
*Já que mostrei lindas colagens no post de ontem, outra colagem, também dica Bloesem Kids, para retratar a sua ferinha. Clique na imagem:
*Quem tem bichinho de estimação em casa, sabe que é uma fonte inesgotável de alegrias( ou de dor de cabeça!).
Uma boa forma de ensinar a criança a ter responsabilidade: é bonitinho, é engraçadinho, mas precisa de cuidado, de comida, água, banho…
Não dá pra encarar, pois você e bichos não se entendem, ou não tem espaço para acolhê-los? Comece com um peixinho( se bem, que eu acho peixinho meio sem graça: não faz “nada!”)

Depois que o Pingo chegou aqui em casa( ele apareceu sozinho e “nos” adotou), foi como se tivéssemos de novo, um bebezinho: sempre tem uma gracinha nova pra mostrar!
Aqui, ele brincando com o cordão da minha calça:
*Hamburguer feito em casa é mais saudável e menino faz uma festa! Cachorro quente, também serve!
*Biscoitinhos e cookies, são indispensáveis numa casa com crianças!
Aí, no marcador “biscoitos”, poderá encontrar algumas receitas, além de poder pesquisar nos ótimos blogs de culinária da minha sala de leitura:
*Um sorvete, servido desta forma, fica até mais importante, não?!
Agora, mais algumas atividades para fora de casa.
Sei que em alguns lugares, o frio desencoraja a sair.
Felizmente onde moro, os dias são sempre ensolarados e com céu limpo, mesmo no inverno.
Ainda assim, e com um quintal grande, às vezes preciso “enxotar” menino para fora, porque se deixar, quer ficar o dia todo no computador.
Que tal, oferecer opções do que fazer “outdoor”?
*No filme “O menino do Pijama Listado”, comentado aqui, a única diversão do pequeno Bruno, personagem principal, na nova casa, era um balanço de pneu, que ele mesmo fez. Passava horas por lá!
*Agora, preciso admitir uma falha gravíssima minha: ainda não ensinei o caçula a andar de bicicleta. Sei, sei, devo ser uma monstra, assim como o marido, por não tirar tempo para acompanhar as primeiras pedaladas, porque “as primeiras pedaladas, a gente nunca esquece”!
Será que tenho perdão, ainda?!…
*Para a criançada, é necessário pouca coisa para uma boa diversão.
No último aniversário da criança da casa, fiz tudo no quintal. No final da festinha, providenciei um balde com bexigas cheias de água e entreguei para os meninos. Não sei o que esses pais acharam, quando receberam os filhos em casa, todos molhados, mas as crianças adoraram!
*Uma caixa de areia é palco de muitas brincadeiras, aqui no quintal.
Esta, do Oh Dee Doh( Apartment Therapy), é móvel, com rodinhas reforçadas:*Já mostrei aqui a hortinha de casa, onde cada menino tem o seu quinhão pra cuidar.
Enfiar a mão na terra, ver as mudinhas crescerem, colher o que plantou, além de divertir, educa!
Não tem espaço para horta? Pode comprar uns vasinhos e plantar temperos fáceis de cultivar. A Tok&Stok, na sua sessão de jardinagem, vende um kit com mini vasos e sementes que poderão agradar as crianças. Mas, não precisa comprar o que já vem pronto: monte com o pequeno, o seu próprio kit.*Quem já brincou de cabaninha de lençol quando criança, levante a mão! Tá bom, tá bom, pode voltar todo mundo pro seu lugar, porque ainda preciso mostrar, que coisa simples e simpática pra fazer fora de casa!
Se tiver uma barraca, que tal improvisar um acampamento numa noite de Lua? Só precisa tomar cuidado com o frio. Melhor, talvez, é fazer dentro de casa mesmo, em cima da cama do pequeno. Não acha que ele ia adorar?!
E então, vamos brincar de casinha?
Espero que o pequeno manual possa servir de inspiração pra alguma coisa. Não descobri nada de especial.
O que seu filho mais quer, não é o videogame de última geração, nem a boneca Barbie mais cara. Garanto que se lhe dedicar um pouquinho mais de atenção, brincando e entrando no clima de festa com ele, tais momentos serão muito mais valorizados!
A maioria das fotos foi extraída do Oh Dee Doh. Demais créditos, nas devidas imagens.
Atualizando:
Prometo repartir com vocês os créditos( quanto ao dinheiro, depois a gente conversa…), se ajudarem com novas ideias para o manual.
A Marta, por exemplo, já deu a primeira contribuição:
“Eu tenho uma pequena coleção de loucinhas do Pokémon: são travessinhas redondas e ovais, molheiras, canecas e outras louças minúsculas, cada uma com o desenho de um Pokémon. Quando minha afilhada e o irmão tinham pouco mais de cinco anos e vinham aqui em casa, eu ficava bolando coisas para distraí-los. Uma dessas coisas era o “chá dos Pokemóns”: eu fazia micro-pães e bolos de massa de verdade, comprava confeitos coloridos e eles ficavam enfeitando as comidinhas nas loucinhas; aí comiam tudo e bebiam refrigerante nas micro-canecas, era uma farra. Da última vez em que vieram, minha afilhada tinha dez anos e o irmão 12, achei que não iriam mais gostar disso e não organizei o “chá”. E não é que reclamaram??? rsrsrs.
Terminando a historinha que comecei, sobre a pequena “crise de perguntas” do meu caçula: hoje, levantei de madrugada pra pegar a estrada( levanto às 5:ooh) e, antes de sair, escuto um chorinho, vindo do quarto dele. Corro lá e pergunto, preocupada: “O que houve? Teve pesadelo?”…Ele só me abraça( parece que estou precisando colocar em prática mais algumas ideias que publiquei aqui). Só queria se despedir. Na verdade, era uma “crise de carência”.
Acho que a maioria das mulheres que trabalha fora já passou por isso e sabe que o coração, quebra em um monte de caquinhos…Problema, não! Nada, que “um monte de abraços, e beijinhos, e carinhos sem ter fim” não possam amenizar!
O que a gente faz com os caquinhos?! Junta tudo e monta um belo mosaico…

You may also like

8 Comentários

  1. Querida, que coisa linda esse manual! Assim acabo te convidando pra sócia no meu ofício de divertir a criançada. Ainda não tive tempo de responder o e-mail – acabaram-se as férias – mas só pra entenderes, sou editora do caderno infantil do jornal daqui da cidade, isso há quase "vinte" anos! Um filho virtual, o Sininho, que também dá trabalho e muitas alegrias. Posso "roubar" algumas ideias para a edição de férias? Amei a barraquinha (adoro uma barraca) no quintal e o "mosaico com caquinhos do coração". Acho que só uma alma de criança poderia desenvolver o tema com tanta curtição. Beijos de mãe com saudade de filho pequeno

  2. Ana: você consegue transmitir tanta ternura pelas palavras que dá vontade de pular no seu colo e pedir pra ser ninada!
    É claro que permito que use o post, ou parte dele! Seria uma honra pra mim e tudo a ver com a sua área de atuação: caderno infantil, em mês de férias.
    Olha, e vem mais coisa por aí! Aguarde!

  3. Me dá o nome e o partido do deu pequeno. Meu voto é dele!
    Vou fazer uma listinha de "o que fazer nas férias" e posto lá no meu blog tb…
    Bjks

  4. La, por aqui, já vimos era do gelo, brincamos com as novidades de aniversário e estamos indo pra casa da vovó, que tá doente… férias dos pequenos, trabalho dobrado da mãe!
    bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *