Já participou?!

A promoção do post“Que cara tem sua casa?”, está dando o que falar!
Que bom! Era isso mesmo que eu queria! Aliás, nem eu imaginava que geraria burburinhos tão apaixonados, nos comentários! Também, pudera! Fui tocar no ponto nevrálgico de muitos de nós e o motivo porque “perdemos” tanto tempo, às vezes, nos encontrando( ou será: nos perdendo?!) por esse mundo virtual, à procura de imagens que nos façam sonhar, que nos animem àquela empreitada que a casa vem nos pedindo há algum tempo, procurando ideias e soluções, dividindo experiências…Tudo, só para melhorar nosso nicho! Mas, como diria a Jane, “mulher impossível“: “O tempo que você gosta de perder não é tempo perdido”!

Olha só, o que a Vivianne, do De( couer)ação, postou ontem.
Nossa! Com direito ao meu nominho e link pro blog! Fiquei nas nuvens, porque eu sei que ela não é de firular…O blog dela é a TV Cultura dos blogs de decoração! “Mãe, tô na Globo!”
Aproveita pra dar uma lidinha no que ela escreveu, há algum tempo:
Hedonismo Solidário“.Tudo a ver com o assunto!

Mas, a “mulher severino” Eliene, também se inspirou com o post e mostrou a cozinha, com direito à declaração de amor( pela casa dela!)
Aí, eu me pergunto, com o texto do Arnaldo Jabor( “Ser feliz é parecer feliz”), entalado na garganta: seria futilidade, ficarmos aqui discutindo, sobre que cor de sofá, combina melhor com a parede da sala?! Também, nem tanto, né? Felicidade, se constroi de pequenos detalhes, pequenos prazeres, e até, de nos permitirmos certas “futilidades”, vez em quando.
Sou, totalmente a favor de praticarmos o “hedonismo solidário”!
Então, vamo qui vamo, que é só até amanhã!
Agradeço, desde já, a todos que estão participando com os comentários: é gente dividindo lembranças, fazendo poesia, escrevendo com o coração…Contribuíram pra enriquecer o post!
Imagens:FFFFOUND

You may also like

3 Comentários

  1. Obrigada pela dica, Nana!
    Já fui lá e salvei o endereço.
    O tema da promoção não tem a ver, apenas, com a parte física, estética de uma casa, mas com as sensações que ela é capaz de provocar em nós. Pos isso, vale o que você sente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *