Noite de Talentos II

Meu dia hoje, só começou às 17h. Antes disso, ainda estava por conta do dia anterior. Desmaiei ontem à noite na cama e levantei só às 10h, sabendo o que me esperava. Fazer festa é bom, mas é proibido para quem não suporta as “emoções” do dia seguinte. Parecia que eu tinha acabado de receber mudança e hoje precisei trabalhar o dia todo, para dar novamente, uma cara de casa à minha casa.

Infelizmente, muita coisa ficou sem registrar, porque, ou dirigia a festa, ou tirava foto. Próxima vez, contrato alguém só pra isso.
Abrimos a noite, depois de um culto no fim da tarde, com a apresentação de uma dupla sertaneja, nacionalmente conhecida: Tunica e Tinoca. Eu e a minha “sócia” na ideia da festa, Fernanda, nos vestimos de matutos: eu, de roupa de homem e ela, de mulher. Como era uma noite pra revelar novos talentos, esforcei-me em fazer uma paródia para a dupla de “nóis duas cantar”. A música usada, foi “Luar do Sertão” e ficou até bonitinha, querem ver?

Luar do Sertão
( versão: Laély)
A gente tá aqui pagando o maior mico,
Nessas “roupa di istrupiço”
Pra animarr esse povão!
E pra ouvir duas aqui desafinando,
Só bebida e muito rango
Pra encher o barrigão!

Não há! Oh, gente! Oh, não, luar como esse do sertão…

Aipim, pipoca, carne seca “cum abóbra”,
Canjicão, pé de “muleque” e cocada bem gostosa,
Chá bem quentinho, acompanhado de uma broa,
Alegria e gente boa
Pra fazer um bom festão!
Bem, não é assim uma Brastemp: a rima é bem pobrinha! Mas, se “É o Amor”, de Zezé di Camargo e Luciano, faz o maior sucesso, até hoje, com aquela letrinha…
Eis algumas imagens da “Noite de Talentos”:
Para alegria dos pequenos: cama elástica! Tenho umas lamparinas, que foram penduradas na árvore, perto da mesa de comidas. Como tenho um quintal em 2 níveis, com uma escada fazendo a comunicação, espalhei vidrinhos de geleia, com velinhas acesas, pelos degraus. Fizemos 2 mesas: uma para as comidas quentes e outra, só para os quitutes doces.
Aqui, preparando uma das mesas, coberta com chita. Mais velinhas…
Na outra mesa, estiquei manta colorida e coloquei gaiolinha com vela e castiçais espalhados: O “palco” foi montado na churrasqueira. O fundo, coberto com manta colorida de fuxico e tapete de tear. No canto superior E, tem o detalhe de umas florzinhas laranjas e amarelas; na verdade, pegamos um pisca pisca e enfiamos as luzinhas em forminhas de papel coloridas.
A “dupla mexicana” que está se apresentando, é formada pelo meu filho do meio( à esquerda) e o marido da Fernanda:Não! Não é o Hulk que está cantando, mas o “Seu Zé”, mostrando seus talentos ao violão: Filhotes da Fernanda, cantando: Este aí, deu um show, cantando e tocando teclado: Meu menino fez malabarismo com bolinhas, mas antes, chamou um dos pequenos para ajudar: Hulk, acompanhou tudo de perto! Afinal, estava recebendo visitas na casa dele: o quintal.A Fernanda estudou a Metereologia a semana toda. Estava previsto uma noite de Lua cheia e céu limpo. O que não estava previsto, era ela se esconder atrás de “nuvens de promessa” de chuva. O tempo, na primeira parte da noite, ficou instável e até chegaram a cair alguns pingos de chuva. Mas o vento encarregou-se, de carregar as nuvens pra bem longe e a Lua deu, finalmente, o ar da graça. Céu limpo, o frio chegou de mansinho…
Meu pequeno, que estava correndo e pulando, desde às 16h, não aguentou até a fogueira ser acesa. Capotou no sofazinho, debaixo de um cobertor. Pingo, “entrão” como sempre, aproveitou o calorzinho:
Depois, mostro outros detalhes da arrumação e cardápio da festinha. Hoje, eu tô de ressaca! E olha, que a gente não bebe nada!

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *