"As flores de plástico não morrem"…

…Mas não conseguem ser tão bonitas quanto as naturais!
Inspiração floral, pra começar o dia:
Copo de flores, flores no copo:

No quintal, as árvores e flores atraem passarinhos, que atraem gatinhos curiosos:
Advinha por que ele está se esgueirando…
Não são flores, mas frutos da horta de casa. Colhi rabanetes, no canteiro do mais velho:
E couve, na horta do pequeno:
Plantei um canteiro de lavandas na frente de casa:
São tão delicadas e perfumadas!
Vez em quando, a rosinha dá o ar da graça:
A azaleia é discreta durante o ano todo, mas nessa época, fica extravagante:
Bom dia, bom dia!

You may also like

14 Comentários

  1. oi amiga
    ah você mora no paraíso, meu sonho é ter um quintal, um pedaço de chão para plantar, que maravilha de rabanetes e que flores e que tudo, tudo…
    entrei rapidinho, pois ainda estou desarrumando as malas,rsrs…
    te adoro
    beijos

  2. Que belo anúncio: a primavera não demora a chegar!, avisam as azaleias. Tomara que aqui no RS também, porque até os mais apaixonados pelo inverno como eu estão jogando a toalha. Há dias e dias os termômetros não passam dos 10 graus e à noite e manhãzinha, ai, ficam lambendo o 0 grau. Esse Pingo, hein, garanto que tinha uma bela presa a vista… Laély, querida, reuniste em um só lugar muito do que me faz um bem sem tamanho: flores (para mim, só as naturais valem e só elas entram aqui), gato, horta e esse olhar sensível de quem celebra a vida nos detalhes do cotidiano. Amanhã, vou passar pela cidade das lavandas, Morro Reuter, depois mostro. Grande beijo

  3. Santinha: nada contra as artificiais. Elas têm seu lugar garantido, inclusive aqui em casa, mas nada mais prazeroso que colher flores perfumadas e espalhá-las pela casa!
    Léia: nossa horta é pequena, mas tenho alguns temperinhos plantados, inclusive.
    Eiene: que inveja boa de você, aproveitando as praias de Salinas. Aqui no Sudeste, o mar é sempre tão gelado! Às vezes, nem entro.
    Rosana: estou na lista dos amantes do frio, mas por aqui, esse mês de julho foi bem ameno, com direito até, a calorzinho durante o dia. Quero ver as fotos do seu passeio.
    Abraço a todas!

  4. É mesmo, Patrícia! Ainda mais, que é um espaço verde dentro da cidade.
    Oi, Ruby!
    Bem vinda, querida! Deve estar com a pele reluzente, depois de umas férias merecidas!

  5. Ai que paraíso, querida!!!!
    Sua lavanda tá uma coisa!!!
    E colher essas delícias em casa é um privilegiooooooooo!!!!
    Amei o vaso… super colorido, e as astromélias duram que é uma beleza, né?!
    Tô com um vaso cheia delas há quase 2 semanas!!!!
    Basta trocar a água do vaso, um dia sim outro não!!!

    Amei o post!
    Seu bichano é um fofo!!!!
    Tenho 2, só que ficaram na mami depois que eu me casei, mas sempre vou visita-los…até pq minha mãe mora na rua ao lado da minha rsrsrssssss

    Bjo grandão!

  6. Ah, Lú: Obrigada por lembrar o nome das flores, porque eu já tinha esquecido.
    Bibi e Débora: não tenho nada contra as artificiais. Tenho alguns arranjos em casa.

  7. Amiga, que coisa linda de se ver, senti até um pouco de inveja, não sei se vc conhece SP, mas aqui isso é um pouco irreal, só pedras na minha visão e o minhocão (a ponte tá)
    Bjss

  8. Ô, Nana: conheço SP e todo aquele concreto me oprime. Principalmente, o trânsito. Mas a gente tem que saber olhar com os "olhos da alma". Sempre tem muita coisa boa pra se apreciar. Lembro que um dos dias mais perfeitos que tive, foi um dia de sábado, passeando pelo Ibirapuera. Aquele jardim japonês é uma paz…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *